Excesso de peso diminui expectativa de vida

Publicado em 2.12.2010

Apesar de não parecer saudável, nos últimos anos alguns estudos tinham sugerido que o excesso de peso não provoca nenhum efeito sobre a mortalidade, e poderia na verdade reduzir o risco de uma morte prematura.

Agora, um novo estudo contraria essa visão. Segundo a pesquisa, estar acima do peso ou ser obeso pode diminuir sua expectativa de vida, mesmo que você não tenha doenças cardíacas ou câncer.

Os resultados desse novo estudo devem resolver o debate sobre a relação entre excesso de peso e risco de morte prematura, para que os cientistas se concentrem nas soluções para ajudar as pessoas a viverem mais tempo.

A pesquisa obteve dados de 19 estudos anteriores, que incluíram 1,46 milhões homens e mulheres brancos entre as idades de 19 e 84 anos. A ligação entre o peso e o risco de mortalidade era difícil de definir porque muitos estudos sobre o tema incluíam fumantes e pessoas com doenças cardíacas, câncer, ou derrame, todos relacionados à obesidade e à morte precoce.

Os pesquisadores excluíram os fumantes e as pessoas que tinham sido diagnosticadas com essas três doenças. As pessoas foram consideradas obesas ou com sobrepeso a partir do índice de massa corporal (IMC), uma relação simples entre peso e altura. Um total de 160.087 pessoas morreu durante o estudo, que durou cerca de 10 anos.

Em comparação com as mulheres de peso normal (IMC entre 22,5 a 25), as mulheres com sobrepeso tinham 13% mais probabilidade de morrer durante o período do estudo. Entre os moderadamente obesos (IMC 30 a 34) e com obesidade grave (IMC 35 a 39), as mulheres eram 44 e 88% mais propensas a morrer, respectivamente, do que as de peso de normal, enquanto as mulheres com obesidade mórbida (IMC maior que 40) tinham 2,5 vezes mais chances de morrer. O padrão foi similar para os homens.

As pessoas abaixo do peso também estavam em maior risco de morrer em comparação com as pessoas de peso normal. No entanto, os pesquisadores acreditam que isso se deva a doenças preexistentes, mas não detectadas, em pessoas muito magras, e não a graves problemas de saúde causados pelo baixo peso.

Apesar do estudo só ter incluído pessoas brancas, os resultados provavelmente se aplicam a pessoas de outras raças. Os pesquisadores também levaram em conta um conjunto de fatores de saúde e socioeconômicos, como idade, nível de atividade física, consumo de álcool, educação, e estado civil. Ainda assim, mais pesquisas serão necessárias para confirmar que se padrão observado no estudo também é encontrado em outros grupos étnicos.

Segundo os pesquisadores, o estudo forma um grande corpo de evidência que apóia a existência de uma associação entre a obesidade e a mortalidade. A conclusão é de que o sobrepeso é um fator de risco para morte precoce, que apesar de pequeno, é estatisticamente significativo. [CNN]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

11 Comentários

  1. Clarice,concordo contigo.
    Ficou meio confuso…
    Agradeço por tê-lo lido. rsrsrs
    Grato.

    Thumb up 0
  2. Grande novidade …..

    Jorginho, pode-se perfeitamente ter um bom olfato e controlar o apetite, ou ter olfato ruim e comer demais

    Thumb up 2
  3. ô Jorginho..vc tem razão em algumas coisas ..mas vê se faz um comentário mais curto….

    torno a repetir nada “aumenta” os dias de vida, e sim só a qualidade dela….

    MORRER : saudável, saradão ou gordo ????!!

    Thumb up 2
  4. …pesquisadores descobriram que as pessoas acima do peso têm um olfato melhor, ou seja, sentem mais o cheiro de comida.
    A obesidade é um problema crescente em praticamente todo o mundo, principalmente nos países desenvolvidos.
    Os cientistas já sabiam que parte do cérebro que processa a informação sobre o odor estava ligada aos centros de alimentação do cérebro. Então, a equipe do novo estudo pediu que 64 voluntários participassem de uma série de experimentos que testaram a sua capacidade de olfato.
    …pesquisadores também descobriu que as pessoas que estão acima do peso, ou seja, aqueles com maior índice de massa corporal ou IMC, têm um sentido muito mais elevado de olfato comparado a pessoas magras, especialmente depois de terem comido uma refeição.
    Os pesquisadores acreditam que esse sentido mais apurado de olfato pode obrigar o indivíduo a continuar a comer, mesmo quando ele se sente satisfeito. Nas pessoas com propensão a ganhar peso, um olfato mais apurado relacionado a odores de alimentos pode realmente desempenhar um papel mais ativo na ingestão de alimentos.
    http://hypescience.com/pessoas-acima-do-peso-tem-um-olfato-melhor/

    …seu olfato pode indicar se sua morte está próxima. Pelo menos é isso o que concluiu um grupo de cientistas, que analisou cerca de mil pessoas.
    Se você parou de sentir aromas familiares, como o perfume de sua namorada ou o cheirinho de café do escritório, então deve se preocupar. Nos testes, os cientistas disseram para os voluntários (nenhuma das pessoas estava doente ou sabia que estava) 12 odores familiares para identificar.
    Depois uma nova análise mostrou que aqueles com mais dificuldade para identificar os cheiros eram aqueles com uma maior probabilidade de morrer nos próximos anos.
    A taxa de mortalidade daqueles que se deram mal no teste era 36% maior – essas pessoas, em testes posteriores, também apresentavam capacidade reduzida de se lembrar de nomes,doenças cerebrovasculares, sintomas depressivos, entre outros sintomas preocupantes.
    http://hypescience.com/seu-nariz-revela-quando-voce-ira-morrer/
    Apesar de não parecer saudável, nos últimos anos alguns estudos tinham sugerido que o excesso de peso não provoca nenhum efeito sobre a mortalidade, e poderia na verdade reduzir o risco de uma morte prematura.
    Agora, um novo estudo contraria essa visão. Segundo a pesquisa, estar acima do peso ou ser obeso pode diminuir sua expectativa de vida, mesmo que você não tenha doenças cardíacas ou câncer.
    Os resultados desse novo estudo devem resolver o debate sobre a relação entre excesso de peso e risco de morte prematura, para que os cientistas se concentrem nas soluções para ajudar as pessoas a viverem mais tempo.
    http://hypescience.com/excesso-de-peso-diminui-expectativa-de-vida/

    …aqueles com maior índice de massa corporal ou IMC, têm um sentido muito mais elevado de olfato comparado a pessoas magras.

    …estar acima do peso ou ser obeso pode diminuir sua expectativa de vida
    … uma nova análise mostrou que aqueles com mais dificuldade para identificar os cheiros eram aqueles com uma maior probabilidade de morrer nos próximos anos.

    Maior massa = maior olfato.
    Acima do peso= menor expectativa de vida
    Dificuldade de cheiro(olfato)= menor expectativa de vida.
    Resumindo: Quem é gordo menor expectativa…
    Menor alfato: menor expectativa…
    Gordos tem melhor olfato…
    Magros menor olfato…
    Resumindo:
    Um morre por ser gordo e outro sendo magro, também terá menor expectativa…!
    Ambos morrerem: por ser gordo, mesmo tendo melhor olfato.
    Magro morrer devido ter menor olfato!
    Vai entender essa ciência!!!
    ( Será é isso mesmo que entendi?)

    Thumb up 0
  5. NADA AUMENTA OS ANOS DE VIDA……só conseguimos melhorar a qualidade “de vida”….
    o povo tem que saber que: gordo ou magro TODOS nós vamos morrer, e, nada, nada mesmo nos dá mais dias de vida.

    o que podemos ter ou não é a qualidade e não a quantidade.

    Thumb up 5
  6. Aff, toda vez que o Hyperscience faz uma matéria sobre obesos, coloca a foto desta gordinha…

    Troca aí e põe outra gorda, po!!!

    Thumb up 7

Envie um comentário

Leia o post anterior:
robovelho
Robô construído após a Segunda Guerra ainda funciona

Depois de passar 45 ...

Fechar