Google vai criar chip de 49-qubit até o final de 2017

Google é líder quando se trata de computação quântica. A empresa está testando um processador de 20-qubit, o chip mais poderoso já produzido, e está no caminho para produzir um chip de 49-qubit até o fim de 2017.

Qubit é mais poderoso que os bit clássicos porque pode ser 0 e 1 ao mesmo tempo. Com este chip de 49-qubits, o computador será capaz de resolver certos problemas que estão além da habilidade de computadores comuns.

Cumprir este objetivo até o fim de 2017 foi colocado como meta da empresa em julho de 2016.

“As coisas começaram a acontecer muito mais rápido do que eu tinha esperado”, diz Simon Devitt, pesquisador sênior do centro de ciência da matéria emergente do laboratório japonês Riken. Agora que Google e outras empresas envolvidas na computação quântica dominaram a ciência fundamentam por trás da tecnologia, o maior desafio enfrentado pelas empresas é melhorar esses sistemas e reduzir suas taxas de erro.

Michele Reilly, CEO da start-up Turing Inc, diz que é importante não se deixar levar pelo número de qubits. Para ela, o mais importante é a correção de erros.

Alan Ho, engenheiro do Google, acredita que o computador quântico livre de erros só será possível em 2027. [New Scientist]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (11 votos, média: 4,64 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta