Macacos sofrem quando seu amigo robótico morre

Os documentários da vida animal acabam de atingir um novo patamar, com a ajuda das novas tecnologias. A BBC tem se destacado nesta vertente, com as belíssimas imagens de alta qualidade do Planet Earth II. Mas esta série não é a única produzida e exibida pelo canal BBC One.

Outro trabalho inovador é a Spy in the Wild, que insere bichos robóticos em grupos de mamíferos e répteis, para registrar o comportamento dos animais da forma mais natural possível. Apesar de os olhos dos robôs serem um pouco artificiais para nós, os animais parecem aceitá-los sem problemas.

Logo no primeiro episódio da série, podemos nos deleitar com a interação entre os robôs espiões e macacos langur, crocodilos e cachorros da pradaria. Enquanto o cachorro da pradaria falso se insere no grupo respondendo a chamados dos outros integrantes e se erguendo, o filhote de crocodilo robótico registra o nascimento dos irmãozinhos de carne e osso.

Mas o grande destaque da estreia é a interação entre o invasor e os macacos langur. O filhote espião é colocado sentado em um galho, emitindo sons característicos e exibindo expressões faciais realistas. Um dos macacos, curioso, pega o bebê robô, mas ele cai no chão e “morre”. Desesperado, o macaco pega o filhote do solo e o abraça, mas ele não reage.

O grupo se reúne ao redor do pequeno corpo, e parece lamentar a morte do novato como se fosse um de seus próprios bebês. [Sploid]

Confira:

Robô x macaco

Robô x crocodilo

Robô x cachorro da pradaria

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

7 respostas para “Macacos sofrem quando seu amigo robótico morre”

    • Claro que os macacos tem sentimentos possivelmente eles sao bem mais sensiveis do que voce esse documentario nao foi sensacionalista

    • Pena que alguns seres humanos tratam animais como seres sem sentimento

    • Acho que se vc ver um cachorrinho abandonado na frente da sua casa vc chuta ele pra sair da frente

Deixe uma resposta