Dietas da moda não funcionam: descubra porque

Publicado em 4.08.2010

dietas da moda

A quantidade de dietas disponíveis para os interessados é estarrecedora. Desde as dietas dos Shakes até a dieta do abacaxi, sempre parece ter uma nova dieta chegando ao mercado. No entanto, pessoas que seguem esses métodos e realmente conseguem emagrecer são raras. Por que?

Mesmo quando uma dieta “da moda” faz com que você perca peso, os quilinhos extras voltam em questão de semanas. Em 2007, pesquisadores da Universidade da Califórnia concluíram que dois terços das pessoas que passam por dietas ganham até mais peso do que perderam de dois a cinco anos depois que a dieta terminou.

E, apesar disso, as dietas da moda continuam “na moda”. Confira três tipos de dietas populares abaixo e saiba por que elas estão destinadas ao fracasso:

Dietas de combinação de alimentos (ex: Dieta da Suzan Somer)

Nesse tipo de dieta a pessoa precisa comer seus alimentos em uma determinada ordem. As regras da dieta impõem que você coma proteínas em uma refeição separada de carboidratos, tendo um intervalo de quatro horas entre as refeições para não misturar as substâncias. O problema com essa dieta é que você pode, sim, emagrecer, mas se continuar nela por um longo período de tempo. E com essa quantidade de regras mirabolantes é muito mais provável que seus adeptos as esqueçam, invertam a ordem da comida ou, simplesmente, pulem fora por não terem tanta paciência.

Dietas que, ilogicamente, enfatizam um único alimento (ex: Dieta do Abacaxi)

Dietas que giram em torno de um único alimento, seja abacaxi, beterraba ou sopa de capim, não são saudáveis porque restringem o consumo de muitos outros alimentos. A maioria dos adeptos irá enjoar do elemento principal da dieta rapidamente. De acordo com a psicóloga Tracy Mann, da Universidade da Califórnia, os praticantes desse tipo de dieta acabam com o mesmo peso que começaram e, além disso, seus corpos sofrem com a velocidade com que perdem peso (sim, eles perdem peso). Depois, assim que a dieta acaba, eles ganham todo o peso novamente, fazendo o corpo sofrer novamente.

Comer, na maior parte, um único grupo de alimentos (ex: Dieta Atkins)

Restrições de grupos alimentares inteiros (como deixar de comer carboidratos, frutas ou nenhum tipo de gordura) não são apenas difíceis de serem mantidas, mas fazem com que as pessoas evitem alimentos dos quais seus corpos necessitam. Por exemplo, se você deixar de comer todo o tipo de gordura está ignorando que seu cérebro e o resto do seu sistema nervoso precisam de certos níveis de gordura para funcionar direito.

Para que você perca peso com eficiência, procure um nutricionista, que irá fazer um plano de alimentação variado, balanceado e especialmente planejado para as necessidades únicas de seu organismo. [LifesLittleMysteries]

Autor: Luciana Galastri

é jornalista. Viciada em livros, lê desde publicações sobre física a romances de menininha do estilo "Crepúsculo". Toca piano desde os oito anos de idade e seu estilo de música preferido é o metal.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

3 Comentários

  1. Bom, a dieta do Dr Atkins é uma boa para quem tem forca de vontade e coragem é dificil…Mas em 2 semanas Emagreci 9 (nove)quilos e nao voltou ate hoje ja tem 2(dois ) meses ..

    Vamo galera se joga na Dieta e seja feliz mais magra

    Bjos

    Thumb up 4
  2. Além do nutricionista muuuuuuuita força de vontade, disciplina e gostar de si mesmo, na minha opinião.
    O resto, como bem dizia a minha avó, é conversa para boi dormir.
    Bom artigo Luciana.

    Thumb up 1
  3. Chamo isso de “mundo fashion das dietas”. E elas estão aí, doidinhas para fisgar os incautos de plantão que procuram avidamente por soluções milagrosas. O negócio é emagrecer a alma, gente!
    Muitos beijos!

    Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
iphone
Aplicativo do iPhone permite que você agende e crie gráficos para suas relações sexuais

Você já deve ter con...

Fechar