7 inventores que foram mortos por suas criações

Publicado em 17.12.2011

A profissão de inventor nem sempre é elencada como uma das mais arriscadas do mundo, mas muitos cientistas já criaram coisas realmente perigosas.

Algumas experiências, no entanto, foram longe demais: acabaram resultando na morte do inventor.

Confira uma lista de sete cientistas que tiveram este inglório fim:

7 – O homem vestido de paraquedas

As primeiras décadas de aviação, em que vários procedimentos ainda eram novos, custaram a vida de alguns aventureiros. Pensando nisso, o austríaco Franz Reichelt resolveu confeccionar uma roupa que servisse como paraquedas. Alfaiate de profissão, ele esperava que sua roupa pudesse abrir no ar em um curto período de tempo, digamos, uma queda de 60 metros da Torre Eiffel.

E foi essa façanha que ele tentou concretizar no dia 4 de fevereiro de 1912, aos 33 anos, quando chamou a cidade de Paris para testemunhar o sucesso de sua invenção. Em um primeiro momento, o alfaiate ponderou fazer o teste com um boneco, mas acabou decidindo saltar ele mesmo. Antes da façanha, que ficaria registrada em vídeo, ele hesitou, mas tomou coragem e se lançou ao ar. Pulou da torre, o paraquedas não abriu, e ele perdeu sua jovem vida.

6 – Criador do foguete de combustível líquido

Um dos pioneiros da construção de foguetes, décadas antes da era espacial, foi o austríaco Max Valier. Os anos 1920 assistiram um “boom” na pesquisa e construção de foguetes de combustível líquido, novidade até então. Na Alemanha, em 1930, Valier teve a glória de fazer com sucesso o “test drive” de um foguete desse tipo.

Um mês depois, no entanto, veio a tragédia. Valier trabalhava em seu laboratório, em Berlim, quando um dos motores a combustível líquido que ele desenvolveu explodiu de repente. Um pedaço de metal voou direto em sua artéria pulmonar e ele morreu instantaneamente.

5 – O pai dos planadores e da asa delta

O primeiro homem a ser fotografado no ar, através de um planador, foi o alemão Otto Lillenthal. Apelidado de “rei dos planadores”, este inventor da segunda metade do século XIX fez mais de dois mil voos bem sucedidos com os planadores que desenvolveu, e lançou as bases para a construção de aviões e da asa delta, décadas mais tarde.

Sua carreira terminaria de forma abrupta em 9 de agosto de 1896, quando os irmãos Wright (coinventores do avião junto a Santos Dumont) já estudavam seus projetos. Em um rotineiro voo de planador, Lillenthal acabou caindo de uma altura superior a 18 metros, quebrou a coluna e morreru no hospital, no dia seguinte. Antes de falecer, deixou um recado àqueles que pretendiam seguir seus passos: “sacrifícios precisam ser feitos”.

4 – Os testes com a bomba atômica

Dois cientistas norte-americanos, condutores de testes com radioatividade em laboratório, perderam a vida logo após os bombardeios atômicos no Japão. O primeiro foi Harry Daghlian, um estadunidense que trabalhava em um laboratório em Los Alamos, no Novo México.

No dia 21 de agosto de 1945, menos de duas semanas depois dos ataques ao Japão, ele derrubou um bloco de tungstênio, acidentalmente, dentro do núcleo de uma bomba de plutônio, amplificando o risco de contaminação do conjunto. Em desespero, ele tentou tirar o bloco de tungstênio de dentro do núcleo, mas não conseguiu. Teve que quebrar o bloco de tungstênio em pedaços, para diminuir a nocividade, mas o mal já estava feito: ele morreria envenenado pela radiação apenas 25 dias depois.

No ano seguinte, uma tragédia semelhante aconteceu com um pesquisador canadense. No dia 21 de maio, o cientista Louis Slotin trabalhava no mesmo laboratório, e no exato mesmo núcleo de plutônio que havia vitimado Daghlian. Slotin deixou cair uma chave de fenda, por acidente, e desencadeou uma fissão nuclear que custaria sua vida. O tempo que o canadense levou para falecer foi ainda menor: apenas nove dias.

