Câncer de ovário: cientistas descobrem outro gene ligado à doença

Alguns cânceres são hereditários. Por exemplo, 5 a 10% de todos os cânceres de mama são de origem monogênica. Em outras palavras, há uma mutação nos genes BRCA1, BRCA2 ou outros genes de alto risco.

Agora, pesquisadores alemães fizeram novas descobertas a patogênese e o tratamento de câncer de mama e câncer de ovário hereditários.

Os cientistas mostraram que quando o BRCA1 ou o BRCA2 é mutante em uma pessoa, seu risco de câncer de mama é de até 85% e de câncer de ovário é de até 50%.

Eles também descobriram outro gene que predispõe câncer de mama e de ovário, o RAD51C. Tal como BRCA1 e BRCA2, ele desempenha um papel central no reparo do DNA e é mutante em cerca de 1,5 a 4% de todas as famílias com predisposição para câncer de mama e de ovário.

Os pesquisadores aconselham, quando há evidência de mutação genética de alto risco, que as pessoas sejam testadas e verificadas com frequência.

O risco da doença pode ser reduzido pela remoção bilateral profilática das mamas e dos ovários. No futuro, pode ser que abordagens com base em medicamentos reduzam o risco de desenvolver câncer nas pessoas com a mutação.[ScienceDaily]

Deixe uma resposta