Homens que não escovam os dentes são mais propensos a ter disfunção erétil

Você tem que escovar os dentes. Isso você sabe praticamente desde que nasceu seu primeiro dentinho, não é mesmo? Se você também é homem, no entanto, caso boa saúde bucal não tenha lhe convencido, vamos oferecer uma razão ainda melhor para manter a escova de dentes ao alcance: homens que escovam os dentes, reduzindo o risco de doenças de gengiva, são menos propensos a sofrer de disfunção erétil.

Uma pesquisa da Universidade Inonu, na Turquia, concluiu que os homens que sofrem de gengivas inflamadas são três vezes mais propensos a ter problemas para ficar excitado.

Por quê? Quem não escova os dentes ou usa fio dental tem mais bactérias na gengiva. Essas bactérias podem se mover da gengiva para a corrente sanguínea e para dentro dos vasos sanguíneos, criando placas e entupindo-os. Vasos sanguíneos obstruídos tornam tanto mais difícil para os homens conseguirem uma ereção.

Além disso, periodontite, uma doença inflamatória crônica, é conhecida por danificar seriamente as gengivas de seus sofredores, bloqueando uma enzima chamada eNOS, que ajuda os homens a conseguir uma ereção. Em outras palavras, a mesma condição que faz uma gengiva sangrar e recuar pode “tirar a vida” de um pênis.

Estudo relaciona disfunção erétil e hábito de não escovar os dentes

80 homens entre 30 e 40 anos com disfunção erétil participaram da pesquisa, assim como um grupo de controle de 82 homens sem problemas de ereção. Não havia diferenças significativas entre eles quando se tratava de índice de massa corporal, renda familiar e escolaridade.

53% dos homens com disfunção erétil tinham gengivas inflamadas, em comparação com 23% no grupo de controle.

Mesmo ajustados para os outros fatores, como idade e renda, os resultados mostraram que os homens com doença periodontal grave eram 3,29 vezes mais propensos a sofrer de problemas de ereção do que os homens com gengivas saudáveis.

“A disfunção erétil é um problema de saúde pública que afeta a qualidade de vida de cerca de 150 milhões de homens e seus parceiros em todo o mundo. Fatores físicos causam quase dois terços dos casos, principalmente por causa de problemas com vasos sanguíneos. Problemas psicológicos, como estresse emocional e depressão, representam o restante dos casos”, comentou o Dr. Faith Oguz, da Universidade Inonu.

Muitos estudos têm relatado que a periodontite crônica pode induzir doenças vasculares, como doença cardíaca coronária, que têm sido associadas com problemas de ereção. Segundo o Dr. Oguz, a disfunção erétil e a periodontite crônica são causadas por fatores de risco semelhantes, tais como envelhecimento, tabagismo, diabetes e doença arterial coronariana.

“Nós, portanto, excluímos os homens que tiveram a doença sistêmica e que eram fumantes deste estudo. Nós selecionamos homens com idade entre 30 e 40 para avaliar o impacto da periodontite crônica sobre a disfunção erétil sem os resultados serem influenciados pelos efeitos do envelhecimento”, disse.

O resultado do estudo sustenta a teoria de que a periodontite crônica está presente com mais frequência em pacientes com disfunção erétil, e portanto deve ser considerada um fator influente na condição por médicos que tratam de homens com problemas de ereção.

Outras atividades e atitudes que você nem imagina também podem levar a ou aumentar a chance de disfunção erétil, como certos medicamentos, sedentarismo, maconha, ronco, etc.[DailyMail, SITC, HealthLob, Foto]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

3 respostas para “Homens que não escovam os dentes são mais propensos a ter disfunção erétil”

Deixe uma resposta