3 – O pioneiro dos voos de balão

O dia 21 de novembro de 1783 reservou uma glória para o francês Jean-François Pilâtre de Rozier. Ao lado do companheiro, Marquis d’Arlandes, ele realizou o primeiro voo bem sucedido de balão, totalmente livre de cordas ou instrumentos de apoio. Em 15 de junho de 1785, ele se preparava para uma façanha inédita no balonismo: cruzar o Canal da Mancha, que separa a França da Inglaterra, a bordo da máquina que ele mesmo construiu.

O balão usado na ocasião funcionava através de hidrogênio, ao contrário do primeiro modelo. A viagem, feita com outro companheiro, estava correndo muito bem, até o momento em que uma forte corrente de vento acabou fazendo o balão desinflar. Os dois caíram de uma altura superior a 500 metros e perderam a vida na tentativa. A noiva de Rozier, deprimida, cometeu suicídio oito dias depois.

2 – Submarino de propulsão manual

O mar também seria túmulo para um dos inventores mais destemidos do século XIX. O americano Horace Hunley, a quem se atribui a criação do primeiro submarino de propulsão manual da história, morreu por não conseguir solucionar um problema básico de seu veículo: voltar à tona.

Em um submarino de propulsão manual, é preciso que uma tripulação inteira fique dentro de uma cabine cheia de alavancas, fazendo movimentos contínuos. Na primeira tentativa de emplacar seu invento, Hunley e sua tripulação foram surpreendidos por uma descarga de água que passou sobre o submarino quando a escotilha estava aberta, e cinco pessoas morreram.

Mas o americano não desistiu. Em 15 de outubro de 1863, novamente ele se lançou ao mar, com uma equipe de oito pessoas. O submarino afundou, não conseguiu emergir novamente, e todos acabaram morrendo. Como homenagem a Hunley, o submarino foi resgatado e batizado em seu nome.

1 – O avião que tentou cruzar as montanhas

Nos primórdios da aviação, um inventor se deu mal por querer ser o pioneiro em uma façanha. Depois de construir e voar com sucesso em dois modelos de avião, o romeno Aurel Vlaciu queria se tornar o primeiro homem a voar sobre os Cárpatos, cordilheira localizada na Europa Central.

Em setembro de 1913, ele planejava a construção de um terceiro avião, mais seguro, para realizar a façanha. Mas chegaram ao seu ouvido os boatos de que outros dois inventores da Romênia estavam se preparando para tentar sobrevoar a cordilheira. Resolveu usar o segundo modelo, mais velho, e pagou o preço pela ousadia: o avião caiu e ele jamais alcançou seu intento. [EnvironmentalGraffiti]

Você também vai gostar:

- 10 Inventores mortos por suas criações

- 10 Cientistas ‘destruídos’ por seus próprios experimentos

Autor: Stephanie D’Ornelas

É estudante de jornalismo, adora um café e um bom livro. Curte ciência, arte, culturas e escrever, mesmo que sejam poesias para guardar na gaveta.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

99 Comentários

  1. se o avião é a ideia de uma maquina subir ao ar por seus próprios meios, então Santos Dumont foi o verdadeiro inventor do avião.
    A suposta maquina voadora dos irmãos With, teve que ser arremeçada como uma pedra num estilingue.

    Thumb up 35
    • Oi Leal,
      O livro do Leandro Narloch, Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil tem um capítulo bem interessante sobre o Santos Dumont x Irmãos Wright. Eu achei no Google a versão em pdf para download.
      Abraços,

      Thumb up 2
  2. quando li sobre os 2 homens que morreram no teste da bomba atômica meu unico pensamento foi:bem feito…

    Thumb up 29
  3. Santos Dumont, sim, foi o primeiro inventor do avião com motor à gasolina da Shell e tencologia do ABC paulista que fora importada da Alemanha. O motor tinha uma pequena semelhança com os motores da VW só que era de dois tempos: um pra decolar e outro para cair.
    Santos Dumont também inventou o balão. Balão com aparelhos para precisar a metereologia, pois sem esses apetrechos não poderia ter uma noção do que poderia enfrentar no céu azul de inverno europeu. Em virtude desses apetrechos foi que lhe surgiu a idéia de inventar o relógio de pulso. Naqueles tempos alguns trejeitos tinham que ser disfarçados por causa da homofobia.

