Estudante recebe cocaína grátis ao comprar livro usado

Publicado em 30.01.2012

Qualquer estudante universitário que já tenha comprado um livro usado sabe que às vezes algumas surpresas estão no meio – geralmente rabiscos, desenhos, palavras. Mas no caso de uma estudante, seu livro veio com um saco de cocaína.

Sophia Stockton, universitária em Kansas, nos EUA, recentemente comprou um livro de um vendedor independente, usando o site da Amazon. O livro era para uma matéria sobre terrorismo, e tinha o título de “Entendendo o Terrorismo: Desafios, Perspectivas e Problemas”.

Quando começou a folear o livro, ela descobriu “um saco com um pó branco caindo no chão”. Stockton ficou com medo de ser anthrax e levou o conteúdo para a polícia, no dia seguinte.

“Eu disse a eles que um pó branco estava em meu livro sobre terrorismo, eles pegaram e testaram. Em seguida perguntarram ‘Você não pediu cocaína junto com o livro, pediu?’, e eu disse ‘Não!’”, a menina esclareceu.

Oficiais da polícia especulam que devia haver quase R$ 800 em cocaína.

De acordo com um site de notícias local, os policias iriam destruir a cocaína, mas nenhuma queixa do incidente foi levada para a Amazon ou outro departamento.

O livro de Stockton foi comprado pelo site, nas “Ofertas de Estoque”. Esse modo de comprar da Amazon oferece grandes descontos para livros usados, em boas condições, mas que não chegam a ser considerados “novos” pela empresa.

De acordo com o site, todos os itens são inspecionados antes de serem ofertados.

Os itens comprados de vendedores independentes da Amazon ainda assim estão sob a garantia do site. Por isso, Stockton poderia fazer uma reclamação de que o item comprado não era idêntico ao descrito. (Eu imagino, sinceramente, que a cocaína não estava listada no produto).

Ainda permanece o mistério de como tanta cocaína foi parar em um livro usado.

Se alguém encontrar um saco contendo um pó branco, em uma compra online, é básico dizer que não se deve esperar um dia inteiro para alertar as autoridades. Se no caso de Stockton o produto fosse mesmo anthrax, ajuda médica imediata seria essencial. [MSN]

Autor: Bernardo Staut

é estudante de jornalismo e interessado por povos, culturas e artes.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

11 Comentários

  1. Lembrei do saudoso mestre Bezerra da Silva… “Tem coca aí na geladeira”…rsrsrs.

    Thumb up 5
  2. reclama de que o item comprado não era idêntico ao descrito mas serve esse mesmo…kkk

    Thumb up 5
    • Não sei mais se fosse no Brasil eles a reciclariam.

      Thumb up 11
    • Com o nariz….

      Thumb up 5

Envie um comentário

Leia o post anterior:
3
Astrofísica: As 3 perguntas mais frequentes

Esteja na sala de au...

Fechar