Cães reconhecem os rostos dos donos

Você acreditava que cães reconheciam os donos através da voz? Ou do cheiro? Cientistas descobriram que eles podem, sim, reconhecer o rosto dos donos e que isso é muito importante no relacionamento entre o humano e o bichinho.

A pesquisa revelou que os cães tinham dificuldade em reconhecer os donos quando eles cobriam a face. Isso quer dizer que milhares de anos de domesticação tiveram um efeito bem significativo no comportamento dos cães.

Cientistas da Universidade de Pádua, na Espanha, analisaram cães enquanto seus donos e outra pessoa completamente estranha ficavam caminhando na mesma sala, medindo o tempo em que o cão olhava para cada um. Depois cada pessoa saía da sala através de uma porta diferente. Não só os cães olhavam mais para seus donos como também escolhiam esperar na porta pela qual “seu melhor amigo” saía.

Na segunda parte do estudo, os cientistas pediram que o dono e a outra pessoa cobrissem suas faces e repetissem o procedimento de caminhar pela sala e sair por portas diferentes. Dessa vez, o cachorro não mostrou preferência na hora de olhar para seu dono ou esperar em uma determinada porta, mostrando o quanto o reconhecimento facial é importante para ele.

Estudos já mostraram que lobos e cães do mato lêem a linguagem corporal de humanos e outros animais aos quais são expostos. Já os cães domesticados podem, muitas vezes, reconhecer a expressão facial de seus donos e de outros humanos.

No mesmo estudo, cientistas analisaram os efeitos da idade em cachorros. Cães mais velhos, com sete anos ou mais, se concentravam menos em seus donos e também tinham mais dificuldade de escolher a porta certa, o que sugere que, em termos de habilidades cognitivas relacionadas à idade, os cães tem os mesmos problemas que os humanos. [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

11 respostas para “Cães reconhecem os rostos dos donos”

  1. E qual é a novidade? Claro que o animal reconhece o dono, desde claro, que sua relação seja 0 mais próxima e afetiva possível. É pura estupidez, achar que, só porque o animal é tido como irracional, não tenha algum tipo bem apurado de inteligência e observação. Só perdendo talvez, pelo fato de não ter capacidade de falar. Tenho treze viralatas e reconheço o latido de cada uma deles.

  2. Não vejo novidade nenhuma nisto. Meu gato por exemplo, reconhece até o meu penteado. Quando eu coloco uma toalha enrolada na cabeça ou uma peruca e óculos escuros, ele foge correndo pensando que é uma pessoa estranha.

Deixe uma resposta