O efeito Casimir e porque o universo nunca vai parar de se expandir

Publicado em 12.01.2010

efeito casimir

O universo é tão incrível que uma coisa tão pequena quanto uma bolinha de metal pode nos mostrar que ele irá continuar em expansão para sempre. Isso acontece porque uma bolinha de metal de pouco mais de um décimo de milímetro se move em resposta a flutuações de energia no vácuo, devido ao efeito Casimir. O efeito Casimir basicamente é causado nos efeitos vazios do vácuo entre duas placas metálicas colocadas próximas. Ele faz com que as placas se aproximem, pois há menor densidade de energia entre elas do que fora delas.

O efeito, que tem seu nome em homenagem ao cientista que descobriu a força há cinqüenta anos, hoje demonstra que grande parte da energia do universo é constituída de uma forma de energia escura. A forma e composição da matéria escura é desconhecida, mas pesquisas mostram que ela pode acontecer devido a flutuações no vácuo, como o efeito Casimir, mas seria gerada no espaço, por um efeito ainda desconhecido.

Como a energia escura repele a matéria ao seu redor, este efeito mostra que o universo ainda está em expansão, e continuará assim eternamente. Atualmente, cientistas tentam compreender melhor o efeito Casimir e a sua aplicação na expansão do universo, além de analisar a sua aplicação em micro-máquinas, que têm a tendência a se fixarem umas às outras devido ao efeito sobre o metal. [APOD]

Autor: Eduardo Martins

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

87 Comentários

  1. Voces parecem que não estão entendendo nada. Eu não combato quem tem curso superior, pelo contrário eu incentivo, tanto que incentivei meus filho a fazer e incentivo a todos. Se fossemos um pais de primeiro mundo muitos poderiam ter. Infelizmente estamos longe disto e só pode quem tem dinheiro. Isto é injusto. Ter um diploma não depende da pessoa e sim de seus pais. Na afobação de possuir um, tem pessoas que arranjam um diploma falso. Tem outras que trabalham para custear os estudos e até usam cola, para passar de ano. Os formados podem não ter o mesmo nível de conhecimento e uns só usam o diploma para conseguir um melhor estatus. O homem é aquilo que apresenta de útil e não um diplomado e incompetente.

    Thumb up 10
    • Alberto Campos

      Eu assino embaixo do que vc escreveu.

      Thumb up 3
  2. Me desculpem voces dois. Eu também já fui confundido com outro anônimo e não dei bola para o caso. Não vou mais me meter nestes assuntos, se não, vamos ter que fazer testes de confecimentos aqui e isto não é o certo. O importante é não me chamar de incompetente, sem ter certeza. Só o tempo dirá quem está com a razão. Aguardemos.

    Thumb up 1
  3. Cesar Grossmann / 21.09.2012.e aguiarubra (talvez a mesma pessoa) Diz:
    Você precisa estudar física.
    É claro que estudei e estudo ainda. Não sou destes que adquirem um diploma, não se atualizam e falam coisas ultrapassadas. Se você nào acompanhar a evolução, vai ficar para traz. Veja o que encontrei ontem: “Dúvidas dos astrônomos sobre o lado escuro: Erros nos dados do Big Bang maiores do que pensava?”
    “Energia Escura: É meramente uma ilusão”?
    Toda hora aparecem coisa que voce nem de longe aprendeu na escola. Não é a toa que o cosmologo João Magueijo disse: Não acredite em tudo o que ensinaram na escola. É claro que dou valor a quem tem um curso superior. Meus dois filhos tem curso superior e aprovam minhas ideias. Se uma pessoa for por exemplo, advogado, tem seu valor tambem, pois mostra que ele tem condições de entender até fisica, com conhecientos limitados, mas pode se especializar. É por isto que eles podem fazer outra faculdade sem concurso ou serem autodidatas.

    Thumb up 1
    • Alberto Campos

      César Groissman está a anos-luz além de mim. Com certeza, eu não tenho os conhecimentos dele, embora possa discutir sobre Metafísica ou de coisas que extrapolam o internalismo das exatas.

      Posso discutir a respeito das representações conceituais na Ciência, pq. estou devidamente (e acadêmicamente) habilitado a isso, ou seja, não sou um autodidata simplório.

      Mas o César tem mais cacife do que eu para recomendar-lhe estudar Física, que, ao que parece, seus filhos formados não o estão ajudando. Muito pelo contrário, parece que estão atrapalhando um pouco suas ideias.

      Se o César Groissman ler isso, espero que ele não se ofenda com a comparação que vc fez entre eu e ele, muito injusta aliás.

      Thumb up 0
    • Não, eu só estou no básico, mas neste básico eu costumo caprichar.

      Não sei, por exemplo, como aplicar as equações da teoria da relatividade, não faço ideia como é que se usa matrizes de tensores, ou por que se usa o traço de uma matriz em certas equações. Também não sei para que se usa o operador nabla, ou qualquer outra parte da matemática monstruosa que é usada na cosmologia ou na mecânica quântica.

      E é por perceber o tanto que eu não sei que eu acho que é ridículo ficar lendo notícias sobre ciência e achar que está tudo errado, a partir destes artigos. Não dá. A notícia é extremamente superficial, em relação ao cerne do assunto. Mas tem gente que nutre a ilusão que, sem estudar a fundo o assunto, sem conhecer a matemática da coisa, e sem conhecer a cosmologia moderna, dá para dizer que está tudo errado… É uma coisa se um Fred Hoyle desenvolve equações para um modelo cosmológico que não envolva o Big Bang – ele sabia exatamente quais os problemas que o modelo teria que resolver. E ele, assim como o professor Ned Wright, que trabalha na área, tem conhecimento da matemática, das hipóteses de trabalho, das implicações delas, e das evidências que existem e das que faltam.

      Agora, compare isto com alguém que não entendeu a teoria do big bang, e por isto chegou à conclusão que ela é falsa (erro número um: narcisismo filosófico, o que ele não entende é falso), ouviu falar que existe uma teoria alternativa ao big bang e que os astrônomos descartaram ela e, por achar o big bang falso, acha que a teoria alternativa é verdadeira (erro número dois, ir contra o consenso dos especialistas sem ter nada mais que o narcisismo filosófico para apoiar esta decisão). O resultado é uma pessoa que acha que tudo está errado, sem nunca ter estudado o assunto, e ainda por cima critica tudo como se soubesse de alguma coisa.

      O que falta para muito pseudo-cientista é humildade. É reconhecer que não entende uma coisa por sua própria ignorância, e pela complexidade do assunto, e pelo pouquíssimo tempo dedicado ao estudo do mesmo.

      Thumb up 9
    • Ok, Grossmann

      Não vejo o que discordar no que vc escreveu.

      Thumb up 3
    • Autodidata qualquer um pode ser, Adalberto, mas se você não estudar de verdade, não vai saber nada. Pouco conhecimento é mais perigoso que conhecimento nenhum.

      Duvido que um advogado recém-formado tenha condições de avaliar a validade das equações e pressupostos nos trabalhos mais recentes do arXiv: http://arxiv.org/list/astro-ph/new

      Por exemplo, este aqui: http://arxiv.org/pdf/1209.4636v1.pdf

      Thumb up 2
  4. P.: “…É verdade que não fala em energia nem matéria existente no átomo primordial, mas se subentende…”

    Comentário: “energia” e “matéria” são conceitos que pouco tem a ver com o real. E tudo que se “subentende” é subjetivo.

    Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
fazer mais sexo-grande
10 Razões para fazer mais sexo

Ninguém duvida que s...

Fechar