Pastores e padres negam doença mental de seguidores

Publicado em 15.10.2008

pregando

Um estudo com membros instituições cristãs que abordaram suas igrejas com problemas pessoais, ou de um membro da família, com doença mental diagnosticada descobriu que 32% ouviram seu pastor ou padre dizer que não tinham problemas mentais.

Segundo eles o problema era unicamente de natureza espiritual.

Outros estudos também descobriram que os clérigos, e não profissionais da área mental como psicólogos e psiquiatras, são as fontes mais comuns de busca por ajuda em tempos de agonia psicológica.

“O resultados são perturbadores, pois sugerem que indivíduos das igrejas locais estão negando ou desconsiderando um grande percentual de diagnósticos de saúde mental”, disse Matthew Stanford, o coordenador do estudo realizado na Universidade Baylor, nos EUA.

Segundo Matthew as pessoas correm um grande perigo, pois além de ouvirem que não tem uma doença mental lhes dizem para pararem de tomar seus medicamentos.

O estudo também descobriu que a mulher tem mais chance do que homens de ter seu distúrbio mental desconsiderados pela igreja.

Todos os 293 participantes do estudo haviam sido diagnosticados anteriormente por um profissional da saúde mental como portador de uma séria doença mental como transtorno bipolar e esquizofrenia, antes de buscarem ajuda na igreja. [LiveScience]

Autor: Eduardo Martins

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

21 Comentários

  1. Aos poucos vai caindo a ficha, que nem tudo é doença física, porem há um problema nestes religiosos eles não tem conhecimento suficiente sobre a vida espiritual para garantir uma recuperação segura. Eles simplesmente dizem que jesus vai fazer tudo esquecendo da existência do livre arbítrio onde o ser humano tem que saber usar a sua força de vontade ao seu favor, sendo que para isso é necessário ter conhecimento de si mesmo e como força e matéria. Isso se chega com estudo sobre a vida espiritual.
    O Racionalismo Cristão tem uma prova registrada em um livro antigo titulado como A Vida Fora da Matéria de um rapaz que era pintor e tinha alucinações cuja a ciência materialista julga como esquizofrenia. O Racionalismo normalizou este rapaz sem usar remédios pois o caso segundo a doutrina era psíquico.
    Caso desejem saber sobre esta História basta ir ao Racionalismo Cristão e perguntar ao presidente da mesma, ele vai te confirmar com detalhes essa história verídica.

    Thumb up 0
  2. Geralmente a religião faz a cabeça de gente fragilizada, problemática. Não chegam a ser doentes, mas sim fracas. Vale lembrar que algumas religiões aqui no Brasil já foram condenadas por estelionato, com promessas de vagas num “céu”. Os vigaristas levavam tudo, até brinquedos de crianças. Depois compraram fazendas e milhares de bois. Eles não tem trabalho algum, o dinheiro dos fiéis-otários entra fácil na conta deles.

    Thumb up 5
  3. Rodolfo meu irmão, a bíblia diz que quando o Espírito Santo habita em nós, passamos a ser templo do Espírito Santo, e a Palavra de Deus nos diz que nós somos a igreja do Senhor, cada um de nós, não lance palavras de morte sobre sua própria vida. Que tenha Deus tenha misericórdia de todos nós.

    Thumb up 11
    • O Rodolfo disse “morte às igrejas”. Não confunda igreja com Deus.
      Igreja não existe sem Deus, mas se destruirmos as igrejas, Deus continuará existindo. Ele não depende de um monte de concreto.

      Thumb up 8
  4. Vou citar alguns trechos da Palavra de Deus que servirá de ajuda a muitos que padecem por desconhecer as leis espirituais ou àqueles que se acham donos da verdade e descartam os inimigos de nossa alma por considerar isso como uma forma de alienação. Vejam, o que atormenta e nos aflige passa necessariamente no campo do espírito. Não vamos nos manifestar por chavões ou palavreados científicos, ou mesmo desvendar utilizando a Ciência daquilo que ela mesma ainda não soube esclarecer. Primeiro, se somos seres eminentemente espirituais, eternamente espirituais, isso do ponto de vista das Escrituras, pois se somos espíritos à imagem e semelhança de Deus, que é espírito, temos que discernir espiritualmente, pois as coisas espirituais se discernem espiritualmente. Logo, se somos espíritos, habitamos num corpo perecível que se desvanece e morre, possuímos uma alma, que diz respeito ao intelecto, a volição, os desejos, a mente. Jesus nos ensina que Ele levou sobre si as nossas enfermidades, doenças, sofrimento, as dores que haveríamos de carregar Ele as levou, ora, se Ele as levou porque continuamos a padecer? Porque deixamos de acreditar nas suas Palavras, e daí, que a fé é necessária. Pois, senão vejamos, a fé é o firme fundamento daquilo que esperamos e a certeza daquilo que não vemos, e ela nos fora dada pela graça do Senhor, e somente se manifesta por ouvir a Palavra de Deus, ouvir a Palavra de Deus é obedecer os seus mandamentos e colocá-los em prática. Pois, bem, tudo que foge da normalidade, há uma força por trás, que conspira contra a criação de Deus. Nós seres humanos somos instantemente atormentados por forças malignas, através de anjos caídos que se constituem um exército e impõem àqueles que não querem dar ouvidos à Palavra de Deus que caem no laço do inimigo, pelas tentações que nos levam a pecar contra as coisas de Deus, daí surgem os vícios, as doenças, as contendas, as prostiutições, a miséria, etc. Ora, sem fé é impossível agradar a Deus, quando acreditamos em Sua Palavra, passamos a confessar a vitória, andar no Caminho, repreender o inimigo de nossas almas e abrimos portas para que o Senhor agir e se manifeste através de seus anjos e passe a nos livrar do Mal. Isso é fé, isso é servir ao Senhor, isso nos sucede, emuitos não acreditam acerca da manifestação divina através dos milagres. Sou testemunha viva disso, vi e convivo com vários pessoas que foram curadas através da fé, do confessar o sacrifício do Senhor Jesus em nosso favor, e as bênçãos que advêm do Calvário. E aqueles que O seguem o maligno não toca. Procurem uma igreja séria, cheia do poder de Deus, com reunião de libertação, participem, vocês vão ver que essas pessoas que padecem desses males vão manifestar espíritos imundos que manipulam e dirigem essas vidas. Aceitem o ensinamento, isso é espiritual, e só através do processo de libertação haverá a cura interior. Por outro lado, o processo de conversão é necessário, é necessário limpar a casa, adorná-la e habitá-la com o Espírito Santo, e só assim estaremos no Caminho, servindo ao Senhor e fazendo a sua vontade para as nossas vidas e ajudar o próximo a conhecer a Verdade, o Caminho e a Vida, através de Nosso Senhor Jesus Cristo, que é o mesmo ontem, hoje e o será eternamente, deixe Ele agir em sua vida.

    Thumb up 21
    • Não sou contra pessoas irem em igreja buscando suporte, mas sou expressamente contra o pastor se meter na medicação. O cara mal sabe escrever direito e quer dar palpite em assuntos médicos.
      A igreja cuida do suporte espiritual, mas que deixe os medicamentos com quem estudou e entende do assunto.
      Estudou por 6 anos + especialização? Não? Então cuida da tua parte que o psiquiatra cuida da dele.
      É trabalho multidisciplinar, em conjunto.
      A ganância por dinheiro é tanta que os fiéis viram joguetes dos pastores e a última coisa pensada ali é o seu bem estar.

      Thumb up 4
  5. Boa noite!
    Alguns pastores passam por cima da familia dizendo a pessoa que está em tratamento que ela não precisa tomar a medicação que ela já está curada parece que eles esquecem que tem doença que é para os medicos e outras são pra Deus,orar nunca é demais,impor que a pessoa pare de tomar o medicamento assim é de mais!alguns pastore e membros de igrejas fanaticos costumam dizer que é o outro que está atormentando a pessoa,devemos ter um pouco de conhecimento dos assuntos!tem pessoas que se aproveitam da falta de informação para aplicar o fanatismo que não é de Deus é considerada também uma doença,devemos ter muito cuidado com falsos profetas,existem bons psiquiatras,bons medicamentos,devemos ouvir varias opiniões dos profissionais da area de saude mental um diagnostico leva tempo para ser fechado o doente fica em tratamento sendo observado pelo psiquiatra,se a medicação está dando certo,como está se comportando e a familia acompanhando também o doente deve anotar em uma agenda suas duvidas para conversar com a psiquitra nos dias de consulta,deve ser evitado o surto danifica muito os neuronios,tanto o doente quanto a familia passam a ter uma qualidade de vida diferente do que era para ajudar no tratamento,tenho na familia esquizofrenico,sempre estou lembrando evitar o surto,faz acompanhamento no CAPS da cidade que mora,troca de medicamento quando não está dando certo é evangelico mas ainda não chegou o dia de parar com a medicação,qualidade de vida é fundamental para o tratamento a esquizofrenia é o ultimo grau da doença mental não brincadeira,boa sorte fiquem com Deus ele é o nosso socorro é quem nos da sabedoria para agir.

    Thumb up 4
  6. estou lendo todos estes comentários, e vejo que tentamos explicar muitas vezes o que não entendemos, e também existe os que querem explicar com sua própria sabedoria para mostrar o seu intelecto. A verdade é uma só, para os que crêem em Deus e sabe que ele existe recebem dele as bençãos que ele tem preparado. Doença se trata com remédios, e a crença em Deus é algo totalmente diferente disso.Enquanto estamos vivos somos vulneráveis a muitas coisas, o que é possível Deus deixa para nós fazermos e o impossível para nós Ele faz.Ser cristão é viver na realidade com os pés no chão e os olhos para o alto porque é de lá que vem o nosso socorro.Fui depressiva,dependente de medicamentos sei o que é depressão e hoje não faço uso de nenhum medicamento, e mesmo nas crises depressivas vi a mão de Deus sobre minha vida. Hoje continuo a minha vida crendo em Deus, e se precisar fazer uso de medicamentos novamente farei porque sei que Ele continuará comigo pois esta é uma de suas muitas promessas.Para os que crêem em Deus, continue crendo; para os que não crêem digo que Ele é real, e para entender isto você tem que acreditar.

    Thumb up 7
  7. Estou passando isto na familia. Não existe coisa pior,meu sobrinho tem transtorno bipolar. Com o tratamento ficou bem demais, melhor fase desde a adolescência. Porém, pela religiõa parou de tomar os remédios, dizendo-se curado por Deus. 03 meses depois, tudo voltou, e está difícil. Está internado há quase um mês e pouca coisa mudou. Acreditamos em Deus e queremos demais sua cura. Mas, sabemos que ela será através de remédios que homens que Deus deu sabedoria descobriram para ajudar estes pacientes. Sabemos que ele será dependente de pelo menos um medicamente durante toda a vida, ou quem sabe, um dia aparecerá algum tratamento que pode colocar fim no transtorno. Deus se manifesta na terra através dos homens. Acredito nisto. É preciso humildade para aceitar isto…..

    Thumb up 9
  8. Tenho uma esposa que é evangelica fanatica e tem transtorno bipolar, ela sutou no mes de agosto de 2009 e começou a se tratar.
    Dois meses depois ela foi pela primeira vez na igreja e disse para o pastor tomava remedios, na mesma noite o pastor teve uma revelação e disse para ela parar de tomar os remedio pois ela acabou de ser curada.
    Ela ia parar mas eu estava com ela na igreja conversei com ela para nao parar com os medicamentos.
    Em Janeiro de 2010 ela teve outra revelação que poderia parar com a medicação e que ja estava curada.
    Minha esposa parou com os remedios e nao queria mais voltar ao psiquiatra, no final de Julho ela teve um surto muito pior foi tao grave ficou agreciva e não escutava ninguem e chorava muito.
    Hoje 10/09/2010 ela esta internada num hospital psiquiatrico a mais de 1 mes e meio e na clinica deu muito trabalho para tomar remedios, depois de aceitar tomar os remedios hoje ela esta muito boa e vai receber alta na semana que vem.

