Cientistas podem ter descoberto a cura para a gripe comum – e para vários outros vírus

Publicado em 3.11.2010

Qualquer livro de medicina informa que, quando um vírus invade uma célula, o único jeito de matar o vírus é matar a própria célula. No entanto, alguns cientistas do Laboratório de Biologia Molecular de Cambridge descobriram uma maneira de matar o vírus deixando a célula que ele invadiu intacta. Isso significa que a cura para a gripe comum e para vários outros tipos de doenças causadas por vírus pode ter sido descoberta.

O estudo contrapõe a crença de que você só pode matar um vírus enquanto ele ainda não está dentro da célula. Depois que o vírus se instala a sua única esperança é esperar que ele “passe”. Você até pode matar a célula, mas isso é altamente prejudicial ao seu organismo.

A descoberta mostra que as células possuem um mecanismo de defesa interno e esse mecanismo poderia ser fortificado por fatores externos, tornando a célula ainda mais forte.

Funciona da seguinte forma: anticorpos no nosso organismo reconhecem o vírus e se prendem a eles. Quando os vírus invadem uma célula os anticorpos estão intactos. Então uma proteína dentro da própria célula, a TRIM21, reconhece os anticorpos e sabem que um “invasor” está ligado a eles. Então essa proteína ativa os mecanismos de defesa da célula, destruindo o vírus em duas horas, impedindo que o vírus possa tomar conta da célula e se reproduzir.

Os cientistas acreditam que a TRIM21 possa ser inserida no nosso corpo artificialmente – por meio de um soro nasal, por exemplo – aumentando a capacidade defensiva do nosso organismo.

Até agora o método foi testado apenas em culturas de células humanas separadas, não em animais “inteiros” ou em pessoas, mas os cientistas estão muito otimistas. Afinal, aumentar a capacidade defensiva das células as deixaria intactas enquanto o vírus é completamente eliminado. Seria um remédio completamente “saudável”.

Os cientistas acreditam que os testes em humanos poderiam começar daqui a dois anos. [PopSci]

Autor: Luciana Galastri

é jornalista. Viciada em livros, lê desde publicações sobre física a romances de menininha do estilo "Crepúsculo". Toca piano desde os oito anos de idade e seu estilo de música preferido é o metal.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

11 Comentários

  1. até que enfim vamos deixar de tomar aqueles comprimidos que não serve de nada e ainda vicia com cafeina, pura propaganda e lucro, remedios eficientes é que devem ser realmente pagos e encentivados, como o caso da vacina conta h1n1.

    Thumb up 2
  2. Intrigante pois sempre vemos avanços, grandes passos que não passam disto.
    Ja ouvi muito que até mesmo possa existir uma cura para HIV mas que por interesses financeiros da indistria farmaceutica ela é ocultado.
    Interesante que sempre que uma classe de portadores cria resistencia ao virus, a industria lança um novo medicamento para combater aquela resistencia
    E não é de se duvidar, haja vista que por muito menos vivenciamos corrupções diariamente em todos os setores. Por que não seria na saude???
    Apenas gostaria de saber se existe algum órgão público que fiscalize todas essas pesquisas.

    Thumb up 0
  3. Se estudassem meu organismo poderiam descobrir como não pegar gripe ou resfriado. Nunca tive nada parecido.
    Sobre a descoberta científica, só vai pra frente se as indústrias farmacêuticas ganharem com isso, pois bem sabemos que muitos governos são submissos às grandes indústrias e que elas barram muitas descobertas de cura que não seja lucrativa.

    Thumb up 12
  4. isso seria fantástico, e tambem pode ajudar na cura da aids, cujo principal problema é justamente o fato de que não se pode matar o virús sem danificar a célula.
    vamos ver se haverá boa vontade por parte das industrias que vivem das doeças alheias.um virús é totalmente frágil e fácil de elliminar,seu tempo de vida não passa de dois dias, não entendo porque étão difícil criar a cura contra a aids.

    Thumb up 4
  5. Realmente seria um remédio muito saudável, se a industria farmacêutica não cotaminalo com o “vírus da ganância”. A ciência é capaz de duto isso eu não tenho duvidas, mas eu gostaria de ver a cura para este ultimo vírus.

    Thumb up 0
  6. As doenças não geram apenas riquesas financeiras, mas gera mais ainda prejuízo. Não concordam? A gripe, assim como outros vírus impedem que um país se desenvolva mais rápido economicamente. Imagino que todo químico ou biólogo estão interessadíssimos em desobrir a cura, não são para as viroses, mas para o câncer por exemplo. Eles podem ficar ricos vendendo seus medicamentos. E se o cientista ou equipe de cientistas foram financiados pelo governo então o país pode vender a cura para o mundo. É claro que mediante ao retorno financeiro. Mas de qualquer forma o progresso será grande. Então, resumindo, não vejo porque há um empecilho em descobrir ou vender as curas.

    Thumb up 5
  7. Boa notícia…. no entanto, esses mesmos cientistas tem q ter em mente que os vírus tb podem contrabalançar e “inventar” técnicas para se tornarem resistentes à proteína TRIM21 fortificada… pois se fosse assim tão simples, não haveriam tantas doenças virais “corroendo” a população… o próprio organismo se encarregaria de dar um fim nesses vírus…
    Acho que a única solução que temos para sobreviver aos vírus é simplesmente nos adaptarmos a eles… mas isso só ocorrerá com os milhões de anos à frente de evolução…

    Thumb up 8
  8. E ,o que os grandes laboratórios fariam c/ seus medicamentos p/ esses males?Sabemos q a gripe enrriquece milhoes de donos de farmacia e laboratórios.Não é nem um pouco viável essa descoberta em termos financeiros,numca irão leva-la em frente ,a industria da doença é a que mais renda dá ao mundo capitalista q vivemos!

    Thumb up 4

Envie um comentário

Leia o post anterior:
bebeengat
Outros 10 festivais bizarros que acontecem pelo mundo

Já publicamos uma li...

Fechar