Lago descoberto sob o mar mata tudo que nada ali

Pesquisadores descobriram um “lago” no Golfo do México que fica no fundo do mar. Praticamente todo ser vivo que entra ali morre rapidamente, e é possível ver carcaças de caranguejos nas margens deste reservatório de água tóxica. Erik Cordes, professor de biologia da Universidade Temple (EUA), publicou suas descobertas na revista Oceanography.

“Foi uma das coisas mais incríveis do mar profundo. Você vai até o fundo do oceano e vê um lago ou um rio fluindo. Parece que você não está nesse mundo”, diz Cordes.

A água neste lago é cerca de cinco vezes mais salgada que o restante da água da região e contém concentrações tóxicas de metano e sulfeto de hidrogênio. Assim, ela não se mistura com o restante do mar.

Ela fica contida por uma pequena barragem de minerais e moluscos, mas esta barreira é frágil e se rompe em alguns pontos. Nesses locais, é possível ver a água mais escura fluindo como uma pequena cachoeira debaixo d’água.

Apenas bactérias, poliquetas e camarões conseguem sobreviver às condições deste ambiente. Para os caranguejos esse pode ser um local terrível, mas para os cientistas é como um parque de diversões para suas pesquisas. Eles podem explorar como alguns organismos conseguem sobreviver em habitats extremos.

“Muitas pessoas veem estes habitats extremos na Terra como modelos para o que poderemos encontrar quando formos para outros planetas”, explica Cordes. [IFLScience]

Veja mais imagens:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

2 respostas para “Lago descoberto sob o mar mata tudo que nada ali”

Deixe uma resposta