20 Exuberantes maravilhas naturais do mundo

Publicado em 15.12.2011

Todos nós crescemos aprendendo sobre as 7 Maravilhas do Mundo (Jardins suspensos da Babilônia; Pirâmides de Gizé; Estátua de Zeus; Templo de Ártemis; Mausoléu de Halicarnasso; Colosso de Rodes e Farol de Alexandria), até que, recentemente, elas mudaram para as seguintes 7 Maravilhas do Mundo Moderno: Muralha da China, Petra, Cristo Redentor, Machu Picchu, Chichén Itzá, Coliseu e Taj Mahal.

Essa nova lista foi anunciada depois de mais de 100 milhões de votos do público, que escolheram seus 7 locais maravilhosos preferidos.

Mais tarde em 2011, uma outra campanha pelas 7 Maravilhas Naturais do Mundo foi lançada e os novos 7 vencedores (também substitutos de uma lista antiga) dos 28 candidatos foram o rio Amazonas, baía de Halong, Cataratas do Iguaçu, Ilha Jeju, Ilha de Komodo, Rio Subterrâneo de Puerto Princesa e Montanha da Mesa. Conheça outros 20 lugares que não entraram para a lista, mas que também são incríveis:

1 – Cataratas Angel, Venezuela

A uma altura de 979 metros, as Cataratas Angel são as maiores cachoeiras do mundo. Situadas no Parque Nacional Canaima, na Venezuela, as Cataratas são Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1994.

A cachoeira cai sobre a borda do Monte Auyantepui no rio Korep quase um quilômetro abaixo. Esta cachoeira espetacular foi nomeada em homenagem a Jimmie Angel, primeiro piloto americano a voar sobre as quedas. O acesso ao local é difícil, mas é um forte ponto turístico. Viagens para as quedas só podem ser feitas durante a estação chuvosa, quando há água suficiente para levar os barcos rio acima e obter um vislumbre da cachoeira mágica.

2 – Floresta Negra, Alemanha

A Floresta Negra fica no sudoeste da Alemanha. Foi nomeada pelos romanos, por causa do crescimento das árvores densas que bloqueiam a luz do sol quase completamente no local. A floresta é composta principalmente de abetos e pinheiros, que eram necessários para a madeira e resultaram em devastação em 1999, destruindo hectares de floresta e reduzindo muito seu tamanho.

Lá também é a única casa de Lumbricus badensis, que é uma espécie de verme gigante. A Floresta Negra é o lar de muitas pequenas cidades e aldeias a partir das quais produtos como “presunto da floresta negra” e “bolo floresta negra” se originaram.

3 – Ilhas de Bu-Tinah, Emirados Árabes

Bu-Tinah fica nas águas de Abu Dhabi e é protegida como reserva privada. É um pequeno grupo ilhas entre extensos recifes de coral e leitos de algas marinhas.

É reconhecida como reserva da biosfera marinha pela UNESCO e está fora dos limites para visitantes. Abriga 16 espécies de coral e possui alta significância para a pesquisa sobre a mudança climática, já que os corais, que geralmente vivem em águas com temperatura entre 23° C e 28° C, lá prosperam em águas que podem chegar a até 35° C. As ilhas também são o lar de uma grande variedade de vida selvagem, incluindo tartarugas-de-pente e dugongos.

4 – Encostas de Moher, Irlanda

As Encostas de Moher estão localizadas no condado de Clare, na Irlanda. Elas variam de uma altura de 120 metros para 214 metros. Mais de um milhão de turistas visitam as falésias por causa da vista excepcional que elas fornecem.

As falésias são o lar de uma variedade de animais, incluindo 30 mil aves. Além da vida selvagem e dos turistas, as falésias são destaque em vários filmes, incluindo “Casa Comigo?”, “A Princesa Prometida”, “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”, e outros.

5 – Mar Morto, Israel, Jordânia e Palestina

O Mar Morto é um trecho de água com cerca de 67 quilômetros de comprimento e 18 quilômetros de largura. É um lago hiper salino 8,6 vezes mais salgado que os oceanos, com uma saturação de sal de 33,7%.

O Mar Morto e sua costa envolvente são também as menores elevações da superfície da Terra, a 423 metros abaixo do nível do mar. Também é o mais profundo lago hiper salino na terra, com uma profundidade de 377 metros.

O Mar Morto recebeu seu nome já que nenhuma vida marinha ou animal pode florescer ou sobreviver em tais condições extremas. A lama do fundo do Mar Morto é cheia de minerais e nutrientes, usados comumente em spas e resorts. A maior razão pela qual os turistas se banham no Mar Morto, porém, é que a alta densidade da água (2,24 kg/L) permite que uma pessoa flutue na superfície.

6 – El Yunque, Porto Rico

O Parque Florestal Nacional El Yunque fica no lado nordeste de Porto Rico e é a única floresta tropical no Sistema Florestal Nacional dos Estados Unidos. A floresta está situada nas encostas da Serra de Luquillo e cobre uma área 113,3 quilômetros quadrados.

A floresta tem flora e fauna diversificadas, incluindo até 23 espécies de plantas que são endêmicas da região. Devido à localização da floresta, logo abaixo do trópico de câncer, lá não há estações do ano especificadas e geralmente chove muito.

7 – Galápagos, Equador

As Ilhas Galápagos são uma série de pequenas ilhas vulcânicas no Oceano Pacífico, cerca de 972 quilômetros a oeste do Equador, e formam um parque nacional e reserva biológica marinha.

Há 18 ilhas principais nesta formação geológica relativamente nova e famosa por sua fauna diversificada e conexões com a teoria da evolução de Charles Darwin. Em 1957, 97,5% de Galápagos foram declarados parque nacional e em 1986, 70.000 quilômetros quadrados de oceano em torno das ilhas foram declarados reserva marinha. O local também é patrimônio mundial pela UNESCO.

8 – Grand Canyon, EUA

O Grand Canyon fica no Arizona, EUA. Acredita-se que o rio Colorado cortou seu caminho através do candidato a cânion 17 milhões de anos atrás, e desde então foi corroendo-o ao seu estado atual.

O local tem 446 quilômetros de comprimento, até 29 quilômetros de largura e aproximadamente 1,8 quilômetros de profundidade. Através dos anos de erosão, quase 2 bilhões de anos de história da Terra foram expostas nas camadas de rocha.

A primeira evidência da atividade humana no cânion é de até 3.000 anos. Os americanos nativos habitaram o Grand Canyon durante séculos, e alguns ainda residem lá. O local é uma
atração turística que recebe cerca de 5 milhões de pessoas a cada ano. O Grand Canyon fazia parte da lista antiga de Maravilhas Naturais.

9 – Grande Barreira de Corais, Austrália

Esse lugar também já foi uma das Maravilhas Naturais do Mundo: é o maior sistema de recifes da Terra e abrange 344.400 quilômetros quadrados com quase 3.000 recifes e 900 ilhas.

O recife é um patrimônio protegido do mundo e um dos locais mais prósperos e diversificados ecologicamente. A Grande Barreira de Corais é também a maior estrutura construída por organismos vivos no mundo e pode ser vista do espaço. Este recife magnífico é lar de mais de 30 espécies de baleias, golfinhos e botos, 6 espécies de tartarugas marinhas e 1.500 espécies de peixes.

10 – Gruta Jeita, Líbano

A Gruta Jeita é na verdade dois grandes sistemas de cavernas interconectadas que se estendem por mais de nove quilômetros. As cavernas surpreendentes estão localizadas apenas a 18 quilômetros da capital libanesa, Beirute.

Os dois sistemas formam uma caverna inferior que só é acessível por barco através de um sistema de rio subterrâneo. Ela fornece água potável a mais de um milhão de pessoas. A outra caverna, a superior, forma grandes câmaras e contêm a maior estalactite do mundo.

Uma multidão de evidências sugere que as cavernas foram usadas como abrigo por seres humanos há milhares de anos, muito antes de sua redescoberta em 1836.

11 – Monte Kilimanjaro, Tanzânia

Monte Kilimanjaro é a montanha mais alta da África e está localizada no Parque Nacional de Kilimanjaro, na Tanzânia. É na verdade um vulcão com três cones distintos chamados Kibo, Mawenzi e Shira – Kibo sendo o maior dos três.

Mesmo que o grande vulcão esteja localizado perto do equador, tem exuberantes florestas tropicais e subtropicais, savanas e campos ao seu redor, e recebe até 2.000 milímetros de chuva por ano, além de neve, devido à sua altura enorme de 5.895 metros.

Após a execução de testes em amostras de neve do cume, foi determinado que a neve da base tem mais de 11.000 anos de idade. Os dois menores cones vulcânicos estão extintos, mas Kibo, o maior, é apenas adormecido e pode entrar em erupção novamente no futuro.

