Encarando a morte: 6 pilotos muito durões

Publicado em 7.06.2011

Apesar de voar ser uma das maneiras mais seguras de viajar (as estradas matam bem mais gente), às vezes as coisas dão errado – muito errado. Veja a seguir exemplos de pilotos que conseguiram evitar mega acidentes:

1) Voo 5390 – British Airlines

Este vôo estava indo de Londres para a Espanha e, pouco antes dos comissários saírem com seus carrinhos para entregar o lanchinho para os passageiros, o para-brisas do avião explodiu. Se você está se perguntando o que houve com o piloto, aí vai uma reconstituição:

O piloto Tim Lancaster quase foi sugado para fora do avião. Ele só não saiu voando porque foi segurado, pelo cinto, por um comissário. O co-piloto Alastair Atchison assumiu o comando. A repentina descompressão também arrancou a porta da cabine dos pilotos e bloqueou o regulador de pressão. Atchinson ainda tentou pedir ajuda pelo rádio, mas não conseguia ouvir a resposta por causa do caos a sua volta. Foram longos minutos de desespero antes que conseguissem a permissão emergencial de pouso. E, nesse período, o piloto continuou do lado de fora, sendo esmagado contra a estrutura do avião, sofrendo com baixíssimas temperaturas e perdendo a consciência por causa do ar rarefeito. Eles pousaram 35 minutos depois da explosão.

Contudo, Lancaster não só sobreviveu como teve apenas algumas fraturas nos ossos e queimaduras de frio. Outro ferido foi o comissário que o segurou, que também sofreu queimaduras.

2) Voo 9 – British Airways

Em 1982, o voo 9 da British Airways estava indo de Londres para a Nova Zelândia, já no último trecho da viagem. Tudo parecia ir bem até que as cinzas de um vulcão começaram a encher o ar. No começo os pilotos conseguiram desviar, contudo, de repente uma anomalia elétrica chamada Fogo de Santelmo surgiu contra o para-brisas. O Fogo de Santelmo consiste numa descarga eletroluminescente provocada pela ionização do ar num forte campo elétrico (provocado por descargas elétricas). Mesmo sendo chamado de fogo, é na realidade um tipo de plasma provocado por uma enorme diferença atmosférica.

Os passageiros começaram a sentir cheiro de enxofre. Em seguida, um por um, os motores foram ficando entupidos pelas cinzas vulcânicas e pararam. O piloto gritou: “Não é possível que todos pararam!”. A esta altura (!) o avião tinha 23 minutos para planar antes de atingir o oceano e toda a equipe tentava, em vão, fazer os motores funcionarem. A poucos minutos do “fim”, o capitão Eric Moody decidiu fazer um anúncio no microfone: “Senhoras e senhores, aqui é o seu piloto. Nós temos um pequeno problema. Todos os nossos motores pararam de funcionar, mas estamos fazendo nosso melhor. Espero que não tenhamos causado muita perturbação”.

O avião continuou caindo e as máscaras de oxigênio caíram sobre os passageiros. Eles teriam que fazer um pouso de emergência no meio do oceano. Então, quando todos já estavam chorando, rezando, xingando ou sabe-se lá o que, os pilotos tentaram ligar os motores mais uma vez, e eles funcionaram! Eles recuperaram altitude e já se direcionavam para o aeroporto mais próximo. Só que, de repente, deu tudo errado. De novo. Mais uma vez, os motores falharam. A visão dos pilotos estava tão embaçada pelas cinzas que eles começaram a fazer o pouso às cegas. Eles pousaram e ninguém morreu.

3) Voo 006 – China Airlines

Um motor do avião que realizava o voo 006 entre Taiwan e Los Angeles, em 1985, já havia falhado duas vezes, mas voltado a rodar em seguida. Mesmo assim, a companhia não ligou muito e, na terceira falha, ele simplesmente não voltou. Os engenheiros tentaram consertá-lo, mas nada aconteceu. O avião entrou em piloto automático e a aeronave girou 23 graus para compensar perda do motor. Contudo, ele não parou nos 23 graus de inclinação. O piloto Min-Yuan Ho decidiu que era melhor desligar o piloto automático e a nave acabou ficando de lado, caindo rapidamente em direção ao oceano.