    Thumb up 6
  9. Para Lisandro:…”Já teríamos conhecimentos suficientes da natureza, para compreender que a vida não se afastaria das Leis estabelecidas. E que a ordem e a organização reinariam em todas as partes do Universo.
    Sucede que para poder acompanhar os avanços tecnológicos precisamos evoluir, pois uma das maiores conquistas dos humanos seria poder compreender as Leis naturais e as Leis Consilientes (Leis que regem as demais, os fenômenos e o funcionamento de tudo)”, …vou comentar, pois acho que o seu gancho apresentado abre a discussão considerando praticamente todos os aspectos, primeiro: não temos o conhecimento total da natureza, nem sequer a dominamos, também não conhecemos nem respeitamos as que reconhecemos, e aproveitando, conhecimento tecnológico nem sempre resolve os problemas apresentados por “doenças”, a medicina evoluiu muito ao ponto de resolver alguns problemas, mas, quando são causados por disturbios psicossomáticos eles geralmente falham, é aí, que entram os “remédios”, conclusão a medicina utilizando este recursos ainda não consegue resolver os problemas. No seu comentário esqueceu de considerar que não conhecemos o funcionamento do completo do cérebro e sua influência sobre todas as funções mentais. Ha uma corrente hoje que considera o cérebro um aparelho gerador de energia sofisticadíssima que pode (assim como gera distúrbios por desquilíbrio) alterar os danos que são causados por stress e desquilíbrios gerados por interferência eletro-magnéticas causados pelas múltiplas máquinas que utilizamos, algumas delas responsáveis por muitas das formas de câncer que conhecemos. Dito isto, a religião, através da fé é sim, um dos agentes modificadores destes problemas, isto comprovado por estudos sérios realizados, portanto aqueles que criticam as religiões incorrem em erro ao não saberem disto, sei que alguns aqui, recorrem aos sintomas causados pela má atuação de alguns agentes destas religiões, porque fazem uso destas para arrecadarem dinheiro, mas, antes disto temos que considerar de forma analítica se temos mais ações positivas a contabilizar ou negativas. Na realidade o que está em jogo aqui é a discussão sobre a fé, mas, não devemos duvidar (isto não está baseado em quem deve ou não tomar remédios) de que a prática da oração (comprovado cientificamente) pode sim alterar o estado de uma doença. Como vêem, não me referí a esta ou aquela religião, mas, os resultados do que estou dizendo aqui, pode ser comprovado a qualquer momento. Repito, aqueles que não acreditam em nada, podem continuar assim, o mundo não irá mudar por causa disto, mas aqueles que acreditam em alguma coisa diferente, devem ser respeitados, mesmo porque isto não mudará em nada a minha ou as suas vidas, a não ser que um parente ou vcs mesmo se encontrem numa cama de hospital desenganados passem por um processo como este de que acabo de falar. Isto, independe de qualquer religião…basta acreditar, o cérebro humano é capaz de reverter qualquer doença…se elas foram causados internamente…leiam um pouco mais sobre os processos de cura e comentem depois disto.

    Thumb up 5
  10. Deus (ou melhor, a crença nele, já que “Ele” não existe) vai acabar com a humanidade ainda.

    Thumb up 4
  11. Beleza Antônio Carlos, você acha que a causa é espiritual… mas baseado no que? Na bíblia? Teologia? Enquando pra ciência seja um mistério a causa da depressão, o fato é que as pessoas precisam serem tratadas, com remédios, psicoterapias, e não só com aconselhamento ou orações tentando arrancar espíritos, que na ignorância de muitas igrejas nem sabem lidar com estes demônios.
    A cura pelo vies da espiritualidade pode até acontecer, mas enquanto isso não seja uma realidade as pessoas precisam de ajuda profissional pois no caso da depressão o estágio pode ser tão grave que pode levar ao suicídio.

