9 Surpreendentes razões pelas quais você não tem feito sexo

Publicado em 6.11.2008

Você está matando cachorro a grito? Falta desejo sexual? Você não está só: As mulheres hoje têm menos tempo para o sexo do que as dos anos 1950. E se estima que, apenas nos EUA, haja 40 milhões de pessoas em casamentos assexuados (que fazem sexo menos de 10 vezes por ano). Muitas mulheres também sofrem de falta de libido.

Uma vida sexual regular é bom para a sua saúde. Obvimanete sexo é bom, mas ele também pode satisfazer todo tipo de necessidades na área da intimidade emocional, sexual e física e ajuda os parceiros a manterem-se próximos, diz a médica Anita H. Clayton, professora de psiquiatria da Universidade da Virgínia (EUA). Mas porque toda essa “secura”? Você pode dar uma tossida e dizer que é falta de tempo, mas há uma série de outras razões também, desde ganho de peso e perimenopausa até sobrecarga de tecnologia (pare de enviar mensagem de texto agora) no quarto. Segue aqui como acabar com estes baldes de água fria e resolver a falta de desejo sexual:

1. Sua cama não é mais sensual

Nós ouvimos isso com freqüência: A cama deve ser usada apenas para sexo e sono. Portanto, porque tantos de nós insistem em trazer notebooks, PDAs, novela das nove, etc. até ela? Toda essa tecnologia e distração podem causar insônia e dar uma gelada na sua vida sexual. Até porque é difícil iniciar o ato se sua esposa está escondida atrás do jornal, ou grudada da TV ou se suas mãos estão ocupadas explorando a internet ao invés do corpo.

As 10 piores coisas que fazem bem para você

Receita Sexual: Na medida do possível torne o quarto uma área livre de tecnologia, sugere Anita. Então dê uma séria olhada na sua vida (desde romance e trabalho até entretenimento e família), e dê ao sexo a prioridade que ele merece. Se você é de marcar dia para fazer sexo, o faça, assim como você vai às suas reuniões.

2. Seus medicamentos estão roubando seu apetite sexual

Oh, a ironia. Você começa a tomar contraceptivos orais para que não precise preocupar-se com sexo. Então a pílula mágica começa a enfraquecer seu apetite sexual. Por quê? Anticoncepcionais contém estrogênio, que aumenta a produção de uma proteína chamada sex-hormone binding globulin (SHBG). Esta proteína pode ligar-se à testosterona, afetando o seu apetite sexual. Há dados que sugerem que este impacto negativo possa acompanhar a mulher a longo prazo. Outros medicamentos que podem estar sendo problemáticos para você: aqueles que reduzem a pressão arterial, ansiedade, refluxo ácido e antidepressivos.

Receita Sexual: Pergunte ao seu médico sobre os efeitos colaterais sexuais de todos os seus medicamentos. Você também pode tentar um método contraceptivo que não utilize hormônios como preservativos, diafragma ou DIU.

3. Sua vida é terrivelmente ocupada

Você passa seus dias trabalhando, cozinhando, malhando, cuidando da família. E até as 23h30 você quer apenas “dormir com os anjinhos”. É o suficiente para qualquer mulher se aninhar na cama e soltar uma “dor de cabeça” ou um “cansada”. Além de acabar com a sua disposição o estresse crônico da vida moderna pode inclusive gerar uma cascata de mudanças hormonais que bagunçam o ciclo de resposta sexual do seu corpo. E aqui vai outro assassino sexual moderno que se soma a toda esta loucura: as tecnologias sempre conectadas de hoje em dia.

Receita Sexual: Com sexo espontâneo praticamente fora de questão você precisa de um sério “gerenciamento de vida” para colocá-lo no cronograma, dizem os especialistas. Coloque uma tranca no quarto e delimite um tempo para a tecnologia. Mude o passo exigente da vida cotidiana com um relaxante banho de banheira. Conectar-se à água morna o afasta dos laptops e celulares que entopem o seu dia. Adicione algumas gotas de óleo essencial de ylang-ylang, pois se considera que o aroma excita sexualmente.

4. Você não gosta do seu corpo

Muitas mulheres desistem ou não ficam dispostas e experimentar sexualmente se elas estão acima do peso ou com o corpo diferente por causa de uma gravidez. Emocionalmente nós compramos a idealização da mídia do que seria realmente sexy. A mensagem é que você deve ter um corpo de certa maneira para conseguir ter sexo prazeroso.

Fomos projetados para a monogamia?

Receita sexual: As mulheres possuem o talento de não gostarem das mesmas coisas sobre si mesmas que outras pessoas acham bastante atraente. Sinta-se livre para perguntar para ele o que ele gosta sobre o seu corpo; seus elogios podem ajudar você a sentir-se mais positiva. Mas não subestime o impulso mental que perder alguns quilos pode dar. Em uma pesquisa recente 37% das pessoas responderam que perder peso as faz sentirem-se mais sexy. Em realidade, perder apenas três quilos pode fazer o apetite sexual pegar no tranco.

5. Você chegou na perimenopausa

As mudanças hormonais logo antes da menopausa (especialmente a diminuição do estrogênio) leva a mudanças fisiológicas que podem fazer que o sexo pareça tão atraente quanto correr uma maratona com pedras dentro do sapato. Os tecidos vaginais sensíveis ficam menos lubrificados e isso pode levar à dor. Sexo doloroso torna-se rapidamente nenhum sexo. Ondas de calor também não ajudam em nada. Um estudo publicado no ano passado revelou que as mulheres que perdem desejo sexual durante a menopausa estão mais propensas a apresentarem suor noturno, distúrbios de sono e depressão.

Receita sexual: Converse com seu médico sobre os prós e contras de tratamento hormonal que pode diminuir os sintomas da menopausa. Um novo estudo mostrou que estrogênio em creme ou supositório pode diminuir o ressecamento vaginal sem os riscos do tratamento oral. Lubrificante como K-Y também pode ajudar, especialmente se o problema é a dor durante a relação. Extrato da casca de Pinus também está em alta: Um estudo publicado no Scandinavian Journal of Obstetrics and Gynecology descobriu que ele pode aliviar as ondas de calor, depressão, ataques de pânico, colesterol elevado e outros sintomas ligados à perimenopausa. Converse com seu médico antes de tentar qualquer coisa nova.

6. Seu homem não se interessa muito pelo negócio

Você pode estar pronta para fazer, mas o motor de seu parceiro morreu. “Talvez ele tenha desistido emocionalmente”, disse o Ph.D. Bob Berkowitz, especialista com livros publicados sobre o assunto. “Os problemas comuns entre maridos e esposas podem estar atrapalhando na cama”, ele disse, especialmente se seu parceiro tem dificuldades em expressar seus sentimentos adequadamente. Ou ele pode estar querendo que você seja mais sexualmente aventureira. Não precisa sair correndo para pegar os candelabros; pode ser algo simples como ser uma amante mais entusiasmada.

Receita sexual: Converse de maneira que a culpa não esteja envolvida. “É compreensível que uma mulher se sinta rejeitada”, disse Bob. “Mas não o confronte de com `Que diabos está acontecendo? Você está me traindo?´ ou ele irá se fechar. Se a vida sexual de um homem não está funcionando ele pode sentir que falhou como homem, porque homens investem muito de si em sua sexualidade”, adicionou Bob. Portanto tente abordar o assunto de maneira afetuosa.

7. Você está deprimida

Quando você se sente no fundo do poço o desejo sexual pode tomar um grande golpe, particularmente se você é mulher. Mulheres tendem ao isolamento, disse Anita, e isso pode pressionar até a mais forte das relações românticas. Antidepressivos podem ajudar a levantar o ânimo, mas alguns afetam sua habilidade de ter orgasmos.

Receita sexual: Se você perceber seu desejo sexual despencar depois de começar um novo medicamento, avise seu médico; ele pode prescrever algum medicamento alternativo como o bupropion, que não afeta o orgasmo. Considere possibilidades diferentes. “Psicoterapia não causa disfunção sexual e é eficaz, especialmente em casos leves a moderados de depressão”, disse Anita. Exercícios também ajudam; aumentam o humor, a energia e o fluxo sanguíneo no genital.

8. Seu homem é viciado em Viagra

A “Viagrização” dos homens, como Bob chama o fenômeno, não acontece apenas com os idosos. Homens mais jovens estão tomando a droga para disfunção erétil em alguns casos apenas para aumentar a performance sexual. O resultado pode ser um desligamento emocional e físico na cama. “O homem toma o medicamento e está pronto, mas a mulher precisa de mais tempo para ficar excitada e ligada.” Os sexos tendem a lidar com a ansiedade de maneiras opostas também, disse Anita. Os homens vão para a cama para aliviar o estresse enquanto as mulheres freqüentemente precisam relaxar para ter relações sexuais.

Receita sexual: Anita sugere encontrar tempo para conversar sobre sexo de maneira saudável, sem ameaças ou julgamentos (e não na cama). Durante a conversa a mulher pode falar sobre suas necessidades para equilibrarem o jogo.

9. Você está de saco cheio

Entre 10 a 15% das mulheres com pouca libido que Bob trata costumam ter problemas endócrinos como doenças de tireóide não diagnosticadas, que podem afetar as funções menstruais e levar a exaustão, depressão, baixo desejo sexual e problemas de fertilidade. Mulheres com doenças crônicas — como fibromalgia, anemia, diabetes ou artrite reumatóide — podem não entrar no clima por causa da fadiga e dores corporais. Diabéticas podem apresentar pouca lubrificação vaginal, pouca excitação sexual e propensão para infecções por fungos.

Homens não sabem “ler” as mulheres

Receita sexual: Uma vez que é detectado e corrigido um problema como o de tireóide ou anemia, quaisquer sintomas associados devem se dissipar. Se você está lutando contra alguma doença crônica, você não deve ter o foco no sexo, mas apenas explorar outras maneiras de alcançar prazer sensual e sexual, disse Anita. [CNN]

Autor: Alessandra Nogueira

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo