Celulares e radiação: conheça os modelos que emitem os maiores e menores níveis

Publicado em 5.06.2011

Se você é um usuário de telefone celular – um grupo que, nestes dias, significa praticamente todo mundo – e não se preocupa com a radiação emitida pelo aparelho, talvez seja hora de rever seus conceitos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou essa semana os celulares como “possivelmente cancerígenos para os seres humanos”.

Os aparelhos em si não são necessariamente prejudiciais – é a radiação emitida pelos celulares, e absorvida pelo corpo humano, que preocupa os médicos.

Mas quando se trata de níveis de radiação, nem todos os telefones são iguais. Abaixo estão as listas de alguns modelos disponíveis no mercado que emitem os níveis mais altos e mais baixos de energia de radiofrequência.

Uma rápida explicação sobre os números: eles se referem à “taxa de absorção específica”, ou SAR, na sigla em inglês, um referencial comum que mede a taxa de energia de radiofrequência que seu corpo absorve do telefone. Quanto menor o número, menor é a exposição à radiação. Para um celular ser certificado pelos órgãos competentes e vendido nos EUA, por exemplo, seu nível máximo de SAR deve ser menor que 1,6 watts por quilograma.

As listas foram compiladas pelo Grupo de Trabalho Ambiental americano, baseadas em dados fornecidos pelos fabricantes dos celulares. Os dados foram coletados em dezembro do ano passado, o que significa que alguns modelos mais recentes não estão listados. Os aparelhos são os à venda nos Estados Unidos.

Níveis mais baixos de radiação:

1. LG Quantum (AT & T): 0,35 watts por quilograma

2. Casio EXILIM (Verizon Wireless): 0,53 W / kg

3. Pantech Breeze II (AT & T, a AT & T GoPhone): 0,55 W / kg

4. Sanyo Katana II (kajeet): 0,55 W / kg

5. Samsung Fascinate (Verizon Wireless): 0,57 W / kg

6. Samsung Mesmerize (CellularOne, EUA Celular): 0,57 W / kg

7. Samsung SGH-a197 (AT & T GoPhone): 0,59 W / kg

8. Samsung Contour (MetroPCS): 0,60 W / kg

9. Samsung Gravity T (T-Mobile): 0,62 W / kg

10. Motorola i890 (Sprint) e Samsung SGH-T249 (T-Mobile): 0,63 W / kg

Níveis mais altos de radiação:

1. Motorola Bravo (AT & T): 1,59 W / kg

2. Motorola Droid 2 (Verizon Wireless): 1,58 W / kg

3. Palm Pixi (Sprint): 1,56 W / kg

4. Motorola Boost (Boost Mobile): 1,55 W / kg

5. Blackberry Bold (AT & T, T-Mobile): 1,55 W / kg

6. Motorola i335 (Sprint): 1,55 W / kg

7. HTC Magic (T-Mobile): 1,55 W / kg

8. Motorola W385 (Boost Mobile, Verizon Wireless, U.S. Cellular): 1,54 W / kg

9. Motorola i290 Boost (Boost Mobile): 1,54 W / kg

10. Motorola DEFY (T-Mobile); Motorola Quantico (U.S. Cellular, MetroPCS); Motorola Charm (T-Mobile): 1,53 W / kg

O nível de SAR do iPhone 4 da Apple é de 1,17 W / kg (no modelo para a AT & T, o modelo da Verizon não foi listado). Os níveis de radiação das dezenas de modelos de BlackBerry variam muito.

Esses números apresentados, porém, são apenas uma estimativa. Sua exposição real vai depender da frequência com que você usa seu celular e as condições específicas da rede. Por exemplo, quando a conexão está fraca, o telefone celular precisa enviar mais radiação para alcançar a torre de comunicação.

Além disso, ainda não há provas conclusivas de que um telefone com um maior nível de SAR representa um risco maior para a saúde – ou, na verdade, qualquer risco – em compraração com um modelo que emite menos radiação.[CNN]

Autor: Bruno Calzavara

Bruno Calzavara é recém-formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e está de volta à equipe do Hype após dois anos. Adora todos os esportes, exceto futebol. Gosta de chocolate e de sorvete, mas não de sorvete de chocolate.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

27 Comentários

  1. Motorola sempre teve altos índices de radiação,enquanto LG os menores.
    LG sempre é dos meus preferidos,junto do Nokia,que tbm não tem índices elevados.Não é à toa que não está na lista.

    Thumb up 1
  2. Meu Xperia X10 Mini Pro emite 1.69W/kg (considerado o celular com maior nivel de emissão) nem tá na lista.

    Thumb up 1
  3. Boa noite pessoal!
    Bom, eu tenho um celular Nokia 5230, gostaria de saber o nível de radiação que ele produz.

    Thumb up 0
  4. eu tenho 3 celures, 1 sansungue e outros 2 HUAWEI, não sei se os mesmos estrão relacionados na lista (acho que estão) tomarei as medidadas preventinvas p?que não acontessa comigo e outros o indesejavel,procurarei me informar e me educar mais com respeito de irradição desta praga que. todos nós estamos propicio a contrair.
    Gostei imensamente desta menssagem e que todos que a usem se previnam tambem deste desconforto.

    Thumb up 0
  5. A radiação dos telefones móveis realmente trazem algum perigo,principalmente se utilizado com muita frequência,pois quanto menor o comprimento de onda da radiação,haverá maior interação com as células do corpo,o que pode provocar uma pertubação levando a um possível câncer.Parabéns ao Moacyr por ter citado o nome do professor Victor,as pessoas precisam saber que existem mentes pensantes neste pais.

