Grandes predadores: leões “fogem” das cenas de seus crimes

Publicado em 16.08.2011

Talvez o mundo animal não seja tão “justo” quanto parece – leões, aparentemente, fogem das cenas de seus crimes, retirando-se depois de matar uma presa com sucesso, enquanto outras presas potenciais ainda estão em estado de alerta.

Uma pesquisa sobre o comportamento dos leões, que os acompanhou por satélite, lança luz sobre por que e quando grandes predadores passam de um terreno de caça para o outro, uma decisão crucial de sobrevivência ou de fome.

Essas descobertas poderiam levar a melhores planos de áreas protegidas para leões africanos, cujos números diminuíram pela metade em 30 anos.

Os cientistas tinham duas ideias a respeito de porque grandes mamíferos carnívoros deixam um terreno de caça. Na hipótese “caçada sem sucesso”, predadores caçam tudo o que podem e então seguem em frente. Na alternativa “perturbação do caminho”, os caçadores deixam um lugar depois de uma caça bem sucedida, para dar tempo das presa restantes “baixarem a guarda”, permitindo que os predadores voltem e as peguem.

Para ver quais estratégias os leões adotavam, os pesquisadores acompanharam os movimentos de oito leões africanos com colares de sistema de posicionamento global (GPS). Eles combinaram o paradeiro destes grandes felinos com 164 leões rastreados entre 2005 e 2007.

Os pesquisadores descobriram que, após 87% das caçadas em que eles mataram com sucesso, os leões viajaram pelo menos quatro quilômetros ou mais, sugerindo que eles estavam “fugindo” das cenas de seus crimes.

“Nós mostramos a necessidade destes animais de caçar em várias áreas diferentes. Isto tem implicações sobre a configuração e o tamanho da “casa” do leão, e precisa ser levado em conta no projeto de conservação da espécie”, disse a pesquisadora Marion Valeix.

Segundo ela, a implicação mais importante das conclusões do estudo é que elas formam um forte argumento para a necessidade crucial de considerar o comportamento dos grandes carnívoros e herbívoros em um quadro dinâmico – leões ajustam continuamente o comportamento de suas presas, que continuamente ajustam-se ao paradeiro de seus predadores.

No futuro, os cientistas pretendem estudar o comportamento do predador e da presa ao mesmo tempo. [MSN]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

2 Comentários

  1. Já começa faltar hombridade até no reino animal. E no fundo pode-se ver claramente que o danado do leão foge sabendo que cometeu um crime. Consciência não lhe falta, só a hombridade que também está ausente em nossos políticos, em sua grande maioria.

    Thumb up 0
  2. são comportamentos estranhos em se tratando de leões os grandes predadores africanos

    Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
google-with-motorla-
Google compra Motorola Mobility e pode melhorar Android

O Google anunciou on...

Fechar