Geóide: cientistas divulgam melhor mapa gravitacional da Terra

Publicado em 4.04.2011

Você sabe o que é um geóide? A grosso modo, é um modelo da Terra que não segue a superfície da crosta, mas sim a superfície média do oceano, se os oceanos estivessem em equilíbrio e prolongados através dos continentes.

Em outras palavras, geóide é a forma que a Terra teria baseado em seu campo gravitacional existente, se as marés, as correntes, e as características da crosta não distorcessem as coisas.

Essa ideia existe há bem mais de um século, mas só recentemente foi posta em um modelo preciso, em grande parte graças a Agência Espacial Européia e ao Explorador da Circulação Oceânica (GOCE).

Desde 2009, o GOCE mapeia o campo gravitacional da Terra. Ontem, a agência lançou seu modelo mais detalhado de geóide até a data. Esqueça aquele globo perfeitinho. A imagem da “Terra Batata” mostra o quão diferente pode ser a gravidade em vários pontos do planeta.

Na foto, o amarelo indica a maior atração gravitacional, enquanto o azul indica a menor atração gravitacional. Para os seres humanos, estas diferenças na gravidade parecem insignificantes (ninguém viaja para um lugar distante e comenta: “olha como a gravidade é maior aqui!).

Porém, as diferentes forças gravitacionais têm um grande impacto na dinâmica do oceano e da circulação de calor ao redor do planeta, um conceito chave para compreender as condições atmosféricas e a mudança climática.

O geóide também é útil ao campo da geologia, que estuda desastres como a sequência de terremotos japoneses. Os pesquisadores esperam que os dados do GOCE (novas informações devem ser disponibilizadas em breve) ajudem a explicar e definir esses grandes movimentos na crosta da Terra. [POPSCI]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

12 Comentários

  1. Poxa adorei esse site, adoro astronomia e aqui explica claramente oque as vezes não se consegue compreender, bom post valeu. :)

    Thumb up 1
  2. Bom não sei quanto a voces, mas subir escadas e fazer exercicios em um pais europeu e bem mais cansativo, do que aqui, na verdade a diferença de gravidade foi a primeira coisa que percebi. faça o teste

    Thumb up 3
  3. Cara, esse sit é muito manero, tinham que divulgar melhor ele, achei faz um mes mais ou menos e leio sempre que da…

    Parabens para os produtores, é bom ver que algumas pessoas se preocupam com coisas importantes.

    Thumb up 16
    • Olá, Gadu. Precisamos que leitores como você nos ajudem e publiquem links para o Hype nas suas redes sociais ou avisem seus amigos como puderem.

      Thumb up 4
  4. yagor,

    essa imagem não mostra como seria a Terra sem oceanos, mas pelo contrário, como ela seria se só houvesse oceanos; a água se concentraria mais em algumas regiões pela gravidade e menos em outras.

    Thumb up 6
    • até isso neh!

      Thumb up 0
    • mais isso é uma boa coisa nao uma coisa mã aki agente é mais leve :D doque as pessoas la da europa e um tombo la deve doer mais doque o daki ‘-’

      Thumb up 0
  5. yagor ribeiro sem oceanos ñ existiria vida no planeta ele seria quenem marte por exemplo…

    Dig’s c vc gosta e coisas deformadas vc vai gosta da terra assim…

    mas falando sobre a materia muito legal explica bem por q a força gravicional é tão importante para vida, cada dia eu aprendo mais nesse site otimo sou leitor diario e sempre me impreciono a cada materia publica o site esta sempre melhorando

    Thumb up 8
  6. Éhh!.Precisa exlicar p/o povão como funciona isso,pois só assim irão acreditar em vocês,por eu está tudo bem pois estou sempre pesquisando matérias.

    Thumb up 5
  7. Rapazz.. muito interessante isso, eu sempre quiz saber como seria a terra sem os oceanos.

    Thumb up 6

Envie um comentário

Leia o post anterior:
polosulesta
Primeira estação construída no Pólo Sul é destruída

Inteiramente coberta...

Fechar