O efeito Casimir e porque o universo nunca vai parar de se expandir

Publicado em 12.01.2010

efeito casimir

O universo é tão incrível que uma coisa tão pequena quanto uma bolinha de metal pode nos mostrar que ele irá continuar em expansão para sempre. Isso acontece porque uma bolinha de metal de pouco mais de um décimo de milímetro se move em resposta a flutuações de energia no vácuo, devido ao efeito Casimir. O efeito Casimir basicamente é causado nos efeitos vazios do vácuo entre duas placas metálicas colocadas próximas. Ele faz com que as placas se aproximem, pois há menor densidade de energia entre elas do que fora delas.

O efeito, que tem seu nome em homenagem ao cientista que descobriu a força há cinqüenta anos, hoje demonstra que grande parte da energia do universo é constituída de uma forma de energia escura. A forma e composição da matéria escura é desconhecida, mas pesquisas mostram que ela pode acontecer devido a flutuações no vácuo, como o efeito Casimir, mas seria gerada no espaço, por um efeito ainda desconhecido.

Como a energia escura repele a matéria ao seu redor, este efeito mostra que o universo ainda está em expansão, e continuará assim eternamente. Atualmente, cientistas tentam compreender melhor o efeito Casimir e a sua aplicação na expansão do universo, além de analisar a sua aplicação em micro-máquinas, que têm a tendência a se fixarem umas às outras devido ao efeito sobre o metal. [APOD]

Autor: Eduardo Martins

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

87 Comentários

  1. Voces parecem que não estão entendendo nada. Eu não combato quem tem curso superior, pelo contrário eu incentivo, tanto que incentivei meus filho a fazer e incentivo a todos. Se fossemos um pais de primeiro mundo muitos poderiam ter. Infelizmente estamos longe disto e só pode quem tem dinheiro. Isto é injusto. Ter um diploma não depende da pessoa e sim de seus pais. Na afobação de possuir um, tem pessoas que arranjam um diploma falso. Tem outras que trabalham para custear os estudos e até usam cola, para passar de ano. Os formados podem não ter o mesmo nível de conhecimento e uns só usam o diploma para conseguir um melhor estatus. O homem é aquilo que apresenta de útil e não um diplomado e incompetente.

    Thumb up 10
    • Alberto Campos

      Eu assino embaixo do que vc escreveu.

      Thumb up 3
  2. Me desculpem voces dois. Eu também já fui confundido com outro anônimo e não dei bola para o caso. Não vou mais me meter nestes assuntos, se não, vamos ter que fazer testes de confecimentos aqui e isto não é o certo. O importante é não me chamar de incompetente, sem ter certeza. Só o tempo dirá quem está com a razão. Aguardemos.

    Thumb up 1
  3. Cesar Grossmann / 21.09.2012.e aguiarubra (talvez a mesma pessoa) Diz:
    Você precisa estudar física.
    É claro que estudei e estudo ainda. Não sou destes que adquirem um diploma, não se atualizam e falam coisas ultrapassadas. Se você nào acompanhar a evolução, vai ficar para traz. Veja o que encontrei ontem: “Dúvidas dos astrônomos sobre o lado escuro: Erros nos dados do Big Bang maiores do que pensava?”
    “Energia Escura: É meramente uma ilusão”?
    Toda hora aparecem coisa que voce nem de longe aprendeu na escola. Não é a toa que o cosmologo João Magueijo disse: Não acredite em tudo o que ensinaram na escola. É claro que dou valor a quem tem um curso superior. Meus dois filhos tem curso superior e aprovam minhas ideias. Se uma pessoa for por exemplo, advogado, tem seu valor tambem, pois mostra que ele tem condições de entender até fisica, com conhecientos limitados, mas pode se especializar. É por isto que eles podem fazer outra faculdade sem concurso ou serem autodidatas.

    Thumb up 1
    • Alberto Campos

      César Groissman está a anos-luz além de mim. Com certeza, eu não tenho os conhecimentos dele, embora possa discutir sobre Metafísica ou de coisas que extrapolam o internalismo das exatas.

      Posso discutir a respeito das representações conceituais na Ciência, pq. estou devidamente (e acadêmicamente) habilitado a isso, ou seja, não sou um autodidata simplório.

      Mas o César tem mais cacife do que eu para recomendar-lhe estudar Física, que, ao que parece, seus filhos formados não o estão ajudando. Muito pelo contrário, parece que estão atrapalhando um pouco suas ideias.

      Se o César Groissman ler isso, espero que ele não se ofenda com a comparação que vc fez entre eu e ele, muito injusta aliás.

      Thumb up 0
    • Não, eu só estou no básico, mas neste básico eu costumo caprichar.

      Não sei, por exemplo, como aplicar as equações da teoria da relatividade, não faço ideia como é que se usa matrizes de tensores, ou por que se usa o traço de uma matriz em certas equações. Também não sei para que se usa o operador nabla, ou qualquer outra parte da matemática monstruosa que é usada na cosmologia ou na mecânica quântica.

      E é por perceber o tanto que eu não sei que eu acho que é ridículo ficar lendo notícias sobre ciência e achar que está tudo errado, a partir destes artigos. Não dá. A notícia é extremamente superficial, em relação ao cerne do assunto. Mas tem gente que nutre a ilusão que, sem estudar a fundo o assunto, sem conhecer a matemática da coisa, e sem conhecer a cosmologia moderna, dá para dizer que está tudo errado… É uma coisa se um Fred Hoyle desenvolve equações para um modelo cosmológico que não envolva o Big Bang – ele sabia exatamente quais os problemas que o modelo teria que resolver. E ele, assim como o professor Ned Wright, que trabalha na área, tem conhecimento da matemática, das hipóteses de trabalho, das implicações delas, e das evidências que existem e das que faltam.

      Agora, compare isto com alguém que não entendeu a teoria do big bang, e por isto chegou à conclusão que ela é falsa (erro número um: narcisismo filosófico, o que ele não entende é falso), ouviu falar que existe uma teoria alternativa ao big bang e que os astrônomos descartaram ela e, por achar o big bang falso, acha que a teoria alternativa é verdadeira (erro número dois, ir contra o consenso dos especialistas sem ter nada mais que o narcisismo filosófico para apoiar esta decisão). O resultado é uma pessoa que acha que tudo está errado, sem nunca ter estudado o assunto, e ainda por cima critica tudo como se soubesse de alguma coisa.

      O que falta para muito pseudo-cientista é humildade. É reconhecer que não entende uma coisa por sua própria ignorância, e pela complexidade do assunto, e pelo pouquíssimo tempo dedicado ao estudo do mesmo.

      Thumb up 9
    • Ok, Grossmann

      Não vejo o que discordar no que vc escreveu.

      Thumb up 3
    • Autodidata qualquer um pode ser, Adalberto, mas se você não estudar de verdade, não vai saber nada. Pouco conhecimento é mais perigoso que conhecimento nenhum.

      Duvido que um advogado recém-formado tenha condições de avaliar a validade das equações e pressupostos nos trabalhos mais recentes do arXiv: http://arxiv.org/list/astro-ph/new

      Por exemplo, este aqui: http://arxiv.org/pdf/1209.4636v1.pdf

      Thumb up 2
  4. P.: “…É verdade que não fala em energia nem matéria existente no átomo primordial, mas se subentende…”

    Comentário: “energia” e “matéria” são conceitos que pouco tem a ver com o real. E tudo que se “subentende” é subjetivo.

    Thumb up 0
  5. 0 – a lei zero é a que define a temperatura;
    1 – a primeira lei da termodinâmica (calor, trabalho mecânico e energia interna) é a do princípio da conservação da energia;
    2 – a segunda lei define entropia e fornece regras para conversão de energia térmica em trabalho mecânico
    3 – a terceira lei aponta limitações para a obtenção do zero absoluto de temperatura. É verdade que não fala em energia nem matéria existente no átomo primordial, mas se subentende. É isto que diz a teoria do big bang e Einsten. Está nos livros. Ser formado em um curso superior, nem sempre indica que tenha conhecimentos suficientes. E ser auto didata, nem sempre é sinal de ignorancia. A cosmologia não é só matemática. Ela ajuda e muito, mas as evidencias também são muito importantes. Frase de Einstein: Pouco conhecimento é uma coisa perigosa, muito conhecimento também.

    Thumb up 2
    • P.: “…É isto que diz a teoria do big bang e Einsten…”

      Comentário: quando vc escreve “…é isto que diz…”, desacompanhado da necessária explanação matemática, “subentende” que é isto o que diz a mídia (e alguns livros didáticos)! MAS, SE ATÉ HOJE EM DIA, ainda se descobrem coisas novas “no que diz” a teoria da Big-gang (ops!..eu queria dizer: Big-bang) e Einstein, então “…tudo o que diz…” significa: tudo o que fulano ou beltrano interpreta, segundo idiossincrasias subjetivas de cada fonte (idônea????) de informação.

      Observe que, para cada “especialista” que “diz uma coisa”, há outro que desdiz o que um disse, e diz outra coisa diferente.

      P.: “…Está nos livros…”

      Comentário: de Cálculo? De Análise Matemática? Quais livros apropriados?

      P.: “…Ser formado em um curso superior, nem sempre indica que tenha conhecimentos suficientes…”

      Comentário: e não ser formado em curso superior de Física, com doutorado em Mecânica Quântica, pode não ser suficiente, mas é uma etapa extremamente necessária.

      P.: “…E ser auto didata, nem sempre é sinal de ignorancia…”

      Comentário: pode ter certeza que Einstein, o matemático Henri Poincaré e o físico Hendrik Lorentz, não eram nenhum deles autodidatas. Tiveram que ser aprovados pela academia, muito antes do surgimento da Teoria da Relatividade.

      P.: “…A cosmologia não é só matemática. Ela ajuda e muito, mas as evidencias também são muito importantes…”

      Comentário: evidências, sem experimentação controlada? E ‘subentende-se’ que tais evidências podem ser levadas a sério sem um complexo arsenal físico-matemático que a sustente???

      Talvez vc esteja se referindo à Criminologia!!! Se estiver, saiba que até a Criminologia, hoje em dia, não dispensa um rigoroso método científico na comprovação das evidências de um crime. E serve-se, como não poderia deixar de ser, de análise quantitativa de dados!

      P.: “…Frase de Einstein: Pouco conhecimento é uma coisa perigosa, muito conhecimento também…”.

      Comentário: no fim da vida acadêmica de Einstein, ele percebeu que o acúmulo de conhecimentos o impedia de fazer novos avanços. Por isso, ele não conseguia entender as proposições de seus colegas “quânticos”, nem a possibilidade de se criarem artefatos nucleares a partir das consequencias de suas equações. Para ele, buracos negros eram impensáveis!!!

      Pouco conhecimento (como o dos autodidatas) é perigoso. Mas conhecimento “especializado” é mais perigoso ainda, pois a pessoa perde a perspectiva do todo e prende-se numa “caverna mental” e abstrata (como acontece, quase literalmente, com Gregori Perelman), fazendo com que o indivíduo deixe de ser perceber como pertencente ao gênero humano, o que é um grave disturbio mental.

      Esse tipo de disturbio gerou, entre a massa ignara, a ideia de que muito estudo deixa uma pessoa muito louca, coisa que eu discordo veementemente, usando até mesmo o exemplo de vida do próprio Einstein!

      Se vc usou essa frase para desqualificar os proponentes da Teoria da Relatividade e/ou da Teoria do Big-gang, dificilmente conseguira convencer alguém de que ela é aplicável a esse caso.

      Thumb up 0
    • “…Comentário: e não ser formado em curso superior de Física, com doutorado em Mecânica Quântica, pode não ser suficiente, mas é uma etapa extremamente necessária…”

      Comentário do comentário: ops, lapsus linguae,coisa que Freud explica (rsrsrsrsrs).

      Eu quis dizer: ser formado em curso superior de Física, com doutorado em Mecânica Quântica, pode não ser suficiente, mas é uma etapa extremamente necessária!

      Thumb up 0
  6. Cesar, mais uma vez voce está enganado. A fisica diz que a energia não pode ser criada nem destruida. Apenas transformada. Nào sei quem disse isto, mas está em todos o livros de fisica. você já viu alguem criar ou destruir a gravidade? O mesmo acontece com a energia eletromagnética. Quanto a energia do vácuo quântico, esta energia não tem capacidade de acender um led. Se a matemática resolvesse estes problemas, não estariamos nesse mundo de mistérios. Uma coisa que eu não concordo na primeira lei da temodinâmica é dizer que no átomo primordial existia uma quantidade certa de energia e matéria. Não pode ser isso. O certo, a meu ver é: que não existiu o átomo primordial e esta matéria e energia não daria nem para formar planeta “terra”. Não é só ler, estudar e aprender. O certo é ler aprender e raciocinar. Frase de Einstein: O homem que ler demais e raciocinar de menos, adquire a preguiça de pensar. A historia do big bang para mim é simplesmente ridícula. É por este motivo que não saimos da mesmisse de sempre.

    Thumb up 1
    • Você deveria estudar a física, Alberto. Tem muita coisa errada no que você escreveu aí. E erros conceituais. Por exemplo, a primeira lei da termodinâmica não fala nada sobre “átomo primordial”. E este é só um dos erros teus, resultado de ignorância sobre o assunto que você quer criticar e ridicularizar.

      Thumb up 4
  7. Nota: A energia eletromagnética gera a matéria que por sua vez gera a energia gravitacional. Esta energia gravitacional deve ser responsável pelo efeito casemeir.

    Thumb up 0
    • Desculpe Alberto, mas, o efeito Casimir não tem nada haver com a gravidade.

      Att.

      Thumb up 3
  8. Por falar em nada, este nada tem energia que é uma existencia imaterial. Desta energia é que sugiu a matéria. e=mc2 ou m=e/c2. Como surgiu esta energia? Diz a fisica: a energia não pode ser criada nem destruida (ela sempre existe).
    Em minha opinião o sugimento do universo é a união de três fatores: Energia, espaço e tempo. Tendo energia infinita, num espaço infinito e tempo também infinito, esta energia acaba produzindo um mutante (com polaridade inversa) que gera uma centelha que dispara uma mega “implosão” eletromagnética (infinita) transformando energia em matéria. Uma vez iniciada estas descargas, nunca mais acaba. Nada de átomo primordial (isto é história da carochinha). A ciencia não usa ciencia em suas explicações. Isto pode não ser verdade, mas é uma explicação mais científica que o big bang.`

    Thumb up 1
    • Não, Alberto, a física diz que a energia é criada e destruída imediatamente do nada, na flutuação quântica do vácuo, mas a quantia líquida de matéria e energia permanece a mesma.

      Você pode não aceitar a explicação do átomo primordial, Alberto Campos, mas a tua história da carochinha é que é risível. Vai estudar integrais de primeiro e segundo graus de matrizes de tensores de segundo grau, vai.

      Thumb up 5
  9. se o efeito casimir prova que particulas virtuais existem, então está provado que a materia pode surgir do nada …… logo o universo, quando na época do big bang, tambem podria ter surgido do nada e se for assim, esta provado que deus não existe ….. por que ninguém diz isso aos catolicos? cadê o cientista pra dizr q deus não existe????

    Thumb up 1
    • P.1: “…O efeito Casimir basicamente é causado nos efeitos vazios do vácuo entre duas placas metálicas colocadas próximas…”

      Comentário: “vácuo” não é sinônimo de “nada”. E “vazio” também não significa que há a presença (?) de algo (?) chamado “nada”. Entre duas placas metálicas separadas (!!!) pelo “vazio”, ou seja, com nada mais entre elas, e estando no “vácuo”, há “espaço”.

      Se o “nada” estivesse entre duas placas vazias, não haveria “espaço vazio” entre elas, ok? Então, não estariam separadas, mas estariam juntas.

      Portanto, o “nada”, por definição não existe e por impossibilidade física, não pode existir.

      P.2: “…se o efeito casimir prova que particulas virtuais existem, então está provado que a materia pode surgir do nada…”

      Comentário: esse “nada” não é feito de partículas virtuais. O nada…é nada. Portanto, matéria (clara, escura, virtual…WHISK AND BOWL…) não surge do nada, mas surge de alguma coisa!!!

      P.3: “…logo o universo, quando na época do big bang, tambem podria ter surgido do nada…”

      Comentário: do nada, nada surge. Muito menos um Universo. Um átomo de nada impossibilita qualquer outra coisa de existir, já que “nada = não existência”.

      O que a teoria do Big-Bang diz é que o Universo surgiu e se expandiu a partir de um “átomo primordial”, ou seja, de um “algo” e não de um nada que nada é nem pode ser um sêr!!!

      P.4: “…e se for assim, esta provado que deus não existe…”

      Comentário: só que não é assim. Portanto, “deus não existe” é uma proposição indemonstrável e permanece um dogma de fé atéia.

      Mais nada…

      Thumb up 1
    • Mas o nada do qual surgem partículas virtuais é este “nada” constituído na verdade de “espaço vazio”. Não há matéria ali, nem um átomo, nem um quark, nada.

      Sobre isto provar que Deus não existe, concordo que isto não prova que ele exista, apenas o torna desnecessário para explicar o Universo. E dogma de fé ateia é a mesma coisa que penteado de careca.

      Thumb up 0
    • Cesar

      O “nada absoluto” não contém espaço, não separa nem junta coisas, não permite causações como a expansão do Universo ou efeitos como o efeito Casimir: é nada. Por definição, é inexistente e não pode existir.

      Agora, esse nada a que vc se refere, sem átomo, quark, é um “nada”, relativo a nossa sensibilidade visual, como um copo sem água tem “nada” de água dentro dele, mas não deixa de ser copo.

      Esse “nada relativo” contém espaço e pode ser medido energia nele, embora possa estar vazio de matéria, e permite também ser preenchido com coisas visíveis e invisíveis ou fótons podem transitar por ele, assim como partículas virtuais podem emergir nele pois ele também é um “algo”, que não rompe o continuum espaço-tempo.

      O nada absoluto não é continente e não permite conteúdos.

      O nada relativo permanece continente, mesmo sem conteúdos.

      Assim, para além das fronteiras de nosso Universo, há um “algo” que é um suporte para as formas que entendemos serem existentes.

      Mas isso confunde os físicos, que não suportam a ideia de que o nada absoluto não existe, incorrendo no paradoxo lógico de afirmar que o nada absoluto…existe!!!

      Ora, o que “ex-siste” é um sêr que se projeta para além de uma “-sistência”, o que inverte a premissa de que algo sai do nada, ou seja, o “nada” (ex-) sai de “algo” (-siste).

      É um prato cheio para religiosos afirmarem que o “-siste” é Deus!

      Quanto aos físicos, ficam num paradoxo insolúvel, batendo o pé em um absurdo comparável a dividir um número por zero e dizer que sai algo disso: na realidade, não se pode afirmar que aparece um “zero” nessa impossibilidade aritmética, como não se pode afirmar que o “nada absoluto” é um “existente” de onde emergem “coisas” (Universos, partículas virtuais, etc.)

      Thumb up 1
    • Nem foi isto que foi afirmado. É preciso lembrar que uma coisa é o que os físicos fazem, outra coisa é o que a divulgação científica conta. A divulgação científica tem o espinhoso trabalho de explicar em termos leigos o que os especialistas acham extremamente complexo.

      Na simplificação, pode-se deixar o leigo com a falsa impressão que realmente entende o que os físicos estão tratando, e mais ainda, que entende mais do que os físicos.

      A minha sugestão é que quem acha que o assunto está incompreensível ou ilógico, que estude a fundo o mesmo antes de dizer que há um paradoxo ou coisa parecida.

      Posso te adiantar que o Efeito Casimir tem uma descrição teórica que é bastante complexa. Do tipo que nenhum que não tenha estudado mecânica quântica e teoria da relatividade consegue entender. E por estudar eu quero dizer “dominado a matemática utilizada, e com ela dominado os conceitos”.

      Não tenho como ajudar mais, por que física não é minha especialidade.

      Thumb up 1
    • P.: “…E por estudar eu quero dizer “dominado a matemática utilizada, e com ela dominado os conceitos”…”

      Comentário: “…Por que repetir erros antigos, se há tantos erros novos a escolher?…”(Bertrand Russell, autor de Principia Matematica)

      Russell também dizia que: “…o que se pode saber, em Matemática e com métodos matemáticos, é aquilo que se pode deduzir por via puramente lógica…”.

      Ora, o termo “nada” se refere ao que não existe. É completamente falso dizer-se que o nada é um ser, ou seja, um “algo” do que se derivam outros “algos” (Big-Bang, efeito Casimir)!

      Afirmar que “o nada” é um existente (ou seja, é um sêr-em-si) implica num paradoxo, que é sinônimo de absurdo!

      Se o nada “faz coisas”, ipso facto significa que não se trata do absoluto nada, mas de algo (um fenômeno) que ocorre no “aparente” nada (relativo).

      Não se é necessário muita Física prá isso, muito menos de alta Matemática: com disse Russell, só se necessita de lógica comum!

      E qualquer super, ultra autoridade cientifica que venha a afirmar descalabros como “nada existe” é um tremendo impostor.

      Cientistas costumam errar muito, mas muito mesmo em suas atividades e em suas comunicações na mídia.

      Por causa desses erros, toma-se cuidados com a necessária “revisão pelos pares” e com procedimentos tipo “duplo cego” para tentar-se evitar enganos colossais em Ciência.

      Thumb up 0
    • P.: “…A minha sugestão é que quem acha que o assunto está incompreensível ou ilógico, que estude a fundo o mesmo antes de dizer que há um paradoxo ou coisa parecida…”

      Comentário: essa afirmação é corrente entre especialistas. E especialistas costumam ir tão fundo com suas especialidades que acabam perdendo completamente a perspectiva do todo e deixam prá lá de Bagdá a objetividade científica.

      De qualquer modo, o Efeito Casimir é mais uma prova que não há vácuo absoluto em nenhum local existente no Universo, pois até o ‘espaço vazio’ é uma ‘coisa’!

      Thumb up 0
    • César

      Acabei de achar isso (verbete da Wikipédia sobre Stephen Hawking):

      “(…)em seu mais recente e polêmico livro “The Grand Design”, Hawking (…) sugere que “Deus não tem mais lugar nas teorias sobre criação do universo, devido a uma série de avanços no campo da física”.

      Obs.: avanços no Fisicalismo, fatalmente apoiam essa assertiva! No entanto, o Fisicalismo não tem status metafísico, portanto, é apenas um ponto de vista incompleto e sujeito a correções infinitas (pois o real é inesgotável)!

      “…No livro, numa declaração controversa, afirma que “Por haver uma lei como a gravidade, o universo pode e irá criar a ele mesmo do nada…”

      Obs.: controversa, pois o nada é o inexistente. E, no nada absoluto, não há fenômenos como “gravidade”. Pode-se dizer que da Gravidade apareceu um “nada relativo”, pois do inexistente, um universo não poderá se criar.

      Se Hawking pode provar que o inexistente existe, terá dado um tiro na própria cabeça, pois trata-se de um paradoxo e, portanto, uma impostura científica.

      No entanto, não parece que foi isso que Hawking quis dizer, senão a mídia teria anunciado essa “descoberta”!

      Mas Hawking afirma que o Universo se fez a si mesmo. Ora, isso é só mais uma contribuição à doutrina Panteista!!! E coisas vindas do nada significa que a magia existe (magia = arte de criar coisas do nada).

      P.: “…A criação espontânea é a razão pela qual algo existe ao invés de não existir nada, é a razão pela qual o universo existe, pela qual nós existimos”…”

      Obs.: CRIAÇÃO ESPONTÂNEA???? Dá prá levar isso a sério, mesmo?

      Uma afirmação dessas, vinda do ateu Stephen Hawking, só serve para alimentar os argumentos dos teistas de plantão, que estarão armados de alta física-matemática para contrapor-se a Hawking.

      Agora nós teremos a versão “século XXI” das controvérsias entre Einstein e os “quânticos”.

      Thumb up 0
    • Calma aguiarubra, não é exatamente assim como falaste. A ciência não sabe qualquer coisa sobre o universo até o q se chama tempo de Planck (+- 10e-45 s depois do “big bang”). Em outras palavras, nada de átomo primordial ou outra coisa qualquer… são apenas especulações do q poderia ter sido o universo nesse estado.

      Sobre o nada, também exercite a cautela. Fisicamente falando o “nada” não é o mesmo de “inexistência”, pois o q agente acha q é “nada”, na verdade, é literalmente alguma coisa.

      Com respeito a deus ou deuses, acho q vc falou bem, mas, esqueceu de um detalhe: atualmente é fé cega acreditar q deus não existe tanto quanto acreditar q ele existe (não me refiro ao deus bíblico ou todos esses q inventamos ao longo de nossa história humana, pois esses, são fantasias infantis). Por isso, vamos nos manter tentando entender como o nosso Universo e possivelmente o Multiverso funciona.

      Att.

      Thumb up 2
    • PhysicistJB

      Vc foi muito bem ponderado em suas considerações. E acredito que foi até demais para vários participantes por aqui.

      Verdadeiramente esta é a boa perspectiva científica. O que se a mídia “adianta” sobre isso é só para tornar um pouco menos estéril os “passos de formiguinha” que os pesquisadores necessariamente precisam dar.

      Para isso é que se construiu o LHC: para fazer experimentos que vão além das especulações, (embora origine outras especulações de nível mais complexo, que por sua vez exigirão experimentos mais sofisticados ainda!!!).

      Espero que sua frase “…Fisicamente falando o “nada” não é o mesmo de “inexistência”…” esteja alinhado com o que se diz também filosoficamente: não há o nada absoluto.

      Finalizo com Comte-Sponville:

      “…Tudo é mais simples do que podemos imaginar e, ao mesmo tempo, mais intrincado do que poderíamos conceber”, dizia Goethe.

      Complexidade das causas: simplicidade da presença. Complexidade do real: simplicidade do ser.

      “O contrário do ser não é o nada”, escreve Clément Rosset,” mas o duplo “. O contrário do simples não é o complexo, mas o falso”…”

      Thumb up 1
    • PhysicistJB

      No verbete da Wikipédia sobre Stephen Hawking, pode-se ler o seguinte:

      P.: “(…)em seu mais recente e polêmico livro “The Grand Design”, Hawking (…) sugere que “Deus não tem mais lugar nas teorias sobre criação do universo, devido a uma série de avanços no campo da física…”.

      Comentário: conforme sua afirmação “…atualmente é fé cega acreditar q deus não existe…”, eu acredito que Hawking se submeteu a uma fé cega na inexistência de Deus. Mas quero ver ele demonstrar isso com alta Cosmologia, que não tem nada a ver com Religião.

      P.: “…No livro, numa declaração controversa, afirma que “Por haver uma lei como a gravidade, o universo pode e irá criar a ele mesmo do nada…”

      Comentário: seguindo o seu comentário “…A ciência não sabe qualquer coisa sobre o universo até o q se chama tempo de Planck (+- 10e-45 s depois do “big bang”). Em outras palavras, nada de átomo primordial ou outra coisa qualquer… são apenas especulações do q poderia ter sido o universo nesse estado…”, parece que Hawking se adiantou ao que se sabe oficialmente (será que ele vai ganhar um Nobel por isso?) e já sabe que “…A criação espontânea é a razão pela qual algo existe ao invés de não existir nada, é a razão pela qual o universo existe, pela qual nós existimos”…”

      E ele não pretende ser especulativo nisso, né? Ele também se adiantou aos resultados da pesquisa de (re)criação do Universo no LHC, que mal começaram!!!

      Fazer o quê, né? É o STEPHEN HAWKING escrevendo para nós, meros mortaisssssss…

      Thumb up 0
  10. Será que o efeito casemir é isso mesmo? Isto por enquanto é especulação. É especulação tambem o que diz o blog: “Olhando o Universo” (capitulo 4). Dentre as duas qual a mais verdadeira? Talvez nenhuma. A energia escura e a matéria escura também é visto neste blog e também é especulação, como quase tudo no universo é.

    Thumb up 0
    • “Efeito Casimir” é o nome dado a um fenômeno observado na natureza. Ele não é especulação, assim como a chuva não é especulação.

      Thumb up 1
  11. Buraco branco é uma entidade por enquanto totalmente hipotética. Seria o oposto de um Buraco Negro, mas pelo que eu li, ele seria indistinguível de um buraco negro, quando visto “de fora”. Mas pode ser também que eu não tenha entendido corretamente a explicação sobre buracos brancos…

    Thumb up 3
  12. Grato pela resposta e farei umas pesquisas…
    Enquanto o que me chama atenção seja o fator ”evapora”.

    Teria algo haver com buraco branco? Relativo a antimatéria, pensava que ela contrariava totalmente à ação da matéria (”positiva”)…Uma vez que essa tentasse se interagir.
    Bem,agradeço pelo link.
    Abraço.

    Thumb up 1
  13. Caríssimo Cesar,poderia me informar ou enviar fonte/link que me explique o fato de ”os buracos negros “evaporam”…
    Como vc mesmo apresentou?
    Abraço.

    Thumb up 0
  14. Jorginho, o que acontece é que os buracos negros “evaporam”. Um dos trabalhos de Hawkins foi justamente demonstrar isto.

    Thumb up 0
  15. Perai! Então os buracos negros também será vítimas da expansão ?
    Ou estaria os buracos absorvendo matéria, antes que tudo se torne 1 átomo por trilhões de Km³?
    Estamos realmente num dilema!
    Aliás,ele mesmo está cooperando para que o Universo se torne cada vez mais rarefeito!
    Pense nisso.

    Thumb up 0
  16. pessoalmente acredito que deveriamos explorar mais a hipótese de que existem informacoes que não estão contidas neste universo e que portanto são impossíveis de ser inferidas por observacao como estamos acostumados(equipamentos e metodologia cientifica). Mas pressupondo que exista informacoes fora do univeso e que possa haver também consciências que inferem essas informacoes seria razoavel tentar estabelecer contato com essas consciências. Dessa premissa vale observar que o universo pode nao ter um elemento minimo e isso permitiria que uma consciencia contida nele se extendesse para outros universos por um fluxo de informacoes através do “infinitamente pequeno”. Essas informacoes sao resultantes de cadeias tao longas de causa e efeito que seriam descartadas como ruído para qqr analise científica atual. Mudando o tom para “místico”, arriscaria dizer que o melhor “sensor” para captar informacoes de outros universos são os humanos em um estado meditativo chamado samadhi .

    Thumb up 0
  17. a paciência em esperar a eternidade é a solução para 99% de sabedoria o 1% numca descobriremos.

    Thumb up 0
  18. isso é uma afirmação?

    efeito casimir, materia escura, energia escura, big bang….

    a materia escura montou no casimir e com essa força criou o universo, nao teve big bang nenhum já q é a materia escura q esta nos puxando.

    xD

    Thumb up 0
  19. Uma dos desdobramentos necessários da respiração do universo que a física está desmentindo seria a teoria da cachoeira já prevista por Nietzsche no Humano, Demasiado Humano de 1878. I.e., quando vemos a cachoeira, temos uma falsa idéia da matéria contingente que se chama vulgarmente de liberdade, isso porque somos traídos pela redução psicológica. Trocando em miúdos, isso quer dizer que cada partícula, por mais infinitesimal que ela seja, então segue leis rigidas que não dão espaço para a liberdade. O universo é uma conta fechada, não há espaço para o talvez… Ele é o que… O que acontece desse modo não poderia acontecer de outro. Iso se aplica incluso a nós, nossa afecções determinam o ser que nós somos. Por conseguinte, um dos desdobramentos práticos da respiração do universo seria a conflagração da matéria do mesmo modo, desta feita, criando os mesmos seres, isso é ouroboros, significa que estamos condenados, segundo essa teoria, ao explendor ou à miséria de viver a mesma vida… Eterno retorno, sempre viver o que sempre vivemos. Ademais, o Deleuse não entendia nada sobre o assunto, ele só caluniava Nietzsche com suas extravagâncias.

    Thumb up 0
  20. Se o espaço é infinito, e tudo leva a crer que sim, não existe expanção alguma, não existe nem mesmo movimento. É tudo uma ilusão quântica.

    (achei a droga mais forte…KKKhuahauahHUAHAU)

    Thumb up 0
  21. O universo irá se expandir cada vez mais, devido ao empuxo negativo da “matéria escura”, até a ruptura do espaço-tempo e com esta ruptura o universo entrará em colapso, pois não haverá mais tempo e espaço, ou seja tudo estará proximo e perto de tudo e no mesmo instante. Isto pode se um BC ?

    Com um minimo de observação, qualquer um pode inferir que o universo atual está “fugindo” de um estado anterior central em que não havia tempo e espaço, por isto ele se expande no espaço para todos os lados e se amplia no tempo com a seta do tempo sempre apontada para o futuro.

    Não vai ocorrer a “morte térmica”, porque existe constantemente a “flutuação quantica” que introduz matéria em nosso universo constantemente. Esta matéria, provavelmente, provem de outras dimensões e, provavemente, é a fonte de energia e matéria do nosso universo. Generalizando, temos um “ralo” cosmico aberto introduzindo matéria em nosso universo e o empuxo gravitacional, que pensamos seja da “matéria escura”, é a interação gravitacional entre o nosso universo e a proxima dimensão. A matéria total universal não foi “criada” em nosso universo, mas “importada” de outro universo e isto continua acontecendo, ver Energia do Ponto Zero e Efeito Cassimir.

    “A tal ‘materia escura’ me lembra muito o conceito de eter-universal dos seculos xv, xvi, e principalmente o novo conceito espirita do fluido-universal.” e tambem o conceito dimensional espirita. Será que a ciencia terá que dar o braço a torcer ?

    Será que fumei oregano demais ?

    Thumb up 0
  22. Frambogado, algum problema com isto? Quer dizer, tem alguma coisa de errado em revisar sua posição quando os fatos apontam que você errou? E tem alguma coisa em fazer o seu melhor esforço para estar certo? Em se empenhar ao máximo para eliminar todos os erros que encontra? Em aperfeiçoar cada vez mais o conhecimento que temos sobre o Universo?

    Eu não entendi mesmo o seu último post. É sarcasmo, ironia, crítica, ou o quê?

    Thumb up 1
  23. Dez anos atrás as teorias afirmavam algo diferente.
    Daqui dez anos irão afirmar outra coisa.
    Ainda bem que é assim.

    Hoje diz, amanhã contradiz :)

    Thumb up 0
    • E já houve época em que contradizer a posição oficial levava o “contraditor” à fogueira!

      Thumb up 0
  24. Fê, a ciência é feita por pessoas, e as pessoas são limitadas. Tentamos superar nossas limitações com equipamentos melhores, e com uma metodologia rigorosa (o método científico) mas não conseguimos eliminar 100% dos erros.

    Até a década de 1940, mais ou menos, acreditava-se que a Via Láctea era uma ilha de estrelas em meio a um Universo estático e eterno. Então se descobriu que o Universo estava em expansão e se especulou se esta expansão era eterna ou se em algum momento ela iria parar e reverter para o Big Crunch. No fim da década de 1990, se descobriu que a expansão do Universo estava em aceleração, e que, por tanto, ela não será revertida.

    Estas conclusões a gente tira usando os melhores dados disponíveis, como o mapeamento da radiação cósmica de fundo feita pelo WMAP, além do censo de galáxias feito pelo Hubble e outros telescópios. Cada dado tem uma margem de erro, mas mesmo considerando todos os erros, a ciência acha que tem certeza suficiente para afirmar que não haverá um Big Crunch. Note que esta conclusão foi feita a partir de dados obtidos com a melhor tecnologia do século XX. Provavelmente será a conclusão final, não vejo margem de erro suficiente para supor que eles possam estar errados: os dados apontam para isto.

    Para que o Big Crunch volte ao cenário cosmológico é preciso que exista alguma coisa muito errada na nossa física, como por exemplo na Teoria da Gravidade. Existe alguma coisa errada nesta teoria? Não sei, só sei que os cientistas estão tentando descobrir isto e mais outras coisas.

    Veja bem que descobrir que está errado e mudar de opinião por causa desta descoberta é uma virtude. A ciência é flexível, e se dobra às evidências. Eu não me queixaria de que a ciência muda de opinião, mas fico feliz que a ciência não fecha os olhos às mudanças. Enquanto continuar assim, a ciência não se transforma em religião.

    Thumb up 1
  25. Ontem: “Haverá Big Crunch”

    Hoje: “Não haverá Big Crunch”

    Amanhã: “Haverá Big Crunch”

    Thumb up 0
  26. Como todos sabem uma força gera uma aceleração, então quando houve o big bang houve uma força. Eu acreditava que era esta força que estava acelerando o universo.
    Mas se é a materia escura que impulsiona o universo (que segundo o que entendi é uma antigravidade), então o que acabou com a força da explosão do bigbang?

    Thumb up 0
  27. Eduardo, um dia meu irmão foi meter o bedelho em um chuveiro que estava dando choque na válvula ou registro (aquela peça que você gira para fazer correr água pelo chuveiro), dizendo que trocar o fio fase pelo neutro iria acabar com o choque. Eu disse para ele “não adianta mudar o fio neutro pelo fase, que o registro vai continuar dando choque, precisa colocar um fio terra’. Desenhei para ele um esquema. Meu irmão disse “a teoria na prática é outra”, e foi lá e trocou os fios. Ele estava agindo de acordo com o que para ele era verdade, e eu estava apontando arrogantemente que ele estava errado. O registro continuou dando choque.

    Ciência não é uma coleção de opiniões. As teorias não são opiniões. E quem está errado deve ser humilde e aceitar a correção, em vez de chamar de arrogante a quem está certo. Eu já notei que todo mundo acha que tem o direito a uma opinião que contrarie os especialistas. Só que os especialistas tem décadas de estudo e trabalho em cima do assunto, e os palpiteiros tem cinco minutos de reflexão sobre o assunto. Quem é o arrogante?

    Thumb up 1
  28. Estou à procura de alguém que seje realmente bem informado sobre física quântica e que seje capaz de me explicar detalhadamente o funcionamento do interferômetro da experiência MM.
    Já li dezenas de artigos sobre o assunto e não achei sentido algum de se esperar obter o resultado positivo nas franjas de interferência realizando os procedimentos adotados.
    Não sei se foi por falta de informações detalhadas nas explicações sobre o que acontece no instrumento durante as medições ou se eu entendi perfeitamente e não concordo que haveria de acontecer um resultado positivo existindo o ether.
    Acredito na existência do ether e o resultado negativo do experimento MM é aceitável para mim. Ele não comprova a inexistência do ether.

