Um benefício inesperado de ter um bom relacionamento com seus colegas

Publicado em 22.05.2011

Eis um motivo para ser gentil e amigável com as pessoas com quem você trabalha: elas podem ajudá-lo a viver mais tempo. Os resultados de um novo estudo mostram que o apoio social dos colegas de trabalho está associado a um risco reduzido de morte por qualquer causa dentre um período de 20 anos.

Os resultados se mantiveram iguais mesmo após os pesquisadores levaram em conta outros fatores que poderiam influenciar a mortalidade, incluindo níveis de colesterol e pressão arterial, consumo de álcool, tabagismo, exercícios físicos, sexo, idade e nível de instrução.

O apoio social que uma pessoa recebe no trabalho pode indicar quão bem ela está socialmente integrada no seu local de trabalho, explicam os pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, Israel, autores da pesquisa.

Curiosamente, eles não encontraram nenhuma ligação entre o apoio de supervisores e um risco reduzido de morte, sugerindo que as relações com o patrão não têm o mesmo efeito na saúde.

O estudo envolveu 820 adultos israelenses que foram encaminhados para um centro de saúde para um exame de rotina. No início do estudo, os participantes completaram um questionário de perguntas a respeito de suas condições de trabalho, incluindo o apoio que recebiam no ambiente profissional.

O apoio social seria considerado “alto” se os participantes relatassem que seus colegas de trabalho haviam sido úteis na solução de problemas e simpáticos com eles. Os indivíduos foram seguidos por 20 anos, de 1988 a 2008. Durante esse período, 53 participantes morreram. A ligação entre o apoio social dos colegas de trabalho e de mortalidade foi mais forte para indivíduos com idades entre 38 a 43 anos.

“Nossas descobertas podem ter implicações importantes para a promoção da saúde no ambiente de trabalho”, escrevem os pesquisadores. “Aumentar o apoio social entre as pessoas que trabalham juntas poderia, a princípio, reduzir os riscos de mortalidade dos envolvidos nessas interações sociais”.[LiveScience]

Autor: Bruno Calzavara

Bruno Calzavara é recém-formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e está de volta à equipe do Hype após dois anos. Adora todos os esportes, exceto futebol. Gosta de chocolate e de sorvete, mas não de sorvete de chocolate.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

1 comentário

Envie um comentário

Leia o post anterior:
golfinho
Dispositivo permite que humanos conversem e respondam a golfinhos

A tecnologia produz ...

Fechar