A maior explosão já vista no espaço foi causada por estrela despedaçada por buraco negro

A explosão mais brilhante, duradoura e variável já vista ocorreu em 28 de março no espaço, há cerca de 3,8 bilhões de anos-luz da Terra, na constelação Draco. A radiação de alta energia continua a iluminar e desaparecer do local.

A poderosa explosão intrigou astrônomos. Como, exatamente, isso aconteceu? Segundo os cientistas, pode ter sido o grito de morte de uma estrela conforme ela foi destroçada por um buraco negro.

A explosão parece de raios gama, o tipo mais poderoso de explosão do universo, que geralmente marca a destruição de uma estrela massiva. Entretanto, as emissões desses eventos dramáticos nunca duram mais do que algumas horas.

Também, apesar dos cientistas conhecerem objetos da nossa galáxia que podem produzir explosões repetidas, elas são milhões de vezes menos potentes que essas explosões.

Os cientistas estão utilizando diversos observatórios espaciais da NASA para estudar a explosão maciça. Ela foi detectada em 28 de março, através de uma erupção de raios-X, a primeira de uma série de explosões poderosas. O nome dado a ela foi explosão de raios gama 110328A.

Após a descoberta, os cientistas identificaram a fonte exata da explosão, o centro de uma pequena galáxia na constelação de Draco.

Daí surgiu a teoria de que a explosão incomum provavelmente surgiu quando uma estrela vagou muito próxima ao buraco negro central de sua galáxia. O fato de que a explosão ocorreu no centro de uma galáxia torna mais provável que ela esteja associada a um buraco negro maciço.

Forças intensas provavelmente despedaçaram a estrela, e o gás que restou continua a fluir em direção ao buraco negro. Segundo este modelo, o buraco negro formou um jato, que é a poderosa explosão de raios-X e raios gama.

Ou seja, os cientistas acreditam que os raios-X podem ser provenientes de matéria que se move perto da velocidade da luz em um jato de partículas formados pelo gás da estrela, que é absorvido em direção ao buraco negro.

A maioria das galáxias, incluindo a nossa, contêm buracos negros centrais com milhões de vezes a massa do sol. A estrela provavelmente sucumbiu a um buraco negro, menos massivo do que o da Via Láctea. O principal buraco negro da nossa galáxia tem uma massa cerca de 4 milhões de vezes a do sol.

Os astrônomos já detectaram estrelas despedaçadas por buracos negros supermassivos antes, mas nenhuma delas tem o brilho de raios-X e a variabilidade dessa explosão, que tem queimado repetidamente.

Os astrônomos vão continuar observando a explosão, para procurar por mais detalhes e mudanças. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

62 respostas para “A maior explosão já vista no espaço foi causada por estrela despedaçada por buraco negro”

  1. Segundo “Avishay Gay-Yam”, nós realmente não sabemos muito sobre supernovas. Existem muitas dúvidas sobre estas explosões. Em minha opinião as explosões podem ser causadas por descargas de raios gama vindas dos confins do universo (do lado de fora do universo). Estas descargas ao atingir um corpo cosmico provoca uma explosão de longa duração. Nas explosões de curta duração, são descargas que não atingem um corpo celeste.

  2. QUE É ANOS LUZ?

    Ano-luz (símbolo: LY, do inglês light-year) é uma medida de COMPRIMENTO, com valor aproximado de DEZ TRILHÕES DE QUILÔMETROS(1016 metros, perto de 6 trilhões de milhas). Conforme a definição da União Astronômica Internacional (UAI), UM ANO-LUZ é a DISTÂNCIA que a luz atravessa no vácuo em um Ano Juliano.

    A medida ‘’Ano-luz’’ geralmente é usada para mensurar distâncias de estrelas e outras distâncias na escala intergaláctica, especialmente nas publicações populares ou não especializadas na área de ciência. A unidade de medida preferida pelos astrônomos é o parsec, pois esta pode ser mais facilmente derivada e comparada com dados da observação.

    • pode ficar tranquilo, Deus, não vai deixar isso acontecer, o objetivo Dele não é esse…

    • então tu acredita nisso porque é conveniente pra ti pensar assim, é só observar a natureza e perceber que ela não tão gentil com os seres humanos como tu pensas.

    • Uma coisa é uma coisa outra coisa é outra coisa! É a lei a ação e da reação, se você for uma pessoa boa com a natureza ela com certeza será boa para você também…abraço

    • essas pessoas que negativaram você, são pobres de espíritos, são iguais a Darwin com sua teoria “furada” da evolução….