    Thumb up 5
  12. Neste caso eu me lembro daquela frase “Faça sua parte que Eu os ajudarei”, não da pra ficar esperando de braços cruzados as coisas cairem do céu, isso não seria nem digno nem merecido. A igreja sempre foi ontra a ciencia e muitas vezes teve que abaixar a cabeça diante dela, como com o sistema heleocentrico e as trajetorias elipticas dos planetas. A igreja deveria usar de bom senso para realmente ajudar as pessoas, os milagres são para poucos, mas a medicina é para todos.

    Thumb up 1
    • Sim. A Igreja poderia dar suporte psicológico pra pessoa e os medicamentos auxiliariam na parte fisiológica, como secreção de neurotransmissores. Com certeza chegaria uma hora em que a pessoa não precisaria mais dos medicamentos.
      Ah! É heliocêntrico.

      Thumb up 0
  13. Antonio, você simplesmente confirmou o estudo com suas palavras desprovidas de sensatez.

    Thumb up 6
  14. Caros amigos, a paz ! Quero comunicar em poucas palavras que de fato acredito que 90% das pessoas que se declaram vitimas de depressão acreditem! O caso na verdade tem origem a outros problemas e não deve ser tratado diretamente a depressão ou seja, estive lendo o comentário da Taís e pode entender que existe sim um engano no mencionado por ela. Acredito piamente que as pessoas que apresentam o sintoma de depressão de fato e sem nenhuma duvida a origem é espiritual. Pois é semelhante ao efeito dominó um após revelar-se,acaba por desencadear os demais efeitos. Resumo estes por mim mencionado são de origem célebro e o coração. Estas duas partes do corpo é a raíz e origem de todo mal. Obs; Deus é o mesmo o mencionado pela biblia ou seja! O seu poder é o mesmo e de fato não existe problema que possa resistir ao agir da fé da pessoa e a resposta de Deus em atende-la. Em uma ocasião o Senhor Jesus disse; tudo é possível ao que crêr. Deus o abençõe a todos grandemente.

    Thumb up 4
    • antonio de carlo, em primeiro lugar, você não é nenhum expert no assunto para dizer de que natureza é determinado distúrbio psicológico. Posso perceber isso somente pelo fato de você generalizar, dizendo que todos os tipos de depressão são por problemas não resolvidos. Depressão é uma enfermidade de várias naturezas. Uma delas não é por problemas mal resolvidos da vida, mas sim, deficiência na produção de serotonina, ou seja, natureza fisiológica. Provavelmente esse foi o caso da tia da Tais.
      Outro motivo que comprova seu nível baixo de instrução é você escrever “célebro” e erros horríveis de pontuação (por exemplo, ponto de exclamação no lugar de vírgula)

      Não digo que religião é algo ruim. Dou apoio a quem quer ser ajudado espiritualmente, mas uma igreja pedir para o fiel suspender a medicação é como perguntar pra qualquer sujeito na rua o remédio que você deve tomar.

      Igreja cuida da parte espiritual, mas deixa a psiquiatria fazer a parte dela, que é um campo em que a igreja desconhece. É ignorância querer separar ciência de religião. As duas poderiam trabalhar em conjunto.

      Thumb up 2
  15. Muito boa a matéria!
    Tenho um caso parecido na família, minha tia sofria de depressão, tomava medicamentos para que não tivesse crises, estava muito bem. Os pastores da Igreja, da qual ela é devota, a convenceram que a doença era apenas do psicológico, conclusão, ela parou de tomar os remédios e entrou em depressão novamente!

    Thumb up 4

Trackbacks/Pingbacks

  1. MUNDO DISCORDIANISTA: Pastores e padres negam doença mental de seguidores « O Discordianismo… - [...] Todos os 293 participantes do estudo haviam sido diagnosticados anteriormente por um profissional da saúde mental como portador de …

Envie um comentário

Leia o post anterior:
carro-capotando-grande
Salvando os motoristas viciados em celular

Um inventor criou o ...

Fechar