20 estonteantes fotos de flocos de neve feitas com equipamento caseiro improvisado

Publicado em 31.12.2016

O fotógrafo russo Alexey Kljatov é mestre em fotografar flocos de neve. Depois de usar um equipamento caseiro e barato para fazer fotos em close impressionantes, as fotos de flocos de neve de Kljatov se espalharam pela internet em 2013.

Mas ele não parou de capturar fotos incríveis, e agora suas imagens estão mais impressionantes do que nunca. Kljatov compartilhou novas fotos, e graças a um extenso post mostrando como ele faz as fotos em seu blog, aprendemos mais sobre o processo por trás das imagens.

Kljatov se inspirou a tentar suas próprias fotografias de flocos de neve após ver um site chamado “cristais de neve”, criado por um professor da física da Universidade CalTech, chamado Kenneth Libbrecht.

Inicialmente, Kljatov acreditava que era impossível para os amadores capturarem fotos como essas sem equipamentos caros. “Agora eu sei que isso é completamente errado!” ele escreveu. “Todo fotógrafo com câmera simples de apontar e disparar pode tirar fotos de flocos de neve muito boas”.

Kljtatov usa o que é chamado de “técnica macro da lente invertida”, com uma câmera compacta Canon Powershot A650is e uma lente chamada Helios 44M-5.

Aqui está o aspecto de seu equipamento:

Seu “fundo favorito” é um tecido de lã escuro, como esse.

“Contra esse pano de fundo, os flocos de neve parecem muito impressionantes”, escreveu ele. “Como gemas preciosas em uma joalheria”

A perfeição dos flocos de neve vistos através de um microscópio

Mas ele também usa um fundo de vidro para capturar os flocos de neve em uma luz diferente.

Para estes, ele usa um pedaço de vidro que repousa sobre as pernas de um banquinho virado

Você nunca esperaria resultados tão surpreendentes de uma câmera caseira

Para a iluminação, ele coloca uma lanterna perto e usa padrões de vidro colorido para criar um fundo sutil de rosa ou amarelo. O resultado é uma silhueta linda do floco de neve que parece quase artificial. Uma vez que a folha de vidro é completamente coberta com flocos de neve, Kljatov a limpa com uma toalha seca e começa de novo.

Para ambos os tipos de foto, Kljatov tirou uma série de fotos do mesmo floco de neve. Depois, alinhou todas as imagens uma sobre a outra. Isso é chamado de “média” e ajuda a revelar mais detalhes que podem ser perdidos em uma única imagem. Kljatov disse que normalmente tira 8 a 10 fotos de cada floco de neve. Mas para “cristais mais interessantes e bonitos”, ele às vezes faz 16 fotos ou mais antes de calcular a média delas.

Você não vai acreditar que estas fotos de neve são reais

O “estúdio” do fotógrafo é simplesmente a varanda aberta em sua casa

Metade da varanda é coberta por um telhado, para que ele possa fotografar tanto fora, ao ar livre, quando a neve está caindo levemente, ou sob o telhado, quando ela está mais pesada. “Tenho sorte de ter um lugar tão agradável onde ninguém me perturba”, escreve Kljatov. “E eu posso voltar para casa quando eu congelar”. Embora ele diga que uma boa queda de neve em Moscou pode ser rara, sempre vale a pena esperar.

“Para este tipo de fotografia, paciência, persistência e sorte significam muito mais do que qualquer técnica fotográfica”, escreveu ele. As pequenas imperfeições que ele capta são ótimas também – como o pequeno floco de neve conectado a este maior visto abaixo.

Veja mais fotos:

Para aprender mais sobre a fotografia de flocos de neve de Kljatov, visite o blog dele – em inglês.

Lá ele entra em detalhes úteis sobre suas técnicas da câmera, da lente e do fotorreceptor.

“Mesmo depois de oito invernos de sessões de fotos regulares, vendo milhares de flocos de neve em todos os seus detalhes, eu não me canso de admirar novos cristais com incrível forma ou um incrível padrão interno”, diz o fotógrafo. [Business Insider]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 5,00 de 5)

Jéssica Maes

Jornalista de 25 anos, acompanha mais seriados do que deveria, é abastecida por doces e livros e sempre acreditou no Snape.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

Envie um comentário