10 alimentos calóricos: os mais engordativos que você pode comer

Publicado em 29.06.2012

Você sabe o que é caloria? É uma medida usada para expressar o calor ou o valor energético do alimento e da atividade física. Ela é definida como o valor necessário para elevar a temperatura de 1 kg (1L) de água em graus centígrados de 14,5 a 15,5. Sendo assim, uma caloria é designada mais corretamente como quilocaloria (Kcal).

Em média, para sobreviver, as pessoas precisam de 2.000 a 2.500 calorias por dia. O excesso disso é que causa o sobrepeso, tão odiado pelas mulheres. Mas como controlar essa ingestão, se as pessoas mal sabem quantas calorias têm nas coisas que elas consomem todos os dias?

Assim, fica difícil saber quando parar de comer, ou que dieta seguir (as pessoas tendem a dizer que “fruta”, no geral, não engorda, mas algumas são bastante calóricas).

Os alimentos calóricos selecionados abaixo podem não ser os mais calóricos que existem; há tantas opções por aí, além de combinações que as pessoas fazem em casa. Mas a ideia é ilustrar quantas calorias, em média, têm os alimentos que as pessoas consomem com certa frequência, ao lado de opções que podem ser menos calóricas. Confira:

1 – Refrigerantes e bebidas energéticas

É muito difícil dizer a quantidade de calorias de um alimento, pois existem várias marcas, com diferentes composições. Enfim, em média, os refrigerantes possuem:

  • Refrigerante de Cola, por exemplo, Coca-Cola (1 lata de 350 ml): 137 calorias
  • Refrigerante de Guaraná (1 copo de 240 ml): 75 calorias (uma lata teria, mais ou menos, 110 calorias)
  • Refrigerante de Limão, por exemplo, Sprite (1 lata de 350 ml): 115 calorias
  • Refrigerante Fanta (1 lata de 350 ml): 189 calorias
  • Refrigerante de Cola Diet (1 lata de 350 ml): 1 caloria

Apesar do refrigerante “diet” ou “zero” não ter caloria, não faz bem para saúde – pelo contrário -, e beber refrigerante sempre vem com outras desvantagens, como celulite (outra inimiga mortal da mulher).

Outras bebidas energéticas e açucaradas também são recheadas de calorias e não muito amigas da saúde. Por exemplo, o Gatorade: um frasco de 473 ml tem 108 calorias.

Melhores opções:

  • Água-de-coco Socôco (1 caixa de 200 ml): 40 calorias
  • Café c/ açúcar (1 xíc. café de 50 ml): 26 calorias (sem açúcar, 2 calorias)
  • Chá s/ açúcar (1 xíc. chá de 150 ml): 2 calorias
  • Chá c/ pêssego Parmalat (1 caixa de 200 ml): 73 calorias

Vale a pena citar que as frutas têm açucares e algumas são bastante calóricas, mas fazem bem para a saúde. Sendo assim, caloria por caloria, melhor um suco que um refrigerante. Veja algumas opções:

  • Suco de laranja natural (1 copo de 200 ml): 113 calorias
  • Vitamina de banana, mamão e laranja (1 copo de 200 ml): 132 calorias
  • Suco de maçã natural (½ copo, 100 ml): 64 calorias
  • Suco de maçã e morango (1 copo de 200 ml): 84 calorias
2 – Bebidas alcoólicas

Geralmente são os homens que possuem “barriga de chope”, mas cada vez mais mulheres estão se tornando fãs da cerveja. Acontece que o álcool é muitas vezes esquecido em dietas. Parece que quando você toma algo, não tem a noção do quanto engorda com isso – comer dá uma sensação muito mais clara do que estamos colocando em nosso corpo. Porém, entre todos os líquidos, as bebidas alcoólicas estão entre os mais calóricos. Confira:

  • Pinga (1/2 copo de 100 ml): 231 calorias
  • Batidas (1/2 copo de 100 ml): 251 calorias
  • Cerveja (1 lata de 350 ml): 147 calorias
  • Champagne (1 taça de 125 ml): 85 calorias
  • Chope (300 ml): 180 calorias
  • Vinho tinto (100 ml): 65 calorias
  • Vodka (30 ml): 72 calorias
  • Uísque (100 ml): 240 calorias
3 – Doces

