Explosão estrelar: A mais intrigante já vista

Originalmente se pensava que a erupção da nebulosa V838 Monoceros (Unicórnio) era o resultado de uma explosão comum de uma estrela em supernova, ou seja, a expansão do material expelido através do poderoso evento, mas hoje os astrofísicos pensam que é um evento totalmente diferente com as teorias variando desde a fusão de suas estrelas, ou até planetas.

Acima você pode ver uma animação da evolução do envento nos últimos anos que utiliza uma série de fotos feitas pelo Telescópio Espacial Hubble e computação gráfica.

Para você ter uma idéia da imensa violência da explosão assista o vídeo abaixo com uma estrela companheira ao lado para comparar.

O flash de luz emitido pela camada externa em rápida expansão transformou este objeto celestial no mais brilhante da nossa galáxia quando esteve no seu ápice. A dinâmica de seu brilho é totalmente única e essencialmente inexplicável: múltiplos picos de luz com uma velocidade de expansão fenomenal, seguido de estranhos adormecimentos.

Uma das possibilidades mais interessantes é de que a V838 Monoceros tenha engolido os planetas gigantes que a orbitavam: Se um dos planetas entrou na atmosfera da estrela, a atmosfera estrelar teria começado a engolir o planeta, liberando mais energia cinética na estrela. A estrela se aqueceria o suficiente para iniciar uma fusão de deutério que levaria à rápida expansão. Os outros picos de brilho podem ter ocorrido quando outros dois planetas entraram na superfície expandida da estrela e também sofreram o mesmo processo de fusão. [Wikipedia, DRB, arXiv]

Por: Cezar RibasEm: 28.12.2008 | Em Espaço, Outras  | Tags: , ,  
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

9 respostas para “Explosão estrelar: A mais intrigante já vista”

  1. Uma explicação mais detalhada voce encontra no blog: “Olhando o Universo”. Uma estrela não colapsa instantaneamente. Sua gravidade supera sua força de expansão lentamente. A estrela se esfria, tambem lentamente. Vai aos poucos. Isto não é motivo para causar explosão. O motivo é outro. Existe várias duvidas quanto a explosão de extrelas. Veja no blog.

  2. Supernova é um fenomeno que ocorre quando uma estrela de massa muito grande ( cerca de 2 vezes maior que o sol no minimo) acaba de consumir todo o seu estoque de hidrogenio e entra em colapso desabando literalmente sobre o seu nucleo e produzindo uma catastro astronomica em que libera inimaginaveis quantidades de energia para o espaço. É um processo meio longo e voce pode encontrar com detalhes em sites de astronomia.

  3. Michael caciano da cruz o maior pesquisador e estudioso de supernovas e buracos negros.
    Basicamente, supernova é o nome dado a explosão de uma estrela no mínimo dez vezes maior que nosso sol; tal explosão dá origem a muitos novos corpos celestiais (planetas, estrelas de menor grandeza, cometas…). Agora, como e por que isto acontece é um assunto bem complexo e está relacionado também aos buracos negros, por isso indico o maicom caciano, autoridade no assunto.

  4. Uma supernova é uma estrela que repentinamente brilha tanto quanto uma galáxia inteira e mantém este ritmo por semanas tipicamente quando desaparece.

    Há vários modelos para explicar pq isso ocorre mas até onde sei são variações de dois tipos:

    Tipo I = Uma estrela (anã branca) engole hidrogênio de sua parceira (gigante vermelha) em um sistema binário. Ao engolir matéria ela queima rapidamente este combustível explodindo como supernova.

    Tipo II = A fusão nuclear cessa no núcleo de uma estrela massiva (acaba o combustível dela), a estrela encolhe rapidamente, atinge uma densidade crítica e explode. Não é verdade que uma supernova deste tipo gasta todo seu hidrogênio. Na realidade basta que o núcleo pare de fundir átomos para ele entrar em colapso por conta do peso do resto da estrela. Tanto é assim que o nosso sol é uma estrela de 3a geração e tem muito hidrogênio nele ainda.

    Sugiro a leitura do capítulo 9 do livro “o Fim da Terra e do Céu” do Marcelo Gleiser para uma boa explicação.

  5. As esplosões de supernovas, são causadas por raios gama. Quando estes raios atingem um corpo celeste, dependendo deste corpo sua explosão muda de aparencia. Neste caso deve ter atingido uma estrela bem jovem, pois seu formato foi bem esférico. Caso fosse uma estrela velha, seria como, por exemplo, de uma ampuleta ou coisa parecida.

Deixe uma resposta