10 Surpreendentes estatísticas do sexo

Publicado em 15.04.2009

casal

Seja o tamanho do pênis, risco de contrair o papiloma vírus ou excesso de gravidez é bom saber dos números. Veja estas estatísticas se você está, sexualmente falando, ou se está fora da escala dos gráficos.

Confira a seguir algumas descobertas surpreendentes sobre o sexo:

Por que fazemos sexo? – lógico que há uma resposta biológica bem plausível para isso. Para nos reproduzirmos. Mas, na verdade, tudo é mais profundo. O que buscamos é perpetuar nossos genes. Uma mulher russa do século XVIII tem o recorde de ter tido mais filhos – 69. Lógico, ela teve alguns gêmeos no processo – no total foram 27 vezes que ficou grávida. No entanto ela é superada por um imperador marroquino que, comprovadamente, teve 342 filhas e 525 filhos. Sua reputação era mais assustadora. Dizia-se que ele teria pelo menos 700 filhos homens, se fossem considerados os não- oficiais.

O tamanho importa? – relaxem, rapazes. O tamanho “normal” do pênis está longe de ser aqueles sugeridos pelos “filmes” que circulam por aí. A média do tamanho do pênis ereto é de 12,7 a 17,8 cm de comprimento e de 10,2 a 15,3 cm de circunferência. Mas ainda dá para aumentar o pênis, segundo cientistas. E pesquisas mostraram que elas se preocupam muito mais com a espessura do que com o comprimento do pênis de seus parceiros.

Você precisa de ajuda? – de acordo com pesquisas, 5% dos homens na faixa etária dos 40 anos, têm disfunção erétil. O número aumenta para 15% quando se trata dos cinquentões.

Quando a virgindade é perdida – a média entre os homens é de 16.4 anos. As mulheres iniciam a vida sexual um pouco mais velhas, entre 17 e 17.4 anos. A genética também tem um papel importante nessa questão – pode determinar quando a pessoa iniciará sua vida sexual por traços herdados, como impulsividade.

Você tem um sofá confortável? – 12% dos adultos estadunidenses casados dizem que dormem sozinhos.

Você tem orgasmos sempre? – enquanto 75% dos homens diz chegar ao orgasmo cada vez que faz sexo, apenas 29% das mulheres afirmam o mesmo. Além disso, a maioria das mulheres não consegue ter orgasmo durante a penetração vaginal – precisa de estímulos no clitóris.

Você tem “amigos que transam”? – dois terços dos estudantes universitários declaram ter tido o tipo de relação chamada “amigos com benefícios”. Ou seja, dois amigos que fazem sexo sem compromisso quando dá na telha – isso, teoricamente, sem prejudicar a amizade.

Quantos parceiros sexuais você já teve? – Qual é seu número? Mulheres tem uma média de seis parceiros durante toda a sua vida. Para os homens, o número é sete.

Você tirou a licença maternidade? – Dois terços das mulheres estadunidenses que tiveram seus bebês entre 2001 e 2003, trabalharam durante a gravidez. 80% dessas mulheres trabalhou mesmo durante o mês que antecedeu o parto. Em 1965 esse número foi de 35%.

Você está infectado? – Pelo menos metade dos homens e mulheres sexualmente ativos irão contrair ou já contraíram uma doença sexualmente transmissível. [Live Science]

Autor: Alessandra Nogueira

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

4 Comentários

  1. bom a estatistica está muiiiiiiiiiiiiiiiiito errada em 2 partes de dizer ke a mulherada na maior parte começa sua vida sexual na media dos 17,ñ sei no resto do mundo mas aki onde moro elas começam aos 12,13 anos em relação ao numero de parceiros bom ai o negocio na minha cidade se perde de vez em comparação ao resto do mundo ke são de 6 a vida toda aki a grande maioria acredito em torno duns 90 PORCENTO já perderam a conta ou ñ lembra a metade do rosto dos parceiros kkkkkkkkkkkkkkk

    Thumb up 0
  2. Interessante…
    Eu acho que o sexo vai muito além do ato de prazer e da reprodução….

    Parabéns á toda equipe! :)

    Thumb up 21

Envie um comentário