Ah, os doces. É muito difícil ficar sem, mas por causa dos ingredientes malandros que vão neles (geralmente muito açúcar, óleo, manteiga), os bichinhos são megacalóricos. Confira o valor de alguns deles, para tentar escolher o menos engordativo:

  • Suflê de chocolate (1 xíc. chá de 100 g): 90 calorias
  • Suspiro grande (unidade de 50 g): 75 calorias
  • Pudim de chocolate caseiro (1 porção de 100 g): 277 calorias
  • Bomba de chocolate (1 grande): 187 calorias
  • Amendoim caramelizado (½ copo de 100 g): 446 calorias
  • Brigadeiro (1 unidade de 30g): 96 calorias
  • Bolacha recheada de chocolate (1 unidade): 72 calorias

Como vocês podem ver, os doces são geralmente bastante calóricos por conta de seus ingredientes. Por exemplo, apenas 10 gramas de fudge de chocolate têm 158 calorias. 200 gramas de chocolate ao leite têm incríveis 1044 calorias.

Ah, então você prefere comer uma fruta? Cuidado. Algumas são bastante calóricas. A banana, por exemplo, tem em média 120 calorias! Entre as frutas menos calóricas, temos acerola (4 calorias por 12 g), limão (12 calorias a unidade) e melão (19 calorias por 70 g). Os doces com frutas são geralmente calóricos:

  • Torta de banana assada (1 fatia de 100 g): 464 calorias
  • Torta de banana c/ creme (1 fatia de 50 g): 353 calorias
  • Salada de frutas c/ chantilly (1 taça de 150 g): 375 calorias
  • Banana caramelada (unidade): 476 calorias
4 – Sorvete

Poderia estar entre os doces, mas merece uma categoria inteira porque é supercalórico. Mesmo os picolés não são necessariamente mais saudáveis ou menos calóricos que o sorvete de massa, porque, apesar de conter menos gordura, tem grande variedade de açúcares.

  • Sorvete ao leite de morango (1 unidade): 123 calorias
  • Banana Split (1 taça): 843 calorias
  • Colegial (1 taça): 482 calorias
  • Milk-Shake Baunilha (1 copo de 290 ml): 336 calorias
  • Milk-Shake Chocolate (1 copo de 300 ml): 380 calorias
  • Sorvete de massa de chocolate, creme, morango ou coco (1 bola de 40g): 75 calorias
  • Sundae (1 taça): 616 calorias
  • Chicabon Kibon (unidade): 109 calorias
  • Milkshake de chocolate ou morango McDonald’s (unidade): 320 calorias
  • Sundae caramelo McDonald’s (unidade): 270 calorias
5 – Carnes

As pessoas não gostam de trocar um bom bife por um peixinho saudável, mas esse pode ser um bom negócio – pelo menos de vez em quando. A proteína da carne faz bem, mas muita carne vermelha faz mal, e o peixe, como todos sabem, tem muitos benefícios para a saúde (especialmente para o cérebro) e é – geralmente! – menos calórico. Confira:

  • Alcatra assada (2 fatias de 100 g): 235 calorias
  • Bacon em pedaços Sadia (1 fatia de 10 g): 56 calorias
  • Bisteca de porco (unidade de 150 g): 360 calorias
  • Carne bovina Swift (pacote de 330 g): 799 calorias
  • Costela assada de boi (2 unidades de 100 g): 380 calorias
  • Coxa de frango (unidade de 100 g): 144 calorias
  • Coxão mole frito (1 filé de 100 g): 235 calorias
  • Hambúrguer bovino Swift/Bordon (unidade de 56 g): 117 calorias
  • Picanha 1 filé de 100 g): 156 calorias
  • Linguiça calabresa curada Sadia (100 g): 312 calorias

Mesmo os frangos podem ser bastante calóricos. Os peixes ainda ganham:

  • Frango a passarinho (2 pedaços de 100 g): 156 calorias
  • Frango cozido (1 sobrecoxa de 100 g): 220 calorias
  • Bacalhau assado ou grelhado (1 posta de 100 g): 110 calorias
  • Bacalhau cozido (1 posta de 100 g): 100 calorias
  • Dourado (1 porção de 100 g): 80 calorias
  • Lula cozida (100 g): 93 calorias

Os peixes são mais saudáveis se consumidos crus, cozidos ou assados. Na verdade, o mesmo ocorre com a carne, que perde nutrientes e fica mais calórica quando frita. Vale lembrar que existem peixes mais calóricos, como o salmão, que mesmo assado ou grelhado, tem 220 calorias a cada 100 gramas.

