Você conhece essas cinco dicas para pesquisar no Google mas rápido? Se a resposta for não, está perdendo tempo

Enquanto notícias recentes ou termos muito pesquisados aparecem às centenas nas primeiras páginas do Google e são fáceis de serem encontradas, os termos mais específicos como de um trabalho acadêmico ou uma notícia antiga podem acabar perdidos no mar de resultados da ferramenta de pesquisa.

Muita gente ainda não conhece formas simples de refinar a pesquisa para evitar perda de tempo e frustração. Confira as cinco mais importantes:

5. Incluir ou excluir palavras-chave


Mesmo quando você digita um monte de palavras no campo de pesquisa do Google, ele é inteligente o suficiente para entender o que você está procurando. Em algumas situações, porém, a ferramenta oferece resultados que batem com algumas das palavras que você digitou, mas algumas ficam de fora.

Para ser mais específico, você deve apontar quais dessas palavras são mais importantes. Para fazer isso, basta inserir um sinal de adição (+) na frente da palavra que você quer obrigar o Google a incluir na busca.

Mas e se ficam aparecendo resultados irrelevantes? Para que eles parem de aparecer, basta incluir o sinal de subtração (-) na frente da palavra que você não quer ver aparecendo nos resultados.

Por exemplo: você está fazendo uma pesquisa sobre o navio Titanic, mas não quer ver resultados sobre o filme de mesmo nome. Basta escrever: “Titanic -filme”.

Aproveitamos aqui para falar das aspas. Para pesquisar por uma frase específica (e não palavras-chave individuais), você deve colocá-la entre aspas.

4. Pesquisar dentro de sites


Um dos truques mais úteis do Google é pesquisar algo dentro de um site específico. Para fazer isso, coloque as palavras-chave normalmente e depois “site:url” (substitua o “url” pelo site que gostaria de vasculhar).

Por exemplo: você quer ver todos os resultados em que a palavra “sapo” aparece nas matérias do Hypescience. Basta escrever “sapo site:hypescience.com”, e todas as páginas deste site que tiverem a palavra vão aparecer nos resultados, mesmo que “sapo” não esteja no título ou marcada como palavra-chave pelo redator.

3. Limitar as datas da busca


Vamos supor que você precise de uma informação relacionada ao grande desmoronamento de terra na cidade de Morretes (PR) em março de 2011 para um trabalho acadêmico, mas não se lembra exatamente de quando aquilo aconteceu. Se simplesmente digitar “desmoronamento Morretes” no campo de buscas, inúmeras notícias mais recentes vão aparecer nos resultados.

Para limitar a data de publicação das páginas que pretende encontrar, clique na aba “Ferramentas” logo abaixo do campo de busca, e em seguida selecione “em qualquer data” e escolha uma das opções disponíveis (na última hora ou no último ano, por exemplo), ou escolha um intervalo de tempo que preferir.

2. Encontre arquivos


Os resultados exibidos pelo Google são em sua maioria de páginas da internet, como matérias de sites de notícias ou postagens de blogs. Mas também é possível encontrar arquivos como PDF ou outros formatos.

Para fazer isso, digite suas palavras-chave de forma normal e em seguida escreva: “filetype:pdf”. Para encontrar planilhas do Exel, escreva: “filetype:xlsx”.

Lembre-se de que esta ferramenta funciona apenas para arquivos que já foram publicados em alguma página e estão disponíveis para download ali.

1. Busca mais avançada


Se você precisa de uma informação muito especializada de física quântica, por exemplo, e as buscas comuns não estão te levando para onde você precisa ir, talvez seja hora de apelar para a busca avançada do Google.

Para isso, clique na aba “Configurações” logo abaixo da barra de pesquisa e selecione “Pesquisa avançada”. Ali você pode escolher todas as palavras que precisa que constem nos resultados, frases, números variados e suas medidas. Também pode limitar as buscas por idioma, país, região do país, site, última atualização e direitos de uso. [Popular Science]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (20 votos, média: 4,95 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta