É descoberto gene ligado à meningite

Publicado em 11.08.2010

Pesquisadores identificaram um conjunto de genes que tornam as pessoas mais propensas a meningite. A equipe comparou o DNA de 1.400 pessoas com meningite bacteriana com o de 6.000 indivíduos saudáveis.

Os investigadores pesquisaram a meningite causada pela bactéria Neisseria meningitidis, que leva ao inchaço do revestimento do cérebro e envenenamento do sangue.

Eles encontraram diferenças em uma família de genes envolvidos na resposta do sistema imunológico que parece tornar as pessoas mais ou menos suscetíveis à infecção. Agora, espera-se que os resultados conduzam ao desenvolvimento de novas vacinas.

Não é a primeira vez que pesquisas do tipo ocorrem. As diferenças genéticas encontradas significam que, em algumas pessoas, a bactéria é capaz de iludir o sistema imunológico e causar infecção, enquanto os sistemas de outras pessoas estão mais bem equipados para combatê-la.

Os genes codificam uma proteína chamada fator H e proteínas relacionadas. Se há falhas, a bactéria meningocócica é capaz de se ligar a estas proteínas para impedir o sistema imunitário de reconhecê-la.

As descobertas são especialmente úteis para o desenvolvimento de uma vacina contra a meningite B, sendo que já existe uma eficaz contra a meningite C. Ao que parece, as diferenças genéticas do fator H entre as pessoas é o que determina a susceptibilidade ou resistência. Isso sugere que ela pode ser uma proteína importante para incluir em vacinas contra a meningite B. [BBC]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

Envie um comentário

Leia o post anterior:
friomulher
Incidência de ataques cardíacos é maior no frio

Mantenha-se quente! ...

Fechar