Finalmente: Uma maneira erradicar o vírus da Herpes

Publicado em 3.07.2008

Herpes

Milhões de brasileiros são vítimas das horrendas erupções nos lábios causadas pelo vírus herpes simplex 1, mas pesquisadores finalmente estão oferecendo a possibilidade de uma cura.

Cientistas da Universidade de Duke, nos EUA, disseram que desvelaram o mistério de como o herpes simplex 1 entra e permanece em dormência driblando as substâncias que, de outra maneira, o destruiriam.

Encorajados por esta descoberta a mesma equipe está testando um agente experimental que pode “re-acordar” o vírus, para que ele fique exposto e seja erradicado.

A esperança é “que possamos utilizar drogas que nós já conhecemos, unindo a um sistema imune eficiente, para curar uma pessoa da infecção”, explicou a pesquisadora principal Jennifer Lin Umbach.

Ela e seus colegas publicaram suas descobertas na edição de 2 de julho da edição online da revista Nature.

Cerca de 80% das pessoas estão infectadas com o herpes simplex 1. Muitos, mas nem todos, sofrem das feiosas erupções dolorosas nos lábios.

Alguns medicamentos como o aciclovir podem ajudar a reduzir as erupções, mas não existe maneira de eliminar o vírus e a infecção dura a vida inteira.

Entre as erupções o herpes simplex 1 entra em longos períodos de “latência”, escondendo-se dentro de neurônios do nervo trigeminal do rosto. Neste estado o vírus é inativo e invulnerável.

“Não há como as drogas ou no nosso sistema imunológico reconhecerem o vírus e fazerem qualquer coisa contra ele”, disse Jennifer.

Apenas parte das partículas virais se reativam e replicam. Os cientistas têm procurado há muito tempo um método para tirar todo o vírus da latência de uma vez, para que ele possa ser eliminado pelos medicamentos já conhecidos.

No entanto ninguém, até o momento, havia entendido exatamente como o herpes simplex 1 mantinha o seu estado latente. Mas isso mudou. Continua…

Autor: Cezar Ribas

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo