Belíssimas imagens do cérebro revelam simples conexões

Publicado em 4.04.2012

Novas imagens do cérebro revelam um novo padrão de conexão entre as suas partes. Ao contrário da noção antiga, de fibras neurais transmitindo informações, como um “macarrão”, as novas imagens revelam padrões bidimensionais de fibras paralelas.

“O incrível é que as fibras neurais do cérebro forma uma rede 3D, e de forma muito simples”, afirma o líder do estudo, Van Wedeen.

A superfície do cérebro contém cerca de 40 bilhões de células nervosas, cada uma fazendo cerca de mil conexões, a partir de um padrão que os cientistas ainda precisam decifrar.

“O cérebro humano é a estrutura conhecida mais complexa do universo, e funciona a partir das células neurais se comunicando. Se nós não entendemos como elas decidem com quem conversar e como conversar, nós simplesmente não entendemos como o cérebro funciona”, afirma o cientista Marsel Mesulam, que não esteve envolvido no estudo das novas imagens.

“Analisando múltiplas espécies, descobrimos que esse padrão é substancialmente familiar”, afirma Wedeen. “Desde os primatas com cérebros pequenos até os com cérebros grandes, as regras são as mesmas, mas elas estavam são aplicadas com cada vez mais diversidade e mais camadas, mais complexas”.

Cérebro adaptável

As imagens desse padrão fazem sentido, já que o cérebro teve que se “reorganizar” tanto evolutivamente (para formar os nossos cérebros complexos de hoje) quanto durante sua vida “útil” (conforme crescemos e aprendemos mais coisas, por exemplo). Se a organização fosse caótica, ele não funcionaria adequadamente.

Em outras palavras, adaptar um cérebro organizado de maneira complexa para que a próxima geração pudesse sobreviver seria praticamente impossível.

Com uma estrutura organizada a partir de um padrão, a evolução pode facilmente acontecer a partir do que era antes – adicionando sistemas mais complexos.

Wedeen planeja expandir o mapeamento do cérebro humano com ainda mais detalhes. Também é importante compreender a relação entre as estruturas e as funções cerebrais, pois isso pode ajudar a ciência a entender quando algo dá errado no desenvolvimento do órgão.

“Digamos que alguém chegue para você e fale: ‘meu filho de dois anos não me olha nos olhos’. Isso seria um indício de algum mal ou apenas uma diferença individual? Com o mapeamento do cérebro, você saberia por onde começar”, finaliza Wedeen. [LiveScience]

Autor: Bernardo Staut

é estudante de jornalismo e interessado por povos, culturas e artes.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

22 Comentários

  1. A rede neuronal é determinada por fatores genéticos em menor parte, mas principalmente por campos eletro-magnéticos, que por sua vez são gerados como decorrência de nossos estímulos, sentimentos, foco, atuação e empenho para se alcançar nossas metas.
    O primeiro molde da rede neuronal ocorre ainda na vida intra-uterina e atinge um pico de atividade na criança principalmente até os 2 anos e vai diminuindo de velocidade de formação gradualmente.
    No adulto, para que tudo isso possa se processar mais eficazmente é fundamental haver integração entre nossos 4 corpos: físico, energético, emocional e espiritual, ou racional

    Thumb up 9
  2. “Corpo vai pra mente, mente volta pro corpo, ocilam e se unem numa velocidade tao grande, a ponto de “nos” nem percebemos” – Mestre Daniel Duarte.

    Thumb up 4
    • Senão a mais interessante do universo !

      Thumb up 1
    • Morrer é a maior desgraça que há.

      Thumb up 1
    • Morrer é uma grande ilusão.

      Thumb up 2
    • viver também… rs

      Thumb up 2
  3. adorei todas as considerações e estou nesta luta de estudos dos segredos do cérebro e da mente que ainda irão durar muitos anos!!!!!!

    Thumb up 1
  4. Queria entender como pode nossa visão de altíssima definição, nossos sentimentos, nosso pensamento que inclui imagens e sons, nosso sofisticado raciocínio, enfim nossa consciência de modo geral serem tudo processados por nada mais que trilhões de ligações que transmitem impulsos elétricos.

    Thumb up 9
    • Todos nós meu caro… todos nós…

      Thumb up 3
    • Gustavo, a visão não é de altíssima resolução. De fato, só tem uma resolução razoável, e só no centro, por isto que temos que olhar diretamente para alguma coisa quando queremos vê-la bem, não dá para, por exemplo, ler “olhando de canto”. A visão periférica é pobre e fora de foco.

      O que nós temos é uma ilusão de visão em alta definição. Mas as ilusões de ótica colocam as gambiarras cerebrais à tona, com elas a gente percebe o quanto o nosso olhar é problemático, o quanto nós nos iludimos com o que vemos.

      Quanto ao som, nossa faixa de audição é pífia, se comparada com a de outros animais “inferiores”. E ela piora com a idade, ou seja, tem sons que você só vai ouvir até a adolescência, quando se tornar adulto vai ficar surdo para eles.

      De qualquer forma, é realmente um assunto fascinante como o cérebro transforma as informações bioelétricas que chegam dos nervos auditivos e oftálmico em impressões sonoras e visuais. Ou dos outros sentidos.

