15 estranhas criaturas pré-históricas

Publicado em 9.10.2009

Hoje em dia existem várias criaturas estranhas (e filhotes esquisitos também), mas o que poucas pessoas sabem é quão bizarros os animais eram antigamente. Confira a nossa lista de quinze estranhos animais pré-históricos, desde dinossauros até peixes. Todos eles são desconhecidos pelo homem moderno, e todos são tão bizarros que a lista não está colocada em nenhuma ordem específica.

15. Dinotério

dinossauro estranho

Este animal era uma espécie de elefante pré-histórico e podia chegar a até 4,5 metros de altura. Ele é considerado um dos maiores mamíferos que já habitaram a terra. Além do seu assustador tamanho, eles tinham presas na parte de baixo da face, que provavelmente eram utilizadas para revirar o solo atrás de raízes e vegetais para sua alimentação.

14. Therizinossauro

dinossauro estranho

Esta família de estranhos terópodes tinha longos pescoços e grandes garras de foice. Diferentemente de outros terópodes, eles eram primordialmente herbívoros, e acredita-se que alguns tinham penas. Estes animais são conhecidos apenas por poucos fósseis, mas eles são famosos pelas garras, que podiam chegar a um metro de comprimento. Se quiser saber mais sobre eles veja este nosso outro artigo aqui.

13. Epidexipteryx

dinossauro estranho

Este estranho dinossauro, semelhante a um pássaro, revela uma interessante parte da evolução destes animais. Ele não tinha penas para voo, e apenas apresentava quatro longas penas no rabo. Este animal viveu na China há aproximadamente 152 milhões de anos, e mostra evidências que as penas evoluíram milhões de anos antes dos pássaros desenvolverem o voo. O Epidexipteryx tinha o tamanho de um pombo, aproximadamente.

12. Epidendrosaurus

dinossauro estranho

Este outro dinossauro, que também era semelhante a um pássaro, pertencia à mesma família que o Epidexipteryx. Ele foi o primeiro dinossauro conhecido a se adaptar à vida em árvores, um importante momento na evolução dos pássaros. Uma de suas características mais bizarras era a presença de um terceiro dedo, muito mais comprido que os outros. Acredita-se que ele utilizava isto para procurar insetos em buracos.

11. Microraptor

dinossauro estranho

Mais um dos dinossauros-pássaro, este é um dos mais bizarros: o Microraptor tinha quatro asas e um rabo com penas, mas não podia voar. Acredita-se que ele planava, como um esquilo voador. Cientistas acreditam que esta espécie é o mais recente ancestral comum entre pássaros e dinossauros, e que a sua habilidade para planar eventualmente se transformou no voo dos pássaros.

10. Longisquama

dinossauro estranho

Esta curiosa criatura viveu durante o período jurássico. O Longisquama era um animal pequeno, semelhante a um lagarto, e acredita-se que ele tinha longas penas nas costas. Por este motivo, alguns cientistas acreditam que os pássaros podem não ter evoluído a partir de terópodes, e sim de animais deste tipo.

9. Tanystropheus

dinossauro estranho

Este enorme réptil tinha aproximadamente seis metros de comprimento, e três metros eram apenas do seu pescoço. Acredita-se que esses animais eram ao menos semi-aquáticos, e que a sua alimentação era a base de peixes, pois os fósseis da espécie foram encontrados em locais próximos à água.

8. Sharovipteryx

dinossauro estranho

Este outro réptil se movia de modo semelhante ao Microraptor, mas tinha duas “asas” nas patas traseiras e duas pequenas “asas” nas da frente. Essas “asas” podem ter sido usadas para que o animal pulasse no chão.

7. Nictossauro

dinossauro estranho

Este gênero de pterossauros é o único que não tem garras nas asas. Esta espécie foi descoberta em 2003, e tinha um enorme chifre, semelhante a uma crista.

6. Pterodaustro

dinossauro estranho

Este pterossauro tinha dentes bastante incomuns, semelhantes às barbas de baleias. placas flexíveis de queratina utilizadas pelas baleias para se alimentarem a partir da filtragem da água. Os cientistas acreditam que o Pterodaustro se alimentava de modo semelhante aos flamingos, que adquirem sua cor rosada a partir da água. Por este motivo, acredita-se que o dinossauro também tinha esta cor.

