Cobras massagistas: confira a massagem mais bizarra do mundo

Publicado em 12.11.2013

Jasmine, Muscle e Brown são três massagistas de um spa em Jacarta, capital da Indonésia. Em absoluto silêncio, elas trabalham todas juntas com cada cliente. Como um deles definiu, a sessão de 90 minutos é uma “sensação única”, que “dá uma forte carga de adrenalina”. E não é para menos: Jasmine, Muscle e Brown são cobras massagistas, e a massagem consiste em deixar todas se movendo livremente sobre o corpo do freguês.

As cobras massagistas

cobras massagistas

ku-xlarge (1)

O bizarro tratamento é oferecido no “Bali Heritage Reflexology and Spa”, um espaço que, como muitos, se dedica a fazer os clientes relaxarem. A diferença é que as cinco massagistas saem de caixas de plástico e precisam ser esterilizadas após cada sessão.

Pela bagatela de 480 mil rúpias (equivalente a cerca de R$ 100), os turistas têm uma experiência inusitada, mas completamente segura, como garantem os diretores do local. Os répteis têm a boca presa com fita isolante, para evitar mordidas, e funcionárias ficam a postos com uma vara, para impedir que as cobras se enrolem.

ku-xlarge

A pessoa deita em uma cama medicinal e sente na pele o arrastar vagaroso e gelado dos animais. Clientes chegam a declarar que o serviço das cobras píton, que medem cerca de 1,8 metro cada uma, os ajudaram a superar medos antigos com serpentes e animais do gênero. Mais do que relaxante, a experiência parece ser terapêutica.

6686d078e6fb42f7cf5af5b6ff8596a1b1a160e5

O mesmo estabelecimento também oferece outras opções nada ortodoxas aos interessados. Em uma delas, a massagem é aplicada por um empregado vestido de gorila. Em outra, o cliente é massageado em uma banheira enquanto degusta uma cerveja. No total, o centro tem mais de 300 tipos de tratamento.

original

No total, o local conta com cinco cobras no plantel. Um coordenador do Spa contou já ter precisado se defender de acusações de ativistas dos direitos dos animais, que os acusaram de explorar os répteis com interesse comercial. Ele afirma, no entanto, que as cobras são bem tratadas, consideradas “parte da família”, e garantiu que elas mesmas também gostam do contato com a pele dos humanos. [Yahoo! / Kotaku / G1]

91207ef2bdc411a4315d297109d662d6143b1bf4

Autor: Stephanie D’Ornelas

É estudante de jornalismo, adora um café e um bom livro. Curte ciência, arte, culturas e escrever, mesmo que sejam poesias para guardar na gaveta.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

1 comentário

Envie um comentário