Cientistas criam plano de guerra em 3D

Publicado em 29.03.2011

Já se foi o tempo em que as estratégias de guerra eram feitas com tanques de plástico se movendo em cima de um mapa de papel. Agora os planos são feitos com tecnologia do futuro, e isso significa nada menos que hologramas em 3D. A Agência de Pesquisa de Projetos Avançados de Defesa (DARPA, sigla em inglês) criou o Urban Photonic Sandtable Display (UPSD) que permite a 20 participantes ver e manipular simultaneamente as imagens 3D, em ângulo de 360º, sem ter que usar óculos especiais.

O display pode ser expandido para até 1,8 metros e tem profundidade de até 30 centímetros. O UPSD também é interativo: os planos de batalha podem ser congelados, as imagens podem ser giradas e aproximadas. Imagens em duas dimensões representadas no aparelho podem ser impressas para que as tropas as carreguem em suas missões. A tecnologia não está pronta ainda, mas já foi demonstrada e está sendo instalada em centros de pesquisa do Exército e da Aeronáutica americanos. [PopSci]

Autor: Letícia Resende

Jornalista curiosa, adora novidades, encantada pela ciência e tecnologia

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

5 Comentários

  1. Castro, o fato desse projeto ter sido inicialmente criado para fins militares não quer dizer que ele não possa ser expandido para outros fins. Concordo com você que o projeto seria ótimo pra essas áreas.

    Paulo, quando alguém comenta sobre alguma invenção inicialmente militar e como esse esforço deveria ser orientado pra (inserir causa humanitária favorita), eu só me pergunto o que essa pessoa acha dos computadores.

    EDIT: ficou faltando um pedaço no comentário anterior.

    Thumb up 0
  2. Castro, o fato desse projeto ter sido inicialmente criado para fins militares não quer dizer que ele não possa ser expandido para outros fins. Concordo com você que o projeto seria ótimo pra essas áreas.

    Paulo, quando alguém comenta sobre alguma invenção inicialmente militar e como esse esforço deveria ser orientado pra , eu só me pergunto o que essa pessoa acha dos computadores.

    Thumb up 2
  3. Ou poderiam usar esses recursos para auxiliar no combate a fome, desnutrição, criar meios para diminuir a emição de poluentes… enfim… tudo tem seu lado bom e seu lado ruim. Infelizmente o homem ainda acaba descobrindo formas alternativas para melhor destruir e conquistar. Até quando permaneceremos na faixa de sangue que marca toda a história da humanidade? é triste.. :(

    Thumb up 2
  4. Podia ser feito para coisas mais construtivas, como projetos arquitetônicos e de engenharia.

    Thumb up 3

Envie um comentário

Leia o post anterior:
fukushimap
Energia nuclear: é possível construir uma usina a prova de desastres?

Novas gerações de re...

Fechar