Abuso infantil online dobra em um ano: como manter as crianças seguras?

Publicado em 30.10.2009

criança no computador

A proporção de abuso sexual online ligados a ações em sites de relacionamento dobraram em um ano no Reino Unido, de acordo com o CEOP, que recebe até 500 registros de abuso infantil online por mês. Quase 22% desse número agora ocorrem em sites de relacionamento, o dobro do que acontecia em 2008.

Com o crescente aumento do número de crianças que usam a Internet longe da vista dos pais, em celulares e laptops, protetores da segurança infantil afirmam que as famílias devem conversar com as crianças e fazer com que elas sejam mais abertas quanto ao uso que fazem das redes sociais. “Os pais têm que ensinar aos filhos como reconhecer e lidar com pessoas perigosas online”, afirma Vicky Gillings, de um centro da polícia que trabalha contra a exploração infantil e proteção online no Reino Unido, chamado de CEOP.

Uma tática muito comum para o ataque de pedófilos é iniciar amizades através de redes sociais como o Orkut, Facebook ou Myspace, e depois conversar mais intimamente por meio de serviços de mensagens instantâneas, como o MSN – quando as suas intenções aparecem mais claramente.

Surpreendentemente, o CEOP também recebe registros de abuso em várias outras plataformas, como sites pessoais, e-mail e jogos online. “No mundo real, onde quer que as crianças vão, o pedófilo pode seguir, e o mesmo acontece no ambiente online”, afirma Gillings, que completa: “Nenhum site é particularmente perigoso”.

Uma pesquisa realizada em 2008 no Reino Unido mostrou que uma em cada cinco crianças já se encontraram pessoas que conheceram online, e que 25% das crianças entre 8 e 12 anos ignoram as restrições de idade dos sites de relacionamento.

Para reverter este quadro de perigo online e conhecer dicas para ajudar a manter seus filhos em segurança, não deixe de ler esta matéria. [Telegraph]

Autor: Eduardo Martins

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

5 Comentários

  1. Não sou pedofilo só queria um site de garotas da minha idade(tenho 14anos)se alguem souber posta aew

    Thumb up 1
  2. Eles sabem ler, mas não sabem resolver uma equação do segundo grau.
    hahaaha

    É só colocar uma equação do segundo grau pra validar a o registro.

    E quem sabe aquele antro do orkut e outras redes sociais não melhoram?

    Thumb up 1
  3. Esse assunto é muito sério e os pais não fazem idéia do que esses menores andam fazendo na Internet.

    O fato dos responsáveis por essas crianças permitirem o uso de menores em páginas de relacionamento (que devem ser usadas por lei por maiores de 18 anos) já é um absurdo!

    Essa educação Laissez-faire da era “moderna” é conivente com esses crimes de pedofilia. Eu escrevi um texto sobre isso e disponibilizei de graça no link (está no meu nome). Basta clicar para ter acesso a essa leitura.

    Esse assunto é muito grave! Saiba o que seus filhos andam fazendo!

    Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
remedio-emagrecer-grande
Perder peso: medicamento contra diabetes é mais eficiente

Um medicamento que a...

Fechar