8 bilhões de toneladas de plástico é o que já produzimos até agora – uma Argentina toda

A primeira análise global da produção de plástico mostrou que criamos 7,52 toneladas de plástico desde a década de 1950. O pior de tudo é que 79% dessa quantia vai direto para aterros sanitários, onde tudo é simplesmente enterrado e esquecido. Mas muito desse lixo também acaba nos oceanos, e apenas 9% é reciclada e 12% incinerada.

O estudo analisou a produção de todo tipo de plástico, da resina à fibra. Os pesquisadores constataram que a produção aumentou de 2 milhões de toneladas anuais em 1950 para 400 milhões de toneladas em 2015. Isso torna o plástico o material mais produzido pelo homem, com exceção de coisas como cimento e aço.

“A maior parte do plástico não é biodegradável de forma que faça diferença, então o lixo plástico que geramos poderia ficar conosco por centenas e até milhares de anos”, explica Jenna Jambeck, co-autora do estudo. “Nossas estimativas alertam para a necessidade de pensar criticamente sobre os materiais que usamos e como cuidados dos resíduos”.

Enquanto a produção do plástico em grande escala começou em 1950, apenas nos últimos 13 anos produzimos metade de todos o material já produzido nos últimos 70 anos. As 7,5 toneladas produzidas são suficientes para cobrir a Argentina inteira. Cálculos estimam que até 2050 a quantidade de plástico no oceano vai ser maior que de peixes.

Os pesquisadores são cuidadosos ao dizer que não pretendem eliminar o plástico da vida moderna, mas querem que a pesquisa alimente debates públicos sobre o gerenciamento dos resíduos no mundo todo. [IFLScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

Uma resposta para “8 bilhões de toneladas de plástico é o que já produzimos até agora – uma Argentina toda”

Deixe uma resposta