Porque ser magro sempre estará na moda

Um estudo recente descobriu que nem todas as pessoas obesas têm necessariamente maior risco de doenças cardiovasculares.

A forma física de uma pessoa em geral é mais importante para a sua saúde do que os números da balança. Por exemplo, a maioria dos jogadores de futebol americano é obeso ou está em sobrepeso de acordo com o Índice de Massa Corporal (IMC), no entanto eles são mais saudáveis do que a média das pessoas por causa dos seus níveis de exercícios.

Mas o problema é que a grande maioria de nós não é assim.

A maioria de nós, gordos ou magros, não tem uma dieta saudável ou sequer estamos fazendo exercícios suficientes. Pessoas fisicamente ativas são mais saudáveis e magras do que pessoas que não se exercitam regularmente. Os pesquisadores são cuidadosos em alertar que o estudo recente não afirma que estar acima do peso seja saudável; em realidade, pessoas obesas têm o dobro de risco cardíaco do que pessoas magras.

Grande é belo?

Também é, é claro, um elemento social na obesidade. Como nação nós estamos engordando e para algumas pessoas isso não é ruim. Existem movimentos de aceitação do próprio corpo e muitos livros publicados sobre o assunto, mas esta é uma mensagem ambígua: É bom ter uma auto-imagem positiva, mas aceitar o peso extra pode roubar alguns anos de sua vida. E a verdade é que estes esforços de aceitação dos gordos falharam.

Apesar de haver preconceito contra a obesidade na mídia, também há preconceito contra a magreza. É muito mais comum ouvir na televisão piadas de como as celebridades estão magras do que piadas contra obesos.

Os ideais de beleza mudam de tempos em tempos, mas o simples fato é os movimentos de que gordo é belo e sexy falharam em convencer a população. Não é segredo que pessoas magras são consideradas mais atrativas do que pessoas obesas.

Mas a magreza sempre estará na moda por causa de algumas razões simples.

Oferta de demanda

A primeira razão é a oferta e a demanda. Essa idéia é bem simples de compreender – coisas que são raras (diamantes, picassos, pessoas com altas habilidades esportivas) tendem a ter mais valor do que as coisas que são comuns. Em nossa cultura (e em muitas outras ao redor do globo), a vasta maioria das pessoas é está em sobrepeso ou é obesa. Como a pessoa comum tem excesso de peso, pessoas magras são mais raras por definição, e portanto possuem maior demanda. E quanto mais gordo nosso país ficar, mais valor terão os magros, baseados unicamente na forma corporal. Isso não é um julgamento de valor, é economia básica.

Também existe uma perspectiva evolutiva.

Em um ponto de nossa evolução as pessoas que eram mais gordas que a média eram valorizadas como esposos e esposas, pois claramente tinham acesso a comida e recursos. Isso não é mais verdade e hoje a obesidade é um grande indício que prediz problemas de saúde. Hoje a pessoa de peso normal é, em média, escolhida como parceira em relação à sua saúde reprodutiva. A pergunta que nos fazemos inconscientemente é se essa pessoa será saudável o suficiente para dar continuidade aos nossos genes.

Perceba que essa referência também vai contra pessoas extremamente magras. Homens são menos atraídos por mulheres que são excessivamente magras pela mesma razão. Estudos mostraram que, quando foi solicitado para que homens dessem uma nota para a atratividade de silhuetas de corpos femininos, a esmagadora maioria deles escolheu a silhueta que corresponde à mulher de peso saudável: Nem muito magra, nem muito gorda.

É claro que a forma do corpo é apenas um fator dentre muitos, e as pessoas mais pesadas também encontram amor e felicidade. Ser magro não é garantia de felicidade, atratividade ou saúde. Mas, queira ou não, sempre será uma vantagem ser magro. [LiveScience]

Por: Sergio de SouzaEm: 11.09.2008 | Em Bem-estar, Outras  | Tags: , ,  
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

6 respostas para “Porque ser magro sempre estará na moda”

  1. Uma pessoa “hiper-mega-ultra-max-incrivelmente feia” é uma raridade, nem por isso a demanda é alta.

    A oferta é só 1 dos fatores que ditam o valor de um produto, e é esse valor que vai determinar a demanda.

  2. Tem que haver uma proporcionalidade entre peso e altura; fora disso, as belas curvas e musculaturas humanas somem.

    Peso mto acima da média não pode ser sinal de beleza e elegância porque além das curvas … o ser humano tbém perde a leveza nos movimentos …a graça no andar.

  3. Olá, gostaria de saber comopoderia colocar uma materia minha no site.
    Vou enviar logo abaixo, mas aguardo contato.
    Obrigada
    Luciana Kotaka

    Pensar magro emagrece

    Programa psicológico auxilia no processo de emagrecimento
    Quem já não descontou aquela raiva em uma saborosa pizza? Ou já se empanturrou de chocolate para tentar esquecer a tristeza? Muitas pessoas associam comida a determinados sentimentos. Mas o que muita gente não sabe é que os problemas com o peso estão diretamente relacionados com questões comportamentais e emocionais.
    “Eu chego em casa já pensando que mereço comer um chocolate, pois meu dia foi muito cansativo” ou “Meu dia foi tão produtivo, que vou comer um Big Mac” .Se estou triste é para tentar compensar a tristeza, se estou feliz é para celebrar a felicidade”, conta a empresária Cláudia Fontes. De acordo com a psicóloga clínica Luciana Kotaka, existe uma tendência de compensar situações como estress, cansaço, solidão, ansiedade, tristeza e raiva, comendo, o que pode gerar um quadro de sobrepeso ou de obesidade, em razão dos excessos alimentares cometidos.
    Esse processo de aquisição de novos comportamentos pode ser alcançado através de um programa de emagrecimento, RAFCAL- Reeducação Afeto-Cognitivo do Comportamento Alimentar, onde o paciente desenvolverá um repertório de comportamentos, do qual ele aplicará em sua rotina alimentar, de forma adequada a sua realidade, assim emagrecendo e mantendo o peso almejado.
    Mas esse processo que parece tão simples, na verdade exige a aprendizagem de novas condutas de comportamento:pensar, agir, comer, desenvolver comportamentos magros, é o primeiro passo para perdermos peso e tornar a manutenção do corpo magro, concreto.

    Saber quando, quanto e o que comer, podendo desenvolver ferramentas eficazes para que seu emagrecimento seja efetivo, desenvolvendo uma relação adequada com a comida, com seu corpo e sua saúde.
    Devemos ressaltar que o RAFCAL, é um importante aliado nos processos de emagrecimentos, visto que a obesidade é multifatorial, vindo a complementar o trabalho de outros profissionais da área de saúde, como o endocrinologista, nutricionista, cardiologistas, educadores físicos, entre outras especialidades.

    Lembre-se, não existe mágica, existe sim, a opção de se buscar uma melhor relação com seu peso, com você e com sua auto-estima.

  4. Eu até concordo q as pessoas podem achar os magros mais atraentes porq existem mais pessoas gordas… Mas então fikei pensando… Antigamente as pessoas achavam q gordo era mais bonito, parecia mais saudável, isso significaria q antigamente tinha mais magros??
    e em alguns países da Ásia há padrões de beleza beem diferentes… envolvendo peso tbm… e tamanho do nariz… Em alguns, narizes grandes são considerados um sinal de beleza. Isso significaria q naqueele país narizes pequenos são mais comuns?? Acho q não…

  5. E deveria ser assim mesmo: os magros com vantagens psicológicas sobre os gordos, e não para “tirar sarro” mas isso também serve, mesmo que sendo do jeito difícil, para mostrar para às pessoas as vantagens de perder peso, e levar elas a fazê-lo (mesmo sendo sobre pressão, é muito melhor do que continuar em sobrepeso). As pessoas, se não são saudáveis, não deveriam “tentar se aceitar” e achar que isto é auto-estima e começar a fazer do jeito mais fácil e eficiente: perder o peso que prejudica e se tornar melhor tanto socialmente quanto fisicamente. Parece que em algumas, a sociedade acerta…

Deixe uma resposta