Por que você não deveria andar em escadas rolantes?

O metrô para na estação durante o rush da manhã, as portas se abrem e você segue diretamente para as escadas rolantes. Você rapidamente escolhe o lado esquerdo e sobre as escadas andando, acreditando que pode ganhar alguns segundos preciosos e fazer um pouco de exercício.

Porém, especialistas concordam: você está errado, tirando vantagem e arriscando outros passageiros. Segundo uma matéria publicada pelo “The New York Times”, usar uma escada rolante dois a dois e ficar lado a lado é a melhor abordagem.

Este elevador manual substituirá as escadas algum dia

Pode parecer contra-intuitivo, mas pesquisadores dizem que é mais eficiente se ninguém andar na escada rolante. Para ser claro, isso não é melhor para a escada rolante, em si – embora isso tenha sido discutido.

O berço da discussão

A questão de ficar parado versus caminhar veio à tona recentemente em Washington, DC, depois que o gerente geral do Metro, Paul Wiedefeld, disse que a prática de caminhar à esquerda e ficar parado à direita – conforme aconselhado pelas regras e costumes da companhia – poderia danificar a escada rolante. A empresa de escadas rolantes Otis disse que a afirmação estava incorreta, de acordo com uma entrevista à rede NBC, e Wiedefeld esclareceu que se todos ficassem parado, dois a dois, seria mais seguro e reduziria a chance de quedas.

Por sua vez, a Otis respondeu que sua posição há tempo é de que os passageiros não devem andar em escadas rolantes, também por uma questão de segurança. “Códigos e normas variam de jurisdição para jurisdição, mas a nossa recomendação é para os passageiros de escadas rolantes ficarem parados, segurarem o corrimão e ficarem alertas”, escreveu a empresa.

Colocando em prática

A Metro, operadora do transporte público da cidade capital dos Estados Unidos, não foi a primeira a tentar resolver esta questão. No ano passado, a London Underground promoveu um experimento em sua estação de Holborn, uma das mais movimentadas de Londres, com mais de 56 milhões de passageiros por ano e escadas rolantes de 77 metros de altura.

A cada 6 minutos, uma criança se fere em escadas

O plano? Mudar os comportamentos dos passageiros e levá-los a ficar lado a lado parados – não andando – durante os períodos de pico. A Underground concluiu que em estações com escadas rolantes maiores que 18,5 metros, grande parte do lado esquerdo não era usado, causando bloqueios e filas na parte inferior.

A Underground fez campanhas para preencher o espaço disponível nas escadas rolantes com pessoas, em vez de deixar o lado esquerdo de cada escada basicamente vazio, exceto por aqueles que escolhiam fazer essa “escalada”. Um experimento feito em 2015 na estação descobriu que ficar parado em ambos os lados de uma escada rolante reduziu o congestionamento em cerca de 30%.

O tempo total importa

Consultores da Capgemini Consulting, em Londres, exploraram a questão da eficiência marcando o tempo durante vários dias caminhando e ficando parados em uma escada rolante na estação Green Park e usando esses dados em modelos de computador.

Eles descobriram que caminhar na escada rolante levou 26 segundos enquanto ficar parado levava 40 segundos. No entanto, o “tempo no sistema” – ou quanto tempo levava para ficar na fila para chegar até uma escada rolante e entrar nela – caiu drasticamente quando todos estavam parados, de acordo com os pesquisadores.

Quando 40% das pessoas caminhavam, o tempo médio era de 138 segundos para os que ficavam parados e 46 segundos para os caminhantes, de acordo com seus cálculos. Quando todos estavam parados, o tempo médio caiu para 59 segundos. Para os que caminhavam, isso significava perder 13 segundos, mas, para os que ficavam parados, havia uma melhora de 79 segundos.

Os pesquisadores também descobriram que o comprimento da fila para a escada rolante caiu de 73 para 24 pessoas.

Mas por que os resultados melhoram se todos estiverem parados? “Os que estão do lado direito tendem a usar todos os degraus, enquanto aqueles que caminham provavelmente usarão três degraus por pessoa, o que desperdiça espaço”, escreveram os consultores, Shivam Desai e Lukas Dobrovsky.

Impulso social

Então, todos devem ficar parados em uma escada rolante em vez de andar porque isso resultaria em vantagens para todos, certo? De acordo com os especialistas, pelo menos nos Estados Unidos é muito difícil fazer isso acontecer.

Jeanine L. Skorinko, professora de psicologia no Worcester Polytechnic Institute em Worcester, Massachusetts, explica, em entrevista ao “The New York Times”, que as pessoas, especialmente os norte-americanos, gostam de manter mais distância entre eles e estranhos “e preferem ficar no degrau debaixo ou ultrapassá-los”.

Como fazer 66% mais pessoas usarem a escada?

“É por isso que as pessoas colocam sacolas nos assentos ao lado deles no metrô, para que as pessoas não se sentem ao seu lado”, acrescentou.

O psicólogo Curtis W. Reisinger concorda que seria difícil persuadir as pessoas de que “todo mundo ganha” se todos simplesmente ficassem parados na escada rolante. “No geral, não sou muito otimista de que o senso de altruísmo das pessoas possa substituir seu senso de urgência e imediatismo em uma área metropolitana onde as demandas por velocidade e conveniência são altas”, apontou

Sam Schwartz, ex-comissário de trânsito da cidade de Nova York e pesquisador da Hunter College, acrescentou que a natureza competitiva das pessoas tende a superar a lógica e a ciência. “Nos EUA, o interesse próprio domina nosso comportamento na estrada, em escadas rolantes e em qualquer lugar em que exista um problema de capacidade”, disse ao “Times”. [The New York Times]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votos, média: 4,00 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta