Árvore produz “balas de canhão” fedorentas e muito perigosas

Publicado em 8.11.2010

Essa árvore aparentemente “inocente” que você vê na foto é nativa do Caribe e em algumas partes da América do Sul e da Índia – onde serve para decorar templos religiosos durante, pelo menos, os últimos 3mil anos.

Ela é conhecida como “árvore canhão” e seu apelido é bem significativo – não só suas frutas são enormes esferas, mas quando elas caem no chão elas normalmente explodem produzindo um barulho muito alto. Normalmente, essas árvores não são plantadas próximas de calçadas ou vias nas quais pessoas circulam, já que levar uma fruta dessas na cabeça certamente é fatal.

As frutas também são curiosas porque parecem “sair” diretamente do tronco das árvores e não de seus galhos. E além da explosão, elas liberam um odor horrível, ao contrário das flores, que são muito cheirosas.

Apesar de serem perfumadas, as flores também são estranhas, aparecendo em grupos – cada um desses grupos podem chegar a medir cinco metros de comprimento.

A árvore foi catalogada pelo botânico francês J.F. Aublet, em 1775, e seu nome científico é Coroupita guianenses.

Suas folhas e flores são usadas medicinalmente – diz-se que elas possuem propriedades analgésicas e antibacterianas. A casca do seu tronco, supostamente, cura resfriados. O suco das folhas é usado para tratar malária e doenças de pele e mastigar folhas novas alivia dores de dente. O interior das frutas pode limpar machucados, impedindo infecções (o problema é agüentar o cheiro).

Apesar de não possuírem néctar, as flores da árvore possuem muito pólen, usado pelas abelhas para alimentação. As abelhas também fazem a fecundação das plantas, levando o pólen de uma árvore a outra.

Na Índia, elas são encontradas nos templos dedicados ao deus Shiva e no Sri Lanka em templos budistas.Para os hindus ela é sagrada porque suas flores lembram o chapéu usado por Naga, uma cobra sagrada de sua mitologia. Mesmo assim, placas de sinalização, pedindo para que pessoas não fiquem próximas as árvores na época em que as frutas começam a ficar maduras são normalmente colocados nelas.

[EnvironmentalGraffiti]

Autor: Luciana Galastri

é jornalista. Viciada em livros, lê desde publicações sobre física a romances de menininha do estilo "Crepúsculo". Toca piano desde os oito anos de idade e seu estilo de música preferido é o metal.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

28 Comentários

  1. Oque tem de bom nessa arvore e as flores,mas ja as frutas…nem tanto
    imagina uma dessas cair em cima da cabeça de alguem,ninguem vai querer chegar perto ate pra dizer um oi.

    Thumb up 0
  2. Nos já temos doze mudas e vamos plantar no sitio como planta ornamental, é linda e curiosa !!

    Thumb up 3
    • Oi,como faço para conseguir mudas desta arvore?Moro em Campos Novos Santa Catarina.Adoraria ter pelo menos um exemplar dessa maravilhosa arvore em meu sítio.Abraços Valéria (aguado resposta)

      Thumb up 2
  3. KKKKKK, me diverti muito com certos lances do artigo e também com alguns comentários. Mais interessante do que a esquisitice da árvore é a ignorância geral sobre ela.

    Thumb up 0
  4. Essa árvore tem de monte aqui no Rio de Janeiro, inclusive em praças e ciclovias.
    No Largo do Machado (uma praça em frente uma igreja, com parquinho para crianças e mesa de jogo para idosos) tem varias… Sempre tive curiosidade sobre os frutos… Mas o que mais sempre me chamou a atenção foram as lindas flores que dão junto ao tronco… Mas os frutos não cheiram mal não….

    Thumb up 4

Envie um comentário

Leia o post anterior:
gemeasi
A incrível história das gêmeas siamesas que podem dividir pensamentos

Os nomes destas meni...

Fechar