Confira triste a lista de animais recentemente extintos e chore com a gente

Publicado em 6.01.2014

Animais extintos são uma realidade que estamos bem longe de evitar. É apenas incompreensível, se não inconcebível, que seres humanos sejam responsáveis por fazer uma única espécie desaparecer completamente do planeta para sempre. No entanto, continuamos a fazer isso, ano após ano. A crise persiste; 2013 permitiu-nos concluir com segurança que nunca veremos os seguintes animais de novo.

Animais extintos em 2013

1. Leopardo-nebuloso

animais extintos em 2013 leopardo

O leopardo-nebuloso (Neofelis nebulosa brachyura) de Taiwan está provavelmente extinto. Nenhum desses animais é visto em mais de trinta anos, apesar de um esforço recente e intensivo de 13 anos para documentar um. Fizemos quase tudo o que podíamos para eliminar esse animal; destruímos seu habitat, o caçamos por sua pele e matamos outros animais que ele comia. Em resumo, o leopardo não teve chance e entrou para a lista de animais extintos.

2. Chioninia coctei

2
Esta espécie de réptil endêmica de Cabo Verde, que não é vista desde 1912, foi declarada extinta, embora um osso pertencente a um desses lagartos tenha sido encontrado em fezes de gato em 2005. No entanto, desde então, a população de gatos domésticos aumentou de forma substancial e, auxiliados por ratos e cães, provavelmente dizimaram o bichinho.

3. Macrognathus pentophthalmos

Imagem de um animal do mesmo gênero

Imagem de um animal do mesmo gênero

Esta enguia de Sri Lanka está provavelmente extinta. Ainda recentemente, em 1980, a espécie era considerada comum, e possivelmente foi dizimada por uma espécie não nativa de peixe que a predou.

4. Maçarico-esquimó

4
O Numenius borealis já foi tão abundante que seus grupos eram comparados com os de pombos em tamanho. O último maçarico-esquimó conhecido foi observado em 1963. O Canadá deve decidir se essa ave está oficialmente extinta, porque já passaram 50 anos desde que uma foi vista. Além do declínio de suas presas (gafanhotos) e da perda de habitat, cientistas pensam que a principal causa de sua extinção foi caça excessiva. O último exemplar conhecido foi baleado por um caçador em Barbados.

5. Rhinoderma rufum

5
Este ano, os cientistas concluíram que o sapo Rhinoderma rufum, endêmico do Chile, está extinto. Intimamente relacionado com Rhinoderma darwinii, só foi reconhecido como uma espécie distinta em 1975. Cinco anos depois, encontramos o último desses animais vivo. Ambas as espécies levam os girinos dentro deles, como se estivessem grávidos (como cavalos-marinhos). Com base em observações anteriores dessas espécies e pesquisas intensivas, cientistas estimam que o R. rufum se extinguiu em 1982. Eles foram cautelosos, porém, e sugerem em seu estudo que a espécie deve ser considerada criticamente em perigo (e somente possivelmente extinta).

6. Cyprinodon arcuatus

Imagem de um animal do mesmo gênero

Imagem de um animal do mesmo gênero

Esse peixe do Arizona (EUA) foi declarado extinto. O pequeno animal vivia em algumas zonas úmidas que desapareceram devido a práticas de gestão da água. A última (e única?) zona conhecida por abrigar a espécie foi alterada em uma lagoa e canal há muitos anos. Os habitats alterados foram invadidos por espécies predatórias, que por sua vez acabaram com o Cyprinodon arcuatus.

7. Macrobrachium leptodactylus

Imagem de um animal do mesmo gênero

Imagem de um animal do mesmo gênero

Um camarão de água doce (Macrobrachium leptodactylus) da Indonésia encontrado uma vez em 1888 e nunca mais visto desde então foi declarado extinto. A área onde o camarão foi descoberto tem sido fortemente desenvolvida.

8. Noturus trautmani

8
Esse pequeno bagre de Ohio (EUA) foi declarado extinto. A espécie não é encontrada desde 1957. Degradação do habitat é a provável causa de seu desaparecimento: escoamento e aumento do assoreamento dos córregos degradaram os locais que o peixe chamava de lar. Resultado: mais uma para o time dos animais extintos.

9. Epargyreus zestos oberon e Hesperia meskei pinocayo

E.

E. zestos oberon

Duas borboletas conhecidas apenas no sul da Flórida (EUA) estão provavelmente extintas. A perda e modificação de habitat são, provavelmente, as culpados pela extinção destes animais.

10. Rinoceronte-negro-ocidental

10
O Diceros bicornis longipes foi declarado extinto em 2011, mas, por alguma razão, recebeu muita atenção da imprensa no final de 2013. Outras espécies de rinoceronte também estão seriamente ameaçadas, em grande parte por causa da medicina oriental. [LAW]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

13 Comentários

  1. eiiiiiiiiiiiiii, aqui atras da minha casa tem um lago q tem esses camarões de água doce q vc disse q estão extintos, a menos q existam outros camarões de água doce parecidos com esses

    Thumb up 7
  2. Gente, calma, antes as dez espécies do que a nossa, afinal somos a única espécie racional conhecida …. Sim acho que foi uma grande pena, mas os comentários deixam claro que era melhor a nossa ir pro buraco…

    Thumb up 6
  3. “O último exemplar conhecido foi baleado por um caçador em Barbados.” (Maçarico-Esquimó). Isso só prova o quanto o ser humano é o pior lixo desse planeta.

    Thumb up 39
  4. Tomara que os adeptos da medicina oriental morram de câncer.

    Bando de ignorantes primitivos.

    Thumb up 25
  5. o camarão de água doce (Macrobrachium leptodactylus) da Indonésia foi visto uma unica vez, pelo que diz o texto,e não poderia ser então um exemplar com deformindade? em vez de uma especie diferente?

    Thumb up 14
    • na verdade não.
      pra um animal novo ser categorizado como uma nova espécie (e assim receber um nome científico) é necessário se fazer uma publicação científica internacional e, antes disso, mandar informações e exemplares suficientes dessa nova espécie para análise de especialistas.
      no caso, seja por imprudência do autor do texto em mencionar que foi visto uma única vez, dando a entender um único exemplar – que, se fosse o caso, poderia, sim, ser uma deformidade -, seja por tradução, seja por n fatores, o fato é que para também ser declarado “extinto” também por uma série de burocracias científicas que teria, por princípio, a comprovação de sua existência em algum momento e em quantidade suficiente.

      Thumb up 5
  6. Sabemos que esta é a ordem natural da natureza humana e da própria natureza corrompida pelo pecado humano (a despeito das redundâncias). No entanto, no que diz respeito à responsabilidade humana, o Criador ao nos fazer nos dotou da responsabilidade de ser Seu cooperador na manutenção da natureza e, não seu algoz. Rev. Bel. Dir. Samuel.

    Thumb up 7
  7. Amiga Natasha feliz 2014. Como comentário gostaria de dizer que não entendi por que os animais foram extintos em 2013 se já estavam extintos há mais de 50 anos. Poderias esclarecer?

    Thumb up 5

Envie um comentário

Leia o post anterior:
1
10 objetos extremos descobertos no universo

Descobertas cósmicas...

Fechar