    • Marcelo, vários meteoros, e alguns asteróides, já caíram e ainda caem na terra (os meteoros, em geral, se desintegram na estratosfera)…

    • Pensador,
      Não deve existir muita coisa lá não. Se a estrela foi moída pelo Buraco Negro a matéria deve ter sido sugada e não de ter sobrado nada!

    • Pensador,

      O seu “AGORA” é muito relativo. A essa distancia, a noção de tempo que estamos acostumados se perde completamente… o simples fato de vc andar de um lado pra outro faz com que o tempo passe mais rápido ou mais lentamente em relação a essa estrela.

      Se vc caminha em direção oposta a estrela, alguns poucos segundos que vc levou caminhando equivaleram a anos lá nesse local… por outro lado se vc caminhar em direção a ela por anos, quando parar de caminhar lá na estrela o tempo é anterior ao que era qdo vc começou a caminhar… ou seja se um eventual humano que more lá tinha 15 anos qdo vc começou a andar, quando vc parou a idade dele era inferior a 15.

      Isso meio que confunde nossa cabeça, pois contraria totalmente nossa noção de tempo absoluto… tendemos a pensar que o tempo passa igual para todos… mas isso é uma consequencia da relatividade… é um fato comprovado.

    • Acho que confundiu mais a sua mente”” Mas voce parece esperto, estude mais a relatividade, e fisica basica.

    • Pirou de vez ….exemplo se eu tenho 15 anos quando comecei a caminhar na posição contrária da estrela,ai quando eu retornar 15 anos depois eu deixei de existir……?????

    • Voce não entendeu nada do que eu disse pelo visto…

      O tempo é relativo. Não é o SEU tempo que muda e sim o tempo que passa em uma estrela distante.

      Não é VOCE que ao caminhar de um lado pro outro vai envelhecer ou ficar mais jovem e sim uma eventual pessoa que more lá na outra estrela..

      Mas enfim, só estou repetindo o que eu ja tinha dito, se não entendeu antes vai continuar sem entender….

      É como eu disse, é um conceito totalmente diferente do que estamos acostumados pois a maioria das pessoas não conseguem conceber o tempo como relativo… exatamente por isso que Eintein é genio, pois destruiu com o senso comum em relação a isso.

      Enfim…

    • Walter, a distancia a que estamos é 3,8 bilhões de anos luz…

      Se quiser transformar isso em quilômetros é simples, faça a seguinte conta:

      3.800.000.000 x 300.000 x 60 x 60 x 24 x 365.

      Se fizer a conta verá que isso equivale a cerca de

      35.951.040.000.000.000.000.000 Km

      ou aproximadamente 36 sextilhões de quilômetros… bem pertinho ^^

    • Anos Luz não é uma medida de tempo. Anos Luz é uma medida de espaço. Portanto 3,8 bilhoes de anos Luz é a distancia e não o tempo que ocorreu o fato para só agora estar sendo registrado.
      A questão de Tempo e Espaço é muito confusa para alguns entenderem em virtude da noção que temos disto.

    • Ezio,

      Um ano luz é a distancia na qual a luz demora um ano para percorrer, concorda?

      Logo se estou vendo a luz de um objeto que está a um ano luz de distancia, isso significa que a luz que estou vendo agora, saiu de lá a um ano…. de acordo?

      Se concordar, então deve concordar também que se estamos observando agora um evento que está a 3,8 bilhoes de anos-luz, isso significa que este evento aconteceu a 3,8 bilhões de anos atrás…

    • O espaço tem três dimensões: largura, comprimento e altura. E o tempo? Como percebemos o tempo?

    • Ezio, se uma coisa está a 3,8 bilhões de anos luz de distância quer dizer que a luz vai demorar 3,8 bilhões de anos para chegar aqui,ou seja, só vemos o que aconteceu lá há 3,8 bilhões de anos atrás.
      “anos Luz é a distancia e não o tempo” a medida ano luz é baseado em quanto tempo a luz demora para percorrer uma distância por tanto é uma medida de tempo e de espaço.

