Lasers detectam bombas escondidas

Cientistas da Universidade Estadual de Michigan desenvolveram um laser de alta tecnologia que é capaz de detectar bombas escondidas. Esses lasers poderão ser usados pelo exército americano em países em conflito, como no Iraque e no Afeganistão.

Nesses países, bombas de beira de estrada são responsáveis por 60% das mortes de soldados americanos. A nova tecnologia poderá substituir os cães farejadores de bombas, e seu desenvolvimento é uma prioridade para os Estados Unidos.

O dispositivo detecta materiais explosivos a partir da vibração de suas moléculas, permitindo que os soldados identifiquem a localização de uma bomba e a peguem, mesmo em meio de um ambiente urbano aglomerado.

A técnica é tão sensível que pode distinguir moléculas que têm a mesma fórmula química, mas um arranjo ligeiramente diferente de átomos.

Em março deste ano, um dispositivo parecido foi apresentado, que detectava bombas a partir de pulsos ultravioletas e produtos químicos no ar. A nova tecnologia é muito mais eficaz, com um maior grau de detecção. O dispositivo pode captar alvos com apenas um bilionésimo de grama de um explosivo misturado com outros compostos.

A tecnologia está em fase de desenvolvimento, mas já foi demonstrado que funciona em distâncias de até 12 metros, podendo alcançar até 100 metros no futuro. A previsão é que a implementação do sistema ocorra em um ano. [MSN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

2 respostas para “Lasers detectam bombas escondidas”

Deixe uma resposta