Exame de sangue informa o sexo do bebê nos primeiros meses

Publicado em 19.01.2010

saber sexo bebe cedo

Normalmente o sexo do bebê só pode ser conhecido a partir de 3 de gestação, através de um ultrasom. Mas agora cientistas descobriram que o sexo do feto pode ser descoberto através de um exame de sangue.

De acordo com pesquisadores, esses testes são importantes porque há uma grande quantidade de doenças relacionadas ao sexo que o bebê pode apresentar. Antigamente, para ter essas respostas, o líquido amniótico era testado, em um procedimento invasivo. De uns anos para cá, descobriu-se, no entanto, que o sangue da própria mãe pode carregar informações relevantes – mas os resultados desses testes podem variar muito dependendo do método usado.

» Mito: Bebê com febre é um sinal de dente nascendo

Estudos recentes feitos na Holanda mostraram que o método usado nos laboratórios analisados por eles tinham 100% de eficiência na hora de determinar o sexo dos bebês – isso em mais de 200 mulheres grávidas.

Ainda assim, os médicos recomendam o uso desse método apenas em casos em que o bebê pode apresentar alguma doença relacionada ao sexo. Como por exemplo a Hiperplasia Adrenal Congênita, que é uma doença exclusivamente feminina – causa deformidade na genitália e faz com que a menina tenha voz grossa e outras características masculinas.

Essa condição, no entanto, pode ser tratada com hormônios se for descoberta cedo. Então descobrir o sexo do bebê se torna importante. Da mesma forma doenças que são masculinas, normalmente, como a hemofilia, podem ser descobertas com antecedência.

» Cólica do bebê: A cura está mais próxima

De acordo com os pesquisadores, os resultados obtidos com os exames sanguíneos mostraram que procedimentos invasivos não são mais necessários para descobrir o sexo do feto. Mas o exame também tem levantado preocupações éticas. Alguns cientistas acham que, com o exame, alguns casais poderão abortar a criança se souberem que o sexo dela não é o que eles desejavam. [Reuters]

Autor: Alessandra Nogueira

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

6 Comentários

  1. adorei! mas sera q mesmo uma mulher q tomou ingecao anti concepcionau a 6 anos e parou. mas engravidou com um mes depois ter parado consegue ter um menino;

    Thumb up 1
  2. Gostei do post anterior, muito interessante. Eu estou grávida de 10 semanas e foi uma surpresa para todos nós. A minha dúvida é que no ato(foi um único dia que não usamos preservativo e eu não uso contraceptivos) meu esposo ejaculou dentro da vagina e eu fui imediatamente me lavar. Lavei com a duchinha, retirdando o que eu achava que era “tudo”, mas pra nossa alegria veio essa benção. Qual a probabilidade de ser uma menina, minha ultima menstruação foi dia 10 de julho e o dia do ato foi dia 18 de julho.

    Thumb up 11
  3. Gostei do texto muito esclarecedor, mas não gostei da parte que diz que se o casal souber qual o sexo do bebe e não for o que desejam que eles poderiam praticar aborto, creio que se o sexo do bebe for ou não o que desejam os casais não podem abortar de forma alguma isso é errado e anti vital fora que se a mulher fizer isso todas as vezes que ela descobrir que o sexo do bebe não for o que ela espera e ela ficará infertil pois seu organismo ficara “acostumado” ao aborto e ela terá aborto espontaneo não estou errada concordam ? mas tudo bem fora isso o texto está bem esclarecedor !

    Thumb up 7
  4. Bom dia!!! eu e minha esposa estamos curiosos em saber se antes mesmo da fecundação, se tem como saber se o espermatozóide é masculino ou feminino…ou se o espermatozóide tem sexo, ou se define após a fecundação.desde já agradecemos a atenção.

    Thumb up 14

Envie um comentário