Observação: Na preparação de misturas, gorduras, óleos, molhos e condimentos adicionam calorias. Entre os molhos, os mais calóricos são maionese (142 calorias cada 20 g) e molho rosê (135 calorias cada 15 g). Para fritar, prefira azeite de oliva a óleos de girassol e soja, por exemplo (mesmo manteiga com sal tem menos caloria que os óleos). Por fim, mesmo caldo de carne e de galinha adicionam calorias (um tablete de 12 g tem 33 e 35 calorias, respectivamente).

6 – Massas e pizzas

Dois dos pratos mais comidos no mundo inteiro: massa e pizza. Quem não ama? Como pessoa que detesta salada (infelizmente), eu costumo brincar que para saber quando algo é calórico, basta responder se é delicioso.

  • Capeleti de frango ou carne Cica (1 xíc. chá de 100 g): 279 calorias
  • Espaguete c/ ervilha e queijo (1 prato de 200 g): 550 calorias
  • Espaguete comum cozido (1 prato de 160 g): 233 calorias
  • Lasanha Frescarini (1 porção de 100 g): 299 calorias
  • Lasanha Sadia (1 porção de 100 g): 139 calorias
  • Macarrão à carbonara Maggi (1 xíc. chá de 100 g): 402 calorias
  • Macarronada (1 prato): 389 calorias
  • Nhoque s/ molho (1 escumadeira): 142 calorias
  • Pizza de calabresa c/ cobertura de mussarela (1 fatia de 140 g): 415 calorias
  • Pizza portuguesa (1 fatia de 140 g): 449 calorias
  • Pizza quatro queijos (1 fatia de 140 g): 410 calorias

E cuidado com o macarrão instantâneo (“miojo”):

  • Espaguete Nissin instantâneo (1 pacote de 85 g): 422 calorias
  • Lámen Turma da Mônica sabor carne Nissin (pacote): 369 calorias
7 – Petiscos

Uma pipoquinha, um amendoim, uma porção de batata frita, podem vir acompanhados de obesidade, ataque cardíaco, e outras condições. O problema não sempre são os alimentos em si: a batata, a pipoca (que sem nada pode ter 20 calorias): é a fritura, o sal, a manteiga…

  • Amendoim torrado salgado Otker (pacote): 1254 calorias
  • Bolinha de queijo (unidade): 42 calorias (e quem come só uma?)
  • Bolinho de bacalhau (unidade de 30 g): 159 calorias
  • Doritos, Elma Chips (pacote): 477 calorias
  • Batatas Fritas McDonald’s (pacote grande): 440 calorias
  • Nuggets Sadia (2 unidades de 100 g): 210 calorias
  • Pipoca c/ óleo e sal (1 xíc. chá de 10 g): 55 calorias
8 – Sanduíches de fast food

Qualquer sanduíche é calórico, mas sua intuição está certa: os de fast food são mais. Deixe a visita ao McDonald’s para de vez em quando!

  • Big Mac McDonald’s (1 unidade de 204 g): 504 calorias
  • Cachorro quente com molho de tomate Bob’s (1 unidade de 130 g): 291 calorias
  • Cheddar McMelt McDonald’s (1 unidade de 181 g): 507 calorias
  • McChicken McDonald’s (1 unidade de 176 g): 454 calorias
  • Quarteirão com queijo McDonald’s (1 unidade de 202 g): 558 calorias
  • Sanduíche de atum com salada Bob’s (1 unidade de 228 g): 377 calorias

E entre os mais calóricos de todos:

  • Double Grill Bacon Bob’s: 1314 calorias
  • BK Stacker Quádruplo Burger King: 1018,7 calorias
  • Big Tasty McDonald’s: 839 calorias
9 – Queijos

Os queijos são bastante calóricos. Em comparação com outros alimentos, eles têm muita caloria em poucas gramas, como alguns doces. Triste notícia.

  • Queijo Americano Pasteurizado (30 g): 101 calorias
  • Brie (30g): 110 calorias
  • Catupiry (20g): 49 calorias
  • Cheddar americano (30g): 107 calorias
  • Gorgonzola (30g): 119 calorias
  • Gouda Luna (30g): 107 calorias
  • Parmesão (30g): 121 calorias
  • Requeijão cremoso Nestlé (20g): 54 calorias
  • Queijo de mussarela (28 g): 80 calorias
10 – Arroz e feijão

O nutricionista francês Pierre Dukan comentou em visita ao Brasil que os jovens estão muito mais gordos que seus pais, e que o excesso de peso brasileiro pode ser contido com uma moderação no consumo de feijão com arroz. “Fiquei com a impressão de que os jovens brasileiros comem bastante feijão, arroz e feculentos (como a batata)”, disse Dukan.

Arroz, feijão, bife, batata e farofa. Olha quanta caloria tem nisso tudo aí…

  • Arroz e feijão (2 colheres de sopa , 40g): 75 calorias
  • Arroz c/ feijão temperado c/ bacon e ovo frito (1 prato): 900 calorias
  • Batata assada c/ cebola e creme de leite (100g): 251 calorias
  • Bife de carne magra de boi (100g): 260 calorias
  • Bife à parmegiana (Unidade): 485 calorias
  • Farofa (1 colher de sopa de 20g): 169 calorias

Confira aqui uma tabela dividida em categorias com as calorias de diversos alimentos.[Terra, Unesp, CopacabanaRunners, Calorias, Uol]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

21 Comentários

  1. Infelizmente vivemos na era do culto ao super-saudável. É só nisso que se fala, e isso, com todo perdão, já está enchendo o saco (até o Globo Repórter não tem mais outro assunto). Se eu for prestar atenção a cada matéria dessas, morro de inanição. Tudo faz mal, tudo é prejudicial. Ou então vou viver minha vida sem prazer algum. Talvez na década de 50, quando ninguém se preocupava com essa “xaropeação”, as pessoas eram mais felizes. Ao menos, acredito, os índices de infelicidade e suicídio eram menores.

    Thumb up 38
    • Cara, a verdade é só uma. Faça exercícios, abandone o carro para ir na padaria, suba escadas ao invés de elevadores, coma de tudo e seja feliz. A culpa da obesidade esta muito mais relacionada a vida sedentária das grandes cidades do que a alimentação, seja comida industrializada ou não. É muita gente sentada e mexendo no computador. Eu tive uma boa infância, corria na rua atrás de pipa, jogava bola o dia inteiro com os colegas depois da escola, andava de bicicleta. Hoje em dia é só a melecada no video game, no facebook, na internet em fim. Ai o pai diz… é melhor ele aqui dentro de casa do que na rua, e eu discordo e agradeço a infância que meus pais me permitiram ter, hoje em dia vejo um monte de criança obesa, pra mim é quase obrigação criança ser magra, nada justifica crianças gordas, criança gorda sinonimo de pais negligentes.

      Thumb up 44
    • Concordo que atualmente essas correntes de ter uma vida saudável estão sendo muito exploradas pelas indústrias alimentícias e pela mídia, mas você vai esperar acontecer algum problema sério na sua saúde para depois mudar seus hábitos? Toda essa “xaropeação” vem de estudos sérios realizados por profissionais com o intuito de ganhar dinheiro com isso, claro, mas sobretudo de melhorar a qualidade de vida da população. Na década de 50 as informações eram escassas e as pessoas se preocupavam menos sim, mas também morriam cedo, tanto que a expectativa de vida era baixa, e só agora está aumentando. Não adianta, é fato que quem se preocupa com a saúde vive mais. É por isso que as mulheres vivem mais que os homens (pelo menos há alguns anos atrás); devido ao patriarcalismo da família, o pai era educado desde criança para parecer invulnerável (“homens não choram”), e evitava as consultas médicas. Além de tudo isso, não convém você citar as taxas de suicídios, os quais são resultado de diversos outros fatores e não exclusivos do provável estresse de cuidar da prórpia alimentação. Não podemos nos preocupar tanto assim, pois ainda não temos muita certeza sobre o que é prejudicial ou não (principalmente em relação ao câncer), mas enquanto tivermos informação, devemos usá-la, pois é esse o principal fator que determina a nossa espécie aqui na Terra.

      Thumb up 6
  2. Se a gente ficar levando tudo isto muito a sério, acabamos por nos prejudicar, pois tudo depende também do consumo que estas calorias variam conforme cada pessoa e da forma como cada um “queima” as mesmas… Parece que os “Fast food” da vida especialmente o mac donald’s “pagaram” condenar o arroz com feijão… rs

    Thumb up 4
  3. Nao acredito em algumas coisas ai. Nao conferi mas acredito que tenha divergencias com a tabela TACO que é a referencia nesses tipos de dados. Texto mt sensacionalista… Deveria estar td com base em 100g para conseguirmos fazer uma real comparação, nao explica se as coisas sao fritas ou cozidas/assadas, nao faz diferença fritar as coisas com azeita pois depois que vc aquece o azeite ele se transforma em uma gordura saturada da mesma forma que os outros oleos. Texto mt bom pra qm nao entende nada, otimo pra causa impacto mas mt, mt sensacionalista.

    Thumb up 3
    • Acho que você não leu o conteúdo todo ou leu e não entendeu. Esses são os alimentos que consumimos com maior frequência. Se são hipercalóricos ou não, já são outros quinhentos.

      Thumb up 3
    • E por que não seria? Já viram a quantidade de calorias contida num prato de arroz com feijão? Digo prato mesmo, não a quantidade exemplificada na matéria, que além do mais, tá meio díspar de outras fontes, como o caso do nhoque, que é feito de batata, qual é 4x menos calórico que o arroz.
      Só para poupar tempo dos leitores vou adiantando aqui que cada 100g de arroz possúi 80g de carbohidratos, enquanto o a mesma quantidade de batata possui apenas 20g do mesmo.
      Além de um fato pessoal que pode ilustrar a verdade sobre o consumo de arroz e feijão, é o fato que eu engordei 7 kilos em 8 meses ao adcionar porções diárias de arroz com feijão em minha dieta.

      Thumb up 2
  4. As informações apresentadas aqui divergem de outros sites com fontes mais confiáveis.

    Sugiro que para as pessoas que estão preocupadas com as calorias, busquem informação também em outros lugares.

    Thumb up 34
  5. Dizer que o arroz com feijão é a causa de jovens serem mais gordos é ridículo, culpe os fast foods, os enlatados, guloseimas, todo esse tipo de comida não natural, se algo deve ser contido com certeza não é o consumo de arroz com feijão.

    Thumb up 102
  6. Nada a ver, de todas as dicas aquí contida eu discordo, morre quem come e quem ñ come estas coisas, eu só como o arroz todos so dias e feijão e pizas só de vez emquando e ñ sou magra , acho q preciso diminuir ainda mais as porções ou passar fome, por que preciso emagrecer…

    Thumb up 25
  7. O que fica faltando é a avaliação energética-funcional, o que não tem nada a ver com quantia de calorias, proteínas etc, mas sim saber o que esse alimento produz no organismo, ao nível qualitativo.
    Essa resposta é que eu consigo através da cinesiologia aplicada, ou biorressonância

    Thumb up 43
  8. Não ligo pra essa questão das calorias nem um pouco. Tudo que está aí nessa lista faz parte da minha alimentação. Eu como mesmo, e como bem. Nunca fiz dieta. Acredito que o segredo é o equilíbrio.

    Thumb up 53
  9. Calorias são pequenos insetos que, durante a noite, entram nos armários e apertam as nossas roupas.

    Thumb up 96
    • Na verdade a coca cola diet faz por incrivel que pareça mais mal a saude nao por “engordar” mas porque possui uma substancia cancerigena , o “aspartame” , que possue efeitos gravissimos se ingeridos regularmente e á longo prazo , ironicamente esta presente em grandes quantidades nos alimentos “DIET” . OU seja …se correr o bicho pega..se ficar … kkkkkk

      Thumb up 20
    • Eu não tomo nenhum dos dois mesmo, então tá tudo certo…

      Thumb up 7
    • Fazes tu muito bem, mas quando tiveres de optar por um escolhe mesmo o Diet, que açucar puro é bem mais maléfico.

      O aspartamo é um assunto bem dificil de discutir isto porque há muitas opinioes em relacao ao produto.
      E há outra substancia que a coca tem que tambem é cancerígena, mas tambem so se for consumida em quantidades absurdamente ENORMES! falo do ciclamato de sódio.

      Thumb up 20

Envie um comentário

Leia o post anterior:
glasses-dictionary
10 palavras-chave para conseguir um emprego

Especialistas mostra...

Fechar