12 – lhas das Maldivas, Maldivas

Maldivas é uma série de 26 atóis naturais (ilhas de coral que circundam uma lagoa), situada no Oceano Índico, cerca de 400 quilômetros a sudoeste da Índia. Cada atol consiste de ilhas menores e recifes de coral (no caso das Maldivas, 1.130 ilhas menores, dos quais apenas cerca de 200 são habitadas).

As Maldivas são conhecidas por sua grande variedade de corais coloridos e é o lar de mais de 300 espécies de peixes tropicais. Sete novas espécies de peixes foram descobertas há pouco tempo lá. Infelizmente, em 1998, o aumento da temperatura da água provocada pelo fenômeno El Niño matou dois terços da população de corais, mas em 2004 o homem conseguiu acelerar o crescimento dos corais e sua reabilitação.

13 – Distrito dos Lagos Masuriano, Polônia

O Distrito dos Lagos Masuriano fica ao nordeste da Polônia. Tem mais de 2.000 lagos espalhados por 52.000 quilômetros quadrados. A maioria dos lagos é interligada por rios que formam um sistema grande e extenso de cursos d’água.

Todo o distrito foi moldado pela Idade do Gelo do Pleistoceno e é agora um destino turístico muito popular, que oferece oportunidades fantásticas de passeios de barco, pesca, caminhadas, ciclismo e canoagem. Toda a área possui 11 reservas naturais, com uma grande variedade de vida selvagem. A área tem um clima temperado, com verões quentes e invernos frios, durante o qual os lagos congelam.

14 – Matterhorn, Itália e Suíça

O Matterhorn é uma montanha na fronteira entre a Itália e a Suíça. A montanha constitui um dos mais altos picos nos Alpes e tem quatro lados muito íngremes, apontando na direção de uma bússola, formando uma pirâmide no topo.

O Matterhorn inspirou medo em alpinistas durante anos e foi uma das últimas montanhas alpinas a ser conquistada. Foi escalado pela primeira vez em julho de 1865 por sete alpinistas do lado suíço, no entanto, dois dos alpinistas morreram na descida. Apenas três dias depois, a montanha foi escalada mais uma vez, por Jean-Antoine Carrel e Jean Baptiste Bich, que se tornaram os primeiros a chegar ao cume a partir do lado italiano.

15 – Milford Sound, Nova Zelândia

Mlford Sound é um fiorde (uma grande entrada do mar em volta de altas montanhas rochosas) que fica no lado sudoeste da Nova Zelândia. É também uma reserva marinha, patrimônio mundial e um dos destinos turísticos mais populares na Nova Zelândia.

Milford Sound está completamente cercado por altas paredes rochosas íngremes e falésias. Muitos dos penhascos e picos ao redor do fiorde foram nomeados de acordo com sua aparência, por exemplo, O Elefante, que atinge 1.517 metros de altura e se assemelha a uma cabeça de elefante.

Milford Sound é também a área mais chuvosa habitada na Nova Zelândia. As águas abaixo estão repletas de golfinhos, pinguins e focas. Há duas magníficas cachoeiras permanentes jorrando pelos penhascos, mas quando chove, centenas de cachoeiras temporárias se formam.

16 – Vulcões de Lama, Azerbaijão

Os vulcões de lama são basicamente formados quando depósitos de lama subterrâneos são forçados à superfície, expelindo gases e misturas lamacentas. Dos 700 vulcões de lama conhecidos em todo o mundo, mais de 400 podem ser encontrados no Azerbaijão, ao longo da costa dos países do Mar Cáspio.

Todos os vulcões de lama são alimentados por um lago de lama gigante subterrâneo. 86% de todo o gás liberado é metano, o que causou uma grande celeuma em 2001, quando um vulcão “vomitou” fogo até 15 metros no ar. Estima-se que cada vulcão de lama deve ter pelo menos uma grande erupção a cada 20 anos. Enquanto isso, eles proporcionam banhos de lama nutricionais para turistas.

17 – Sundarbans, Índia e Bangladesh

Os Sundarbans formam os maiores manguezais salinos do mundo e seu nome significa “bela selva” ou “bela floresta.” O mangue é formado por três rios chamados Padma, Brahmaputra e Meghna. Os Sundarbans cobrem cerca de 10.000 quilômetros quadrados em conjunto com florestas de água doce e manguezais mais perto da costa.

