Gatos amam seus humanos mais do que pensávamos: estudo

Um trio de pesquisadoras da Universidade do Estado de Oregon e Universidade Monmouth (EUA) conduziram experimentos com gatos, e descobriram que eles parecem gostar de humanos muito mais do que deixam transparecer. O artigo sobre a pesquisa foi publicado na revista Behavioural Processes.

Gatos têm a reputação de ser independentes e distantes, e muitas pessoas que não gostam dos felinos dizem que eles só se permitiram ser domesticados em troca da comida fácil. A verdade, porém, é que eles gostam mais de seus donos do que a reputação sugere. Eles são apenas mal compreendidos.

Os pesquisadores testaram reações de dois grupos de 19 gatos adultos cada, sendo que um grupo era de animais que vivem com pessoas e animais que vivem em abrigos. Os animais foram isolados por duas horas e meia e depois apresentados a itens de quatro categorias: alimento, aromas, brinquedos e interação humana.

Os grau de preferência por qualquer dos estímulos foi determinado pela primeira escolha do gato e pelo período de tempo em que ele passou interagindo com o objeto ou pessoa. A conclusão é que há grandes variantes entre gatos, independente se são gatos que vivem em casas ou em abrigos. Mesmo assim, o estímulo que foi mais escolhido pelos animais foi a interação com os donos. É isso mesmo, os gatos escolheram pessoas antes de comida.

Eles gastaram cerca de 65% do tempo em que foram observados interagindo com as pessoas. Isso mostra que eles gostam de estar por perto de seus donos, independente da forma com que se comportam. [Phys.org]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (22 votos, média: 4,77 de 5)
Curta no Facebook:

Uma resposta para “Gatos amam seus humanos mais do que pensávamos: estudo”

Deixe uma resposta