5 coisas que as pessoas pensam que são horríveis para a dieta mas na verdade não são

5. Glúten

O mito: glúten faz mal para a saúde de todas as pessoas. A dieta sem glúten por pessoas que não têm doença celíaca tem se tornado cada vez mais popular, ao ponto do mercado desses produtos crescer no mundo todo. São bolachas, barrinhas de cerais, massas, entre inúmeros outros alimentos sem glúten.

A questão é que quem não tem doença celíaca não tem nenhuma vantagem ao substituir alimentos com glúten por versões sem glúten. Segundo o professor Peter Gibson, da Universidade de Monash (Austrália), essas pessoas costumam ver benefícios na saúde ao adotar a dieta sem glúten porque tendem a simplesmente melhorar a alimentação de forma geral, cortando fast food e aumentando frutas e verduras.

4. Ovos


O mito: a enorme quantia de colesterol em ovos significa uma enorme quantidade de colesterol nas suas veias.

Fato: um único ovo tem 185mg de colesterol, mas isso não significa que ele aumenta o colesterol de quem o come, pelo menos para a maioria das pessoas. O guia de alimentação dos EUA até mudou em 2016 uma antiga recomendação que limitava o consumo do alimento há décadas.

Um grande estudo realizado em 2015 analisou como o alimento impacta a saúde humana. A conclusão é que o colesterol da dieta não tem grande impacto no colesterol sanguíneo. Apenas uma pequena parcela da população é mais afetada pelo colesterol da dieta, segundo o pesquisador Walter Willet, da Universidade de Harvard (EUA).

O motivo pelo qual o ovo foi considerado um demônio da alimentação é que muitos estudos antigos usavam coelhos para testar os impactos do colesterol da dieta na saúde, mas os resultados não deveriam ser projetados para os seres humanos, já que coelhos são herbívoros e não deveriam consumir outros animais ou seus produtos, como ovos.

O alto colesterol do sangue é produzido pelo próprio corpo, e alguns fatores determinam sua produção exagerada: genética, obesidade e dieta rica em gorduras saturadas, segundo a Associação Americana do Coração.

3. Cafeína


Mito: café deve ser evitado a todo custo.

Por que é um mito: de acordo com a Mayo Clinic (EUA), um adulto saudável pode consumir com segurança até 400mg de café por dia. A maioria das xícaras de café tem entre 90 e 120mg. Isso quer dizer que se você limita o seu consumo a quatro xícaras por dia, você está bem.

2. Alimentos com gordura


Mito: alimentos gordurosos como abacate e azeite fazem mal.

Por que é incorreto: este mito não surgiu de pesquisas científicas. O livro “Coma gordura, emagreça”, de Mark Hyman, diretor da Clínica Cleveland (EUA), fala sobre a adoção de uma alimentação rica em gordura saudável como peixe e nozes para ajudar na perda de peso.

1. Todos os carboidratos


Mito: carboidratos trazem ganho de peso.

Por que é um mito: é importante limitar a quantidade de ingestão de carboidratos processados por dia, como pão branco, arroz branco e massa. Mas os carboidratos integrais são uma ótima fonte de energia. Até a batata pode ser uma boa fonte de fibra, contanto que seja cozida e ingerida com a casca. [Science Alert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (14 votos, média: 4,36 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta