Brasil é apontado o maior destruidor ambiental no mundo

Publicado em 7.05.2010

Considere o quanto um país prejudica o meio ambiente nos seguintes quesitos: desmatamento, pescaria predatória, uso de fertilizantes agrícolas, poluição da água, emissão de carbono, ameaça de espécies animais e alterações de ambiente (quando áreas naturais são convertidas em campos agrícolas ou cidades). Somando todas essas coisas, o Brasil é o país que mais maltrata o meio ambiente.

Foi o que concluíram cientistas do Instituto Ambiental da Austrália, em Adelaide. Eles criaram duas classificações: uma para números relativos, em que foi feito um cálculo considerando as áreas naturais de um país e a porcentagem de danos causados. A outra, na qual o Brasil foi eleito o maior vilão, trata de números absolutos.

A pesquisa concluiu que, em linhas gerais, quanto mais rico é o país, maior é a sua agressão ao meio ambiente. Segundo o coordenador da pesquisa, eles sofreram uma decepção: “Esperávamos que um país rico pudesse diminuir seu impacto ambiental, já que teria acesso a tecnologias mais limpas, mas infelizmente isso não foi confirmado”.

Mas vamos lembrar de dois aspectos. O primeiro é que, de acordo com os pesquisadores, o estudo analisou os impactos ambientais exclusivamente, sem se preocupar com aspectos sócio-econômicos.

Outro fato é que o resultado da pesquisa é um conjunto de todos os quesitos. Assim, não significa que o Brasil seja o “campeão mundial” de agressão em todos eles. Sabe-se que em alguns, como o desmatamento, somos de fato os maiores destruidores, mas na emissão de carbono, por exemplo, há países que poluem mais do que nós. Confira a lista dos “dez mais” em ambos os quesitos:

Números absolutos

  1. Brasil
  2. Estados Unidos
  3. China
  4. Indonésia
  5. Japão
  6. México
  7. Índia
  8. Rússia
  9. Austrália
  10. Peru

Números relativos

  1. Cingapura
  2. Coréia do Sul
  3. Catar
  4. Kuwait
  5. Japão
  6. Tailândia
  7. Bahrein
  8. Malásia
  9. Filipinas
  10. Holanda

[Live Science]

Autor: Rafael Alves

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

48 Comentários

  1. Quando se trata de Brasileiros estamos falando de um povo onde 80% não tem nenhum tipo de educação,a maioria não se preocupa com as gerações futuras,é preciso que o MEC adote com urgência a Educação Ambiental como uma matéria que seje lecionada desde o ensino infantil,fundamental até o ensino médio, porque talvez seje preciso que os filhos ensinem os pais, ou o irmão mais novo ensine o mais velho, o Brasil tem apenas 512 anos e pelo jeito quando tiver uns 600, os Estados do Maranhão,Pará e Mato Grosso não vai ter mais floresta, pois são os Estados que mais desmatam neste país. Fonte:Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia. Vc pode caminhar pelas ruas e vê um amontoado de lixo nas ruas,pessoas jogando lixo na beira do rio,então não é surpresa aparecer uma pesquisa dessas e mostrar a realidade do Brasil, As escolas públicas caindo aos pedaços,onde metade dos alunos desinteressados entram na sala para fazer baderna,O Brasil esta em um momento econômico bom, e por isso aparecem politicos desviando dinheiro que seria para essas áreas, enquanto a educação neste país continua na lama!só depende de nós para colocar esse país no eixo, não podemos nos igualar e chegar ao nível desses lixos que não querem melhorar a educação nas escolas, a Europa está falida, a América do Norte está em crise, na América do sul o Brasil ainda tem Recursos, vamos usar com consciência. desenvolvimento não é sinônimo de desmatamento.

    Thumb up 35
    • Artigo sério, importante, digno.

      Penso que deveríamos fazer um balanço estratégico. O que sucedeu no sul e sudeste, prova que a natureza não está tão “viva” quanto um cara qualquer possa afirmar.

      Estamos simplesmente trocando a biodiversiodade pelo monoculturismo.

      Carecemos de cultura conservacionista. O Brasil e os brasileiros precisam estar cientes de que uma extinção é para sempre.

      Perguntas sem resposta:

      Onças do sul praticamente extintas
      Rio das Antas sem antas
      Veado campeiro desapareceu dos pampas e pradarias do sul
      Cachorro do mato vinagre (nosso lobo do sul) EXTINTO!
      Matutos comem macacos…não há mais macacos ao ar livre e ninguém fala no assunto

      E + centenas de outras espécies.

      O que um “Cara” pode saber, se nunca tirou o pé do asfalto? Eu sinceramente não sei a quem mais ter pena: da natureza, ou dos infelizes como este que tentam justificar seu extermínio.

      Thumb up 3
  2. Na verdade apesar de sermos uns dos países que ainda mais se tem áreas verdes…devemos levar em conta as pesquisas, pois, se não entrarmos em um combate forte contra aqueles que estão matando a amazônia, ja não restará matas e reservas aos nossos filhos, netos bisnetos, etc. O Ibama diz que estão nos combates cntra os desmatamentos, concordo, mas dentro dele tem muitos corruptos, estes sim são os maiores criminosos das matas, se vendem a fazendeiros por dinheiros e muitas outras coisas, não concordo com a corrupção, porém este é o BRASIL que temos, onde a corrupção irá morar até o fim do mundo…ISTO é a maior tristeza do ser humano. Mas também devemos levar em conta que o governo da DILMA esta autorizando a construção de 16 novas USINAS Hidroelétricas em meio ao Amazonas, onde milhares de moraddores serão despejados de seus lares, onde a fauna e a flora serão esxpulsas do seu habitar natural. BRASIL E POLITICOS BRASILEIROS…ACORDEM PARA O QUE VOCES ESTÃO FAZENDO…16 USINAS HOJE É REALMENTE PRECISO??? REALMENTE É NECESSÁRIO DESTUIR PARTE DA FAUNA E DA FLORA BRASILEIRA POR TÃO POUCO???…..PENSEM NISSO BRASIL….OBRIGADO PELA OPORTUNIDADE…..ATE MAIS LEITORES….

    Thumb up 2
  3. Pois é né?Os estrangeiros chegam e pegam tudo o que veem pelfrente!!!E falam que o Brasil é país mais destruido do mundo,sendo que , os estrangeiros é que mata tudo!!!!!!!!!
    Injustiça né???

    Lilica.pop!!!

    Thumb up 0
    • Você está errada! Muito Errada!

      Nós somos os estrangeiros. Nós alteramos a fauna e a flora para sempre! E somos tão burros que nos deixamos manipular por voto eletrônico, voto aberto.

      A nível de século 21 até os índios estão errados…eles fazem queimadas e caça predatória. Eu vi indios materem os últimos tamanduas na baia do superagui no Paraná, com aval do Incra. Tristeza profunda, mataram até femeas com crias! E isto não é destruir???

      Quando a natureza controlava tudo, ok, até que pouco se perdia. Hoje, a natureza agoniza. 97% das matas do sul foram devastadas. Pinheiro do Paraná quase a cabou, gralha azul praticamemnte extinta. Milhares de espécies extintas para sempre… e gente burra dizendo que não está acontecendo NADA… NADA????

      Você deve viver em cidade grande, e tem uma informação ridiculamente falsa!

      Me conte amiguinha: onde está o cachorro do mato vinagre, onde estão os veados campeiros do sul, os tamanduás, os macacos, onde estão as antas naturais…pois agora a gente só vê antas humanas tentando negar a nossa responsabilidade pela preservação do planeta.

      Bola fora menina, você falou bobagem e precisa se alfabetizar…ingresse no Green Peace e vê se estuda!

      Thumb up 6
  4. Sem conscientização do povo infelizmente nada vai a lugar algum. Mas também precisamos que haja alguém que faça cumprir as leis que existem, afinal, no Brasil, as regras só existem para quem as cumpre… para quem não cumpre não existem penalizações.
    Mas acredito que “internacionalizar nossa destruição” não ajudaria em nada… temos que fazer algo aqui (e agora) senão será tarde demais.
    Ah… e Luiz Carlos, se alguém tentar se “apossar” do amazônia e você tiver que “pegar em armas” para fazer algo, por favor, consiga duas =)

    Thumb up 6
  5. Eu acho é que todo o brasileiro é paranoico :D

    Deixem de matar natureza e vão fazer dinheiro com turismo que é a única coisa de jeito que vocês tem aí…

    Isso e o crime, há muito bons criminosos por aí…

    Aprendam brasileiros e povo do mundo, olhem para o vosso umbigo e não para o do outro. Se a maioria das pessoas fosse anorética, vocês queriam ser anoréticos?!

    Thumb up 1
  6. O Peter Limer disse tudo!
    Os Eua e a Europa ja acabaramcom mais de 95% das suas florestas temperadas (os eua derrubaram muita árvore pra fazer seus cinturões agrícolas [belts]), alguém sentiu a temperatura subir?
    Fala-se muito em Amazônia, mas a Indochina e países do centro da África também têm florestas! Pelo amor de Deus, não é só aqui que tem árvore!
    se fizerem uma atualização agora, os Eua assumem a liderança por causa da porcalhada que estão fazendo no mar.

    Thumb up 5
    • Vamos seguir o exemplo dos maus… olhe ao seu redor amiguinho.

      Vamos espiar onde o homem começou a destruir?

      Espie o deserto da Namíbia. Quer ir mais adiante, espie o deserto do Saara, o vale fértil dos antigos judeus, a “terra prometida”. Estes lugares resplandecem o que somos. Foram celeiros, e hoje são sinas, aliás, “sina” vem de sinai, exemnplo cultural do que de difícil favorecemops eclodir. Esta é a herança que fabricamos pelos costumes do passado.

      A propósito, a biodiversidade do Brasil não pode ser comparada com a dos EUA. É preciso ser muito ingênuo para não perceber o que está acontecendo. Queremos autorização para “destruir” impunemente…como a que foi dada a Itaipu, obra que destruiu as cavernas de sete quedas, PARA SEMPRE…espécies únicas viviam lá, talvez a cura de doenças do presente e futuro ali sepultadas para sempre. Inscrições rupestres havia lá, dos primeiros habitantes deste solo, sitios de cultura perdidos para sempre! O progresso do momento destrói tudo por dinheiro. Não se quer pensar nas conseqüências, e se enaltecem os Barrabazes com a mídia tecnológica, silenciosamemnte crucificando mais e mais Cristos. Então vem pessoas defender a liberdade de escolha, de que podemos fazer o que quizermos porque “somos melhores”.

      “Melhores”? Eu não sei se o amigo é arrogante ou simplesmente um pobre coitado que não sai da capital para ver o estrago real.

      Eu poderia respeitar que houvesse opção divergente, se fossem pesos iguais na balança: se fôssemos capazes de reconstruir o que é destruido, se pudéssemos reviver espécies extintas e habitats degenerados por completo.

      Mas não somos nem sequer capazes de educar nossos filhos com homogeneidade. Temos crimes até na própria espécie! O que se dirá para com o que considferamos “inferior”.

      O inferior se unirá a um novo senhor, todavia, e se voltará contra o mau gestor, e no dia próprio, o aniquilará!

      Aqui é a última fronteira.. Hoje vivemos a última esperança do que poderíamos fazer de diferente. A despeito disto, estamos fazendo exatamente o que sempre fizemos: destruimos tudo, para depois “nos mudarmos”. Isto é o que herdamos dos caçadores da Namíbia e dos criadores de carneiros e cabras das planícies da Mesopotâmia. É uma trágica herança nômade.

      Agora pense: para onde poderemos nos mudar quando formos 10, 12 bilhões de pessoas, a partir de idéias semelhantes às suas?

      Depois de destruir a última fronteira, inevitavelmente teremos de arcar com as consequências: teremos de viver sobre o lixo dos que agora , como você, defendem o direito de defecarmos sobre o futuro dos que ainda virão. Belo exemplo amigão…prova que você foi bem ensinado… lhe hipnotizaram com a crença do “yes we can”. Eu sinto lhe desdizer, mas neste parâmetro falta um t: para o que é é destruido a frase correta é “yes, we can’t”.

      Thumb up 4
  7. É um tanto quanto cômico falar tanto assim do Brasil, podendo ser até uma estratégia dando abertura ou falsos motivos para invasões futuras em resposta a alusão da “proteção de nossos recursos naturais contra nosso próprio país”, é certo que no Brasil ainda é necessario ter uma melhor gestão ambiental e um trabalho cultural voltado à economia de recursos naturais, uso de venenos em plantações e desmatamento, mas mesmo assim, somos o país que mais tem area verde por mais que esteja desmatado. e outro ponto, alguns dos paises citados acima sequer tem areas de mata natural, no maximo tem um reflorestamento misero. Então eis que vem a frase “só desmata areas verdes quem ainda as tem”, vamos abrir os olhos e não permitir que estrategias politicas e gananciosas nos façam virar contra nossa propria nação.
    Ainda precisamos de uma melhor gestão para proteção de nossas areas mas estamos, mesmo assim, melhor que todos os citados acima.
    Vamos se ligar no que esta sendo “vendido” em termos de ideias para gente.

    Thumb up 10
  8. É mas parece que os estrangeiros é que mandam aqui, e o governo fazem de tudo para agradá-los, e eles só acabam tirando vantagem das florestas brasileiras que tem muito a oferecer, diferente dos seus países de origem.

    Não estou tirando a culpa do brasileiro não, é claro que temos parte nisso, mas há muitas corporações de fora do país que se aproveitam do nosso verde.

    Thumb up 4
  9. alias, para contornar o problema da luz nos pastos, poderia ser utilizado feno produzido fora do local…

    para a produçao do feno, poderiam ser alocados topos de prédios, telhados de areas urbanas (onde a luz solar é um problema, já que o asfalto e o concreto gera muito calor) ao melhor estilo dos jardins suspensos da babilonia…

    Apenas idéias, claro…pq para qualquer projeto é necessário dinheiro para o desenvolvimento e implementação…

    Thumb up 2
  10. Estive pensando na possibilidade de verticalizar os pastos para reduzir a necessidade de desmatamentos…(sim, um prédio de vacas!) Será que é possível? Provavelmente haveriam problemas como o fornecimento de luz solar para o gramado, mas nada que não possa ser contornado… (parece uma idéia ridícula mas é diferente e talvez inovadora…se alguem tiver fundos e recursos pra tocar tal projeto, vale a pena pensar sobre)

    Thumb up 3
  11. As porcentagens do desmatamento no Brasil estão corretíssimas, mas acho que o mais importante é nos forcarmos nas mudanças. É verdade que às vezes uma mudança pode não ser rápida o suficiente, mas o desmatamento vem reduzindo muito. Existem pessoas morando nesses locais e não é possível simplesmente retirá-las. São 25 milhões de pessoas com diversas culturas, contando índios, seringueiros, caçadores, ribeirinhos, coletores, entre outros. As soluções certamente não vão trazer respostas rápidas (ainda que no meu ponto de vista eu considere que está sendo sim rápido), já que não adianta encontrar uma solução imediata que vá trazer outros problemas futuros (não se pode tirar do social para aplicar no ambiental, tirar do econômico para colocar no social, e assim por diante), mas algo duradouro. Conforme disse Tasso Azevedo, consultor do ministério do Meio Ambiente para Florestas e Mudança do Clima, a menos que as pessoas sejam remuneradas para não fazer alguma coisa, elas continuarão praticando o que fazem: “Digamos que você queira fechar uma madeireira ilegal. Você pode fazer isso em cinco minutos, basta enviar a polícia ou o Exército e fechar tudo. Mas 50 pessoas perderão seus empregos. Mas, a menos que você crie alternativas com melhor remuneração, elas logo voltarão a cortar árvores, lá ou em outro lugar. Precisamos colocar outra coisa no lugar para manter a circulação do dinheiro. Precisamos criar uma nova economia.”

    Roberto Smeraldi, fundador dos Amigos da Terra, resume: “O Brasil ocupa o terceiro na lista de países que mais contribuem globalmente para a mudança do clima, e dois terços de suas emissões de gases de efeito estufa ao longo dos últimos cinco anos decorrem de mudanças do uso da terra, principalmente o desmatamento”.
    Não descarto o fato de que o desmatamento é crítico, porém devemos enxergar as novidades. Primeiramente, em novembro de 2009, o Brasil redusiu seu desmatamento aos seu nível mais baixo em mais de duas décadas, isso porque só em 1988 que começaram a haver registros confiáveis sobre o desmatamento. Entre 2004 e 2008 50 milhões de hectares foram convertidos em unidades de conservação e mais de 10 milhões tornaram-se terras indígenas, inclusive o WWF reconheceu que estão havendo grandes esforços por parte dos governos federal e estadual.

    Como também li nos comentários, é triste porque realmente os problemas são muitos, inclusive dentro do próprio Ibama e do Exército, mas os dados do artigo devem ser vistos como alarme, e não como fim de esperança.
    A maior empresa brasileira lida com o maior aliado ao aquecimento global, o petróleo, então o que pensamos? Fechem a Petrobrás? Não é possível radicallizar. A solução é encontrarmos alternativas. É como o Greenpeace que era totalmente contra as Usinas Nucleares, até notarem que era melhor adquirir energia através dela do que de outros meios mais poluente, então passaram a apoiar. Não existe desenvolvimento sustentável, não 100%, o capítalismo prega a utilização de materiais da natureza para fazer um produto que gere lucro. Talvez algum dia cheguemos ao ideal, mas atualmente é inconcebível.

    Desmatamos porque ainda temos o que desmatar. Países como os Estados Unidos utilizaram do desmatamento para seu desenvolvimento, agora atores Hollywoodianos vem protestar contra o Brasil para salvar os índios, tendo eles feito uma das maiores chacinas já vistas na história. Os tempos são outros, julgaremos sim o desmatamento, a destruição de culturas, mas pesemos também. Todos os desenvolvimentos precisaram de destruição, seja material ou não. Inclusive podemos enxergar de forma otimista, visto que a detruição também leva à criação. É o ciclo, a nossa morte permite que o material de nosso corpo seja usado para a formação de outros seres. Críticas sempre teremos, a tudo, mas mudanças estão sim sendo feitas para nos aproximarmos do conceito global atual. No século passado eram poucos que pensavam que deveríamos salvar “a natureza”, basta olhar para os livros de ensino fundamental do início do século passado. A verdade é que até hoje, o conceito é dado para uma criança e ela segue direitinho, até melhor que um adulto, mas quantos tem noção de tais ações? Hoje se fala tanto em Aquecimento Global. E a poluição de nossas águas? alimentos? terra? ar? E a alimentação cheia de agrotóxicos, hormônios e antibióticos? É como nos preocuparmos com o uso da camisinha só por causa da AIDS, isso é o caminho para a resolução de um problema, mas na verdade a camisinha é para resolver muitos outros problemas. Desculpe sair um pouco do tema, mas assisti uma palestra (não me recordo qual é, mas pode ser assistida no site TED) em que se estudou as 10 áreas que se deveria investir…bem…se me recordo bem o ambiente ficou em décimo, se não, nos últimos. Em primeiro lugar veio a fome. Temos fome, doenças, educação, entre tantos outros temas, o que fazemos? Acabamos com o abuso da terra para nosso sustento e voltamos a viver em florestas?

    Não adianta criticar sem darmos alternativa, não adianta ficarmos criticando um ao outro. Podemos gastar esse tempo buscando por alternativas juntos, e não buscando por respostas finais, porque, tirando os exercícios de matemática da tia Teteca, respostas certas não existem.

    Em uma pesquisa da Global Reporting Initiative (GRI), os relatórios de responsabilidade social da Petrobrás ficou entre os primeiros em um universo de 800. A empresa aparece em posição de destaque no Índice de Sustentabilidade Dow Jones e até ganhou elogios da Transparency International. E ela não é a única. Ao todo, cerca de 27 empresas brasileiras protocolaram seus relatórios de sustentabilidade junto à GRI, sendo que a China teve 8, Índia 11 e até o Reino Unido teve apenas 18. O Brasil inclusive tem seu próprio índice de empresas sustentáveis, o Índice de Sustentabilidade Empresarial (IRE). Um levantamento de 2008, feito pelos consultores da SustainAbility, intitutalado The Road to Credibility, classificou as empresas brasileiras entre as líderes entre as economias emergentes em matéria de divulgação de dados corporativos sobre desempenho sustentável.
    Os brasileiros estão entre os recicladores mais assíduos do mundo. Em garrafas plásticas, por exemplo, somente o Japão recicla mais que o Brasil. Os japoneses reciclam quase dois terços de todas as suas garrafas PET, em comparação com pouco mais da metade disso no Brasil, que está a frente da Europa e dos Estados Unidos. No alumínio o Brasil também está à frente, reciclando 96,5% de todas as latas vendidas. O mesmo acontece com vidro e aço.

    É como criticarmos a China, que infelizmente libera uma quantidade muito grande de carbono na atmosfera, mas ao mesmo tempo, corrijam-me se estiver errado, mas se não é o país que mais investe, é um dos, em reciclagem e energia renovável, um exemplo é a própria matéria do Hype Science http://hypescience.com/tocos-de-cigarro-impedem-corrosao/ .

    Gostaria de finalizar primeiro perguntando se alguém saberia dizer a posição do Brasil em números relativos, porque afinal de contas acho que vale muito mais do que o absoluto se formos para comparar que países estão mais “certos” ou “errados”. Segundo, caso alguém se interesse peguei alguns dados da revista Carta Capital de 14 de abril de 2010 na Carta Verde com encarte especial produzido pela britânica Green Future. Ou se também tiverem interesse em lerem o artigo citado pela Live Science:
    http://www.plosone.org/article/info:doi/10.1371/journal.pone.0010440
    http://environmentinstitute.wordpress.com/2010/05/05/new-study-ranks-countries-on-environmental-impact/

    Thumb up 3
  12. Quem disse que a Europa e US não mais que desflorestar não sabe o que falou. E se era para desflorestar os governos da EU e US não gastavam milhões euros/dolares para combater incêndios.

    Thumb up 1
  13. Em relação ao desmatamento, e sendo de fora (Portugal) tenho uma visão diferente da vossa.
    A verdade é que é o mundo que exige o gado, o mundo come carne demais. Querem acabar com a desflorestação? Querem acabar com o Metano (sim o CO2 ao lado do metano é para rir, em termos de Efeito de Estufa). Acabem com o habito humano de consumo de carnes, em especial de vaca.
    Acabam com os rebanhos acabam com a necessidade de pastos.
    Agora o que vão fazer aos fazenderos? o que pode fazer a comunidade internacional para ajudar?

    Thumb up 2
  14. Pontes. Aqui é um legendário realístico. Não precisamos,discutir e debater sobre o destino do Brasil e do mundo,fazemos parte de um conjunto de planetas, uma galáxia dentro de uma poeira cósmica. Imagine todos,sendo sugados pelo um ralo em espiral (buraco negro). será que teriamos chance de sobreviver-mos? Eis a questão!Portanto meus caros… Valorizar cada espécie de vida seja ela o que for, manterá o equilibrio . Isso é fundamento lógico e sensato e nos manterá mais vivos e retardará o impacto desse fluxo que é a lei gravitácional. Das Contradições Consciências Arrogâncias, do poderio e assim vai sucessivamente. Pensam bem .

    Thumb up 2
  15. Parem de falar besteira,nosso prorprio governo investe na destruição das florestas sem nosso conhecimento ¬¬
    E ainda tem o bando de desgraçado,isso mesmo desgraçados,que tacam fogo e destroem não sei quantas areas para alimentar o gadinho tosco dele.
    E os fazendeiros que invadem uma area e as onças matam o gado dele,e ele se sente no direito de matar o pobre animal.
    Ele que destriui sua area de caça e afastou suas presas.
    Vão f*** com a va** que pariu vocês,as pessoas que fazem esse tipo de coisa devia ter a quantidade de neuronios reduzida para não poder pensar nada.
    Porque o ser humano tem uma GRANDE responsabilidade,já que ele é o unico animal que pensa ele devia manter o equilibrio nesse mundo.Não ser um fi**da p** e destrui-lo né?

    Thumb up 5
  16. Só as obras PAC já desmataram área equivalente à metade da cidade de SP.
    O Brasil está até no Guinness com a maior área desmatada do mundo em 1 ano.
    Ou seja: Acabamos com aproximadamente 40% de todas a área verde do planeta.

    Thumb up 3
  17. Cerca de 4 milhões de hectares são perdidos todo ano no Brasil.
    Na Caatinga já desmatamos uma área equivale a onze vezes o tamanho da cidade de São Paulo.
    O Mato Grosso já perdeu 40% de sua área natural.

    Thumb up 1
  18. Acabamos com a mata atlântica que hoje só têm 7% do que era;
    A Amazônia já foi desmatada em cerca de 18%.

    Thumb up 2
  19. Se você lesse meus posts não falei em nenhum momento que eu/nós não poluímos.
    Sobre leitura, já li alguma ‘coisinha’ de Carl Sagan, Marcelo Gleiser , algumas outras sobre radiação de fundo e sei a diferença entre um universo aristólico e um galileano. Ainda assim não têm nada a ver com assunto do Brasil ser um dos maiores destruidores ambientais do mundo e nossa consciência ecológica.
    Não vou ficar discutindo com você um assunto tão sério de modo tão leviano.
    Fique com seus Ragnaröks e Armagedons.
    Felicidades!

    Thumb up 1
  20. Procure ler sobre astronomia, sobre o universo, e depois venha me falar de delirios. Delirio e vc achar q vive sem poluir.
    Q patetico.

    Thumb up 1
  21. Luiz…Você está tendo delírios.
    Mantenha-se no foco do assunto e não em devaneios proféticos.

    Thumb up 1
  22. A grandeza do universo, q compreende mistérios q jamais compreenderemos e uma coisa tão fora das suas cabecinhas q acreditam piamente q a terra vai continuar existindo junto com ele! rs..
    O q mais me fascina nisso e saber q a tênue linha q faz a terra existir pode se extinguir apenas com um pequeno asteróide sobre ela. Como vcs pensam pequeno, como se dão valor! rs….

    Thumb up 1
  23. Concordo em gênero, numero e grau com o Luiz Carlos. E tb entendo o ponto do outros que comentaram. E digo mais, esse lance de internacionalização da Amazônia é papo furado! O que vcs acham que existe por traz desses olhares conscientes e altruístas sobre a Amazonia? A resposta é simples: Lucro. A Amazônia é ainda o que resta para ser destruído não acredito no altruísmo andando junto com o capitalismo. Se acham q internacionalizar a Amazônia vai resolver, bem, vcs estão enganados. Além disso que autoridade tem eles para acharem que podem cuidar melhor da Amazônia do que o Brasil? Será que é o caso de sucesso deles?! Claro, é isso, todos esses países, aparentemente responsáveis, preservaram suas reservas naturais. BAZZINGA! E NÃO, não sou contra a preservação dos recursos naturais do planeta, muito pelo contrário. O ponto é: se queremos fazer isso façamos de maneira prática efetiva, não com patrulhas ideológicas e teorias que não levam a nada.

    Thumb up 2
  24. Luiz Carlos,

    Faziam décadas que não via um comentário tão absurdo como o seu.
    Alguns de vocês tratam a amazônia como se fosse posse do ser-humano brasilis, quando na verdade não o é. É de toda a civilização, aliás, de todos os seres vivos.
    Sejam africanos matando rinocerontes ou australianos destruindo a grande barreira de corais, devemos TODOS brigar por estes animais e recursos naturais.
    Quando você morrer Luiz, e quando(se) toda a civilização humana perecer, de quem será a Amazônia? De ninguém/todos como sempre foi.
    Se não vivemos 100% de recursos renováveis/reciclados, estamos tentando (alguns de nós) e progredimos em muitos casos. Falta maior consciência por parte da população mundial e ai sim estaremos caminhando para um planeta melhor.

    Thumb up 2
  25. Isso aí pessoal….

    Internacionalizem tudo… já fizeram com o nosso silício, nossas pedras, nossos minérios… é isso aí!
    Agora internacionalizem a Amazônia… é claro, as empresas farmacêuticas estão doidas pra retirar oq é nosso e vender “mais caro”…

    Pra vcs saberem… o japãp é o maios produtor de aço do mundo… mas, se lá não tem minério, de onde eles tiram?

    DO BRASIL – SIL – SIL…

    Chega a ser vergonhoso… sai do Brasil um navio cheio de minério de ferro com destino ao Japão… eles trocam a nota fiscal, faz meia-volta no barco e nos vende pelo “dobro do preço” e nós ainda compramos…

    AÍ LULAAAAA… vai dizer que vc tbm não sabia disso….

    vergonhoso!

    Thumb up 2
  26. Para internacionalizar a amazônia, primeiro teriam q me matar e matar uma boa parte do povo brasileiro. Em caso de agressão a esse patrimônio do Brasil eu seria um dos primeiros a pegar em armas. Não adianta espernear, se fazer de culto ou se dizer amiguinho do meio ambiente, olhem ao redor e me respondam? vcs acham q seu conforto vem de onde? das usinas de reciclagem? Conformem se! O seu consumismo e forma de vida dependem da degradação e exploração do planeta! Desafio qualquer um a dizer q vive 100% sem depender disso? Se vc tem a Internet pra dizer bobagens, procure descobrir o qto de energia e recursos consumiu para tanto. Falar e fácil, só conversinha de ecochato!

    Thumb up 1
  27. Ainda bem que “Tem alguma coisa pra destruir”, mas do jeito que anda não terá mais nada pra destruir,e o pior ainda vai continuar sendo um pais pobre e destruido.

    Thumb up 1
  28. Sou portugues, e o nosso governo está num projecto ha já varios anos de energias renovaveis, em especial do vento.
    A verdade é que o povo brasileiro tem uma Bomba Nuclear em mãos e todos sabem. a Amazonia. Retirem a floresta e provavelmente o nosso mundo morre.
    So espero que o povo brasileiro (e não digo que não os há) entenda a joia que tem e a importancia que tem no nosso mundo.
    Perder a floresta não é opção

    Thumb up 2
  29. É óbvio que em números absolutos o Brasil vai ser o maior poluidor. Afinal, temos um país com área gigantesca, e com muita floresta (vi em algum lugar, que quase 44% das florestas virgens do mundo estão na América do sul). Seria dificil algum outro pais destruir mais florestas do que tem, né? :)
    No mínimo sensacionalista divulgar uma pesquisa dessa forma.

    Thumb up 1
  30. Endosso o Everton, repudio Economical e Alexia.

    O fato de outros já terem destruído não nos autoriza a agir com a mesma bestialidade. Antes, devemos ser superiores, condenando de forma enfática e intolerável a destruição ambiental que, por monstruosa e egoísta ganância de muitos (inclusive dos mesmos políticos e empresas com aparecem na mídia com cara de “anjinhos ambientais”) continua a minar nossos recursos naturais, gerando grande incerteza quanto a qualidade de vida que nossos filhos e netos terão neste país. A riqueza gerada, não se iludam, é para poucos. E muitíssimo dela vai para o exterior.

    Sou a favor a da internacionalização completa da Amazônia. Que venha a ONU! Mas rápido, antes que a fauna e flora seja exterminadas. Já não resta muito.

    Thumb up 2
  31. Realmente. Se somos os “maiores destruidores ambientais do mundo”, é porque AINDA temos algo pra destruir (y)
    Espera acabar aqui igual aconteceu em outros países – como @Peter Limer citou -, aí pronto. Agora o que falta é consciência.

    Thumb up 2
  32. O problema do Brasil é que aqui é uma “terra sem lei”. Se você é estrangeiro – desde que não seja africano, por favor – pode vir aqui e fazer o que quiser: trocar de roupas no meio de pátios de aeroportos, roubar terras, desmatar, fazer um contrabandozinho básico… essas coisas, sabe??

    Enquanto o governo quiser agradar aos visitantes, continuaremos a ser os primeiros… em violência, morte e, infelizmente, agressão ao meio ambiente, algo que acredito eu, não deveria estar acontecendo em um lugar tão rico quanto nosso país.

    Thumb up 2
  33. EEUU seria Estados Unidos em espanhol?
    “No Brasil ainda se pode controlar e está sendo feito.”

    Só na sua cabeça…
    Acabamos com a mata atlântica que hoje só têm 7% do que era, e a Amazônia ja foi desmatada em cerca de 18%.
    Cerca de 4 milhões de hectares são perdidos todo ano no Brasil.
    Na Caatinga já desmatamos uma área equivale a onze vezes o tamanho da cidade de São Paulo.
    O Mato Grosso já perdeu 40% de sua área natural.
    O País emite 95 milhões de toneladas/ano de carbono com a queima de combustíveis fósseis.
    Estamos cada vez mais desmatando para cultivo de soja e criação de pasto para gado.
    Só as obras PAC já desmataram área equivalente à metade da cidade de SP.
    O Brasil está até no Guinness Book com a maior área desmatada do mundo em 1 ano. Sabia dessa?
    Ou seja: Acabamos com aproximadamente 40% de todas a área verde do planeta. umas 3 vezes o tamanho da europa…
    O que está sendo feito Peter?

    Thumb up 2
  34. Eis o dilema: os maiores poluídores como EUA, Europa, etc.. são os mais ricos.. as pessoas tem acesso a uma boa educação, saúde, tem belas casas e carros….

    E eles querem que a gente preserve a natureza, mas ao mesmo tempo passam uma imagem de “Superiores” á nós pelo seu estilo de vida (destruidor)…

    Eu morro no norte de MT, aqui a soja é quase uma moeda, todo ano são milhares de hectares a + plantados… O que todas as pessoas querem é ter dinheiro. sem dinheiro = sem mulher, sem respeito, sem nada….. A culpa é do nosso sistema capitalista que ao longo de centenas de anos vem pregando “Quanto + vc destrói, mais dinheiro vc tem”…

    Exemplo simples disso: O Brasil logo ultrapassará os EUA em exportação de carne de frango… Motivo: água….
    No EUA eles sugaram o máximo que podiam, agora estão começando a enfrentar a escassez de água potável em algumas regiões… enquanto no Brasil isso ainda não é problema…

    Mas o Brasil jamais será um país rico… disso podem ter certeza.. somos um povo mesquinho, ignorante e mais preucupado com Futebol do que com a Amazônia ou nossa água potável… Enquanto nossa educação pública é um lixo, países desenvolvidos investem pesado… e podem ter certeza, o primeiro país que quiser ‘tomar’ a amazônia irá conseguir..

    Thumb up 2
  35. Para mim também isso não é novidade, fora os outros acontecimentos, como morte de crianças, assassinatos, acidentes, corrupçao e por ai vai…..

    Thumb up 3
  36. Enfim, conquistamos o primeirio lugar…

    É um título justo para uma nação que elge pessoas sem formação acadêmica, que não penalizaa apropriadamente a ceifa de vidas humanas… o que se dirpa do meio ambiente…

    Do sul, quanto resta das florestas nativas???

    E no sudeste… a popluição doi ar, do solo, das águas e até do eletromagnetismo, cria um dospiores cenários do mundo.

    No norte, nordeste e centro oeste…a falta de controle permite as queimadas…e a flora e fauna são carbonizadas vivas…

    È a maior carnificina de todosos tempos… parabéms Brasil, você conseguiu.

    E nós, o que podemos fazer? Vamos meditar por 40 minutos, aos sábados, pedindo a proteção do ambiente… o planeta agradece.

    Thumb up 2
  37. É mas, a China ,EEUU,Austrália e toda Europa não tem mais oque devastar, esqueceram?
    No Brasil ainda se pode controlar e está sendo feito.
    O resto é inveja ou querem por as mãos sujas aqui.

    bala neles.

    Thumb up 4
  38. Isto não é surpresa pra mim…Já morei no norte do país e a consciência, tanto da população quanto do governo, beira ZERO.
    Queimadas, matar jacarés, domesticar aves como arara, tucano, mamíferos como mico-leão-dourado, sagüi, e até mesmo cobras é considerado normal.
    Os próprios funcionários do IBAMA e outros orgãos faziam essas coisas, e quando apreendiam pessoas em situação irregular, pegava ‘deizinho’ e tava tudo certo.
    Precisamos melhorar muito a consciência de todo brasileiro, seja ele pobre ou rico.

    Thumb up 3

Envie um comentário

Shares
Share This

Compartilhe

Seus amigos vão adorar!