    Thumb up 12
  4. Não sei porque, mas mais de 200 mil japoneses mortos, não consigo sentir penas destes cientistas.

    Thumb up 26
  5. não resta duvida q todo invento alguns teve q pagar o preço das suas descobertas

    Thumb up 9
    • Esses verdadeiros heróis pensaram também em seus bens próprios.

      Thumb up 8
    • Não humilhe mais o nosso Português. Pensaram e não pençaram

      Thumb up 5
    • verdade, grandes heróis matadores de japoneses malvados *ironia on*

      Thumb up 0
  6. o submarino Hunley não afundou simplesmente. Seu afundamento ocorreu durante uma operação militar em que o submarino colocou uma carga explosiva em um navio inimigo (nave pertencente a União – o submarino pertencia aos Confederados – no contesto da Guerra Civil Americana)
    Segundo o que já li sobre o tema, a razão mais aceita do afundamento foram danos causados pelo deslocamento de água provocado pela explosão da carga colocada no navio inimigo – algo que o construtor do submarino, seu comandante e a tripulação, não esperavam ou mesmo não conheciam.
    Esse submarino foi resgatado a alguns anos, restaurado e colocado em museu.
    Mais em http://csshunley.net/ – em inglês.

    Thumb up 13
    • Ops… é contexto e não contesto… Erro meu.

      Thumb up 7
  7. Inventos e Descobertas estäo diretamente relacionados ao progresso da Humanidades. Mas, só para concluir o debate com o amigo M.R.P de 20-12-2011, e realmente debater coisas grandes fica dificil se näo citar o nome de Deus, claro da forma e maneira que concebemos.
    Entretanto quando me refiro a Igreja que atrasou as descobertas, näo quero dizer que ela seja de Deus. Pode até ser deste Deus defigurado que elas pregam. Mas näo do que eu imagino Ser.
    A questäo é simples: A ciëncia procura enganar a morte e esticar nossos anos e quem sabe no futuro uma vida eterna. A igreja entretanto, aproxima a morte como a sua melhor aliada. Quando os filhos de religiosos nascem eles já começam a ensinar-nos a ser de tal maneira para entregarmos a morte. Sem a morte as Igrejas näo existiriam. Até; e bom Natal!

    Thumb up 5
    • Até e um otimo natal para você também, Samoel \õ
      *amiga m.r.p :P

      Thumb up 3
  8. Na busca do bem-estar o ser humano e capaz de experimentar tudo e qualquer coisa as vezes incomuns e, infelizmente algumas destas experiecias acabam vitimando ate o proprio inventor…

    Thumb up 5
  9. antigamente as invesões eram mais fáceis de serem alcançadas,os cidadões comuns inventavam coisas,hoje quem inventa são as grandes empresas,pois parece que tudo que não exige tecnologia já foi inventado.

    Thumb up 7
    • Hoje em dia há muito é inversão de valores. Se um pobre desconhecido tem um invenção, com certeza, só servirá para ele. Se uma grande empresa tomara conhecimento já a registrará o domínio para ela.

      Thumb up 4
  10. Se hoje somos alguém,foi porque alguém sacrificou,com os seus iventores no Século passado.

    Thumb up 8
    • Só se ganhar na loteria. E ganhar muito milhões…(rs)

      Thumb up 2
  11. Pq insistir que esses tais “irmãos Wright” inventaram o avião? Será que o fato de um brasileiro ter “inventado” algo é tão abominável assim? E o relógio de pulso, que inventou? um europeu ou outro estadunidense?

    Thumb up 12
    • Sim, o relógio de pulso foi inventado por um europeu. Vários na verdade, pois surgiu em diversos lugares mais ou menos na mesma época.

      Santos Dumont pode até ter tido essa ideia, mas não foi o primeiro. Já o avião depende de que critérios você considera: os irmãos wright realmente voaram antes, mas numa máquina bem diferente da de Dumont, que também foi responsável pela propagação da ideia.

      Espero ter esclarecido.

      Thumb up 1
    • Santos Dumont inventou o relógio de pulso para atender suas necessidades de cronometragem do tempo em vôo. Daí, pediu para Cartier construí-lo.
      Santos Dumont também inventou o portão de correr (sobre rolimãs) para facilitar a abertura dos angares.

      Thumb up 7
    • Pelo que sei, os irmãos Wright foram os primeiros a “voarem”, porém, eles saltaram de um lugar alto e planaram. Mas Santos Dumont foi quem primeiro decolou, voou e pousou tudo com propulsão própria.

      Ou seja, quem realmente inventou o protótipo do avião que conhecemos hoje, que foi reproduzido em série – inclusive na primeira guerra mundial, o que o deixou muito triste – e que, como não é americano, abriu mão dos direitos sobre a construção de qualquer avião baseado no seu modelo, foi o Santos Dumont e isso é incontestável.

      Thumb up 9
    • Na verdade Santos Dumont sabia que seu invento, tal como os balões, seria utilizado na guerra. Tanto é que a França se comprometeu em não atacar o Brasil com aviões. O invento incontestável dele foi o dirigível, aconteceu bem antes do 14 Bis. A quem afirme que os Wright tinham inventado e mantiveram em segredo, apresentando ao US Army. De qualquer forma para que não se pagasse royalties uma história teria que ser inventada. Lembrando que na própria França que viu a apresentação de Dumnont, o invento é creditado aos americanos.

      Thumb up 1
    • Desculpe,amigo,mas você está equivocado.
      Para os franceses,Santos Dumont é “le pere
      de l¨aviation”,como se pode ler em uma placa
      existente na casa onde ele morou,na Avenida
      Champs Elisées,em Paris.

      Thumb up 5
    • Antes dos irmãos Montgolfier terem voado em França,em 1784, frei Bartolomeu de Gusmão,brasileiro,em 1710,voo na “Passarola” do castelo de S.Jorge até ao Torreiro do Paço,em Lisboa,onde estava a assistir toda a corte. O núncio apostólico em Lisboa,depois de assistir ao voo relatou para Roma “que era um perigo o invento,para as quais as cidades não tinham defesa,pelo ar e os portugueses,que tinham andado nas conquistas por mar,poderiam invadir por cima as cidades” Foi perseguido pela Inquisição,fugiu para Toledo,onde faleceu,por ter inventado um aparelho voador.. Não são conhecidos os desenhos verdadeiros da Passarola,mas estão guardados nos arquivos secretos do Vaticano.Uma história romanceada deste invento, aparece no livro “O memorial do Convento” de José Saramago

      Thumb up 4
    • eles ensinam a historia no pais deles da forma que eles querem … eles inventaram tudo … não percebeu ?
      ¬¬
      USA é uma fraude que deu certo

      Thumb up 8
    • MUITO BEM LEMBRADO.

      Os cara sáo meio fraudulentos.
      A propósito! Steves Jobs, atua Deus dos que náo conhecem a sua set[oria adimitiu em uma entrevista que ele era o pirata que deu certo.
      Mas convenhamos bem os caras sáo bons, isto náo da para desmerecer. Agora pagam o preço para ??? Primeiro os Japas copiavam tudo e melhoravam, mas copiavam. Mas escremento mesmo é o preço que eles e nós pagamos agor para os Chineses que copiam e fazem milvezes pior. Graças a pulícia federal aqui näo se copia.

      Thumb up 6
    • Pelo que eu sei, o primeiro a voar foi Ícaro.

      Thumb up 2
    • Aqui não se “cupia”. Aqui a gente pira a tia.
      Quanto inventarem história do jeito que quer, acredito que o Brasil dos brasileiros está em primeiro lugar. A estória do descobrimento é um tremendo filme de ficção.

      Thumb up 1
    • A pergunta deveria ser “por quê insistir que Santos Dumont inventou o avião?” Os Wright inventaram o avião antes de Santos criar o 14 Bis. O invento de Santos Dumont era sim bem melhor que o dos Wright. Mas se cada melhoria que for feita desqualificar os projetos anteriores, a discussão de quem inventou o avião seria muito mais abrangente.
      Não sei por quê tanto sentimento nacionalista/patriótico em cima desse assunto.

      Thumb up 2
  12. o homem que se vestiu de paraquedas
    alguem ae viu o video da queda dele ?
    ele pediu pra morrer … aquilo não iria funcionar nunca

    quanto ao resto foi uma fatalidade mesmo
    a ousadia dos caras é extrema

    Thumb up 3
    • Seria mais prudente que ele tivesse testado com o boneco…

      Thumb up 1
  13. A essa lista eu incluo Deus, que nos criou e acabou morto por nós pela Teoria da Evolução…

    Thumb up 10
    • a teoria da evolução pode ser a maneira com que Deus trabalhou …

      Thumb up 1
    • Pois é. Não entendo o porquê de separar a ciência da religião, quando, na verdade, os dois podem – e devem – coexistir harmoniosamente…

      Thumb up 6
    • Náo existe alguém mais detestado pelo mentiroso que aquele que o acusa.
      Este principio faz com que a religiäo ha muito séculos combata a ciência. Apenas medo que a ciência a desmascare.
      Sómente esta a razäo pela qual a religiäo näo convive em harmonia com a ciência.

      Thumb up 6
    • Desculpe, posso ter me expressado de maneira equivocada no post anterior, mas eu quis dizer que existem maneiras de mesclar as duas visões… Por que a teoria do big bang anula diretamente a existência de um Deus? Por que não pode ter sido este exatamente o veículo que Deus utilizou?

      E, quanto a religião combater a ciência por medo de ser “desmascarada”, eu compartilho da mesma opinião, mas não cabe a mim discutir sobre isso… O fato é que deve existir um equilíbrio. Se a ciência evoluir demais e a religião permanecer estagnada, é capaz da sociedade se tornar, apesar de muito inteligente, individualista e sem valores humanitários.

      É isso. Acho que os dois podem andar lado a lado sim.

      Thumb up 4
    • o que eu tentei dizer foi exatamente isso !!!

      Thumb up 1
    • Disse um dos grandes cérebros pensadores, este que mais tarder foi canonizado pela Igreja católica com Santo Agostinho.
      Disse ele: “No meio está a verdade”. Ps. näo é porque foi canonizado pela igreja católica que iremos ignorar o que de bom ele ensinou. Logo a conciliaçáo entre a ciëncia seria o estado do meio, mas neste caso e meramente utópico. Sabemos que o próprio Galileu que tinha uma filha que era freira em um ducandário religioso, tentou isto em prol de sua filha. A Igreja é extremamente radical e intransigente. Sabemos que pela força da sabedoria ela vai ceder, mas levará muitos anos ainda.

      Thumb up 2
    • O Filho de Deus foi morto.
      Deus foi morto?
      A vantagem que os adéptos da ciência leva contra os religiosos é que não misturam galhos com bugalhos. Sabem, os cientistas, discernir muito uma coisa de outra.

      Thumb up 0
  14. Na questão sobre corrupição seria todos os brasileiros tentar ser corruptos, só assim mudariamos o conseito para acabar com esta doença.
    os corruptos não querem concorrencia apartir desta revolta social eles criariam leis para acabar com a roubalheira.

    Thumb up 1
    • Desculpe, mas não entendi nada

      Thumb up 1
    • Esta é a teoria do: “Näo pode ir contra una-se a eles”.

      Muito adotada pelos poucos políticos que em sua essencia näo eram corruptos, mas o sistemos os tragou.

      Também podemos dizer que o caro companheiro já esta sendo atigido pelo “Efeito borboleta”, em seus ultimos estágios. E, isto significa que estamos a beira dos CAOS TOTAL.

      Se näo te assusta o CAOS TOTAL, veja onde chegou o EGITO, a Líbia – esta é a tendencia da força da inercia da corrupçäo.

      Coloquemos a “Barba de Molho” – e nada de se tranformar em corrupto – neste caso nossa cabeça poderá servir de troféu nas paredes das bibliotecas, após a catastrofe final do caos da corrupçäo total.

      Thumb up 1
    • A questão da corrupção é que nascemos corruptos e ficamos aguardando e lutando por um momento de pô-la em prática. Tudo é questão de oportunidade.
      A medida que vamos galgando a escada das possibilidades, vamos também aumentando nossa participação na corrupção. Do depósito de qualquer um mercadinho à uma gerência de uma grande empresa as portas da corrução vão se abrindo até chegarmos onde podemos colocá-la com todo vigor em prática.

      Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
dieta-abre-hg-20091106
Qnexa: Novo remédio para emagrecer ajuda a perder peso e mantê-lo por 2 anos

Um novo estudo está ...

Fechar