    Thumb up 0
  29. Caro Cesár… e kem disse q a opinião dos leitores e/ou leigos é pra ter algum valor? Aliás, o que vc interpreta como valor? científico ou pessoal?

    É claro que a minha posição sobre o Big Crunch é sem dúvida só uma especulação minha… sem valor científico, mas importante pra mim sim…

    E se limite um pouco nos seus comentários pra não parecer arrogante aos outros leitores…
    Não inflija os comentários das pessoas só pq elas estão erradas e/ou manifestando suas opiniões sobre a matéria…

    Thumb up 0
  30. Que beleza.Vcs estão discutindo teorias como se fossem verdades absolutas.

    E assim agente acha que o universo funciona até a próxima mais nova teoria da última semana.

    Até concordo com o Zé Paulo:O homem não consegue nem resolver ou equacionar os problemas de seu planeta, nem a própria mulher dentro de casa, quanto mais problemas do Universo…”mas é muita pretensãõ”

    Thumb up 0
  31. a tal ‘materia escura’ me lembra muito o conceito de eter-universal dos seculos xv, xvi, e principalmente o novo conceito espirita
    do fluido-universal.

    coincidencias???

    Thumb up 0
  32. Leiam “Escolha a Catástrofe” de Isaac Asimov.
    É antigo eu sei, e muita coisa nele pode ter sido refutada nos dias atuais, mas ao menos nos uma idéia sobre os vários tipos de morte que nosso universo pode ter.
    Principalmente procurem saber sobre o aumento da entropia do Universo.

    Thumb up 0
  33. Eduardo, se todos os especialistas concordam que NÃO HAVERÁ BIG CRUNCH, a única posição lógica e racional para um não-especialista, um leito, é tomar como falsa a idéia de Big Crunch. Não importa o que você acha da geometria do Universo, o que você acha ou é baseado em evidências, ou na teoria, ou então é só especulação de um leigo, e como as evidências e a teoria apontam que não haverá Big Crunch, o que você tem é apenas uma opinião de leigo, sem valor algum.

    Thumb up 0
  34. lol @ carlos nishida

    o que tem a ver expansão do universo com a formaçao de planetas e depois de seres vivos

    heheheh

    teoria do “big nitro” que a terra ligou o nitro e em poucos dias ela se formou

    heheheh

    Thumb up 0
  35. Carlos Nishida, na boa, não fala bobagem.

    A expansão do Universo acontece em grandes escalas, e não em pequenas escalas. Ela não afeta objetos que estejam fortemente ligados pela atração gravitacional, como planetas em órbita de estrelas ou estrelas em órbita do núcleo galáctico, ou mesmo galáxias em um grupo local de galáxias. Isto já foi dito, mas parece que você mal lê, mal sabe e mal entende.

    Thumb up 1
  36. Se considerarmos esta lei de expansao de maneira alguma seria possivel afirmar que a terra tem milhoes de anos, porque como muitos ja analisaram o sistema solar ja teria entrado em colapso, com esta conclusao e derrubada toda a teoria darwiana que se baseia meramente em tempo para que seja possivel a “evolucao“….

    Thumb up 0
  37. Se tudo está em expansão já imaginou o que irá virar a têta da Ciciolina…??? (titiolina)

    Thumb up 0
  38. Depois de descobrirem que o Universo não sofreria um Big Crunch, então a dúvida que surgiu era se a expansão seria tão forte que não destruiria a própria matéria, o Big Rip. A última notícia que eu tenho é que as pesquisas apontam que o Big Rip não vai acontecer, mas o Big Freeze, ou seja, o Universo vai expandir até se tornar praticamente vazio (hoje ele já é vastante vazio, mas ainda existem os grumos de matéria: galáxias, grupos de galáxias, etc.). Será frio e escuro, e será este o fim de tudo, uma eternidade congelada.

    Um pouco triste, mas não importa, o que importa agora é viver a vida da melhor forma que der, tentando tirar o máximo de cada momento. Cuidar do planeta por que não temos outro. Dar um jeito de criar colônias espaciais por que este planeta está condenado, não importa o que façamos. E colonizar a galáxia, se possível, por que a vida quer viver, e antes do fim de tudo, podemos fazer alguma coisa bela.

    Thumb up 1
  39. Me parece fazer sentido o mencionado sobre a Morte Térmica.
    Achei interessante a discussão.

    Thumb up 0
  40. A expasão é de acordo com a pesquisa. Quanto mais se descobre , mais se expande, isto não quer dizer que as leis imutáveis mudem, entende?

    Thumb up 0
  41. A 2ª parte do meu comentário desapareceu… Caro moderador, pode me ajudar?
    Esta não é a primeira vez que acontece… tenho esse problema em não visualizar alguns dos meus comentários…

    Valew e fico no aguardo…

    Thumb up 0
  42. Interessante saber que o Big Crunch foi descartado. Um tanto triste, devo dizer.

    Se o Big Crunch fosse acontecer, haveria a chance de um novo Big Bang, ainda. Mas se é o Big Freeze, daqui a alguns bilhões de anos teremos o fim da existência…

    Thumb up 0
  43. Eduardo, na teoria o Universo poderia ficar estável, ou sofrer um Big Crunch, ou então acabar em um Big Freeze (ou um Big Rip). As descobertas mais recentes permitem que a gente descarte o cenário de Big Crunch.

    Em outras palavras, não haverá Big Crunch.

    Thumb up 0
  44. Jefferson, já chegaram à conclusão que o Universo está em expansão acelerada (aceleração positiva), e o causador desta expansão é chamado de “energia escura”, da qual o Efeito Casimir parece ser uma das evidências. Entendeu agora por quê o Efeito Casimir está relacionado com a expansão acelerada do Universo?

    Thumb up 0
  45. Não tem lógica uma espansão com velocidade constante. Ou o universo está (ou esteve) em espansão com aceleração positiva, ou negativa. Se negativa, logo fará o caminho inverso pela mesma teoria. Se positiva, atingirá velocidades tão elevadas que toda matéria voltará a ser energia. A observação isolada do efeito Casimir não permite uma conclusão de “eterna espansão” constante.

    Thumb up 0
  46. Desculpem… não sei o que houve… acho q o meu comentário se auto-enviou-se a sim próprio… kkkkkkkkkk… sem terminar…

    Bom voltando ao assunto:
    Caso o Universo seja plano… o mais provável é q este esteja realmente acelerando desenfreadamente… o que poderá nos levar ao fim de um Universo frio, sem vida…
    Agora, caso o Universo seja curvo como o nosso planeta (ou com um formato fechado), aí sim seria válida a teoria do Big Crunch, o qual prevê que em algum momento – no futuro – os corpos celestes vão se encontrar novamente uns com os outros… e a força gravitacional irá fazer com que estes se atraiam cada vez mais até se aglomerarem e se colapsar…
    Enfim, tudo é um grande mistério ainda… mas na minha opinião pessoal, acho que o Universo é curvo e fechado como o nosso planeta… talvez até achatado nos pólos… kem sabe?… kkkkkkkkk

    E por favor, me corrijam se o meu coment. está errado…

    Thumb up 0
  47. Concordo com o Denommus, sobre a observação de que o universo vai sofre uma “morte térmica”…
    Estou lendo “O Universo Numa Casca de Nóz” (Stephen Howking) e ele aborda esse assunto no livro…
    Ele aponta também o Big Crunch como possível variante no futuro do nosso universo…
    A propósito a “morte térmica” também recebe o nome de “Big Freeze”, o qual prevê que o Universo se expandirá tanto, e os corpos celestes serão tão distantes uns dos outros q não haverá mais “ignição” para gerar qualquer tipo de energia…

    Porém, essas teorias dos “Big’s” não passam de especulação… pois tais teorias dependem de um melhor definição de como o Universo é modelado…
    Caso o Universo seja plano, o mais provável é q

    Thumb up 0
  48. Pois é… qualquer que seja a lei ou possibilidade uma coisa é certa, não estaremos aqui… nem nós, os leitores deste texto e certamente nem nós como humanidade… 4 ou 10 milhões de anos é MUITO tempo… imaginem alguns bilhões de anos??? Nem se a Terra durar… a nossa espécie evoluirá deixando o que somos para trás…

    Thumb up 0
  49. Usar evidências para explicar situações é pretensão?

    Queria que fizessem como, na base do chute?

    Thumb up 0
  50. Nossa que interessante o homem não consegue nem resolver ou equacionar os problemas de seu planeta, nem a própria mulher dentro de casa, quanto mais problemas do Universo…”mas é muita pretensãõ” dizia Raquel em “Mulheres de Areia”.

    Thumb up 0
  51. Quando os corpos se afastarem o suficiente, vai ocorrer a “morte térmica”, quando a energia do Universo vai estar em equilíbrio estático, de forma que não será mais possível gerar trabalho.

    Ou seja, será impossível provocar qualquer reação física ou química. O Universo será apenas um espaço estéril.

    Thumb up 0
  52. entao o universo vai acabar em nada
    pois a massa é sempre a mesma?
    depois do sistemas universais se separarem
    passara para escala sub atomica assim por diante
    mais isso so´ ocorrera daqui trilhoes de anos
    muito tempo depois q o sol sumir

    Thumb up 0
  53. É Cesar, pois é; mas minha intenção era mostrar uma figura de pensamento, porque quando finalmente, de certa maneira, nos afastarmos do sol, a situação no sistema solar será tão incerta que chega a ser irrelevante tal comparação que o Edu fizera.

    Thumb up 0
  54. Quanta viagem!!!!
    Cada um puxou uma onda diferente ou estão todos com o mesmo bagulho?!
    Pq os efeitos colaterais são diversos…

    Thumb up 0
  55. Luan, o Sol nunca irá engolir o Sistema Solar. Em 4,5 bilhões de anos ele terá consumido o hidrogênio e vai começar a queimar hélio. Neste processo ele vai aumentar de tamanho, mas talvez não chegue à òrbita da Terra. Com certeza ele vai consumir Mercúrio e Vênus, mas o destino da Terra é incerto. E o resto do Sistema Solar com certeza vai sobreviver a esta fase, para ver o Sol queimar por alguns bilhões de anos (poucos) e então transformar-se em uma anã branca, esfriando lentamente durante trilhões de anos, até virar um carvãozinho perdido no infinito.

    Thumb up 0
  56. Edu, antes de a Terra se afastar da nossa “estrela incandescente”, que aqui é um paradoxo, o sol já terá engolido todo o sistema solar.

    Thumb up 0
  57. O Universo é cíclico por que tudo é cíclico? Isto não é ciência, é fé.

    A ciência vai examinar a expansão e ver o que é que pode parar a expansão. A única coisa que pode parar a expansão é a gravidade, mas existe gravidade suficiente para parar a expansão? Até a década de 90 se imaginava que sim, que havia matéria o suficiente para parar a expansão em um futuro distante e então iniciar uma contração, culminando tudo em um Big Crunch. Mas com as medições mais precisas da radiação de microondas cósmica de fundo, se descobriu que a expansão estava acelerando, em vez de diminuir lentamente. Com isto foi descartada a possibilidade de um Big Crunch.

    A propósito, contra os ciclos que se repetem existe outra lei da natureza: entropia. Significa que não importa o quanto o teu sistema regenerativo seja perfeito, o próximo ciclo dele terá menos energia que o ciclo anterior. Sempre. Então, se o Universo foi cíclico, estamos vivendo o último ciclo de todos.

    Finalmente, a expansão do Universo, como já foi apontado antes, só pode ser contraposta pela atração gravitacional. Dentro do Sistema Solar, dentro da Galáxia, ou mesmo no Grupo Local de Galáxias, a gravidade reina soberana, e não iremos presenciar expansão do Universo nesta escala. Mas os grupos de galáxia próximos estão se afastando, a ligação gravitacional entre o nosso grupo local e eles é mais fraca que a expansão do Universo.

    Thumb up 1
  58. Se o Univero está em constante expansão, quer dizer que tudo irá se afastar de tudo um dia, inclusive a Terra do Sol??? Se isto acontecer, o sistema solar entrará em colapso pois a força gravitacional do Sol que mantém tudo girando a sua volta irá se perder?

    Thumb up 0
  59. E que lei é essa? Existem pouquíssimas referências a ela. Tem certeza de que está correta?

    Thumb up 0
  60. Denommus, a teoria foi refutada, mas ainda aparece em livros didáticos escritos antes da década de 90.

    Thumb up 0
  61. Essa idéia de que a expansão do universo continuará eternamente está em desacordo com a lei da ciclicidade. Tudo no Universo é cíclico inclusive o próprio Universo.

    Thumb up 0
  62. Se o Universo vai continuar em expansão, por que ainda existe a teoria do Big Crunch?

    Thumb up 0

Trackbacks/Pingbacks

  1. Energia do nada, então universo do nada | ASSOCIAÇÃO SERRANA DE IMPRENSA ASI-RJ - [...] Quando dois espelhos estão próximos e a distância entre eles é menor que o comprimento de onda das partículas …

Envie um comentário

Leia o post anterior:
fazer mais sexo-grande
10 Razões para fazer mais sexo

Ninguém duvida que s...

Fechar