Conheça nosso pequeno ancestral de 505 milhões de anos atrás

Publicado em 8.03.2012

Pode parecer um começo sem glória, mas alguns cientistas estão convencidos de que a origem da humanidade por ser traçada até uma minhoca, parecida com um peixe.

Uma equipe de pesquisadores analisou o fóssil da Pikaia gracilens, de 505 milhões de anos, e encontrou evidências que podem resolver um debate antigo sobre as espécies primitivas. Eles descobriram as sementes que formariam a primeira coluna.

“Nós pudemos discernir e localizar a notocorda e os nervos. Isso não era claramente óbvio, são necessárias técnicas para se observar isso”, comenta Jean-Bernard Caron, curador de paleontologia invertebrada.

Caron é coautor do estudo, que ainda vai ser publicado. O autor principal é o paleontologista Simon Conway Morris. As primeiras espécies da Pikaia foram coletadas em 1911. Mas a criatura foi considerada um ancestral da minhoca terrestre.

Foi só na década de 70 que Morris sugeriu pela primeira vez que a espécie poderia ser um dos primeiros membros do filo Cordata – a classe que abriga animais com espinha dorsal. Ele percebeu o que parecia uma notocorda, uma espinha primitiva que se forma no embrião de todos os animais vertebrados, incluindo os humanos.

Mas ele não conseguiu provar a ligação, e a classificação continuou sendo disputada.

Na década de 90, Caron afirmou que mais espécies de Pikaia foram coletadas e, mais recentemente, foram submetidas ao olho de um microscópio eletrônico. Usando a melhor tecnologia, os pesquisadores conseguiram identificar miômeros, que são conjuntos de músculos precursores das espinhas ósseas. Eles também encontraram vasos sanguíneos e um sistema vascular.

Isso coloca a Pikaia na árvore da humanidade, junto com outros animais com coluna vertebral. “Está nos dando uma ideia muita clara sobre a origem do nosso grupo, como ele era”, comenta Caron.

A Pikaia seria um dos cordados mais antigos, apesar de outros terem existido nessa época. Em média, a Pikaia tinha o tamanho do dedão humano. Era uma criatura plana, com a cabeça do tamanho de um ponto. Dois tentáculos saiam da frente.

“Esses tentáculos são enigmáticos”, comenta Caron. “Talvez fossem usados para alimentação, mas seu papel ainda é incerto. Além disso, o corpo possuía uma espinha discreta e talvez uma barbata dorsal”. [VancouverSun]

Autor: Bernardo Staut

é estudante de jornalismo e interessado por povos, culturas e artes.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

82 Comentários

  1. Erro grosseiro de português. Como Raul já dizia: Eu nasci há dez mil anos atrás !

    Thumb up 0
  2. À Bernardo Staut (autor da matéria):

    Você tem certeza que esse “pequeno ancestral de 505 milhões de anos ATRÁS” não é de 505 milhões de anos À FRENTE ???

    Thumb up 5
    • Sim, meu amigo, foi descoberto em no ano 2078, mas voltou no tempo.

      Thumb up 0
    • Pior é que nem sabe matemática…

      505 milhões de anos à frente não dá 2078…

      Thumb up 5
  3. Bovidino, não era pra você, mas valeu assim mesmo. Era para Marcos Souza, o ateu.

    Ele não acredita em vida após a morte. Ele acredita que tudo se acaba depois da morte do corpo. Eu gostaria que ele me explicasse como uma pessoa que estava em coma conseguiu ver e relatar precisamente o que acontecia em outro quarto, em acidentes em estradas, e em outros locais muito distantes dos hospitais nos quais os pacientes estavam em coma, mesmo assim viram e ouviram tudo com muita precisão.

    O Cesar tentou explicar, mas não conseguiu. Eu gostaria que o Marcos Souza, já que ele também é ateu, me explicasse.
    Não venha me dizer que é apenas fraude porque tudo que os pacientes disseram foi comprovado.

    Thumb up 4
    • Isso é balela, como já falei na página que fala sobre “Experiências de quase morte são apenas sonhos lúcidos”

      Thumb up 6
    • haha,
      Considerando a tua arrogante e infantil ignorância, informo que numa experiência de quase morte, o cérebro não está mais funcionando e portanto é impossível que o paciente tenha qualquer tipo de sonho, quanto mais um sonho lúcido. Vai se informar melhor e estudar mais em vez de ficar falando bobagens sem sentido.

      Thumb up 3
    • Bovidino,

      Não era você quem dizia que a noção de EU INDIVÍDUO, se perde quando a consciencia supostamente deixa o corpo?

      Mas como então nas EQM a noção de EU continua existindo a ponto de a pessoa se lembrar do seu EU, fora do corpo, quando retorna ao “mundo dos vivos” ?

      poderia explicar melhor?

      Obrigado.

      Thumb up 8
    • Não sou eu que me acho dono da verdade, apenas tenho meu lado científico

      Thumb up 6
    • Não adianta, Bovidino, eles nunca vão aceitar.

      A pessoa quase morta vê o que acontece em outro quarto, mesmo assim dizem que é sonho.

      Thumb up 3
    • Não, é que sou cético mesmo, não acredito no que os outros falam, alguns afirmam que pacientes viram o que se passou em alguma outra sala por exemplo e daí surgem relatos que médicos confirmaram tudo. Mas você nunca se perguntou se estes médicos confirmam para por causa de sua crença? será se esse médico não seria alguém que faz apologia EQMs? Desconheço um médico importante e de peso que confirmou esses casos de EQMs, como Drauzio Varella, um excelente médico, já tratou de vários pacientes em estados graves que é a preferência dele e o próprio não confirmou nada.

      Como Marcos Souza falou, a consciência está no cérebro, isso é um consenso na comunidade cientifica, você prefere acreditar em uma comunidade cientifica toda ou médicos alguns médico que confirmam EQMs?

      Assim como vocês se acham dono da verdade, cristãos, evangélicos(um pouco mais), islão, etc… também acha que é dono da verdade

      Thumb up 9
    • Chuck,

      O Cérebro é responsável por todas as percepções que você sente. Sem cérebro, não existe consciencia. Isso é praticamente consenso na comunidade cientifica, logo não sou EU quem afirmo, e sim a grande maioria dos maiores estudiosos nas ciencias cognitivas, ou seja, as pessoas que mais conhecem os processos cognitivos, as mais gabaritadas para falar sobre isso, em geral, possuem a mesma opinião que eu.

      Sobre as EQM, até hoje, não existem comprovações cientificas de que elas sejam reais.

      Veja bem, não estou dizendo que as pessoas mentem, mas sim que elas apenas passaram por alucinações causadas pela falta de oxigenação do cérebro.

      Qualquer pessoa que sofra de ezquisofrenia, possui alucinações que são vívidas e reais. Um ezquisofrênico de fato VE e SENTE suas alucinações da mesma forma que você vê e sente a realidade a sua volta. Mas as alucinações, como sabemos, não existem de verdade, são apenas resultado do mau funcionamento do cérebro.

      O mesmo acontece nas experências de quase morte, as pessoas passam pela experiencia de fato, mas isso não significa que ela seja real. É apenas o cérebro em colapso alucinando.

      Outra coisa, toda a nossa noção de espaço e de tempo também dependem do cérebro. Quem nunca dormiu alguns poucos minutos e teve sonhos que pareceram durar horas? Isso apenas com o cérebro em estado de dormência, imagina quando está em um estado crítico como nos momentos de EQM?

      Basta alguns segundos de atividade elétrica no cérebro para que a pessoa tenha a EQM. Não precisa existir atividade cerebral constante. Logo pessoas que estão em coma podem perfeitamente ter a EQM no momento em que está despertando do coma e ter a impressao que passou por uma experiencia que durou dias…

      Thumb up 10
    • Mas seus argumentos não explicam o relato dos pacientes em relação à fatos ocorridos em quartos vizinhos dentro do hospital, que aconteceram no momento em que o paciente estava em coma, mas mesmo assim, o relataram com mínimos detalhes.

      Como o paciente teve acesso a essas informações, à esses detalhes, se estava em coma ? Alucinação ? E os detalhes relatados exatamente como aconteceu a metros de distância, ou até em andares diferentes ?

      Thumb up 5
    • Emerson,

      Foi exatamente com relação isso que eu comentei que não existem comprovações cientificas.

      Muitos testes já foram feitos neste sentido, tentando comprovar se o que as pessoas afirmam terem visto era a realidade ou se era apenas alucinação…

      Mas até hoje jamais foram encontradas evidencias irrefutáveis de que a pessoa de fato esteve fora do corpo. Qualquer um que afirme o contrário, ou está mal informado, ou está usando de má-fé.

      Thumb up 10
    • Marcos Souza,
      Coment: “O Cérebro é responsável por todas as percepções que você sente. Sem cérebro, não existe consciência.”
      Resp: – Sem cérebro a consciência não pode se manifestar. Sem hardware o software não faz nada. Sem televisão, não se pode ver as imagens. Mas a consciência, o software e as imagens, existem independentemente.
      Coment: “Sobre as EQM, até hoje, não existem comprovações cientificas de que elas sejam reais.”
      Resp:- As EQM são reais. Tanto é que as pessoas estão praticamente mortas e acabam sendo reanimadas. Não há comprovações científicas de que elas tenham saído temporariamente do corpo e tenham estado em outra dimensão. Isso é impossível de se comprovar científicamente pois são dimensões de estruturas totalmente diferentes.
      Coment: “Veja bem, não estou dizendo que as pessoas mentem, mas sim que elas apenas passaram por alucinações causadas pela falta de oxigenação do cérebro.”
      Resp:- Isso não tem lógica. A falta de oxigenação impede o funcionamento do cérebro e portanto a criação de imagens, fantasias ou alucinações não são possíveis. Experimente ficar sem oxigenação no cérebro e depois me diga se teve alguma alucinação.
      Coment:- “Qualquer pessoa que sofra de ezquisofrenia, possui alucinações……”
      Resp:- Certo. Ezquisofrenia é um distúrbio cerebral e pode causar alucinações, pois o cérebro não se conecta à consciência adequadamente.
      Coment:- “O mesmo acontece nas experências de quase morte”
      Resp:- Nada a ver.
      Coment:- “Outra coisa, toda a nossa noção de espaço e de tempo também dependem do cérebro”. Quem nunca dormiu alguns poucos minutos e teve sonhos que pareceram durar horas? Isso apenas com o cérebro em estado de dormência, imagina quando está em um estado crítico como nos momentos de EQM?
      Resp:- É verdade que noção de espaço e tempo dependem do cérebro. Entretanto o estado de dormência e a situação de EQM, são completamente diferentes e não faz sentido compará-las.
      Coment: – “Basta alguns segundos de atividade elétrica no cérebro para que a pessoa tenha a EQM. Não precisa existir atividade cerebral constante. Logo pessoas que estão em coma podem perfeitamente ter a EQM no momento em que está despertando do coma e ter a impressao que passou por uma experiencia que durou dias…
      Resp:- Isso é possível numa experiência tendenciosa induzida em laboratório, mas que também não prova absolutamente nada.

      Thumb up 5
    • Bovidino,

      “Sem cérebro a consciência não pode se manifestar. Sem hardware o software não faz nada. Sem televisão, não se pode ver as imagens. Mas a consciência, o software e as imagens, existem independentemente.”

      Errado, sem hardware não existe software. O Software está DENTRO do Hardware. Não existe fora dele. E o mesmo vale para a consciencia, ela nao existe fora do cérebro, pois está DENTRO dele.

      Novamente, é uma questão de ponto de vista, vc considera a analogia da televisão mais próxima, eu considero a do software… Já pedi pra vc dizer porque considera meu ponto de vista errado e o seu certo, mas até agora vc nao explicou.

      “Não há comprovações científicas de que elas tenham saído temporariamente do corpo”

      Exatamente, foi o que eu disse, como EQM se trata exatamente disso e não existe comprovação disso, logo nao existem evidencias concretas de que EQM sejam reais.

      Mas ao contrário do que vc disse, seria sim possível comprovar, a maioria das EQM as pessoas afirmam que viram a si mesmos de “fora” do corpo. Bastaria provarem isso. Aliás, vc nao respondeu como pode existir o EU fora do corpo, vc nao havia dito que o EU se perdia?

      “A falta de oxigenação impede o funcionamento do cérebro e portanto a criação de imagens, fantasias ou alucinações não são possíveis”

      A falta de oxigenação não impede o funcionamento do cérebro de imediato, antes de apagar totalmente ele entra em colapso… é como um motor com pouca gasolina…ele começa a falhar antes de apagar completamente. E não sou eu quem estou dizendo isso, são os médicos neurologistas. Ou vc está dizendo que sabe melhor do que eles como o cérebro funciona?

      “Entretanto o estado de dormência e a situação de EQM, são completamente diferentes”

      Sonhos mostram que o cérebro é capaz de criar realidades alternativas nas quais momentaneamente acreditamos serem reais, assim como a ezquisofrenia. EQM é um terceiro exemplo. Os três casos são bem diferentes entre si, mas todos se tratam de alucinações causadas por um estado alterado do cérebro.

      “Isso é possível numa experiência tendenciosa induzida em laboratório,”

      Eu estou dizendo que isso ocorre em TODAS as EQM. Existem evidencias concretas disso.

      As EQM não tem nada a ver com proximidade da morte, mesmo pessoas saudaveis passam por EQM quando em situações de pouca oxigenação no cérebro. Como por exemplo pilotos de caça submetidos a forças gravitacionais intensas.

      http://www.near-death.com/experiences/triggers06.html

      Isso reforça muito o que eu disse antes. Não se trata da pessoa estar deixando o corpo porque está morrendo, é apenas uma alucinação causada pela falta de oxigenação.

      Thumb up 8
    • Marcos Souza,
      -”Errado, sem hardware não existe software.”
      Não há a mínima possibilidade de mantermos um diálogo, quando você faz entre muitas outras, uma afirmação tão absurda. Onde você aprendeu que sem hardware não existe software?

      Thumb up 1
    • Bovidino,

      Como assim? Eu é que pergunto a você, de onde vc tirou que o Software pode existir sem hardware?

      Sem hardware não existe software… simplesmente porque é o Hardware quem gera o software…

      Gostaria sinceramente que vc explicasse o porque discorda desta afirmação.

      Espero que vc tenha um argumento melhor do que Internet/Wi-Fi e afins…

      Thumb up 5
    • Aproveitando o ensejo,

      Na verdade nem mesmo o seu exemplo da televisão é adequado para seus propósitos de explicar a relação cérebro X consciencia.

      Veja só:

      DVD/FITA->aparelho leitor->antena de transmissão->televisão

      HD->Processador->roteador WI-Fi->Notebook

      Ambos os exemplos são equivalentes, os dois se tratam de equipamentos físicos que geram impulsos elétricos, depois transmitem estes impulsos através de ondas eletromagnéticas que são capatadas por outro aparelho capaz de ler estas ondas emitidas.

      Ou seja, existe um meio físico que gera o sinal e outro que capta o sinal transmitido.

      Com relação ao cérebro e a consciencia é o mesmo.

      Mas neste caso, o cérebro é o meio físico que GERA o sinal, ao contrário do que vc dá a entender…

      Depois de gerado pelo cérebro, este sinal (consciencia) até pode ser transmitido, sem problema algum, existem aparelhos rudimentares que lêem a mente e a tendencia é que no futuro a mente possa ser lida em sua totalidade. Isso não é metafísica, é pura ciencia.

      O que vc está tentando dizer é que o cérebro é o hardware que CAPTA o sinal, e não o que gera. Mas isso é só crença mesmo, infundada, pois em primeiro lugar, nunca se captou esse tal “sinal” da consciencia que é recebido pelo cérebro.. e muito menos se identificou a origem de tal sinal. Sem evidencias, é pura crença.

      É o cavalo que ninguem pode ver, ninguem pode tocar, sentir ou identificar de nenhuma forma… mas que vc jura que existe porque acredita nisso.

      Thumb up 6
    • Você não acredita. Só vai acreditar se um dia acontecer com você. Eu entendo você.

      Thumb up 0
    • E enfim termino com um blábláblá

      Thumb up 0
    • Chuck,

      Está enganado. Tenho discernimento suficiente para não acreditar mesmo que acontecesse comigo.

      O fato de eu passar por uma experiencia pessoal não mudaria nada. Teria plena convicção de que teria passado por uma alucinação.

      O fato de parecer real é irrelevante, o cérebro é capaz de fazer isso. Repito, ezquisofrenicos Vêem as alucinações vividamente, da mesma forma que vc está agora vendo a tela do computador. E nem por isso as visões deles são reais.

      Não sou como São Tomé, que segundo a Biblia precisou ver para crer… Simplesmente porquê sei que meus olhos e minha percepção não são infalíveis, confio muito mais no meu raciocínio lógico do que em meus olhos.

      Thumb up 2
    • Não acredita e pronto. Está aí, mas não acredita. Fazer o quê? Ninguém pode fazer nada. É direito seu não acreditar.

      Eu acredito!

      Thumb up 1
    • Só acredita na ciência, “a dona da verdade”.

      Thumb up 0
    • A ciência não é a dona da verdade… Aliás, a verdade não tem dono…

      Mas a ciencia está em contante aprendizado. A ciencia não se acha dona da verdade, ela quer DESCOBRIR a verdade aprendendo através da observação da realidade.

      Ao contrário das religioes…. estas sim se consideram as donas da verdade, pois não estão dispostas a descobrir nada. Querem apenas que os fiéis engulam seus dogmas e não questionem nada. Aliás, na maioria das religiões, questionar é um dos maiores pecados, senão o maior… isso diz muita coisa…

      Thumb up 6
    • Bom eu não sei, mas se fosse EFDC já seria comprovado e de maneira clara, não acha?

      Mesma coisa com aliens nos visitando, existe tanta prova, mas nada de concreto.

      Thumb up 0
    • Como assim ??

      coment:”Não venha me dizer que é apenas fraude porque tudo que os pacientes disseram foi comprovado.”

      Foi comprovado como ? por quem ?
      Mostre as provas e acredito !

      Thumb up 0
  4. 1 Quem sou eu?
    2 Como foi que o mundo passou a existir?
    3 Que forças governam a história?
    4 Deus existe?
    5 O que acontece conosco quando morremos

    1- Voce é um conjunto de atomos interagindo sobre outros atomos.

    2- Essa é a pergunta correta que responderia todas as outras.

    3- como nosso amigo disse de maneira inteligente: “Nenhuma. A história não é algo a ser governado, a história é construída”

    4- NÃO

    5- A mesma coisa que acontece com todo o resto da materia. se transforma em materia.

    Thumb up 1
  5. A conversa entre Paulo Eduardo e Bovidino rendeu. Bom, eu responderia assim:

    1 Quem sou eu?
    2 Como foi que o mundo passou a existir?
    3 Que forças governam a história?
    4 Deus existe?
    5 O que acontece conosco quando morremos?

    1 – Eu sou eu, “penso logo existo”.
    2 – E quem disse que “passou” a existir? tem que ver “o fato” antes de pensar em “como”.
    3 – Nenhuma. A história não é algo a ser governado, a história é construída.
    4 – Pergunte pra ele.
    5 – Ninguém sabe, mas todo mundo acaba sabendo um dia.

    Thumb up 2
    • 5 – Para haver sobrevivência da consciência após a morte, a consciência tem que ter existência própria e independente do cérebro e até onde sabemos, a consciência é o resultado da atividade de neurônios
      Até porque quando a gente bate com a cabeça tem amnésia em alguns casos

      Thumb up 14
    • Somos apenas corpos vivos, assim como um cachorro ou até uma barata. Mesmo que exista algum deus (sem nenhuma evidência) a morte continua sendo o fim, somos nada nesse universo, quem somos nos para ser eterno, pessoas criaram almas para dar sentido a vida, somos frutos da “loteria” cósmica e da evolução, então não tem porque sermos especiais apenas temos uma inteligência superior

      E outra, não fomos os únicos a adquirir essa inteligência, teve outras 3 espécies hominídeas, que eram existiram também homo-neandertalis, homo floresiensis e homo habilis, não eram nossos ancestrais e não tinham nada a ver conosco diretamente, é como comparar leões e tigres e os tigres já foram extintos

      Thumb up 11
    • haha,
      1) Coment: …..a consciência é o resultado da atividade de neurônios……quando a gente bate a cabeça tem amnésia…….
      Resp: A consciência apenas interage com os neurônios dando a impressão que ela própria encontra-se no cérebro. Quando batemos a cabeça e causamos danos ao cérebro, a consciência fica impossibilitada de interagir com o mesmo reforçando essa idéia errônea. É a mesma coisa que você ter uma televisão e achar que o que você vê na tela, está dentro da televisão. Se você danificar a televisão ficará impossibilitado de ver as imagens. Todavia elas continuam sendo transmitidas normalmente. A consciência existe independente do cérebro assim como as imagens da televisão existem independente da televisão.
      2) Coment: ……então não tem porque sermos especiais apenas temos uma inteligência superior…….
      Resp: Se tivessemos uma inteligência superior, então seriamos especiais. Acontece que não temos inteligência nenhuma. Inteligência não é algo material que se possa ter. Inteligência manifesta-se nas nossas atitudes, nas nossas expressões e na nossa interação com o ambiente e isso como resultado da consciência agindo no cérebro. Obviamente cérebro danificado, não acessamos a consciência e não manifestamos inteligência.

      Thumb up 5
    • Qual sua fonte cientifica, foi você mesmo que descobriu isto?
      A consciência depende sim do cérebro, isso já foi provado
      Você deu um exemplo não muito útil, são coisas bem diferentes, a televisão capta ondas eletromagnéticas e através de seus componentes internos que convertem imagem e som, então é obvio que as imagens captadas não dependem da televisão, a televisão apenas converte

      Também é obvio que temos a inteligencia superior, outras primatas também tem a inteligencia desenvolvida mas não tanto quanto a nossa, foi uma forma da espécie sobreviver, desenvolvendo ferramentas, não somos fortes, nem corremos rápidos, não temos garras e dentes grandes entre outas coisas, então somos praticamente indefesos, mas com o tempo fomos aprendendo a sofisticar ferramentas cada vez melhores e com essas ferramentes fomos capazes de mudar a paisagem natural

      Na verdade eu acho que você está misturando religião e ciência e os 2 não combinam

      Thumb up 13
    • Bovidino,

      Existem duas “teorias”:

      1) A Hipótese da televisão, citada por você, onde o cérebro apenas capta uma consciencia que existe fora do corpo;

      2) A Hipótese do computador, citada por mim, onde a consciencia está contida dentro do cérebro da mesma forma que o software está contido dentro do Hardware.

      Minha pergunta é: Qual a evidencia que vc possui de que a sua teoria é a correta e não a minha? ou então, existe algum raciocínio lógico que afirme que a minha teoria não é viável? ou o seu ponto de vista é apenas uma questão de crença?

      Ainda: Você admite a possibilidade de que a minha teoria possa ser a correta ou não? porquê?

      Thumb up 6
    • Marcos,
      Note que não se pode discutir a partir de uma hipótese falaciosa. A sua hipótese, a segunda, diz que a consciência está contida no cérebro da mesma forma que o software está contido dentro do Hardware. Na realidade o que está contido no Hardware é um programa inteligente que foi idealizado pelo programador e que pode ser desinstalado, reinstalado ou modificado quantas vezes este quizer, ou seja, o que está no hardware é a idéia do programador que logicamente está fora do hardware e do computador da mesma forma que a consciência está fora do cérebro.

      Thumb up 1
    • O que você tem a dizer da Experiência de Quase Morte?

      Thumb up 3
    • Bovidino, só me responde uma coisa, o que você se baseia com suas teorias?

      Como você saber disto?

      Thumb up 5
    • haha,
      Até o momento não formulei teoria alguma. Só tentei demonstrar por analogia, utilizando lógica simples, vivência e muita experiência de vida. Você sim, deve ter alguma teoria científica comprovadamente aceita pela comunidade científica. Todavia, isso seria de se estranhar, já que por tudo que tenho lido, o tema da consciência ainda é um problema crucial enfrentado pela neurociência. Informe-nos a sua fonte para que nós também possamos aprender.

      Thumb up 1
    • Chuck Norris, Não sei se a pergunta foi para mim. Mas aqui vai um comentário transcrito da internet:
      Para a ciência, a pergunta mais importante é: será que a experiência de quase-morte ocorre e a consciência se mantêm quando todas as funções cerebrais estão ausentes — algo que a neurociência atual considera impossível —, ou será que a experiência de quase-morte acontece tanto antes quanto depois da parada cardíaca, embora seja interpretada por quem a experimenta como acontecendo durante a inconsciência? As recentes descobertas são tão alarmantes quanto intrigantes, e podem conter a chave para a descoberta do que acontece não apenas quando morremos, mas também para a questão mais ampla da natureza do ser.

      Dr. Peter Fenwick, bacharel em Medicina e Cirurgia, membro do Royal College ofPsychiatrists, consultor neuropsiquiátrico e neurofisiológico do Instituto de Psiquiatria de Londres.
      Neuropsiquiatra e neurofisiologista do King”s College Hospital em Londres, amplamente conhecido como autoridade in ternacional sobre a mente e o cérebro.
      Autor do livro The Trutb in the Light, um exame crítico de mais de 300 casos de experiência de quase-morte, selecionados entre aproximadamente três mil.

      Thumb up 1
    • Bovidino, eu perguntei para você como você sabe disso e não se você tem experiência de vida, se você tem experiência, não significa que sabe mais que eu.

      Se for por experiência de vida, posso citar Drauzio Varella, tem 69 anos, médico, cientista e escritor, e ateu. Ele conheço muito mais o corpo humano que você, então quem pode tirar as melhores conclusões, eu, você ou ele?

      Ele já teve a experiência de quase morte e falou que não viu nada e também já tratou de vários pacientes em estados graves e os pacientes de não falarem sobre nada espiritual

      Como diz Drauzio “Ninguém pergunta o que eramos antes de nascer, a curiosidade é o que tem depois de morte”

      Thumb up 7
    • haha,
      Ficamos na mesma. Você não respondeu como você sabe disso. Talvez você possa revolucionar a ciência com seus profundos conhecimentos pois até agora a neurociência não tem como explicar os vários casos catalogados de experiência de quase morte, além de formular teorias nada convincentes.

      Thumb up 1
    • Bovidino,

      Você apenas se esquivou da minha pergunta. Tanto o primeiro quanto o segundo exemplos são ANALOGIAS….

      Por definição, uma analogia não pode ser uma falácia, pois ela nao é um argumento, é apenas uma ilustração que visa facilitar o entendimento do argumento principal.

      Além disso, a sua analogia também não é perfeita, afinal televisão apenas capta ondas eletromagnéticas emitidas por antenas que podem emitir, cancelar, alterar o sinal quando quiserem…

      Portanto, por obséquio, responda a minha pergunta, ela não é tão difícil assim. Vou Repetir:

      Qual a evidencia que vc possui de que a sua teoria é a correta e não a minha? ou então, existe algum raciocínio lógico que afirme que a minha teoria não é viável? ou o seu ponto de vista é apenas uma questão de crença?

      Ainda: Você admite a possibilidade de que a minha teoria possa ser a correta ou não? porquê?

      Thumb up 4
    • Bovidinho responde ai, para aonde vai sua consciencia quando vc dor e não sonha ou das pessoas que entram em coma? se isso que vc afirma fosse verdade, neuronios em atividade reduzida ou situações parecidas as pessoas deviam se lembrar das coisas nao?

      esse papo de coisas “misticas” neste site eh incrivel, sou aberto a ideias, mas afirmar por afirmar so por que vc quer que seja assim ou vc cree, nao resolver nada.

      Se tambem os neuronios fossem apenas os “condutores” da consciencia, eles nao prescisariam se organirzar e executar funções pre-determinadas no cérebro e danos em regioes especificas nao prejudicaria habilidades especificas.

      Thumb up 5
    • Suas colocações não tem sentido. Procure se informar melhor sobre eventos de quase morte. Há centenas de casos catalogados. Todavia, se você não se interessa por esses assuntos não há porque ficar rebatendo meus comentários.

      Thumb up 0
    • 4 – Deus existe?

      Essa questão é polêmica…

      A pergunta a ser feita é: “O SEU Deus existe ?

      Uma frase que escutei há pouco tempo e concordo plenamente:

      “Somos todos ateus com os deuses dos outros”

      Thumb up 4
  6. A evolução das espécies é provada na , ciencia, estudos, escavações e na natureza, esse animal pode ter sido mesmo nosso ancestral. Hoje somos assim ,homens e mulheres, eu ´penso q a natureza é sábia e faz suas mutações para preservação e adaptacão das espécies, ainda q as aparencias modifiquem um pouco. Alguns animais são hermafroditas e alguns humanos tbm.Nós ñ veremos e nem estas gerações q aquí estão, no futuro bem distante teremos um terceiro sexo q irá se evoluir se tornando um só , ñ sendo nem homem nem mulher, terá num só ser os dois sexo , os humados q somos hoje c\ o tempo ñ existirão mais.P\ se ter novos seres ñ precisarão dois,um será pai e mãe num só .Aí religiosos desse tempo negarão q um dia o Deus q acreditam fez um ser p\ cada sexo, q precisava dois p\ gerar outro podendo ser macho ou femea. Dirão q Deus é perfeito, praquê ele perderia seu precioso tempo criando seres tão imperfeitos.O cúmulo da perfeição é vermos em nossos dias a humanidade se preparando p\ esse tempo, antes da adaptação há mesmo muta confusão e perdas,isso explica as confusas opções.

    Thumb up 3
  7. As pessoas acreditam em deus para preencher um vazio existencial, é como Voltaire dizia “Se deus não existisse seria necessário inventá-lo”. Mas de toda forma o processo evolutivo da vida é inquestionável, porém cada tem a liberdade de acreditar no que quiser e acrescento outra frase de Voltaire “Não concordo com suas palavras, mas defenderei até o ultimo instante o direito de dizê-las”.

    Thumb up 5
    • O que é um vazio existencial?

      Thumb up 2
    • A necessidade de se orientar na vida é fundamental para os seres humanos. Não precisamos apenas de comida e bebida, de calor, compreensão e contato físico; preciso também descobrir por que estamos vivos.
      Nós perguntamos:

      * Quem sou eu?
      * Como foi que o mundo passou a existir?
      * Que forças governam a história?
      * Deus existe?
      * O que acontece conosco quando morremos?

      Essas são as chamadas questões existenciais, pois dizem respeito a nossa própria existência, contudo o vazio existencial é algo que alguns acreditam que exista dentro de si e que só deus poderia preenchê-lo e consequentemente a sua existência terá sentido, já que deus é a resposta para as perguntas que estão além da compreensão humana, porém nem todos tem a necessidade de acreditar em deus ou esse vazio dentro de si porque o quê está além dá compreensão humana não pode ser provado.
      Cada um de nós tem uma visão da vida. A questão é: até que ponto fomos nós mesmos que a escolhemos, até que ponto ela é nossa própria visão? Até que ponto estamos conscientes de nossa visão?

      Thumb up 6
    • Como consigo essas respostas?
      * Quem sou eu?
      * Como foi que o mundo passou a existir?
      * Que forças governam a história?
      * Deus existe?
      * O que acontece conosco quando morremos?

      Thumb up 1
    • As respostas para essas perguntas estão além da compreensão humana e independente do que eu te disser, nada poderar ser provado e você poderar contradizer com razão!! Para muitos deus tem a resposta para tudo, porém quem pode provar que deus existe e que ele é um ser individual que criou o mundo e que poderar responder qualquer pergunta sua? Alguns seres humanos tem a necessidade de ultrapassar os limites da razão, mas eu te pergunto até que ponto a razão humana está limitada? Uma pergunta que está além da compreensão humana,independente de qualquer resposta proporciona uma infinidade de outras perguntas,Contudo “viver é escolher”, mas como dizia aristóteles “A ùnica verdade é a realidade”.

      Thumb up 5
    • Caro Bovidino. São profundas suas inquietudes, não?

      Mais importante que suas questões é saber realmente o que você faria com as respostas.

      Vejo por mim: tenho muitas dúvidas, mas tenho por tê-las, e quando me fiz esta pergunta: porque quero saber a resposta? – não sabia responder.

      Thumb up 3
    • Paulo Eduardo,
      Realmente provar a existência de Deus científicamente é impossível e até desnecessário. Deus só pode ser provado e revelado por cada um de nós. Essa é a intenção da máxima de Sócrates: ‘Conhece-te a ti mesmo’.
      A razão humana só serve para nos guiar no âmbito da matéria e dos nossos mesquinhos desejos e interesses. Fora disso é completamente limitada. É impossível obter respostas dessa natureza através da razão. É necessário transcendê-la e alcançar outras dimensões. Viver é escolher realmente, e devemos aprender a escolher. Que me desculpe o sábio Aristóteles, mas dizer que a única verdade é a realidade é chover no molhado. Sem uma definição do que seja a ‘realidade’, a frase é vazia de sentido.

      Thumb up 0
    • Erich,
      Inquietudes todos temos, o que precisamos é de atitudes.
      O navio está seguro no porto. Mas não foi para isso que foi construído. É necessário traçar uma rota e singrar os mares.

      Thumb up 0
    • Caro amigo. Tem toda razão sobre o navio. Ele foi feito para cruzar os mares em busca de conhecimentos. Sobre sua manifestação, vai muito de encontro a uma ciência chamada Logosofia. Sempre visito o site (www.logosofia.org.br) e lá há um material riquíssimo, e penso que num deles você poderá encontrar o caminho para suas perguntas.

      Thumb up 2
    • E se determinado ponto da realidade estiver além da compreensão humana? Aristóteles conserteza não consiguiria ter uma definição absoluta da realidade!! Porém a realidade é algo muito realtivo já que a ilusão diz sim a si mesma. No mundo material só aquilo que pode ser provado é real, mas quem pode provar que o que não pode ser provado no mundo material não pode ser real? e de que forma, já que a realidade tambem pode ser abstrata? Ao meu ver a frase “A única verdade é a realidade” não é vazia, ao contrário ela é ampla demais no seu sentido(s)!!

      Thumb up 5
    • Paulo Eduardo,
      Existe uma definição clara da diferença entre o ‘real’ e o ‘irreal’: -”Irreal é tudo que tem começo meio e fim e real é tudo que é eterno, ou seja, nunca teve começo e jamais terá fim”. Assim, tudo que conhecemos, nosso mundo aparentemente real, é irreal, como até a física quântica já demonstrou. Portanto, se a realidade existe, evidentemente está em outra dimensão.

      Thumb up 0
    • O quê nunca teve começo e jamais terá fim é o “nada”. Nesse raciocínio parece que a realidade está numa dimensão sem existencia.

      Thumb up 6
    • ”A razão humana só serve para nos guiar no âmbito da matéria e dos nossos mesquinhos desejos e interesses. Fora disso é completamente limitada. É impossível obter respostas dessa natureza através da razão. É necessário transcendê-la e alcançar outras dimensões. ”
      Mas para isso não seria necessário deixar de ser humano? Enquanto formos humanos estamos aprisionados a percepção de mundo de um, somos limitados a conhecer a realidade pelos nossos sentidos, e eles muitas vezes nos enganam, e são afetados por fatores externos(um exemplo são as alucinações), é aquela historia, um ser que vive em 2 dimensões nunca poderá entender e ter acesso a terceira.

      Thumb up 3
    • Paulo Eduardo,
      O que nunca teve começo e jamais terá fim, é o ‘eterno’. Se você quiser chamar de ‘nada’ tudo bem. Faça sua escolha.

      Thumb up 0
    • Igor,
      Você está bem antenado. A resposta é sim. O objetivo do reino humano é evoluir para o reino super-humano. Muitos já chegaram lá. Todavia, não é assunto que possa ser estendido num site de ciências. Assim dizem os cientistas.

      Thumb up 0
    • Bovidino obrigado, e realmente é esse o caminho, o estado humano um dia sera quebrado e seremos seres superiores.

      Thumb up 2
  8. A pessoa pode muito bem acreditar nisso e em Deus. Depende da religião dela. Claro que uma pessoa que acredita que o mundo tem seis mil anos, acredita em Adão e Eva, Jardim do Éden… não vai acreditar nisso.

    Thumb up 10
    • Olha, Chuck, já que tocaste na questão digo que concordo. E ouso dizer inclusive que um Deus, com um intelecto incomparável, optaria por programar a vida para evoluir, proliferar e conquistar, e não uma criação estática e inadaptável a mudanças. Uma evolução química detalhada, pré-programada para progredir em vários campos, eliminar falhas e adaptar-se ao mundo seria um ato muito mais inteligente e sofisticado que uma simples criação instantânea.

      Thumb up 10
    • É isso aí, Jonatas!

      Thumb up 1
    • Você quase descreveu o próprio C r i. a d o. r jud.-cr. da B.íbl.ia. Ele é um mega engenheiro geneticista, um p*** biotecnólogo, um baita programador. Um Ser assim jamais faria uma natureza incapaz de se adaptar, como de fato não o fez.

      Thumb up 1
    • O engraçado eh que com a evolução um dia nos tornaremos deuses,podendo criar nossas próprias formas de vida.

      Thumb up 0
    • Jonatas,

      Porquê Deus, um intelecto incomparável criaria seres vivos de qualquer forma que fosse? Quais seriam os seus objetivos ao criar o universo e tudo o mais?

      Na minha opinião, não temos como saber se seria mais inteligente ou não criar seres vivos que evoluem ao invés de estáticos, sem sabermos quais seriam estes objetivos do criador (estou dando continuidade à sua linha de raciocinio e supondo que ele existe).