    • Ano-luz (símbolo: ly, do inglês light-year) é uma medida de comprimento, com valor aproximado de 10 trilhões de quilômetros (1016 metros, perto de 6 trilhões de milhas). Conforme a definição da União Astronômica Internacional (UAI), um ano-luz é a distância que a luz atravessa no vácuo em um Ano Juliano.
      MELHORANDO MINHAS EXPLICAÇÕES COM DETALHES TÉCNICOS:

      A medida ‘’Ano-luz’’ geralmente é usada para mensurar distâncias de estrelas e outras distâncias na escala intergaláctica, especialmente nas publicações populares ou não especializadas na área de ciência. A unidade de medida preferida pelos astrônomos é o parsec, pois esta pode ser mais facilmente derivada e comparada com dados da observação.

  3. Gostei muito da matéria mas sou um pouco leigo no assunto.
    Mas tenho uma curiosidade sobre os objetos deixado pelos
    satelite descartavel no espaço alguns pedaço que fica.
    São tantos que me preoucupo com tantos residos jogado no espaço
    com tantas explosão no espaço não corremos risco com tanta sujeira deixado pelo ser humano no espaço.
    Pois tantos os cientista como os astronauta querendo desvendar o universo que esta deixando poluido.
    Se alguêm puder me responde agradeço.

  4. Me parece um fenômeno astronômico inédito, como um novo tipo de hipernova ou algo similar em grande escala.

    O Universo é tão grande e tantas dúvidas ainda existem sobre ele que uma novidade agora não seria tanta surpresa assim. Buracos negros há algum tempo atrás não passavam de teoria e hoje é um fenômeno aceito.

    • ôoo! Ano Luz é uma medida de comprimento. Em inglês LY. Não confunda melaconia profunda com melancia na buttock.

    • Ezio, o comentário do Matheus está perfeitamente correto.

      O ano luz é sim uma medida de distância como você disse, mas é só pensar um pouquinho:

      Se o sol está a 6minutos-luz da terra, isso significa que a sua luz demora 6 minutos até chegar até aqui concorda? logo se vc olhar para o sol, isso significa que vc nao está vendo ele como está agora, e sim como era a 6 minutos atrás….

      Logo é perfeitamente correto afirmar que a explosão ocorreu a 3,8 bilhões de anos atrás, pois foi esse o tempo que a explosão demorou para chegar aqui.

    • Oras, um ano-luz não seria um ano (189.2160.000 segundos) percorrido na velocidade da luz (300.000km/s)?

      O que há de errado na colocação do Matheus?

  5. Td mundo acha que entende do Universo, mas nem mesmo os cientistas sabem explicar com clareza o que ocorreu, tanto é que os proprios cientistas ficarm estarrecidos com a explosao!
    Nunca alguém consiguira desvendar os misterios do Universo, ainda ira ocorrer muitas coisas estranhas no Universo e morreremos estudando…

    Abraços… malvado87 live

    • Ninguém entendo o universo. Nosso Sistema Solar está localizado na periferia de uma galáxia perdida em meio a centenas de bilhões de outras galáxias.

      Talvez o ser humano nunca sairá da periferia da Via Láctea. *-*

    • O mundo que vc quer dizer é a Terra? Porque para destruir o universo só com ajuda do God.

    • Uma explosão dessas nem em sonho a humanidade pode um dia promover dentro das possibilidades tecnológicas q/ temos e q/ ainda n/ descobrimos porque é algo descomunal e desproporcional à nossa realizade… Algo desse porte é exponencialmente mais forte q/ todas as bombas atômicas criadas pelo homem desde o princípio da era nuclear em bilhões de vezes… então é sem fundamento questionar isso dessa maneira… :/

  6. Pô ai não Cristiano R ,se colocar um C4 na sua casa explodiria quase um quarteirão inteiro,Se houve um explosão de 1 quadrilhão de C4 ao lado do nosso planeta oque aconteceria?Seria o fim do Sistema solar inteiro!

    • No espaço! Sem dúvidas.
      O Buraco Negro não suga luz, suga matéria condensada.

    • a luz não fica, Bere… a luz vai ! pra onde, não se sabe… mas que vai, VAI !
      ( hehe… deve ir pra lá da casa do cacete ! no espaço da mágica, nas vizinhanças divinas… território proibido pra nós, poeira cósmica que somos )

  7. …bom para em não entende nada do assunto, cabe uma pergunta: “Se isso acontecesse próximo ao nosso planeta, causaria algum dano à Terra?” alguém pode responder? obrigado.

    • Na verdade nem precisaria ser tão próximo a terra para causar dano…

      Não sei qual foi exatamente a força desta explosão em específico, mas deve ter sido equivalente ou superior a explosão de uma supernova pelo visto.

      Uma supernova que explodisse nos arredores do nosso braço na via láctea (menos de 200 anos luz) teria potencial para acabar com toda a vida na terra.. pois a radiação gama poderia destruir a camada de ozonio, nos deixando expostos a outros tipos de radiações cósmicas que fariam fukushima parecer brinquedo de criança =P

      Mas não se preocupe, dentro deste raio não existem candidatas à supernovas… =)

    • A dimensão da dúvida do Cristiano R não será resolvida com as explicações do Marcos Souza.
      Veja bem a distinção que fez entre um planeta, a Terra, de uma estrela numa outra constelação! Já não estamos referindo nem a Via Láctea.

    • Kra… vc se axa d+ mano… as explicações q o marcos ta dando são perfeitamente corretas… obvio q não vão tão a fundo quando um cientista phd saberia dizer, mas não encontrei nenhum erro nelas… jã vc não consegue ver nem q a medida de distancia “ano-luz” pode facilmente ser uzada pra saber quando um fenomeno ocorreu.

    • Cristiano, perto no universo é uma pergunta meio difícil de entender. O Sol está perto de nós, a trilhões de quilômetros.
      A estrela mais próxima está a mais de 4 anos luz, o que significa que ela está a uma distância que é igual à velocidade que a luz viaja durante mais de quatro anos, considerando que ela viaja a 300.000km/s. E ela está MUITO próxima.

      Mas se isso acontecesse nesta estrela tão “próxima”, nós aqui estaríamos na m… rsrs Estes eventos são cataclismáticos!!! Não sobraria poeira da Terra.

    • Está se referindo à uma estrela numa constelação é o que pode-se entender na notícia. E você nem existe neste comentáio pensando no planeta Terra ou mesmo que fosse um pouquinho maior, no sitema solar.

  8. Na realidade, todas as galaxias tem buraco negro massivo, ele seia o motor da galaxia, tem uma palestra de um novo cientista (bastante controverso) em que nas formulas dele toda galaxia teria um buraco negro massivo, todos riram dele e agora todos seguem seu modelo, pois com essa e outras explocoes que ocorreram proximas ao centro de determinadas galaxias se comprovol que era um buraco negro massivo o calsado de tanta destruicao, nome do cientista e: Nassim Haramein, e ele tem uma palestra explicando tudo (absolutamente tudo de tudo) pois as coisas sao interligadas, os videos tem 45 partes de 11 minutos. vale a pena ver e tirar suas proprias conclusoes. espero ter esclarido a sua duvida. abraco!

    • Nem todas as galáxias são espirais… Nas galáxias em espiral, onde todas as estrelas gravitam em torno do núcleo pode-se dizer que existe sim um buraco negro super massivo no centro….

      Porem existem galáxias elipticas e irregulares por exemplo que não possuem uma forma bem definida… nestes tipos de galáxia, as estrelas não necessariamente giram ao redor do núcleo, sendo assim é provável que não existam tais buracos negros.

      Logo não se pode generalizar e dizer que TODAS as galáxias os possuem.

    • Verdade Marcos, umbom exemplo são as Nuvens de Magalhães, que são galáxias satélites, mas ainda assim, galáxias!!!

    • Buraco negro é só o nome dado a um astro super-maciço, tão maciço que a sua força gravitacional impede até que a luz escape dele. Se ele não emite luz, vemos ele apenas como um “buraco-negro”.

      Segundo teorias mais aceitas, a gravidade do buraco negro que forma as galáxias, pos orbitamos ao redor dele. Assim como a gravidade do nosso sol mantem o sistema solar unido.

      Ou seja, segundo esta teoria, não há galáxia sem um buraco negro central.

    • e as Nuvens de Magalhães??? Elas não têm um buraco negro central e são galáxias!!!

    • todas tem por que voçe acha que todas as galaxias são circulares olhadas de longe?ela parecem um redemoinho olhadas de longe!

    • na verdade nem todas galaxias são tem esse formato… o problema é q em td quanto é canto q vemos galaxias na tv elas aparecem em espiral, logo um leigo axa q todas as galaxias são espirais… mas é praticamente certo(aprendi com meu profesor q nada é 100% certo) q todas galaxias espirais tem um buraco negro no centro

Deixe uma resposta