5. Dunkleosteus terreli

dinossauro estranho

Este peixe foi uma das criaturas mais assustadoras a habitar o oceano. Ele chegava a ter quase dez metros de comprimento, e tinha uma face bastante sólida. Acredita-se que este peixe tinha uma das mordidas mais fortes de todos os animais, e ele utilizava a sua boca em forma de bico para devorar suas presas.

4. Stethacanthus

dinossauro estranho

Os tubarões existem há mais de 400 milhões de anos, e, de acordo com registros fósseis, sofreram poucas modificações durante todo este tempo. Mesmo assim, existem alguns animais diferentes no meio, como o Stethacanthus, que tinha uma nadadeira dorsal no formato de bigorna, com pequenos espinhos. Um crescimento estranho, similar à nadadeira, também era presente na sua cabeça.

3. Helicoprion

dinossauro estranho

Inicialmente os cientistas acreditavam que este animal era um amonite. espécie de moluscos. devido à sua concha circular. Entretanto, exames revelaram que o que se acreditava ser uma concha era, na realidade, um conjunto de dentes em espiral.

O tubarão Ornithoprion tem dentes deste tipo na mandíbula inferior, mas os cientistas ainda não têm certeza da exata localização dos dentes do Helicoprion. Ao colocar os dentes na mesma posição que do outro tubarão, o Helicoprion ficaria mais lento, levando os cientistas a acreditar que os dentes ficassem dentro da boca do animal.

2. Deinocheirus

dinossauro estranho

O único fóssil conhecido deste dinossauro é um par de braços de quase 2,5 metros. o que pode significar duas coisas: ou o Deinocheirus era enorme, chegando a quase 12 metros, ou ele simplesmente tinha braços enormes para o tamanho do seu corpo. Existe muito debate sobre o uso dos braços deste animal: alguns cientistas acreditam que eram utilizados para atacar outros dinossauros, enquanto outros acreditam que eram apenas uma arma de defesa, não de ataque. Alguns especialistas chegam a crer que o animal usava os braços para escalar em árvores, mas a falta de corpo do fóssil deixa muitas perguntas sem respostas.

1. Amphicoelias fragillimus

dinossauro estranho

O único fóssil encontrado deste animal é um único fragmento da vértebra do animal. Esta vértebra tem 1,5 metro, mas estima-se que ele pudesse ter até 2,5 metros se estivesse intacta. Compare isso com a sua vértebra. Pois é: cientistas acreditam que o animal pudesse ter quase 60 metros de comprimento, o que faria com que ele fosse o animal mais longo a caminhar sobre a Terra. Infelizmente, nenhum outro fragmento do seu corpo foi encontrado para comprovar esta teoria.

[Fonte: Listverse]

Autor: Sergio de Souza

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

41 Comentários

  1. Boa demais a matéria. Mas quem fez a imagem do Deinocheirus mostrando a língua tava querendo fazer um pokemóm mesmo.
    Quando ao Helicoprion aquela barbicha de dentes nao tem função alguma, só se ele quiser ranhar a presa fazendo cafuné.
    Mas agora é serio, matéria muito boa.

    Thumb up 3
  2. A unica coisa bizarra aqui são os comentários..
    Cheio de anatomistas aqui que não sabem nada de anatomia ou evolucionismo, mas pensam que entendem do assunto.

    O outro lá em baixo com os papos criacionistas dizendo que a forma humana é “perfeita e harmonica”.. quase tive um troço quando li!

    Outro alegando que são “bizarros” demais para serem reais.. outro que alega que cientistas sérios não fariam isso!! huahuaauha

    Primeiro de tudo: qual a base para se definir o que é “bonitinho” e o que é “feio” em biologia?

    Se pararmos para analisar, existem peixes que vivem em fossas abissais que são extremamente bizarros, tanto quanto os animais mostrados na materia dos quais NÃO são obras de ficção.. são simplesmente desconhecidos pela maioria das pessoas e elas não estão acostumadas com essas formas…

    Devem ter a ciencia de que somente resta 1% de toda biodiversidade que um dia existiu, e de tudo que é extinto, somente 2% se fossiliza e desse 2%, somente 2% é encontrado pelos paleontologos…
    E não somos mais evoluidos que ninguém.. esse conceito é terrivelmente errado! Não passamos de mais um organismo com um ancestral comum entre todos os demais vertebrados! Se mandar um ser humano pra Antartica, este não vai sobreviver, exceto pelo auxilio de equipamentos devido não ter adaptação praquele tipo de ambiente.. mas o urso polar é adaptado aquele ambiente e além disso, preda o ser humano!!
    Bom.. não vou mai falar, porque é um assunto amplo..
    Indico 2 livros:

    Invertebrados, 2007 – Brusca e Brusca

    A Vida dos Vertebrados, ed. 4 – Pough

    Thumb up 36
  3. nossa a maioria das criatoras que vivem na terra são pré-históricas,por que são todas evoluidas dos seres antigos,mais como pode ser essa ordem de seres, os grandes como os dinossauros virem antes e os animais pequenos de agora virem de pois

    Thumb up 5
  4. a maioria parecem pokemons ou digimons,me interesso mto pelos seres vivos desconhecidos e pré-históricos (so facinado por criptozoologia).

    Thumb up 2
  5. vamos…ah…baleia azul…maior animal vivo…wikipedia…a maior registrada tinha 33 metros…fragillimus 60 metros OMFG pensa bem, esse bicho era a o dobro do tamanho da nossa atual baleia azul…ele tbm era bem mais leve que a baleia azul por incrivel que pareça =) achei falta do megalodon nessa matéria ^^

    Thumb up 7
  6. Tenho um comentário triplo:
    1: O Sharopterix não ia voar,ele iria desequilibrar e cair…
    2: Essa crista do Nictossauro tá estranha,pra mim tinha uma membrana de pele…
    3: Que coisa é essa na boca do Helicoprion? Não vai me dizer que são os dentes dele…

    Thumb up 10
  7. isto são criaturas pré-historicas? para mim isso é pura mentira e só engana as pessoas tolas. é claro que os dinossauros não existiram! dooooooooooooooooool

    Thumb up 5
  8. adorei ver as 15 criatura pre historicas mais interessantes que eu ja vi……………………………………………………………….

    Thumb up 11
  9. Sempre senti muito interesse por artigos referentes a seres pré-históricos mas essa série de desenhos parece tão bizarra que acredito não ser fruto de uma pesquisa séria mas de fantasia, sendo seu objetivo maior o de chocar, criar sensacionalismo. A natureza é simples e direta e os vitoriosos seres com os quais convivemos na atualidade, desde os unicelulares até os animais mais evoluidos, são uma prova disto e a harmonia de suas formas está acima de qualquer delírio fantasista, veja a caprichosa anatomia humana, tanto macho como fêmea, têm formas perfeitamente ajustadas para reinar sobre todos os outros seres do planeta e a anatomia estranha e pouco funcional daqueles seres retratados não lhes daria mesmo chance nenhuma de sobreviver, caso tais aberrações tivessem realmente existido.

    Thumb up 3
  10. Pra Fátima:

    Bah, “acreditam” ou “julgam que o mais provável” dá tudo no mesmo;

    Seria a mesma coisa de não chamar de aidético mas soropositivo ou dizer pra algum leproso que ele tem “ranceníase”…

    Thumb up 10
  11. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa,me surpiendi mas ja conhecia o microraptor ms as outas 14

    Thumb up 8
  12. Desde criança sempre tive fascínio pelo mundo antigo, além é claro, de muitas curiosidades arqueológicas. Hoje busco informações em sites, documentários e filmes, que deixam-me cada vez mais fascinada por estes seres incríveis que um dia habitaram a Terra. Recomendo a todos assistirem o volume 3 da série Caminhando com dinossauros – O monstro marinho – com o biólogo Nigel Marvin. É como uma verdadeira viagem SURREAL ao passado. Neste vídeo Nigel dá de comer a um enorme Dunkleosteus entre muitos outros encontros fantásticos.

    Parabéns pelas imagens!

    Thumb up 9
  13. A idéia de levantar vôo batendo os pés ainda me intriga e fascina ao mesmo tempo.

    Thumb up 7
  14. POKEBOLA VAI!!!!

    Excelente artigo!

    É fascinate saber sobre esses animais.Sempre fui vidrado por animais pré-históricos desde menino.Esses fósseis demonstram que a terra a milhões de anos atrás eram um verdadeiro laboratório da natureza,cheio de criaturas tão fascinates quanto fantásticas

    Muito bom.

    Thumb up 4
  15. Vocês acham esses seres sinistros? Espera eu postar a foto da minha sogra aqui….o site cai de tanto acesso.

    Thumb up 8
  16. Criaturas extremamente especializadas como estas acima, não teriam chances se houvessem alterações repentinas.

    Talves, ainda haja algum desses especimes marinhos, em locais fundos ainda não explorados pelo homem, afinal de contas, por não ser tão sussetivel ao clima, o fundo do mar é praticamente o mesmo desde periodos antigos.

    Torço pelo 5º colocado.

    Thumb up 8
  17. Achei legal,embora nao seja de minha seara.Espero receber mais informações.Espero também receber novidades nas areas de FÍSICA e ENGENHARIA.

    Thumb up 4
  18. O Stethacanthus provavelmente possuia a uma variação do que hoje pode ser visto nos tubarões do tipo “martelo”. É possível que sejam receptores e emissores de sinais elétricos, para que ele pudesse captar as vibrações emitidas pelas suas presas. Abs.

    Thumb up 5
  19. É muito interesante eu li 2 vezes e vi as fotografias mais de 3 vezes gostei muito e acho que pessoas deveriam ver e se interesar sobre esse assunto,amei….THAUU….

    Thumb up 2
  20. É curioso utilizarem o verbo acreditar, neste texto, com tanta frequência. Quando se acredita em algo, não se coloca outra hipótese porque crenças são algo de relativamente fixo. No campo científico quando não existem provas indiscutíveis, não podem haver crenças, mas sim hipóteses, baseadas nos conhecimentos existentes na altura e que, obviamente, estão sempre sujeitas a alteração.

    É esse o caso de todos estes exemplos. Por isso, acho que a palavra “acreditam” devia ser substituído por “julgam que o mais provável é …”.

    Thumb up 4
  21. Muito bom e interessante o artigo.
    Poderia ter mas dados sobre as fontes de descoberta, como datas, cientistas descobridores, e museus onde se encontram.
    Cordialmente,
    César Westin

    Thumb up 2
  22. Ate onde se sabe exatamente sobre o Deinocheirus:

    O Deinocheirus (“garra terrível”) era um dinossauro Terópoda que viveu no que é hoje o sul da Mongólia, durante o Período cretáceo. Seus braços e mãos de três dedos têm quase 2,40 metros de comprimento. A característica mais impressionante é o tamanho do espécime. O osso de seu braço(úmero)tem cerca de um metros de comprimento.
    Foto do fóssil: http://budak.blogs.com/the_annotated_budak/images/deinocheirus_mirificus.jpg

    Thumb up 2
  23. AMPHICOELIAS FRAGILLIMUS pode ser parente do Diplodocus. As características descritas pela vértebra é muito semelhante isso significa que esse animal era MUITo mas MUITO pra burramnete MUITO grande mesmo.
    Sabe-se que o Diplodocus era capaz de estourar a barreira do som com sua cauda quando fazia o movimento de defesa como um chicote devido a sua força extrema. Fica fácil com vértebras assim e toneladas de músculo réptil. Impressionante, vai ver que esse cara ai também poderia fazer.

    Thumb up 4
  24. Nossa, ainda não tinha lido um artigo tão rico sobre os dinossauros! Estão de parabéns. Esse site é muito interessante.

    Thumb up 2
  25. Impressionantes imagens… Impressionantes seres… Mas ainda nos deparamos hoje com mamíferos, aves, insetos, répteis, peixes, etc. muito “bizarros” em nosso planeta e a cada dia são catalogadas mais espécies, o que nos reafirma o fato de que a Terra é um grande mistério quanto a vida que nela existe…

    Thumb up 3
  26. Adorei a matéria. Este assunto não é a minha especialidade, mas me intersso muito por assuntos científicos. Não conhecia e fiquei conhecendo estes animais muito estranhos.

    Thumb up 5

Envie um comentário

Leia o post anterior:
pilha-sal-papel-grande
Cientistas criam pilha feita de papel e sal

A intenção final da ...

Fechar