      E isto também leva a outra conclusão interessante: você não está, na verdade, vendo nada, nem ouvindo nada. O cérebro, que é responsável por fazer sentido do que é visto e ouvido, não ouve nem vê, apenas recebe sinais bioelétricos. Ele não reconstitui a imagem nem reconstitui o som, até onde eu sei, apenas cria um modelo simbólico da visão e da audição.

      Se você quiser aprender um pouco mais sobre o assunto, recomendo o livro “Por que o bocejo é contagioso?” – é muito bom este livro.

      Thumb up 11
    • Acréscimos deveras interessantes… Parabéns!

      Thumb up 0
    • Na realidade, o que mais me impressiona nesses temas relacionados a complexidade do cérebro e outras coisas intrigantes como o universo, é a enfase que é dada a uma suposta evolução dos seres e das coisas. Estudo após estudo fica comprovado que tamanha complexidade no funcionamento do cérebro humano não poderia ser uma obra do acaso, diga-se uma obra da evolução. Assim como um robô sofisticado com suas conexões eletrônicas, sua programação e peças de altíssima tecnologia precisaram de uma inteligência superior para desenvolve-lo, somos nós, os seres humanos. Parabéns ao CRIADOR por sua inescrutável sabedoria!

      Thumb up 2
    • André, a evolução é um padrão universal. Quase uma lei, se não for. Tudo evolui. Tudo se transforma. Nós evoluímos. As máquinas evoluíram. Pense no 1º computador que surgiu. Era rústico e enorme e olha como está hoje. Pense no 1º automóvel e olhe como está hoje. Pense no 1º avião, que alcançou alguns metros acima do chão e vejo os de hoje ultrapassando a barreira do som. Assim aconteceu com todos os seres vivos também. Para que você surgisse você teve que evoluir da 1ª célula à trilhões de células durante nove meses antes de nascer. Então esse é um padrão que a natureza usa para transformar o que é simples em complexidade. Evolução! É frustrante ainda existir pessoas que não aceitam isso. Uma semente de laranja se transforma em laranja por nada mais nada menos que… evolução. Não tem como fugir da evolução! Ev… Evo… Evol… Evolu… Evoluç… Evoluç~… Evoluçã… Evolução! Pronto! Entendeu?

      Thumb up 5
    • A natureza é um sistema muito inteligente né? Mas funciona de maneira parecida com computadores, com um código binário, mandando informações 0 e 1 para lugares diferentes que se unem e se codificam de modo a nossa consciência conseguir decodificar tudo isso, a memória também é algo interessante, imagina, milhões de horas de memória guardada em um código binário? Muito interessante o cérebro humano, o problema é quando alguém não quer usar seu cérebro e parte para violência, guerra, etc…

      Thumb up 1
    • Acho que você se equivocou, muito ao contrário, apesar de se perceber muita lógica e bom senso na natureza, de binário nada se encontra, mas sim um complexíssimo equilíbrio com um número praticamente infinito de situações entre os extremos (0 e 1).
      Quanto à violência e outros descalabros típicos da humanidade, ainda acredito mais em cérebros com defeitos, problemas diversos que levam ao funcionamento indevido do cérebro, causando um nível de desequilíbrio que leva a pessoa a pensar e fazer coisas absurdas e medonhas.
      O nosso cérebro evoluiu muito, penso que tanta evolução, tanta complexidade, leva a uma margem razoável de cérebros “defeituosos”.
      Tamanha é a complexidade e possibilidade de “mau funcionamento”, que em alguns casos esquecemos do cérebro e vemos as pessoas e seus defeitos, e ou “desvios comportamentais”. Nessa linha, observe os expoentes da humanidade em qualquer que seja a área. Todos os expoentes apresentam também aspectos comportamentais tidos como “não corretos” ou “desequilibrados”.

      Thumb up 0
    • P.: “…Quanto à violência e outros descalabros típicos da humanidade, ainda acredito mais em cérebros com defeitos, problemas diversos que levam ao funcionamento indevido do cérebro, causando um nível de desequilíbrio que leva a pessoa a pensar e fazer coisas absurdas e medonhas…”

      Comentário: acesse na web e assista ao documentário A HISTÓRIA DAS COISAS, onde em 20 minutos se mostra e se demonstra pq. os cérebros ficam “defeituosos” em nossa era contemporânea.

      Thumb up 0
    • Vou assistir sim.

      Thumb up 0
  5. Emaranhados de memória
    do encanto ou do espanto
    eis que surge
    tecido de fios
    a tapeçaria
    feita de nós mesmos

    -Carlos Drummond de Andrade-

    sábias palavras… já descreveu o cérebro antes de ver esse estudo…

    Thumb up 9
    • Carlos Drummond…. Grande gênio!

      Thumb up 1
  6. Por favor, próximos membros a postar aqui, não venham com suas teorias tentando justificar os questionamentos que estão no texto, vamos apenas respirar fundo e admirar a beleza complexa, tudo bem?
    (isso faz muito bem a saúde)

    Thumb up 9
    • Discordo! Muito dos que comentam conseguem de fato acrescentar informações e muitas vezes até mesmo corrigem falhas do artigo.

      Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
boy-sitting-alone-120123
Porque alguns com autismo severo ‘desabrocham’

Na maior parte dos c...

Fechar