Graças aos cursos de água interligados, quase todas as partes do manguezal são acessíveis por barco. O mangue é o lar de crocodilos, veados, cobras, centenas de variedades de pássaros e diversas espécies ameaçadas de extinção, como tigres de Bengala, tartarugas oliva, tartarugas-de-pente e até mesmo o criticamente ameaçado rinoceronte de Java.

18 – Uluru, Austrália

Uluru é o nome dado a uma enorme formação de areia ligeiramente a sul do centro da Austrália. Uluru é um local sagrado para os aborígenes australianos, cuja antiga arte rupestre pode ser encontrada em uma variedade de cavernas.

Uluru fica 348 metros acima do solo e tem uma circunferência de 9,4 quilômetros, mas a maior parte é enterrada sob o solo. Acredita-se que Uluru é um pequeno remanescente de grandes cadeias de montanhas. O monte dispõe também de vários córregos, nascentes e furos de água, é uma atração turística popular e leva-se cerca de uma hora para subi-lo.

19 – Vesúvio, Itália

Monte Vesúvio é um vulcão bem conhecido da Itália, cerca de 9 quilômetros de distância de Nápoles. É uma grande montanha que tem apenas um cone, que está cercado pela borda de uma cratera que desabou na montanha original que era muito maior, chamada Monte Somma.

Vesúvio entrou em erupção cerca de 30 vezes nos últimos 2.000 anos. Sua erupção mais notável ocorreu em 79 d.C., a famosa erupção que engoliu Pompéia, uma cidade perto de Nápoles, enterrando-a sob cinzas. Depois de sua redescoberta em 1794, Pompéia tornou-se uma atração turística muito popular e é considerada um patrimônio mundial. A última erupção do Vesúvio foi em 1944, mas nenhuma das erupções seguintes foi tão destrutiva. Hoje, a área ao redor da montanha é considerada um parque nacional.

20 – Yushan, Taiwan

Yushan é o ponto mais alto da cordilheira Yushan e também a montanha mais alta no sudeste da Ásia. O cume da montanha fica 3.952 metros acima do nível do mar e continua cerca de 4.000 metros abaixo do nível do mar, ao fundo do oceano.

Durante o inverno, a montanha está coberta de geada. Durante o verão, coníferas exuberantes cobrem a base da montanha. Lá prosperam cerca de 140 espécies de aves, 28 espécies de mamíferos, 17 espécies de répteis e mais de 186 espécies de borboletas.[Listverse]

Bônus: Fernando de Noronha – PE – Brasil

O arquipélago de Fernando de Noronha é um conjunto de ilhas que formam o topo de um vulcão inativo que tem sua base a 4km de profundidade. É o destino favorito dos mergulhadores brasileiros.

O arquipélago fica a cerca de 345km do cabo de São Roque no estado do Rio Grande do Norte, e 545km de Recife, em Pernambuco.

Quem visita Noronha chega a pensar que foi onde o termo “praia paradisíaca” foi cunhado. São as mais belas praias de todo o Brasil. Lá você nunca encontra a praia abarrotada de gente por causa dos esforços de preservação, muitas vezes é possível contar nos dedos as pessoas na areia e na água. Caso esteja interessado em visitar não deixe de ler estas dicas sobre a ilha.

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

51 Comentários

  1. Boa matéria, excelentes fotos.Deveria haver um pouco mais de exatidão no texto, a DENSIDADE da água, no Mar Morto, vale 1,24, não 2,24kg/l.

    Thumb up 2
  2. MARAVILHAS E EXCELÊNCIA DA CRIAÇÃO DE DEUS.
    O HOMEM AGRADECE.
    HÁ QUEM DUVIDE DE UMA CRIAÇÃO TÃO DIVINA E ESPANTOSAMENTE EXUBERANTE AOS OLHOS??
    E……. SE FOSSE POSTADO TODAS AS MARAVILHAS???
    O REDATOR FICARIA HORAS E HORAS NESTA TELINHA,

    PARABÉNS AO(S) AUTOR(ES)

    Thumb up 4
  3. Faltou também a Vila Velha – Ponta Grossa – Pr, pouco conhecida, mas quem conhece não se arrepende!

    Thumb up 5
  4. Listas como essa nunca conseguirão mostrar todas as belezas do mundo… Nosso planeta é magnifíco!

    Thumb up 20
  5. As cachoeiras de Pirenópolis em Goiás são mais bonitas que muitas dessas paisagens.

    Thumb up 3
  6. Que seleção “EXTRA-ORDINÁRIA”. É lógico que não cabe nesta seleção os cenários “TORPES” e “DISFORMES” da nossa “POBRE” e “INSIGNIFICANTE” natureza – MAIOR DO MUNDO.

    - A exuberância do Pantanal;
    - O delta de Parnaíba;
    - Os Lenções Maranhense;
    - Minas Gerais – um encanto
    - Chapada Diamantina – Caverna Poço Encantado
    - Gruta do Lago Azul – Bonito – MS
    - Buraco das Araras – Goiás
    - Rio de janeiro – Dispensa comentários
    - As praias Cearenses;
    - FERNANDO DE NORONHA (BONUS É MEU P.)
    - Entre milhares…

    CONFORME NO INÍCIO DO ARTIGO, A AMAZONAS E AS CATARATAS NÃO ESTÃO NA RELAÇÃO PORQUE FORAM A PRIMEIRA E A TERCEIRA COLOCADAS, respectivamente, NA N7W. Confiram…

    No dia 11/11/2011, em Zurique, com base na primeira contagem de resultado de votos para N7W (New 7 Wonders of Nature – SETE MARAVILHAS DA NATUREZA)

    1º LUGAR: AMAZONAS
    2º LUGAR: HALON BAY – localizado na província de Quang Ninh, no Vietnã.
    3º LUGAR: CATARATAS DO IGUAÇU, no Rio Iguaçu, são uma das maiores cachoeiras do mundo. Estendem-se mais de 2.700 m (cerca de 2 milhas) de uma forma semi-circular. Das 275 quedas que formam a Foz do Iguaçu, “Garganta do Diabo” é o mais alto em 80 m de altura. Cataratas do Iguaçu estão na fronteira entre o estado brasileiro do Paraná ea província argentina de Misiones, e estão rodeados por dois Parques Nacionais (BR / ARG). Ambos são florestas subtropicais que são anfitrião de centenas de espécies raras e ameaçadas da flora e da fauna
    -

    Thumb up 6
    • Ooo… Não teria espaço na página pra tantos lugares lindos do Brasil e do Mundo. O vale das Almas, Ìndia, não apareceu também.

      Thumb up 9
    • SO se for vc que acha isso.

      Thumb up 1
    • eu mais sete pessoas.

      Thumb up 0
  7. Realmente é tudo lindo e maravilhoso, tudo feito por uma poderosa chamada “Deus”, pena que alguns duvidem que ele existe.

    Thumb up 19
    • uma poderosa? Deusa wicca??

      Thumb up 4
  8. Sinta o poder de um lugar assim tão exuberante para saber qual o seu lugar no mundo.

    Thumb up 13
  9. É possível escolher alguma? A vida humana não é nem de longe tempo suficiente pra conhecer todas as maravilhas desse Planeta. As ilhas das Maldivas foram as que mais olhei, singularmente, mas todas são tirar o fôlego. Lembro duma frase de uma marca de caderno:

    “A nossa Terra, um único ponto no espaço, com infinitos pontos de vista”.

    Thumb up 22
  10. Todos sao lindas mas cade o Costeira do Giants Causeway na Irlanda do Norte que e cem vezes mais bonita do que as Encostas de Moher na Irlanda do Sul. Nao entendo porque o Giants Causeway nao foi incluido porque e o lugar mais visitado por turistas na Irlanda e um dos mais conhecidos e populares na Europa. Vem ver por si mesmo e seja encantada pela beleza do Gaints Causeway

    Thumb up 1
  11. Todas muito bonitas, sem dúvida alguma. No entanto, fiquei surpreso de não ver nem as Cataratas do Iguaçu nem Guilin.

    Thumb up 14
  12. Essas maravilhas sao para quem nao cre que existe um criador do ceu e da terra…Jeová Deus

    Thumb up 5
    • O belo é só uma interpretação do nosso célebro sobre determinadas coisas. ou seja, é maravilhoso porque vemos assim e não porque foi feito pra ser maravilhoso.

      Thumb up 1
    • Deixaria as outras paisagens do mundo em total desvantagem. Porisso a lista os colocou primeiro.

      Thumb up 7
    • Acho legal colocar locais não tão conhecidos assim, cataratas do Iguaçu td brasileiro conhece…lindos lugares!!!!!

      Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
butterfly-effect-02
O Efeito Borboleta realmente existe?

Uma teoria física, f...

Fechar