As 10 mulheres mais crueis do mundo

Publicado em 11.05.2010

Em época de Dia das Mães, o que não falta são mensagens e manifestações de carinho entre as pessoas. Mas algumas mulheres de família ficaram notórias por atos que pouco ou nada lembram esse espírito fraterno. Este é um conteúdo que pode chocar e embrulhar, portanto, é recomendável não ler logo após uma refeição. Você vai conhecer dez das mulheres mais perversas de que já se ouviu falar.

Atenção: Algumas descrições de atos violentos que seguem podem ser fortes demais para pessoas sensíveis.

1. Katherine Knight

Essa Australiana de 46 anos ficou notória por um crime cometido em 2001, mas antes já havia dado sinais de violência. Ela tentou estrangular seu primeiro marido na noite de núpcias e chegou a colocar a primeira filha do casal sobre os trilhos do trem quando ele a deixou (a criança foi salva). No segundo casamento, cortou a garganta do cachorrinho de seu marido, na frente dele. Depois de mais um casamento mal sucedido, conheceu John Price. Ali, Knight cometeu o crime que a levaria a ser a primeira mulher australiana condenada à prisão perpétua. Esfaqueou o marido 37 vezes enquanto dormia e pendurou pedaços de sua pele pela sala de estar. Cortou sua cabeça fora e a assou no forno. Decorou o “prato” com vegetais e molho, e ia servi-lo aos filhos de John (de outro casamento dele) se a polícia não chegasse ao local antes.

2. Stacey Castor

Seu segundo casamento acabou quando o marido morreu por ingerir Etilenoglicol (um anticongelante para motor de carros) por quatro dias, de um modo que parecia suicídio. Desconfiando da esposa, a policia examinou o corpo do primeiro marido dela, que havia morrido cinco anos antes. Qual não foi a surpresa dos médicos quando acharam a mesma substância, o Etilenoglicol! Encurralada, Castor armou um plano de defesa para acusar sua própria filha, Ashley! Apesar de a menina ter apenas 11 anos em 2000, quando aconteceu o primeiro assassinato, a mãe sustentou a acusação.Em 2007, Ashley foi hospitalizada após ser encontrada inconsciente, com overdose de vodka e remédios. Ao seu lado, havia uma carta de suicídio. Mas Ashley sobreviveu à overdose, e testemunhou contra a mãe no ano passado. Castor agora enfrenta uma sentença de 25 anos de prisão.

3.Valeria Messalina

Com um temperamento menos violento, ela ficou famosa por “apunhalar” seu marido centenas de vezes, traindo-o com outros homens. Ela foi a terceira esposa do imperador Cláudio, em 38 D.C. O casamento durou dez anos, período em que ela se fez passar por prostituta numerosas vezes e chegou a fazer uma competição com uma delas, para ver quem fazia sexo com mais homens em 24 horas. Messalina venceu, com 25 parceiros. Em 48 D.C, armou um complô com um de seus amantes para matar Cláudio. O plano, no entanto, foi descoberto antes de ser posto em prática, e ela foi executada.

4. Charris Bowers

Certa noite, essa mulher e seu marido voltaram de um bar, e ele insistindo para possuí-la. A dama recusou, mas Delou Bowers não quis desistir tão facilmente. Enfim, quando ele recebia sexo oral dela, satisfeito, teve a surpresa desagradável de sentir uma mordida. Louco de dor, ele tentou se livrar, mas ela sustentou a mordida por dez segundos, e só largou quando Delou deu-lhe um soco na cabeça. Uma das versões do fato diz que ela estava no sofá quando ele tentou forçar o pênis na sua boca. A outra diz que ele apenas estava andando pela casa com as partes à mostra, e ela “tomou a iniciativa”. Delou afirmou que a esposa não queria nada com ele a um mês, daí a insistência.

5. Dawnell Batista

Depois de dois transplantes mal sucedidos, essa mulher teve a vida salva por seu marido, Richard, que lhe doou um rim. A esposa, assim, sobreviveu, mas o casamento não. Quatro anos depois da operação, Dawnell “retribui” a cortesia do rim doado dormindo com o seu terapeuta, e depois impedindo que Richard pudesse ver os três filhos do casal. Ele agora pede uma indenização de 1,5 milhões de dólares na justiça, pelo rim que ofereceu à amada.

6. Crystal Border

Esse é talvez o assassinato acidental mais bizarro já registrado. Crystal Border e seu marido Tony, 15 anos mais velho, já tinham experiência em brincadeiras macabras na vida íntima, usando sufocamentos e afogamentos durante o ato. Mas uma das suas fantasias acabou mal. Eles costumavam fazer “enforcamentos” em um celeiro abandonado, perto da casa onde moravam. Primeiro, ela foi para a forca e desceu, sem nada de anormal. Depois, ele passou a corda em volta do pescoço e ela o tirou do chão. Ele pediu para descer e de repente ficou inconsciente. Durante os 40 minutos seguintes, Crystal ficou medindo as pulsações do marido, até que foi obrigada a concluir que estava morto. E o que é mais bizarro: Tony já havia passado oito anos preso quando essa mesma brincadeirinha teve um fim trágico para a sua mulher de 19 anos, à época.

7. Betty Neumar

Aos 76 anos, essa americana está presa, acusada de contratar um homem para matar o quarto de seus cinco maridos, Harold Gentry. Esse foi o primeiro ato de qual Betty foi acusada, mas levou a uma investigação que apontou indícios de um ninho de malfeitos no passado. Aparentemente, os parentes dela morreram, ao longo dos anos, de forma que ela sempre lucrava milhares de dólares com isso. Ela ganhou 20.000 dólares quando Harold morreu, e já tinha lucrado 10.000 um ano antes, quando seu filho morreu. Publicamente, Betty era uma senhora comum, que ia à igreja e levantava fundos para caridade, mas não param de chover suspeitas contra ela.

8. Vicki Lowing

Quando uma pessoa anônima deixou um crocodilo na porta da casa dessa senhora, talvez não soubesse que causaria um divórcio. Vicky adotou o réptil de um metro e meio, e viveu com ele e a família na mesma casa durante nove anos. Até que seu marido Johnie pediu para ela livrar-se do crocodilo. Diante do impasse, Vicky preferiu ficar com o crocodilo e livrar-se do marido, e os dois se separaram.

9. A misteriosa saudita

Uma mulher da Arábia Saudita seguiu à risca a tradição de seu vilarejo, de jamais mostrar seu rosto ao marido. Por 30 anos, o casal esteve unido, e o marido sempre segurou a vontade de ver finalmente o rosto dela. Até que, em uma noite, a curiosidade explodiu: enquanto ela dormia, ele tirou o véu da esposa e finalmente satisfez seu desejo. Mas a dama não gostou, acordou e pediu o divórcio imediatamente. Surpreso, o homem prometeu que não tornaria a olhar, se ela voltasse ao casamento. Aparentemente, ele gostou do que viu. Mas não adiantou, ela não o perdoou.

10. Amanda Trott

Esse prêmio vai para os métodos mais esquisitos de praticar violência. Durante uma briga de casal, Amanda atacou o marido com uma caixa de lasanha congelada. Depois de golpes numerosos e barulhentos, que feriram o homem na cabeça, os vizinhos chamaram a polícia, preocupados com a segurança das crianças do casal. Ela agora é acusada de agressão doméstica. [Oddee]

Autor: Rafael Alves

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

86 Comentários

  1. Mano, nada a ver essa lista. Leiam “Serial Killers – Nas mentes dos monstros”, escrito por Charlotte Greig, Editora Madras. Tem serial killers femininas 93759874532084 vezes piores que essas aí. Na boa, uma mulher ta nessa listazinha por que se divorciou do marido por ele ter olhado o rosto dela? Avá. Concordo com o comentário que fizeram, tem gente desqualificada postando nesse site.

    Thumb up 44
    • Pois a que mordeu lá o “tal quê” do marido, só fez é bem. Quem manda ele forçar, teve o que mereceu.
      A mulher que trocou o marido pelo crocodilo, ahahahahah, isso dá pra rir, não vejo crime nenhum nisso. Me poupe

      Thumb up 18
  2. nossa q legal uma teve a brilhante ideia de assar a cabeça..rsrsrsrs pq ñ quis assar o pau dele e depois dividir com os filhos!

    Thumb up 8

Envie um comentário

Leia o post anterior:
prahlad
Místico indiano diz não ter comido nada por 70 anos

Até onde a fé pode l...

Fechar