      Ele criaria a vida apenas para observar? Para se divertir com o seu progresso? Mas será que um intelecto incomparável precisaria de algo assim? Se é imcomparável, em tese ele já saberia tudo sobre tudo… logo nao precisaria fazer nada.

      Resumindo: Você simplificou algo que nao pode ser simplificado. Trata-se de uma questão filosófica complexa que não pode ser respondida com um exercício de raciocínio elementar.

      Pelo menos eu penso assim =)

      Thumb up 3
    • Tem razão, é questão filosófica e valeria livros e vastos debates, e não o espaço de um simples comentário.
      Eu parto do princípio que, para um planeta tão dinâmico que mude tantas vezes, é muito mais prático criar um sistema capaz de evoluir e se adaptar a essas mudanças do que ficar criando novas versões continuamente.
      E imagine ter a eternidade em suas mãos vendo apenas estrelas acendendo e apagando? Tedioso. Eu criaria uma forma dinâmica de vida, programaria seu ambiente e suas propriedades iniciais, me sentaria numa poltrona e assistiria de camarote tudo acontecer, e a coisa ficaria boa com se tornassem inteligentes e me questionassem como existente ou inexistente. Vez por outra daria uma mexida no tabuleiro só pra ver suas reações.

      Thumb up 0
    • Sim, eu tinha entendido esse seu ponto de vista. Mas é como eu disse antes, é uma forma simplista de pensar concorda?

      Estamos tentando nos colocar na mente de um possível criador, caso ele exista.

      Isso pode fazer sentido para nós, enquanto humanos criando formigas, mas não temos como saber se esse tal hipotético criador pensaria como nós ou não.

      Tèdio, divertimento e etc… são emoções humanas. Mas quem disse que um ser capaz de criar um universo inteiro teria emoções humanas? já disse isso em outro tópico mas vou repetir:

      Somos tênias achando que o criador é perfeito, e por isso vive em um intestino celestial rodeado de mer…. cósmica.

      Thumb up 3
    • Muito boa sua última frase Marcos, raciocínio nos moldes do final do filme “Homens de Preto”, eu só trocaria “tênias” por “ascaris”, vulgo lombrigas, já que as tênias, também chamadas de “solitárias”, na maioria dos casos habitam sozinhas o intestino humano, ou seja, apenas um verme… já a humanidade, batendo nos 7 bi, mais parecem ascaris, cuja infestação pode até obstruir o intestino, tamanha a quantidade de vermes em alguns casos.

      Thumb up 0
  9. Esses estudos são emocionantes… :D
    São capazes de colocar nossa existência, enqto espécie, nem acima, nem abaixo da qualquer outra, mas sim parte do processo. E isso é fantástico.

    Thumb up 0
    • Ótima descrição, simples e direta. Acho que mais ou menos essa seria a ideia da imagem física da criatura.

      Thumb up 2
  10. Fascinante, espero logo poder ver uma concepção artística feita por um especialista para nos dar uma ideia desse ilustre ancestral. O fato de poder ser o ramo inicial dos cordados já fortalece muito nosso entendimento do processo evolutivo da nossa taxonomia, nosso filo.

    Thumb up 10
    • Nos meio de informação de hoje é muito difícil você filtrar o que é informação relevante, o que é especulação tratada como relevante e o que é pseudociência. Eu poderia dizer então que deves se basear na fonte, na formação da pessoa que traz essa informação contundente, as vezes vemos PHDs renomados, e as vezes profissionais decadentes buscando algum prestígio, mesmo que tenham que forjar provas.

      No entanto, e eu nunca duvidaria disso, uma informação retumbante como essa que o Senhor postou o link, que colocaria em cheque toda a ideologia de uma comunidade científica e até política dominante, seria perfeitamente possível, em jogo de interesse, usarem de artifícios para ofuscarem e/ou esconderem isso, mascararem como pseudociência, ou criptozoologia, ufologia sem prova específica, enfim, desvalorizar para que o assunto caia em descrédito e esquecimento. Sabemos que isso é possível, pois o jogo de interesses é um jogo de influências, assim o que é possível ser feito se pode estar sendo feito.

      Portanto, lendo o que li, conteúdo o qual não acredito nem desacredito, mas muito bacana. Abre horizontes e …pode ser verdade. Valeu a pena ler.

      Thumb up 1
    • Tudo bem. Filtrar é preciso com muito critério e bom senso.

      Thumb up 1
    • Desculpe mas não pude resistir em comentar. Parece que o único comentário desnecessário, e até provocativo, até agora foi o seu.

      Thumb up 12
    • o que o parceiro disse ai em cima eh verdade, sad but truth.

      O que é uma cabeça do tamanho de um ponto? nunca ouvi dizer sobre essa medida.

      Thumb up 6
    • Um ponto infinitesimal???
      Hahahah quem é de exatas deve ter feito uma breve pausa… nessa parte!
      No artigo em inglês está escrito “period”, que é o “ponto final”, de texto.
      Só podemos assumir que o tamanho da suposta fonte seja a mais comum, como a usada em internet, jornais e livros.
      Se for, é desse tamanho aqui—–► .
      Aproximadamente, lógico. Não me pergunte sobre a margem de erro.

      Thumb up 7

Envie um comentário

Leia o post anterior:
balloon-crane-logging-02
Como um “robô guindaste balão” poderia revolucionar o transporte pelo mundo

Robôs guindastes que...

Fechar