70% da população mundial tem “sobregordura”

O médico australiano Philip Maffetone publicou um artigo na revista Frontiers in Public Heath em que defende a importância de se olhar para aqueles que não têm sobrepeso mas que também não têm a quantidade de gordura ideal no corpo. Denominado por ele de pessoas com “sobregordura”, ele alerta para uma epidemia desse problema no mundo todo.

Maffetone e seus colegas da Universidade de Tecnologia de Auckland descrevem o estado de sobregordura: é a condição em que um indivíduo tem gordura corporal de forma excessiva o suficiente para impactar na saúde, mas não o suficiente para ser considerado com sobrepeso ou obeso.

Para eles, o conceito de sobregordura é diferente de sobrepeso. O grupo de pesquisadores sugere que mesmo pessoas com peso normal podem estar neste grupo de pessoas com sobregordura. “Muitas pessoas com sobregordura não são necessariamente classificados com sobrepeso ou com obesidade”, diz Maffetone.

“Os termos ‘sobregordura’ e ‘subgordura’ descrevem novos estados de composição de corpos. Esperamos que os termos entre logo em uso, para ajudar a criar melhoras significativas na saúde mundial”, argumenta o médico.

Pandemia de sobregordura


Segundo o artigo publicado, a proporção de pessoas em cada uma das quatro categorias é: 9-10% com subgordura; 14-18% com gordura normal; 62-76% com sobregordura; e 39-49% com sobrepeso e obesidade.

“Pela primeira vez na história humana, o número de pessoas no mundo com obesidade é maior do que o número de pessoas abaixo do peso. Mesmo assim, é possível que exista um problema ainda mais sério: uma pandemia de pessoas com sobergordura que exibe problemas metabólicos de saúde associados com excesso de massa de gordura em relação à massa magra corporal”, diz.

Pessoas com subgordura

O estudo também mostra que entre 9 e 10% da população mundial pode estar com subgordura. “Costumamos pensar que a condição de subgordura acontece por conta da fome, mas esses números globais estão caindo rapidamente”.

“No entanto, com a população envelhecendo, com o aumento de doenças crônicas e com o crescimento do número de pessoas que fazem exercício físico em excesso, o número de pessoas com subgordura tem aumentado”.

Assim, apenas 14% da população tem porcentagem de gordura normal no corpo. “Esta é uma preocupação global porque há uma grande associação entre o aumento de doenças crônicas e o aumento do custo dos cuidados de saúde, afetando pessoas de todas as idades e classes sociais”, diz Maffetone. [Sci News]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 4,00 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe seu comentário