O avião caia e girava como uma espiral perdendo quilômetros de altitude em questão de segundos. Faltando 20 segundos para a colisão, os pilotos recuperaram o controle. Contudo, eles perceberam que não haveria combustível suficiente para chegar a Los Angeles. Eles desviaram o trajeto para São Francisco e tentaram pousar sem nem pedir autorização. Por incrível que pareça, a nave pousou apenas com um pedaço da asa quebrado e dois passageiros feridos.

4) Voo 96 – American Airlines

O ano era 1972, o itinerário, Detroit para Buffalo, EUA. Logo após a decolagem, um barulho de colisão. Um dos seis motores havia desligado. O piloto Bryce McCormick, contudo, manteve o controle da aeronave, mesmo sem saber o que havia acontecido. Ele decidiu, então, dar meia volta e aterrisar em Detroit. De repente, na área dos passageiros, uma neblina começou a se formar e o chão da cabine começou a entrar em colapso.

Eles descobriram que alguém havia esquecido de trancar o bagageiro, e a força da decolagem havia arrancado a porta e a arremessado contra o avião, quebrando o motor. A cabine dos passageiros começou a se desfazer por causa da diferença de pressão. Os passageiros não tinham ao seu dispor as máscaras de oxigênio porque elas só cairiam se eles estivessem a mais de 5 mil metros de altitude. McCormick tentou pousar o avião que estava em alta velocidade e se desfazendo de dentro para fora. O avião pousou, mas continuou rápido demais e escorregava pela pista. Com a ajuda do atrito, o piloto conseguiu controlar a nave. O resultado foram apenas alguns feridos. Foi realmente uma questão de sorte – um acidente do mesmo tipo em Paris resultou na morte de todas as pessoas a bordo.

5) Voo 232 – United Airlines

Infelizmente, a história deste voo não é tão feliz quanto a dos anteriores. Em 1989, o voo 232 saiu de Denver para Chicago, EUA. Depois de cerca de uma hora no ar, a pá de uma das turbinas teve uma falha e o resultado foi uma explosão que mandou estilhaços para dentro do sistema hidráulico da nave causando uma falha generalizada. O fluido hidráulico começou a vazar e os controles do avião foram ficando cada vez mais fracos. O piloto Alfred Haynes não tinha mais o controle.

A equipe conseguiu, finalmente, mandar algum combustível para desacelerar os motores, mas outro problema surgiu: o piloto não conseguia mais nivelar a nave (mesmo depois de inúmeras tentativas improvisadas). O piloto mandou um pedido emergencial de pouso em Iowa. O piloto estava tentando deixar o clima leve, conversando com as pessoas, mas ele sabia que em casos anteriores, similares a esse, ninguém havia sobrevivido.

Eles conseguiram posição de pouso e avisaram aos passageiros para que se preparassem para um impacto. A velocidade estava muito alta, portanto, o movimento não foi de pouso, mas sim de queda. Uma das asas bateu primeiro e começou a pegar fogo. O avião quicou pela pista e a traseira se separou do resto. Depois da outra asa se partir, a nave parou e as equipes de resgate correram para o local. Um terço dos passageiros morreu, a maioria não pela queda, mas pela fumaça que preencheu a cabine. Mesmo assim, os esforços do piloto William Records e o engenheiro Dudley Dvorak salvaram a vida de 200 pessoas.

6) Voo 1549 – US Airways

O milagre aconteceu em 2009, no rio Hudson. O voo 1549 tinha saído de Nova Iorque quando atingiu um bando de gansos canadenses. Os pássaros sujaram todo o pára-brisas e entupiram dois motores. O avião começou a cair e o piloto não conseguia alcançar o aeroporto a tempo para um pouso de segurança. O capitão “Sully” Sullenburger teria que pousar em qualquer lugar e este lugar seria o rio Hudson. Não havia outra escolha.

O problema é que à frente havia um pequeno obstáculo: a ponte George Washington. Todos os controladores do avião começaram a dar sinais de uma colisão iminente. Por sorte e por pouco (cerca de 270 metros) eles conseguiram evitar a ponte e pousaram no rio. Todos sobreviveram.[Cracked]

Se você gostou deste artigo, vai adorar os 12 Impressionantes ‘ataques’ de aves contra aviões em pleno vôo.

Autor: Letícia Resende

Jornalista curiosa, adora novidades, encantada pela ciência e tecnologia

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

31 Comentários

  1. 4) Voo 96 – American Airlines
    “Um dos SEIS motores havia desligado”
    Está certo isso? Seis motores?

    Thumb up 0
  2. Sinceramente hein, como puderam esquecer o piloto mais corajoso do Brasil??? o Comandante Murilo da VASP

    Não vou relatar tudo aqui mas por alto:

    1) O cara teve o avião sequestrado (por um operário maluco que queria jogar o avião no palácio do planalto);

    2) Mataram o co-piloto dele, que eram grandes amigos (inclusive imagina o estress de voar com um amigo seu morto do seu lado e com a massa encefálica vazando pelo olho?)

    3) Ele induziu ”com sucesso” um parafuso em um BOEING 737 no intuito de desestabilizar o sequestrador (sendo que os próprios engenheiros da Boeing confirmaram que só isso já seria um feito e tanto);

    4) Durante todo o tempo de voo o Cmte Murilo se mostrou um grande negociador, inclusive convencendo o sequestrador se entregar (antes da policia federal alvejar o cara);

    5) Manobrou seu avião entre as nuvens para dificultar o abate pelos mirages da FAB;

    6) Enfim… salvou a vida de pouco mais de 90 pessoas a bordo.

    INCRÍVEL TEREM ESQUECIDO DE UM AVIADOR TÃO EXCEPCIONAL QUANTO ESSE!!!

    VIVA COMANDANTE MURILO!!

    Thumb up 48
  3. Nossa, fico imaginando o que se passa na cabeça dos pilotos. Como que eles não se entregam ao desespero, não ficam cegos, diante do nervosismo. Parabéns a todos os pilotos deste planeta!

    Thumb up 6
  4. Este debate, está, esquentando cada vez mais, e isso eu acho, muito bom, pois apesar das pessoas não tomarem conhecimento doque VOAM SOBRE SUA CABEÇAS, deve-se mostra que não é so sentera em uma poltrona de Aeronave, e apreciar o Pnorama, pensando que o Cmte.ENgVoo e o Cop. esta lá,, como se estivessem em um Onibus Urbano, ou um Trem de Suburbio.
    Estes pesnsamentos, são tão apenas Televisivos, ou Cinematográficos, ou seja UMA VERDADEIRA FARSA HOLLYWODDYANA..

    Thumb up 0
  5. Infeliz o seu comentário ALX. Feilizmente eu e talvez você, não passou por um momento de emergência em vôo, deve ser desesperador, sabendo que nada no avião responde e além do mais, tomar decisões cruciais em segundos a um avião caindo vertiginiosamente há mais de 900 km/h!!! – Nunca vamos saber as reais questões envolvidas naquele vôo. – Há falha humana sim!!! – naquele vôo? – não sabemos… Mas quem somos nós mero mortais a pre-julgar profissionais com centenas de horas de vôo? – fica aqui a minha solidariedade aos pilotos, passageiros e familiares de todos os envolvidos nesta tragédia!!!

    Thumb up 6
  6. TALVES SE OUTROS PILOTOS COMO O DO VOO Airbus A330 da Air France – voo AF 447 ESTIVESSEM VISTO ESSA MATERIA ANTES,PODERIAM TER SEGUIDO OS CONCEITOS E QUEM SABE EVITAR TAMANHA TRAGEDIA,APESAR QUE CAINDO NO MAR FICA BEM MAIS DIFICIL TENTAR ALGO!

    Thumb up 0
  7. Hugo;Vc, realmente tem razão. à algum tempo atraz a ONU/UNICEF, fez uma pesquisa aonde demonstrou-se que Acidentes Automobilisticos, agtropelamentos, envenenamentos, e suicidios, matam mais doque Acidentes Aeronúticios de qwualquer especie.
    Acidentes Normais=69% Mortais-(Isto Anualmente)
    Acidentes Aéreos =8,2% Exporádicamente.
    Tem alguma diferença significativa, ou não…………….?

    Thumb up 3
  8. Apensa para ilustrar, não sei se será válido, mas por volta de 1987/88(puxa faz tempo, foi no Século passado)-, houve um Acidente de uma Aeronave da VARIG-(B707-324, PPVJK)-, que fazia a Rota Abidjan, Costa do Marfim, Abidjan, São Paulo, Guarulhos, se acidentou em Abidjan, Costa do Marfim, aond e a Aeronave tenou e consigyui decollar, mas devido aos problemas até hoje inexplicaveis, a mesma ao tentAR O RETORNO PARA UM NOVO POUSO, pouso,, caiu em uma Região pantanosa, de dificíl acesso, matando 29 do 30 Passageiros à Bordo-(Só sobreviveu um Prof. de Gramatica, Senegales, se não me engano, que estava sentado na Última poltrona do lado Direito,e ainda da Janela, e que segundo o mesmo, estaria saindo Fumaça de um dos W. C. da Aeronave.
    Segundo Consta o Comandante, e a tripulação, tentou de Tudo para que a Aeronave, nãotivesse um pouso menos dificil e destrutivel, mas foi impossivel.
    OBS.-Fato Macabro do Acidente, não içustrado: O Comandante, apos asa autoridades e Socorro chegarem ao llocal de dificil acesso, foi encontrado de Atravessado na porta que separa a cabine de Comando, e aonde os Passagerios, n o casa estariam acomodados
    -(OBS.-Mais fatos e Registros sobre este e outros Acuidente com Aeronaves da VARIG, podem ser encontrados na Antiga Fundação Rubem Berta, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul

    Thumb up 2
  9. Apensa para ilustrar, não sei se será válido, mas por volta de 1987/88(puxa faz tempo, foi no Século passado)-, houve um Acidente de uma Aeronave da VARI-(B707-324, PPVJK)-, que se acidentou em Abidjan, Costa do Marfim, aond e a Aeronave tenou e consigyui decollar, mas devido aos problemas até hoje inexplicaveis, a mesma ao tentear o Re- pouso,, caiu em uma Região pantanosa, de dificíl assesso, matando 29 do 30 Passageiros à Bordo-(So sobrevivveu um Prof. de Gramatica, Senegales,

    Thumb up 2
  10. Voo 2: “Senhoras e senhores, aqui é o seu piloto. Nós temos um pequeno problema. Todos os nossos motores pararam de funcionar, mas estamos fazendo nosso melhor. Espero que não tenhamos causado muita perturbação”

    Todos os motores param de funcionar e ele chama isso de PEQUENO problema ? :s

    Thumb up 1
  11. Uso constantemente transporte aéreo e como disse o Hugo, nos temos todas as condições para morrer… “estamos vivos”, Esses pilotos que salvaram vidas, serão reconhecidos pela competencia e.. pela sorte que tiveram.
    A moderna tecnologia ajuda muito porte não substitui o elemento humano. O primeiro homem a pisar na lua (Ney Armstrong) por problemas no computador do modulo de descida. fez o pouso no barço e na raça (com apenas 1 (um) minuto de combustivel. (tem sangue de brasileiro, sempra ha uma solução). Mesmo com um friozinho na barriga continuo a acreditar no avião.Ops. desculpem… nos homens.

    Thumb up 4
    • Eu não, pelo menos em avião é uma morte rápida e indolor, quase sempre.

      Thumb up 2
    • O mordomo, claro.

      Thumb up 6
  12. Continuando , sabe as VERDADEIRAS SUCATAS VOADORAs,, que coroam os Ceus deste Grande Paios, asa vezes Disfarçadas de Aeronaves Novas, sabe, realmente os riscos, que se acham em voarnestas Verdadeira RatoaeirasVoadoras, e os culpados são Geralmente o ELEMENTO HUMANO, nõa a Máquina-(Para a alegria dos Fabricantes, é claro)

    Abraços à todos, e gostaria de Receber mais Máterias sobre o assunto, embora Aposentado, isto ainda me intessa.
    Abraços:
    Papalardo

    Thumb up 0
  13. OLá à Todos:
    Os Referidos Comandantes e/ou tripulantes destas Aeronaves Civis, são Machos????????, Botem machos nissso !!!!!!!!!!
    Eu trabalhei numa Autarqueia de Ad. Indireta do Governo Federal(INFRAERO), durante 28 anos, e nunca Viajei,(Ou voiei como queiram de Avião).
    Aqui no BRASIL. qdo acontece algum Acidente Aéreo, pro
    cura-se sempre achar os culpados, independentemente, se ele fizeram ou não alguma coisa, para que coisas ruins possa acontecer durante o voo,(lá me parece rotineito)-, mas aqui no BRASIL, nem sempre se tem o Valor merecido, não aquele que causa Alarde, ou sejam citados como Heoris, mas com um pouquinho à mais de valor, tanto, como tripulantes, tanto como, os COitados dos Passageiros à Bordo de Aeronaves q
    ue as Vezes são do Tipo J. E. C.-(Jesus Está Chamando)-.
    Desculpem-me o Desabafo, mais só quem lidou com este tipo de TRabalho, e

    Thumb up 4
  14. E tome “Desastres Aéreos” do NatGeo na galera do artigo!
    Sensacional! Faltou um que eu vi esses dias em que um jumbo despencou 23.000 pés de altitude, fazendo parafuso, piruetas, cambalhotas, de modo considerado até então fisicamente impossível. A tripulação conseguiu salvar a aeronave, mesmo muito avariada. Depois descobriram que a tripulação fez um monte de trapalhada.

    Gosto pra caramba desse programa.

    Thumb up 3
  15. Todos sabem que viajar de avião é muito seguro, um dos meios mais seguros que existem etc etc etc. Mas duvido que não dê um friozinho na barriga em uma turbulência…

    Thumb up 10
    • ele é seguro porque é o q menos mata,comparando com outros meios de transportes…….cai um avião por ano por exemplo(morre 300) e acidentes de moto e carro morrem isto por dia……… não é seguro porra nenhuma…

      Thumb up 1
    • Se você for pensar assim, nada é seguro, nem ficar em casa olhando pro pc. A única condição pra morrermos é estarmos vivos…

      Quando falo que avião é seguro, obviamente que quero dizer que é relativamente seguro.

      Thumb up 6
    • Mas também tem o lado que muito menos aviões circulam do que carros e motos

      Thumb up 0
    • Olá Lucas !
      Mas de uam tacada só os aviões levam 150, 200, ou mais passageiros …
      Abraços

      Thumb up 0
  16. Fantástca a máquina mas mais fantástico ainda é que está no controle dela ! Eu que trabalhei na aviação por longos anos via sempre exemplos de pessoas abnegadas tanto na terra como no ar que sempre primaram com zelo pelo bom funcionamento da aviação !Acidentes acontecem mas muitos foram evitados pela destreza e habilidade do pessoal envolvido na manutenção e controle das aeronaves!

    Thumb up 26

Envie um comentário

Leia o post anterior:
hand-feeding-shark-02
Uau! Assista a uma mulher acariciando e alimentando um enorme tubarão branco na boca

Depois de colocar um...

Fechar