    Thumb up 4
  6. Se colocar os da Samsung e da Motorola dentro de um reator nuclear ele funciona perfeitamente uaheuhauhaeuaeu
    Enfim, ainda bem que o meu nao está na lista

    Thumb up 7
  7. AAAAA
    Puts o meu ta em 5 de maior radiaçao e eu uso pra caramba
    Omg omg sai de mim

    Thumb up 2
  8. É muito preocupante que só agora (e não quando foram emitidas autorizações para o comércio desses dispositivos), um estudo aponte riscos de uma doença potencialmente letal e ainda sem cura.

    Thumb up 4
    • Alô! Miolo Mole?
      MOACYR CASTRO*

      O primeiro alerta ao mundo para os riscos físicos e mentais provocados pelo uso frequente de telefones celulares e suas ameaçadoras antenas é de um brasileiro de nome estrangeiro no jeito de escrever: Victor Baranauskas. Eu me lembro. Faz vinte anos. Muito mais do que cientista da Faculdade de Engenharia Elétrica da Unicamp, Victor é defensor da Humanidade, um dos maiores ecologistas sem ser daqueles impertinentes ecochatos, cujo nível de conhecimento não passa da formação “PPPP” (Panfletos, Palestras, Palanques e Passeatas).
      Há vinte anos, ele previu, sozinho, sem apoio de ambientalista algum, o que a poderosa Organização Mundial de Saúde levou duas décadas para reconhecer, sem ao menos agradecê-lo: as ondas emitidas pelo uso intensivo do telefone móvel provocam, sim, câncer no cérebro. Viver muito perto de antenas de telefonia celular provoca, sim, distúrbios mentais e cerebrais. Ligar um bicho desses em postos de combustíveis pode provocar uma desgraça daquelas! A diferença entre o Victor e os que o ridicularizaram é que ele sempre estuda, estuda, estuda sem parar e faz o que mais gosta: ensina, ensina, ensina, trabalhando. Diziam que ele é um sonhador, poeta, um lírico. Claro! Victor é amante da vida!
      Esse professor simples e brincalhão também é autor de duas façanhas pouco conhecidas dos brasileiros. Com 20 mililitros de álcool tirado de um simples pé de cana ele faz diamante. Conquista reconhecida mundialmente. Poucos dias depois de jornais brasileiros noticiarem o êxito dessa pesquisa, o reitor da Unicamp visitava a Universidade de Paris. E seu colega francês perguntou: “Como a sua universidade consegue sair na primeira página do ‘Le Monde’ e nós tentamos há tinta anos e não conseguimos!?”
      Deu no Jornal Nacional: a Nasa comprou esses diamantes para fazer as brocas de sondas enviadas ao planeta Marte. Não deu no Jornal Nacional: seus diamantes estavam nas brocas dos ‘motorzinhos’ dos gabinetes dentários de escolas do Estado. Será que ainda estão? Deu no Jornal Nacional: não é preciso gastar milhões importando tecnologia para acabar com o funcionamento de celulares nos presídios – aqueles que os bandidos conseguem levar lá pra dentro e ninguém ‘sabe’ como. Basta envolver os presídios com telas de galinheiro. Não há onda que ‘fure’ essa barreira. Foi gozado: o repórter dentro do galinheiro e o Victor, fora. Um não conseguiu falar com o outro.
      Victor sabe fazer embalagem de hambúrguer com bagaço de cana, que também é boa ração animal. E só comer a carne e dar a embalagem para o boi comer; embalar outro hambúrguer com a carne desse boi; dar a embalagem para o boi comer… Faça as contas de quantas árvores deixariam de ser abatidas.
      Mas mexer com diamantes, instrumentos eletrônicos e papel é mexer com trilhões de dólares de interesses. Interesses que compram nossos corações e mentes. Por que as fábricas de celulares não orientam pais, professores e alunos para esses perigos? Eu sei: porque vocês trocarão essas quinquilharias venenosas durante as horas de estudo e terão conhecimento para abrirem os olhos e a cabeça dos seus semelhantes. *Moacyr Castro é jornalista e não é cabeça dura jequitis@uol.com.br

      Thumb up 13
    • Olá Moacyr, olá a todos !!
      Já tinha ouvido falar no professor Victor exatamente por estes estudos e outros mais.
      Infelizmente, estamos num país em que a Ciência, o Conhecimento, a Educação e a valorização das mentes brilhantes não são prioridade, pelo contrário, são coisas que merecem “ser esquecidas”.
      O motivo para isso ? Interesses escusos de organizações e claro, muito, muito dinheiro para alguém “dar um jeitinho” de sumir com as descobertas.
      Parabéns Moacyr por divulgar o brilhante trabalho do professor Moacyr !
      Abraços a todos !

      Thumb up 3
  9. NÃO SERIA APENAS AS BATERIAS AS CAUSADORAS DO CANCER? SE BEM Q AXO ISSO TUDO BOBAGEM!

    Thumb up 1
    • E o meu N97? ‘-’

      Thumb up 5
    • 3 pessoas (incluindo eu =P) não tem um N97 HUASHAUHSUAHSUAHSUAHSUHAS

      Thumb up 0
    • O meu é 5233 vo procurar ele nessa lista

      Thumb up 2
  10. REALMENTE A MARCA MAIS VENDIDA É A NOKIA.
    PORQUE NÃO FOI NEM CITADA????
    QUAL SEUS NIVEIS DE RADIAÇÃO????
    FALTOU INFORMAÇÕES MAIS DETALHADAS

    Thumb up 6
  11. muito boa a reportagem só que tendenciosa pois está faltando várias marcas de outros celulares como por exemplo a Nokia.

    Thumb up 9
    • Eu tenho um e adoro ele =]

      Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
Napoleon
Cavalo pintor: obras pintadas pelo animal estão em exposição em Barcelona

Napoleão, um ganharã...

Fechar