Foto: a nebulosa Tulipa na constelação do Cisne

Publicado em 29.07.2012

Essa imagem da NASA mostra a constelação de Cygnus, o Cisne, uma região do universo rica em nebulosas.

Por exemplo, lá fica a bonita nebulosa Tulipa, a cerca de 8.000 anos-luz de nós, uma nuvem brilhante de gás e poeira interestelar também conhecida como Sh2-101, pois foi catalogada pela primeira vez pelo astrônomo Stewart Sharpless em 1959.

A imagem da Tulipa é um composto que mapeia as emissões de átomos de enxofre ionizado, hidrogênio e oxigênio nas cores vermelha, verde e azul. A radiação ultravioleta da estrela jovem e enérgica HDE 227018 (perto do arco azul no centro da imagem) é o que ioniza os átomos da nebulosa Tulipa.

Essa não a única nebulosa no espaço com formato de flor. A mais famosa, inclusive, é a nebulosa Roseta, cujas “pétalas” são verdadeiros berçários estelares. Ela fica em Monoceros, a aproximadamente 5.000 anos-luz de distância de nós.

A constelação Cygnus possui 50 estrelas visíveis a olho nu e numerosas estrelas duplas ou múltiplas, sendo as mais brilhantes Deneb e Albireo. Essa não é a primeira vez que uma agência espacial registra a região. O Observatório Espacial Herschel, da ESA (agência espacial europeia), fez uma imagem em infravermelho de Cygnus X, uma região de formação massiva de estrelas no plano da nossa galáxia que fica na constelação do Cisne.[NASA]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

4 Comentários

Envie um comentário

Leia o post anterior:
google_ice_sculpture-e1343317273253
Conheça o Google Fiber, a “internet de 1GB” do Google

Novo serviço do Goog...

Fechar