Estudo diz que nós aprendemos dormindo

Publicado em 28.09.2011

Segundo pesquisadores, as pessoas podem estar aprendendo enquanto dormem, uma forma inconsciente de memória que ainda não é bem entendida.

“Nós acreditamos que estamos estudando uma forma separada da memória, diferente dos sistemas tradicionais de memória”, disse a professora de psicologia e principal pesquisadora do projeto, Kimberly Fenn.

“Há evidências substanciais de que, durante o sono, o cérebro processa informações sem sua consciência, e essa habilidade pode contribuir para a memória em um estado de vigília”, explica.

No estudo com mais de 250 pessoas, os cientistas sugerem que as pessoas têm efeitos muito diferentes desta “memória do sono”, com algumas memórias melhorando drasticamente e outras não. Esta habilidade é uma forma nova e previamente indefinida de memória.

Segundo Fenn Hambrick, também autora do estudo, a maioria das pessoas mostrou melhora na memória, mas não todas. “Você e eu poderíamos ir para a cama ao mesmo tempo e obter a mesma quantidade de sono, mas enquanto a sua memória pode aumentar substancialmente, pode não haver nenhuma mudança na minha”, esclarece.

Fenn disse que acredita que esta capacidade de memória potencial não está sendo capturada por testes de inteligência e de aptidão tradicionais. “Este é o primeiro passo para investigar se este novo potencial de construir memória está relacionado a resultados como a aprendizagem em sala de aula”, disse ela.

Os pesquisadores dizem que o estudo também reforça a necessidade de uma boa noite de sono. “Basta melhorar o seu sono para melhorar seu desempenho em sala de aula”, afirma Fenn.[ScienceDaily]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

10 Comentários

  1. É claro que aprendemos dormindo, porque o espirito sai do corpo e tem as orientações dos seus mentores espirituais e a grande maioria dos inventores “descobrem” suas invenções orientados durante o sono.

    Thumb up 0
  2. Acho bobagem isso, é quase o mesmo q dizer q prevemos o futuro dormindo etc… Pra mim dormir so ajuda a acalmar o cerebro e ao cerebro reorganizar informações que passamos no dia a dia, selecionando as boas e eliminando as ruins

    Thumb up 1
    • “[…] é quase o mesmo q dizer q prevemos o futuro dormindo etc…”

      Poderia, por favor, explicar isso direito? Não vi sentido algum. o_O””

      Thumb up 2
  3. O problema é melhorar a qualidade do sono, que está cada vez mais difícil, devido às altas cargas de horário no trabalho, internet e/ou tv até de madrugada, estresse, etc…

    Acho que as empresas e escolas já deveriam pensar na possibilidade de beneficiar os empregados e estudantes extendendo o horário de almoço e tirando um cochilo na sala de aula…. o rendimento seria bem melhor…

    Thumb up 4
  4. Ocorre muito comigo….quando tenho um problema ligado ao meu trabalho, acontece de resolve-lo quando durmo.
    Aliás costumo fazer contas imensas e ter os resultados corretos quando acordo….

    Thumb up 4
  5. Isso explicaria porque existem pessoas que acordam “inspirados” ou até mesmo cheias de idéias novas.

    Thumb up 13
  6. A coisa não é bem assim e também não é novidade.
    Memória é resultado de experiência que por sua vez se obtém através de alguma ação.
    Durante o sono, o corpo está inerte mas podemos ou não ter experiências extra-corpóreas, através da consciência ou da alma, e isso já é conhecido desde tempos imemoriais.
    É claro que a ciência não sabe como armazenamos novas memórias pois não se dispõe a pesquisar na área mais sutil do ser humano.

    Thumb up 4
    • Engano seu, já sabemos bastante sobre o armazenamento de memórias. Memórias de longo prazo por exemplo está ligado ao hipocampo, já a memória intuitiva está ligada a amídala… (sim existem diversos tipo de memória e diversas partes do cérebro que as controla).

      Esse papo de experiência extra corporia, alma e blablabla é misticismo infundado criado para explicar o desconhecido por ignorância. A memória não fica em uma “alma” e sim no cérebro através reações químicas. A maior prova disso é que uma deteriorização do cérebro como o alzheimer por exemplo, tem como principal sintoma a perda de memórias.

      Thumb up 1
    • givado nos vasculhamos a partes da memoria sendo assim voce pode pensar sobre fatos que ja ocorreram e aprender

      Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
aquecimento_global
Como o aquecimento global poderia “encolher” os animais

Cientistas ingleses ...

Fechar