Alemães quebram o recorde de aceleração com um kart

Publicado em 4.05.2011

Enquanto você se diverte com competições de kart nos finais de semana entre amigos, outros se preocupam em acelerar o carro até quebrar recordes. Guinness, o Livro dos Recordes, confirma a mais rápida a aceleração elétrica de kart, estabelecida no dia 24 de abril, na Arena Motorsport, em Oschersleben, na Alemanha.

O kart acelerou de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos, criando uma nova categoria para o Guinness, já que tal tentativa nunca tinha sido feita antes.

Organizada pela empresa Linde Material Handling, uma fábrica de caminhões alemã, a tentativa ocorreu quando uma parte do Fim de Semana Allgemeiner DeutscherAutomobil-Club Gran Turismo Masters, uma competição de corridas de automóveis patrocinada pelo clube alemão ADAC.

O kart elétrico usado para bater o recorde, ou e-Karting, é chamado de Linde E1 e foi produzido especificamente para a tentativa. Seu acionamento é similar ao usado em empilhadeiras, exceto que a Linde E1 tem uma bateria de íons de lítio e as empilhadeiras usam baterias de chumbo-ácido.

Os juízes do Guinness, o Livro dos Recordes anexaram um dispositivo especial no carro a fim de medir o tempo levado para o kart acelerar de 0 a 100. Cumprindo com as diretrizes do Livro, o kart fez duas arrancadas na pista – em sentidos opostos – para que o vento não favorecesse a tentativa.

O cronômetro acusou menos de 3,4 segundos na primeira corrida e 3,5 segundos na segunda. Os juízes determinaram o valor final de aceleração baseado em uma média das duas tentativas, tornando oficial a marca de 3,4s: o recorde para a aceleração mais rápida de 0 a 100 km/h um kart elétrico. [Life’sLittleMysteries]

Autor: Bruno Calzavara

Bruno Calzavara é recém-formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e está de volta à equipe do Hype após dois anos. Adora todos os esportes, exceto futebol. Gosta de chocolate e de sorvete, mas não de sorvete de chocolate.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

Envie um comentário

Leia o post anterior:
formigagiga
Fossil de “formiga monstruosamente grande” é encontrado nos EUA

Quase 50 milhões de ...

Fechar