É seguro andar descalço pelas ruas da cidade?

Publicado em 16.01.2011

Seu avô provavelmente comenta sobre os velhos tempos em que ele andava descalço sem se preocupar pelas ruas da cidade. Nos tempos atuais não dá para fazer isso. Ou dá?

A sua preocupação é que, claro, as ruas são sujas. Mas de acordo com Daniel Howell, biólogo da Liberty University, na Virgínia, que andou descalço grande parte dos últimos anos, a sujeira existe, mas não é com o que você deve se preocupar.

Os germes irão se impregnar na sola dos seus pés. Mas fazer com que eles encostem em sua pele não causa nenhuma infecção. As bactérias infectam quando entram através de um corte, ou de outra cavidade, como a boca e os olhos.

Então se você quer andar descalço e não se importa com a sujeira, você pode! O grande problema não é apenas sujeira, mas objetos perdidos na rua que podem causar cortes e fazer com que bactérias entrem em seus pés, como cacos de vidro ou pregos, por exemplo.

No entanto, algumas pessoas adeptas de andar descalças afirmam que, em alguns casos, pisar em um objeto quando se está sem sapatos pode ser menos prejudicial. Isso porque dá para sentir o objeto antes que ele penetre nos pés, o que não acontece quando se está usando um sapato – um prego, por exemplo, poderia perfurar a sola do sapato e entrar na sola dos pés mais “facilmente”.

Para Cody Lundin, no entanto, que anda descalço pelas ruas de Nova York há mais de 20 anos, o maior problema não são os pregos ou a sujeira – mas sim o cocô de cachorro. Embora ninguém se machuque por pisar em um e, se não houver cortes em seus pés você não estará sujeito a nenhum problema de saúde, para Cody é preferível pisar em um cactus do que nas fezes. E grandes cidades são um grande concentrado delas. “Já pisei nos cocôs molhados, nos mais firmes, mas é insuportável de qualquer forma”. [PopSci]

Autor: Luciana Galastri

é jornalista. Viciada em livros, lê desde publicações sobre física a romances de menininha do estilo "Crepúsculo". Toca piano desde os oito anos de idade e seu estilo de música preferido é o metal.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

34 Comentários

  1. Sempre gostei muito de andar descalço em casa. Eu ando na rua tb, é uma delícia. O pé fica sujo, mas eu não estou nem aí com isso. A minha namorada tb é assim.

    Thumb up 1
  2. Ah gente eu adoro andar descalça!! Eu ando na rua tb aqui da minha cidade, se bem que moro na Praia. Mas ando em qualquer lugar sem nojo. E realmente por andar descalça, a gente as vezes pisa em coisas desse tipo, mas faz parte rs =P

    Thumb up 4
    • Se não tiver os seios sendo amortecidos pelos joelhos; não tiver as nádegas como mochila de paraquedistas; se “As Casas da Banha” não estiver tapando o monte de Vênus, não há porque andar nua. (rs)

      Thumb up 0
  3. escarro humano,cocô de cacorro e em alguns cantos os de humanos também,vidros quebrados, entulhos e esgotos…não dá…

    Thumb up 6
  4. Andar descalço é muito bom. A minha infância toda andei descalço, mas com o tempo você vai crescendo e aprende a se comportar socialmente e é “obrigado” a usar os queridos calçados.

    Hoje, eu acho que não consigo adotar esse costume novamente. Em casa até que vai, isso é super comum, porém, andar na rua descalço seria bem desconfortável. Até a sola do pé começar a se adaptar ao duro e quente asfalto…tenso.

    ####

    Trilha sonora da pesquisa:

    http://www.youtube.com/watch?v=bQ98s0p6_3w&feature=fvst

    Thumb up 4
  5. Eu não andaria descalço na cidade justamente por causa de objetos que poderiam perfurar o pé.
    Mas em casa não tem nada melhor do que ficar descalço.

    Thumb up 13
  6. É meio forçar a barra!!!

    Na verdade andar descalço seria similar a negar o progresso.
    Se andar descalço fosse algo bom os nossos antepassados teriam perpetuado o costumo de andar descalço.
    O calçado foi inventado exatamente para evitar machucar nossos pés.Isola-los contra agentes agressores,e não se trata só da porcaria humana não.A natureza pura é inóspita.Andei muito em criança de pé descalço,dei muita “topada”,de tirar a barriga do dedo mesmo,e olha que nem parava de brincar.Parava um pouco e toca a andar…mas sim tenho de convir que naquele tempo meus pés eram mais forte,mas nem por isso acho vou dsefender o “andar descalço”.Seria ilógico de minha parte.

    Thumb up 2
  7. Andar descalço é saudavel,mas nas ruas pode ser perigoso por causa de sujeiras diverssas,num lugar mais interiorano,algumas praias,apesar de muitos desses lugares ja estarem poluidos,é realmente muito bom.

    Thumb up 8
  8. Não dá pra andar descalço na rua… Não é nem pelo cocô de cachorro, pois a maioria deles comem ração e bebem agua, mais sim por aquelas pessoas que tem o péssimo habito de cuspir no chão, e muitos dos homens escarram (catarro mesmo)na rua.

    Thumb up 10
  9. Andar descalços traz muito benefícios.
    Nós funcionamos como um “capacitor eletrolítico de alta impedância” (peça utilizada em circuitos eletrônicos) qundo estamos isolados do contato direto com a terra. Portanto, como a atmofera é carregada de ións, esses acumulam-se em nosso corpo causando danos nos sitema nervoso simpático e, principalmente, no parassimpático. Muitas doenças físicas ou mentais surgem em decorrência dessas influências.
    Os ións carregam informações várias além de ter sua própria carga elétrica polarizada. Para tanto, quando andamos descalços as energias acumuladas em nosso corpo descarregam para o solo dando o conhecido “aterramento”.
    Esses assuntos são muito fácieis de compreendê-los; basta-nos inteirarmos do funcionamento dos para-raios; do sistema de transmissão radiofônica e etc.
    Pessoas que trabalham em estúdios de fotografias diante daqueles refletores parecidos com um guarda-chuvas são vítimas desse fenômeo acumulativo de ións. No princípio e sempre costuma causar “choques elétricos” com as tocam e também sentem os choque qundo vão tocar em maçanetas de portas e outros objetos aterrados. Com um certo tempo passam a sofrer depressão e doenças físicas.
    Quando as vítimas do “sempre andar calçados” ou os trabalhadores dessa área que citei e que não despem os pés de um tênis por nada, vão à um terreiro de macumba voltam aliviadas e acham que alguma entidade as curou. Nesses tipos de crenças ou segmentos não cobram a presença constante nos rituais e logo os problemas voltam a aparecer. O infleiz, ouvindo os leros-leros de crentes das pentecostais, vai à uma Universal ou da Graça ou outra qualquer que o “bicho” manifesta em sessões teatrais artisticamentes trabalhadas e bem encenadas e recebem a cura depois de contribuir com os cifrões que poderia salvar outras causas sociais bem mais louváveis. Tem uma diferença desses segmentos religiosos para o terreito; o primeiro cobra sua presença e contribuição finaceira constante senão diária enquanto o outro, o terreiro, não lhe cobra nada; a não ser para fazer um despajoxinho do qual o miserável pobre do lider do terreiro não pega nenhuma colherada da farofa e por medo da entidade. Tudo falta de conhecimento geral.
    Assim caminha calçada a humanidade diante do terreno bostificado da ignorância.

    Thumb up 17
  10. Eu andaria sem me impotar descalça pelas ruas. Se não tivesse tanto cocô de cachorro e garrafa quebrada, né.

    Thumb up 7
    • Isto é perigoso. Os excrementos de RATOS são MUITO NOCIVOS!

      Thumb up 1
  11. Sempre gostei de andar com os pés descalços. Mas como vivemos em sociedade, não quero ser anti-social. Tenho que andar de sandálias, tênis ou sapato.

    Thumb up 38

Envie um comentário

Leia o post anterior:
raposacac
A caça vira o caçador – raposa atira em homem

A raposa acabou acer...

Fechar